Saltar para o conteúdo

Spin climático

8 Dezembro, 2009

Não há estudos científicos que sustentem afirmações peremptórias como “as alterações climáticas irão devastar o nosso planeta” ou que irão secar os continentes e afundar nações. Esta linguagem catastrofista não resulta de uma demonstração científica mas do spin que certos cientistas têm vindo a fazer junto da comunicação social. Os grupos de Michael Mann e Phil Jones, envolvidos no Climategate, são especialistas nesse tipo de spin. Jornais como o Público, que não têm ninguém que se dê ao trabalho de ler estudos científicos de forma crítica e desapaixonada, amplificam esse spin acreditando que o que estão a dizer reflecte teses científicas devidamente fundamentadas.

Anúncios
58 comentários leave one →
  1. Pedro permalink
    8 Dezembro, 2009 11:03

    E, pelos vistos, o Expresso também está com falta de pessoal especializado.

    Mas o que mais me surpreendeu foram algumas declarações de Adérito Serrão, presidente do Instituto de Meteorologia (IM), aí reproduzidas (“Portugal aqueceu 1,2 graus desde 1930” em http://aeiou.expresso.pt/copenhaga-portugal-aqueceu-12-graus-desde-1930=f551838) quando afirma que “Os fenómenos extremos podem vir a ter frequência maior do que no passado. Estamos a bater recordes sucessivos de verões mais quentes, ondas de calor mais prolongadas. Nos últimos 30 anos houve uma curva ascendente nas temperaturas médias”. Em que dados ele se baseia? Portugueses ou anglófonos? Esse estudo está publicado? Onde?

    No restante texto da notícia do Expresso, o mesmo especialista acrescenta que “A temperatura média em Portugal subiu 1,2 graus desde 1930. Antes disso demorara um século para aumentar 0,8 graus. Esta diferença “significativa” explica-se em grande parte pela revolução industrial, que trouxe alterações nas emissões de dióxido de carbono”.

    Temos então o presidente no nosso IM a alinhar pela bitola de especialistas como Michael Mann e Phil Jones. Estamos bem entregues…

    Gostar

  2. a pressão aumenta com a profundidade permalink
    8 Dezembro, 2009 11:12

    Também não há estudos que “digam” que o mundo vai ser verdinho e bonitinho, pelo que devemos continuar a poluir como até aqui.

    Caro JM, eu também não estou preocupado com o planeta, ao fim e ao cabo ele já cá anda há milhares de milhões de anos sem a nossa preocupação ou ajuda. Acho mesmo que é tipicamente humano (esta presunção) achar que isto só lá vai com o nosso contributo.

    O planeta não precisa de ajuda. Nós é que precisamos.

    Gostar

  3. 8 Dezembro, 2009 11:14

    É na verdade um spin, tal como
    “Como destruir uma marca”
    https://blasfemias.net/2009/12/05/como-destruir-uma-marca/
    Só porque figura um homem na capa de uma revista, onde é suposto aparecer uma mulher (nua de preferência).

    Gostar

  4. hulk permalink
    8 Dezembro, 2009 11:28

    pera aí João Miranda ..então ..e a calota artica ..que está a desaparecer ? e regiões geladas que antes eram de neves eternas ..agora nem têm gelo !! e certas ilhas que estão já praticamente submersas …e cientistas do mundo todo confirmando ..tudo isto ..
    Michael Mann e Phil Jones são os unicos a afirmarem isto ? enlouqueceste de vez ?

    Pera aí .também se pode dar o caso de estares a fazer o SPIN DE OUTREM !? QUEM TE ESTÀ A PAGAR PARA FAZERES O CONTRA SPIN?

    Gostar

  5. henrique pereira dos santos permalink
    8 Dezembro, 2009 11:34

    Caro João Miranda,
    É evidente que existe spin do lado do dos que pretendem obter decisões políticas mais fortes no que diz respeito à redução de emissões e etc., e isso deve ser combatido.
    Mas esse spin é uma bricandeira de crianças face ao spin de quem pretende negar que existe evidência científica (e por evidência científica entenda-se que ela comporta graus de probabilidade e intervalos de incerteza) quanto ao problema das alterações climáticas provocadas pelo homem.
    henrique pereira dos santos

    Gostar

  6. hulk permalink
    8 Dezembro, 2009 11:45

    então achas que queimar combustiveis fosseis à velocidade alucinante que estamos a consumir ..não traz qualquer consequência ? NÃO ?

    Ou são a petrolíferas que seguindo as taticas de socrates estão minando o terreno ?
    Tudo o que é preciso agora é que surjam uns quantos Joãos Mirandas .. palrando o que as petroliferas querem ! Não …queimar combustíveis fósseis ..em quantidades e velocidades alucinantes ..não têm qualquer tipo de consequência …
    e afinal na ignorância bacoca dos JOÔES MIRANDAS esses materiais ..carvão ..petróleo ..gaz natural ..só servem mesmo para queimar !!!
    O que pensarão as gerações vindouras( daqui por umas centenas ou milhares de anos ) ..da forma como administramos essa matéria prima ? Vão pensar !!!Queimaram tudo alegremente ..Parece que havia uns Joões Mirandas que cometeram esse acto! sempre muito enfáticos ..muito científicos claro … afirmando peremptóriamente que afinal sim ..queimar essas matérias primas ..sim claro ..a velocidade alucinante e em quantidades alucinantes ..claro ..claro ..claro …claro …queimar ..queimar …queimar !!! queimem tudo logo de vez porra ..
    Como assim aquecimento global ? acaso queimar combustiveis fosseis ..provoca alguma forma de calor ? que eu saiba não !!Afirmavam os Joões Mirandas ..criticando ácidamente e sobranceiramente os jornalistas que reportavam o contrário..

    Gostar

  7. Ricciardi permalink
    8 Dezembro, 2009 11:51

    Mas JM, são necessárias certezas cientificas? Não conseguiremos utilizando a observação e o bom senso, verificar que está tudo poluido e que isso não pode ser muito bom para o clima… v.exa. não se apercebe da subida do mar? precisaremos que nos digam que ele está a subir para acreditarmos no que nós proprios vemos?

    Bem, podemos esperar a prova cientifica… depois disto tudo fo.. poderemos um dia finalmente dizer: aqui temos a prova do que não fizemos.

    RB

    Gostar

  8. hulk permalink
    8 Dezembro, 2009 12:06

    pera aí ..censuraste o comentario porque falei em Tourada ? ou porque te mandei pá ?
    que sensivel

    Gostar

  9. hulk permalink
    8 Dezembro, 2009 12:11

    esta questão ambiental traz-me à lembrança uma coisa ..” coerência ” será que a Tourada à portuguesa ( os espanhóis é lá com eles ) é uma demonstração de civismo ambiental ? Será que nós podemos ser ambientalistas “COERENTES” e de manhã sermos ambientalmente corretos e de tarde irmos esfacelar em sangue um nobre animal numa arena ?
    ISSO É COERÊNCIA AMBIENTAL ? QUE MORAL TEMOS NÓS PARA ABRIR O BICO ?
    SE PEDRITO DE PORTUGAL RECEBEU A MAIOR CONDECORAÇÂO DE SAMPAIO ?
    VAMOS È CALAR O BICO E OLHAR PRIMEIRO A NOSSA MOSTRUOSA VERGONHA !

    Gostar

  10. Pedro permalink
    8 Dezembro, 2009 12:16

    Parece que facilmente se perde a perspectiva do problema em análise.

    Quando se polui — e o facto é demonstrável (derramamento de petróleo, p.ex.) — é imperativo proceder à limpeza e ao ressarcimento das respectivas vítimas.

    A questão que se coloca é:
    * se existe, de facto, um aumento global da temperatura do planeta; fenómenos localizados de degelo não são, “per si”, prova disso;
    * se, a existir aumento da temperatura global, este se deve exclusivamente às emissões de CO2 pelos seres humanos, ou se estas o potenciam.

    A factura a pagar por todos é astronómica (entendida em ambos os sentidos), consoante o que fique demonstrado. É, por isso, estranho que, sabendo que os estudos não oferecem credibilidade, se não proponham efectuar outros mais sérios, antes tomar uma decisão que vai influir muito negativamente no bem estar de milhões de cidadãos.

    Porém, os potenciais beneficiários não dormem. E trabalham afincadamente.

    Que saudades dos tempos em que tudo era a preto e branco: os grandes interesses e lóbis dum lado da barricada, os defensores de um planeta saudável e habitável do outro.

    Agora é tudo muito confuso… Os biliões levados pelos ventos deste iluminismo, são “pagos” pelos mesmos milhões de seres humanos que, condenados à extrema pobreza, não são tidos nem achados nas superiores decisões que os afectam. Nem tal seria admissível, pois não têm competência para compreender problemas de tamanha complexidade~. Felizmente têm quem por eles decida com ponderação e bom senso, pois assim o seu bem-estar está garantido!

    Gostar

  11. hulk permalink
    8 Dezembro, 2009 12:22

    ….antes tomar uma decisão que vai influir muito negativamente no bem estar de milhões de cidadãos…..

    DIMINUIR A POLUIÇÃO PODE INFLUIR MUITO NEGATIVAMENTE ?

    ….”Parece que facilmente se perde a perspectiva do problema em análise….

    Parece que o Pedrinho da Galp é que perdeu totalmente a perspectiva !!!!!
    aposto que também é fã de tourada ..

    Gostar

  12. lucklucky permalink
    8 Dezembro, 2009 12:30

    “e regiões geladas que antes eram de neves eternas ..agora nem têm gelo”

    Sempre ao sabor da propaganda…. A temperatura na Tanzania baixou(estou a usar a bitola dos Eugenistas do Clima) mas o Kilimanjaro está com menos neve. Explicação: menos chuva.

    Nos Himalaias glaciares ficam mais pequenos e outros maiores. Nas notícias só aparecem os que diminuem. No Ártico diminui o gelo(tem aumentado nos últimos anos mas ainda abaixo da media) mas aumenta no Antártico (mais uma vez segundo a bitola dos Eugenistas), não aparece nas notícias…Aparentemente não faz parte da Terra. Do Mar 70% da superfície não se fala. Ninguém sabe a temperatura…

    Ainda chamam a isto “Ciência”…

    Gostar

  13. Zenóbio permalink
    8 Dezembro, 2009 12:31

    O João Miranda tem uma agenda e mantém-se fiel. Admiro a coerência. Parabéns.

    Gostar

  14. 8 Dezembro, 2009 12:43

    Factos científicos:

    -O dióxido de carbono é um gás de estufa ( Spectroscopy 101 para quem quiser aprender ciência, não é o pior, mas um dos maiores responsáveis por termos 19ºC de temperatura média na Terra e não -19ºC;
    -As emissões de CO2 aumentaram consideravelmente desde que a queima de combustíveis fósseis se tornou a força motriz do nosso desenvolvimento;
    -O ciclo do carbono é muito lento e o tempo de residência de um 1 kg de CO2 na atmosfera é elevado e a sua captação pela litosfera é um processo moroso; quando mais rapidamente se emite, mais lenta é a sua captação;
    -A temperatura do planeta aumentou 0,8 ºC em 30 anos; um aumento a uma taxa mais rápida do que se esperava;
    -A diminuição do gelo no Ártico e no Antártico é nítida e há vários estudos que observam este fenómeno.

    Parece-me factos científicos com uma certa dose de ligação entre si. Mesmo porque as outras causas poss+iveis de aquecimento do planeta, estão exactamente no ciclo contrário ( precessão, eixo da Terra, periélio/afélio). E não temos tido actividade vulcânica generalizada que possa igualmente originar um aquecimento tão rapido em tão poucos anos.

    Não vou entrar (ainda) em discussão sobre isto e outras coisas, mas parece-me errado dizer não, só pode que não se consegue (ainda) provar. Isto não é um julgamento nem se tratar de um tribunal (em questões globais deste género, o inocente até prova em contrário parece-me muito perigoso).

    Gostar

  15. hulk permalink
    8 Dezembro, 2009 12:45

    o luckyluckyboy das petroliferas vem também dizer que ..claro ..claro ..queimar combustiveis fosseis ..a velocidades e quantidades alucinantes ..não provocam qualquer efeito ..só menos umas chuvasitas ..nada de importante ..
    toca de queimar …queiiiiiimaaaaaaaaaaa

    Gostar

  16. JJ Pereira permalink
    8 Dezembro, 2009 12:50

    Jornais como o “Público”… e leitores de jornis como os Portugueses…

    Gostar

  17. JJ Pereira permalink
    8 Dezembro, 2009 12:51

    “leitores de jornais.
    As desculpas devidas.

    Gostar

  18. lucklucky permalink
    8 Dezembro, 2009 13:13

    -O dióxido de carbono é um gás de estufa ( Spectroscopy 101 para quem quiser aprender ciência, não é o pior, mas um dos maiores responsáveis por termos 19ºC de temperatura média na Terra e não -19ºC;

    Falso, primeiro não existe efeito de estufa – não há nenhuma estufa, segundo não se sabe sequer o peso do que influencia o clima o que aliás deixa ainda em aberto se há outros factores desconhecidos. Logo sabemos muito pouco.

    -As emissões de CO2 aumentaram consideravelmente desde que a queima de combustíveis fósseis se tornou a força motriz do nosso desenvolvimento

    As emissões de CO2 aumentam e diminuem ao longo dos séculos não há evidência que são os humanos que estão a aumentar o nível do CO2 na atmosfera.

    -A temperatura do planeta aumentou 0,8 ºC em 30 anos; um aumento a uma taxa mais rápida do que se esperava;

    A temperatura da Terra é impossível de medir com a tecnologia actual para a precisão requerida. Só o facto de você colocar décimas mostra até onde chegou a manipulação da “ciência”.

    “A diminuição do gelo no Ártico e no Antártico é nítida e há vários estudos que observam este fenómeno.”

    O gelo no Artico tem recuperado. E não há perda de gelo no Antártico segundo as medições.

    Do mail do Dr.Trenberth:
    “The fact is that we can’t account for the lack of warming at the moment and it is a travesty that we can’t. The CERES data published in the August BAMS 09 supplement on 2008 shows there should be even more warming: but the data are surely wrong. Our observing system is inadequate.”

    Ou este:

    “How come you do not agree with a statement that says we are no where close to knowing where energy is going or whether clouds are changing to make the planet brighter. We are not close to balancing the energy budget. The fact that we can not account for what is happening in the climate system makes any consideration of geoengineering quite hopeless as we will never be able to tell if it is successful or not! It is a travesty!”

    Gostar

  19. Anónimo permalink
    8 Dezembro, 2009 13:39

    Porque é q

    Gostar

  20. 8 Dezembro, 2009 13:41

    @Luckylucky,

    não há efeito de estufa???? Aprenda a calcular a temperatura média da Terra com e sem CO2 e depois venha falar comigo. Ou se quiser, eu ensino-lhe quando tiver tempo. Sem o bendito CO2 , agora eu e você não passaríamos de moléculas párias.

    As emissões variam ao longo da história da Terra, mas o aumento actual na atmosfera(não estou a falar de emissões ou captações) só tem uma fonte : combustíveis fósseis. Sabe quando queima o seu automóvel quando vai para o trabalho? Agora faça as contas para todos os transportes, centrais termonucleares, caldeiras industriais,etc. Se sabe calcular tempos de residência, verá logo que tudo o que se emite actualmente não está a ser capturado a uma velocidade que impeça a sua acumulação. Isso, se souber o que é o tempo de residência ( isso até o João Miranda sabe lhe explicar).

    A temperatura média da Terra tem sempre um erro associado como é óbvio em cada medição. Mas digo-lhe já que o valor que mencionei tem maior precisão do que o relógio do seu pulso. Há várias maneiras de medir a temperatura média de um planeta, mas sobre isso não vou dissertar senão estaria aqui todo o dia e não tenho disponibilidade para lhe explicar.

    Não se pode medir tendências globais pela análise dos últimos anos, em paticular num fenómeno que pode sofrer pequenas causas de inversão de tendências.
    A realidade é que , de acordo com os dados das últimas décadas, o gelo no Ártico tem diminuindo. No Antárctico a diminuição ou aumento nunca será tão significativa para o planeta, mesmo porque o antártico tem uma massa terrestre superior e a sua influência em correntes oceânicas nunca será tão grave para o clima global.

    Por último, se reparar bem no que eu escrevi, eu referi que ainda não se pode provar uma causa com o efeito. O que eu disse é que, perante alguns factos científicos, é tão mau aquele que estabelece uma causa, assim como aquele que a ignora. E o que me preocupa é a ignorância. A sua então, só me preocupa por não contra-argumentar com ciência, apenas com sofismas de opinião.

    Gostar

  21. tina permalink
    8 Dezembro, 2009 13:45

    O problema é que eles não percebem inglês…

    Gostar

  22. Anónimo permalink
    8 Dezembro, 2009 13:46

    Por que raio continuam os papagaios a repetir constantemente toda a espécie de tretas sem qualquer fundamento?

    Quanto aos dados dos gelos são publicados, frequentemente em

    http://mitos-climaticos.blogspot.com

    vão ver e deixem de dizer burrices bacocas, essas cabecinhas também servem para pensar, que falta de confiança deles, neles próprios.

    Gostar

  23. hulk2 permalink
    8 Dezembro, 2009 13:47

    o lucky lucky boy das petroliferas sabe tanto ..
    sabes boy ..quantas toneladas de combustiveis fosseis são devoradas por dia no planeta ?
    Isso não tem impacto nenhum ..será 0 ?..ou assumes que algum impacto terá ! ? qual seria o impacto ?
    já que sabes tanto ..responde !!!

    Não te esqueças ..quantas toneladas de combustiveis fosseis a humanidade consome por dia ?

    Gostar

  24. 8 Dezembro, 2009 13:50

    “Jornais como o Público, que não têm ninguém que se dê ao trabalho de ler estudos científicos de forma crítica e desapaixonada”

    E o JM lê?

    Gostar

  25. Hawk permalink
    8 Dezembro, 2009 13:51

    Eu não sei se esses dados das alterações climáticas são exactos. Mas será que está na mão da Humanidade alterar essa situação? Isto lembra-me aqui há uns anos a histeria por causa dos fogos nas florestas: era preciso encontrar um culpado, fosse como fosse, porque era impossível que a nossa Mãezinha Natureza nos quisesse tratar tão mal.
    Independentemente da validade das investigações científicas, creio que toda esta exaltação por causa do ambiente é apenas expressão da revolta do subconsciente Humano face à sua incapacidade de dominar totalmente as forças naturais. As quais, no dia em que quiserem acabar conôsco, acabam mesmo.

    Gostar

  26. Anónimo permalink
    8 Dezembro, 2009 13:52

    Estamos a bater recordes sucessivos de verões mais quentes, ondas de calor mais prolongadas. Nos últimos 30 anos houve uma curva ascendente nas temperaturas médias”. Em que dados ele se baseia? Portugueses ou anglófonos? Esse estudo está publicado? Onde?

    Pergunte a qualquer algarvio ou alentejano. Ou a qualquer pessoa que entenda minimamente de climatologia. Qualquer serie climática nacional lhe mostra esse aquecimento. As normais climáticas nacionais (series de 30 anos) tem sido sempre mais quentes que a série anterior desde há décadas. Duvide das causas do aquecimento, é normal haver cepticismo, agora pôr em causa esse aquecimento é estar na pré-história da discussão e apenas revela ignorância.

    Gostar

  27. 8 Dezembro, 2009 14:11

    Afasto-me desta discussão porque vou passar o resto do dia a corrigir teses de mestrado. Mas, usar videos do youtube não é de certeza a melhor ideia para discutir este assunto. Muitos deles têm informações erradas e são opiniões pessoais mais do que ideias científicas rigorosamente apresentadas e fundamentadas. E isto serve para os dois lados da equação ( os contra e os a favor).

    Gostar

  28. aqueçólogo permalink
    8 Dezembro, 2009 14:28

    li agora no jugular que os venusianos deram cabo de venus com o efeito estufa. deve ser por isso que já não há lá ninguém , foram extintos. cuidado !!aprendam com o que lhes aconteceu!!

    Gostar

  29. alopes007 permalink
    8 Dezembro, 2009 15:20

    O clima do nosso planeta sempre foi uma coisa que apaixonou o Homem ao longo dos séculos. Mas, ao ‘olharmos’ para ele – o clima – apercebemo-nos da nossa pequenez. Não só não o controlamos como o não compreendemos! Tal como há 10.000 anos atrás.
    No entanto, dá um certo ar de Kulto dizermos parvoeiras à cerca dele. Nós – ninguém! – é capaz de afirmar cientificamente se daqui a 3 (três!) dias vai chover num determinado local do nosso planeta.
    Mas gostamos de fazer futurologia climática para daqui a 20 ou 50 anos.

    Gostar

  30. Anónimo permalink
    8 Dezembro, 2009 15:44

    #29 Há grande ciclos climáticos que demoram séculos ou milénios no qual o homem é uma pequenez. Ninguém põe isso em causa, todos sabemos que é assim. Há os ciclos astronómicos responsáveis pelas glaciações por exemplo. Mas há uma alteração súbita nas últimas décadas que face à ciência actual não tem qualquer outra explicação para além do homem e das emissões de CO2. É uma alteração demasiado brusca para ser explicada por mecanismos naturais que hoje a ciência conhece. Temperaturas de 47ºC no Alentejo em 2003 não existem nos registos do homem moderno, e foi tudo muito de repente, em poucas décadas as temperaturas subiram muito, as secas tornaram-se mais frequentes por exemplo em Portugal, sem que tenha sido encontrado um mecanismo natural que possa explicar isso.

    Gostar

  31. 8 Dezembro, 2009 16:08

    Nunca percebi qual a razão profunda pela qual os capitalistas das indústrias consumidoras de energias fósseis são menos respeitáveis que os capitalistas das denominadas energias renováveis! E, já agora, dos capitalistas detentores dos reactores nucleares!

    Gostar

  32. 8 Dezembro, 2009 16:22

    De acordo com o Público de hoje, o sr. Rajendra K. Pachauri, na cerimónia de abertura da conferência de Copenhaga, declarou que as conclusões a que o IPCC chegou em 2007 consistiram na determinação que «existem 90 por cento de certezas de que os humanos são responsáveis pelo aquecimento do planeta».

    É caso para dizer, pelo menos para investidores conservadores, que havendo 90% de probabilidade de nos sair o “El Gordo”, quantos de nós iremos gastar todo o nosso dinheiro (e o que pudermos pedir emprestado) na compra de cautelas?

    Gostar

  33. tina permalink
    8 Dezembro, 2009 17:30

    “Jornais como o Público, que não têm ninguém que se dê ao trabalho de ler estudos científicos de forma crítica e desapaixonada,..”

    Em Portugal não há pessoas a esse nível. Era necessário um jornalista que se interessasse genuinamente por ciência mas aqui as pessoas são muito ego orientadas, até os jornalistas querem fazer coisas “importantes”, armam-se em políticos

    Gostar

  34. Anónimo permalink
    8 Dezembro, 2009 17:45

    Eduardo F. disse
    8 Dezembro, 2009 às 4:08 pm

    Nunca percebi qual a razão profunda pela qual os capitalistas das indústrias consumidoras de energias fósseis são menos respeitáveis que os capitalistas das denominadas energias renováveis! E, já agora, dos capitalistas detentores dos reactores nucleares!
    ——————————————————–

    Eduardo, eu também nunca compreendi porque é que os liberais se entrincheiraram desta forma nesta questão. Mercados como o do Carbono são interessantes e soluções liberais simples para resolver assuntos complexos como o das externalidades como a poluição. Contudo, quem leia os últimos post’s daqui no Blasfémias, parece que está a ler post’s do Hugo Chavez ou do Michael Moore tal o primarismo com que abordam estes assuntos. Esse post mais acima escrita pela Helena parece quase raciocínio do Morales, e eu que tanto aprecio a Helena (e o JM, e o Gabriel), sei quanto pesei para afirmar isto. Houve há umas semanas um post interessante num blogue de direita, que não tinha directamente a ver com isto, mas contudo até tinha. Eu compreendo as trincheiras e causas em que a extrema esquerda se enterra, mas as liberais não compreendo. Sempre os considerei acima dessas patetices.

    Gostar

  35. 8 Dezembro, 2009 18:03

    Caro Anónimo #35,

    Desculpar-me-á pela pergunta mas em que trincheira me viu instalado (ou sitiado)? Pode fazer-me o favor de me indicar as coordenadas da mesma?

    E, já agora, também defende que os capitalistas das centrais térmicas são diferentes dos capitalistas por exemplo, das “centrais” eólicas? Sabe, eu acho que não há diferenças. Veja, sei lá, o caso da General Electric. Agora uma coisa lhe afirmo: os capitalistas adoram subsídios provindos do Estado, ou seja, dos nossos impostos. Sabe porquê? Porque o risco de um dado empreendimento “verde” fica automaticamente coberto. Vá lá ver, se conseguir, a quanto fica(*) cada kw/hora produzido na fotovoltaica da Amareleja?

    (*) – Incluir custos de capital, custos de operação, manutenção e substituição, factor de capacidade, subsídios à construção/aquisição de equipamentos e subsídios à exploração, taxa de IRC efectiva, períodos de isenção, etc e, por fim, custo de desmantelamento.

    Gostar

  36. tina permalink
    8 Dezembro, 2009 18:10

    Eduardo, em relação aos créditos de carbono, como seria para as centrais movidas a combustíveis fósseis em Portugal? Teriam alguma alternativa ou teriam de fechar se não quisessem ser penalizados? Sabe como funcionaria?

    Gostar

  37. Anónimo permalink
    8 Dezembro, 2009 18:30

    Cá para mim, este post do JM não passa dum assédio descarado ao Público, para o contratar como seu colaborador, agora que saiu do DN e ficou limitado à audiência do Blasfémias

    Gostar

  38. André M permalink
    8 Dezembro, 2009 19:00

    Como é evidente, o planeta não vai ser devastado. A problemática não é essa.

    #29 Alopes007

    Claro que “gostamos” de fazer “futurologia climática” para daqui a 20 ou 50 anos. Mais, muitos dos modelos correm para 2100. Pense nisso no dia em que fizer uma casa à beira mar, ou num local com poucos recursos hídricos. Não se pode planear a pensar no dia seguinte. Isso nem é planear.

    Gostar

  39. 8 Dezembro, 2009 19:13

    Caro André M,

    A conjectura/especulação faz parte integrante do processo científico. Mas não se confunde com “stock” científico.

    Assim, se é compreensível que esteja preocupado com o que se vai passar daqui a 50/100 anos de distância, não poderá excluir completamente a hipótese de que daqui a 50/100 anos, as gerações dessa altura se vierem a irritar profundamente contra as gerações de agora se estas, entretanto, cometerem erros agora que se projectarão e ampliarão no futuro.

    Sucede que entre estes hipotéticos mas graves erros pode estar uma profundamente errada reafectação de meios (finitos, por natureza) que tenha sérias implicações, a longo prazo, na actividade económica e, portanto, do nosso bem-estar (de todos os habitantes da Terra).

    Gostar

  40. Anónimo permalink
    8 Dezembro, 2009 19:17

    E, já agora, também defende que os capitalistas das centrais térmicas são diferentes dos capitalistas por exemplo, das “centrais” eólicas? Sabe, eu acho que não há diferenças. Veja, sei lá, o caso da General Electric. Agora uma coisa lhe afirmo: os capitalistas adoram subsídios provindos do Estado, ou seja, dos nossos impostos. Sabe porquê? Porque o risco de um dado empreendimento “verde” fica automaticamente coberto. Vá lá ver, se conseguir, a quanto fica(*) cada kw/hora produzido na fotovoltaica da Amareleja?

    Os subsídios que a industria petrolífera, nuclear, carvão e outras, receberam ao longo das últimas décadas, são incomensuravelmente superiores aos das energias renováveis. É que nem perto estão, são estão a galáxias de distância.

    Quanto à central solar, não misture alhos com bugalhos. Energia renovável sim, catástrofes como a solar não. O facto do Socrates inaugurar centrais dessas pagas a 4x o custo da energia normal nada tem a ver com o aquecimento global. É propaganda pura e dura, para auto-promoção, nada tem de ambiental. Rigorosamente nada ! A ciência climática não tem culpa que haja abutres que se sirvam dela desta forma.

    Gostar

  41. 8 Dezembro, 2009 19:32

    Tina #33,

    Desculpe só agora responder mas não tinha reparado na sua pergunta. Faço-o agora.

    Conheço muito mal as questões ligadas ao comércio de emissões, pelo que umas pesquisas na net dar-lhe-ão informação muito mais relevante da que eu lhe posso dar. Não obstante, recomendar-lhe-ia uma visita aqui e uma leitura deste documento sobre comércio de emissões na UE 27.

    Gostar

  42. André M permalink
    8 Dezembro, 2009 19:39

    Caro Eduardo F.,

    O principal erro já foi cometido: o uso desbragado da energia fóssil, por ser barata. Como diz, resta apenas procurar alternativas que pouco afectem o nível de vida já alcançado.
    A geração dos actuais jovens (na qual me incluo) já se pode irritar um pouco com as antecedentes, pois vão ter de resolver o problema criado por estas (enfim, apesar de ainda “beneficiarem” um pouco).
    Alguns erros já foram cometidos, como o já referido das centrais solares. É irónico construir painéis solares em fábricas alimentadas a energia fóssil, em que o tempo de funcionamento de um painel para produzir energia que compense a energia gasta na sua construção seja próximo do tempo de vida útil do painel.
    E certamente ainda se cometerão mais alguns.

    Gostar

  43. 8 Dezembro, 2009 19:48

    Caro Anónimo #41,

    Se houve algo que retive do meu curso na Universidade foi aprender que os custos passados, de per si, são totalmente irrelevantes para a tomada de decisões sobre o futuro. Este princípio significa que é inválido o raciocínio que consiste em aceitar pacificamente o dispêndio de mais 100 em algo em algo que é economicamente inviável mesmo que já lá tenham sido gastos 1000.

    Por esta razão não considero um argumento válido invocar os subsídios passados para justificar subsídios presentes.

    Assinalo também que a única forma correcta de calcular o custo do kw/hora, em qualquer tipo de energia, fóssil, nuclear ou “renovável” é a que assinalo em #35(*)

    (*) – Incluir custos de capital, custos de operação, manutenção e substituição, factor de capacidade, subsídios à construção/aquisição de equipamentos e subsídios à exploração, taxa de IRC efectiva, períodos de isenção, etc e, por fim, custo de desmantelamento.

    Gostar

  44. Anónimo permalink
    8 Dezembro, 2009 19:51

    Eduardo 31 , é fácil de perceber : os magnatas do petroleo são descendentes de maome e os das energias renováveis são descendentes de cristo. uns são o eixo do mal , os outros o eixo bo bem. Vê? uma variante do choque de civilizações e guerras religiosas. simples.

    Gostar

  45. 8 Dezembro, 2009 20:09

    E, como ninguém fala do assunto – nem mesmo os apodados de (neo)liberais -, também não percebo que se não fale de energia nuclear. Aquela onde se consegue um custo de kw/hora mais barato (calculando-o com todas as parcelas indicadas em #35 e repetidas em #44) com emissões de CO2 de praticamente zero.

    A sensação com que fico (eu, que também já fui jovem) é que o carnaval do “nuclear não, obrigado!” dos anos 80 (que em Portugal atingiu níveis ridículos de que existem ainda uns restos no Alentejo – umas tais “Zonas Livres de Armas Nucleares”), se transportou de armas e bagagens para o “aquecimento global”.

    O chinfrim à volta da colocação de mísseis na Europa por Reagan(*) que, recorde-se, era a respostas aos mísseis soviéticos SS-20, o agitar do medo (tal como agora), do apocalipse nuclear (que é dele?) é o chinfrim de agora.

    (*) – Recorde-se que a instalação dos mísseis na Europa por parte da NATO conjuntamente com o espectro da “guerra des estrelas” foi um factor determinante para o desmoronar do império soviético, que ocorreu em 1989.

    Gostar

  46. 8 Dezembro, 2009 20:12

    Caro Anónimo #45,

    Grato pela explicação que, confesso, não me ocorreria em tempo algum.

    Gostar

  47. Anónimo permalink
    9 Dezembro, 2009 00:48

    Isto também deve fazer parte do spin:
    http://news.bbc.co.uk/2/hi/science/nature/8377128.stm

    Gostar

  48. OLP permalink
    9 Dezembro, 2009 09:56

    A temperatura em Portugal está a aumentar?
    Claro que está porra.
    Passem revista a tudo quanto é estação metereologica e vejam a sua envolvência desde o dia em que as estabeleceram.
    Só falta dar a temperatura do capot do carro estacionado ao lado.
    Pelo menos seria mais correcta.

    Gostar

  49. 9 Dezembro, 2009 13:48

    #46
    “E, como ninguém fala do assunto – nem mesmo os apodados de (neo)liberais -, também não percebo que se não fale de energia nuclear. Aquela onde se consegue um custo de kw/hora mais barato (calculando-o com todas as parcelas indicadas em #35 e repetidas em #44) com emissões de CO2 de praticamente zero.”

    demonstre lá isso, se não se importar?

    já agora, quem é paga o seguro de uma central nuclear?

    e quanto é que a indústria recebeu em subsídios (para investigação por exemplo) durante as últimas décadas?

    Gostar

  50. dups?sóosbicha permalink
    9 Dezembro, 2009 14:35

    ó guna ..não precisas pensar muito( ve lá não te canses ) ..pensa por exemplo na Belgica .
    Num território que é um terço de Portugal ..eles têm 7 ( SETE ) centrais nucleares ATIVAS ……

    E É LÁ QUE ESTÃO OS MAIS ALTOS FISCAIS DA EUROPA .OS QUE FISCALIZAM OS QUE FISCALIZAM QUE POR SUA VEZ FISCALIZAM ……

    Achas que se a energia nuclear fosse problemática ..eles teriam ?
    Como têm também os Franceses ?Que muito espertamente ..dizem aos otários para não ter ..que é muuuuuiiiittooooo perigosooooooo….e os ignorantes cheios de temores ..passam a comprar a eletricidade deleessss

    e aí guna ? conseguiste seguir o raciocinio ou és daqueles que tem muuuuiiiittttoooo meeeeddddoooooooo ????????

    Gostar

  51. dups?sóosbicha permalink
    9 Dezembro, 2009 14:48

    Outra coisa que é preciso pensar !!!

    QUAL É O LIMITE PARA AS CENTRAIS EÓLICAS ?

    Há uns anos atrás li algures ..que um bom meteorologista pode ganhar o mesmo que um bom geólogo ..
    Do mesmo jeito que um bom geólogo acha petróleo ..um bom meteorologista acha pipelines de vento..por isso existem mapas eólicos..
    Esses “canais ” de vento são constantes ..e estão lá por uma questão de equilibrio da atmosfera .. e é por onde são feitas as compensações das altas com as baixas pressões ..
    http://images.google.com.br/images?hl=pt-BR&rlz=1B5GGGL_pt-BRBR306BR307&um=1&sa=1&q=world++wind+map&btnG=Pesquisar+imagens&aq=f&oq=&start=0

    Se criarmos muita fricção ( centrais eolicas ) nesses canais ..vamos introduzir algum desiquilibrio.. quanto é ?
    Ninguém sabe ..mas entretanto vamos continuando a brincar com a nossa finissima atmosfera

    Gostar

  52. dups?sóosbicha permalink
    9 Dezembro, 2009 14:58

    olha lá outra coisa ..olho no negócio do socretas nas baterias para os carros eletricos ..

    Mas não deixa de ter piada o socretas anunciar ao povão ( para o distrair do essencial AS ESCUTAS !!!QUE TODOS TEMOS DIREITO DE OUVIR !!!! ) que vai ter uma rede de abastecimento de carros eletricos ..claro que a electricidade que “ele” vai fornecer para alimentar essas baterias ..vai ser produzida nas centrais termo eletricas ..( as mais porcas do mundo ) queimando os tão escassos combustiveis fosseis !

    O mais ironico de tudo é que Portugal não tem petroleo nem carvão …mas é riquissimo em Uranio ..sendo um dos maiores 25 produtores mundias de uranio..

    Mas como estamos na mão de bandidos da mais refinada estirpe nada há a fazer ..senão baixar as calças e dar o cu alegremente ..a toda a hora ..

    Calma calma ..eu não ..que eu pus-me ao largo !!! eu não pago salarios a bandidos !!

    Gostar

  53. 9 Dezembro, 2009 16:20

    Cara Guna,

    Relativamente aos subsídios passados, por favor leia aqui o que penso quanto ao assunto.

    Quanto à sustentabilidade do que afirmo quanto ao custo kw/hora do nuclear – ser o mais baixo custo unitário das diferentes formas de geração de energia hoje conhecidas – uma consulta pela internet deverá bastar, o que a convido a fazer.

    Para os mais preguiçosos – que sempre os há -, poderão consultar, por exemplo, aqui, aqui ou aqui.

    Saudações cordiais.

    Gostar

  54. 9 Dezembro, 2009 19:28

    Caro Eduardo,

    Os subsídios passados tornaram possiveis os actuais preços da tecnologia. Uma tecnologia nova tem sempre custos mais elevados do que terá quando atingir a maturação. Se indústria nuclear não se queixou de ter practicamente todo I&D pago pelo contribuite, a meu ver não deveria queixar-se dos subsídios atribuídos às energias renováveis. No entanto, a indústria nuclear continua a receber subsídios de outras formas, p.ex. juros bonificados, desmantelamento, etc.

    Quanto aos custos e se tiver paciência consulte este link também, acho que mostra valores um pouco diferentes daqueles que os links que indicou:
    http://web.mit.edu/ceepr/www/publications/workingpapers/2009-004.pdf

    e claro depois temos sempre estes exemplos, que em Portugal estamos bem habituados:
    “In France, decommissioning of Brennilis Nuclear Power Plant, a fairly small 70 MW power plant, already cost 480 million euros (20x the estimate costs) and is still pending after 20 years.”

    será que a EDF ainda está a actualisar o preço do kWh?

    Gostar

  55. dups?sóosbichadosao2 permalink
    9 Dezembro, 2009 23:38

    E queres chegar aonde Guna? vais cair na real algum dia ?

    Gostar

  56. dups?sóosbichadosao2 permalink
    9 Dezembro, 2009 23:39

    e muito mais importante no momento ..
    AS ESCUTAS VAMOS OUVIR QUANDO ? QUEREMOS OUVIR AS ESCUTAS AGORAAAA!!
    QUEREMOS O XEQUE-MATE A SOCRATES JÁÁÁÁÁÁÁÁ

    Gostar

Trackbacks

  1. Eco-alarmismo e linguagem catastrofista nos media « O Insurgente
  2. Eco-alarmismo e linguagem catastrofista nos media – Fluxtec Blogs

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: