Saltar para o conteúdo

Tem um grande curriculum mas sem isto não sei se ia lá.

8 Dezembro, 2009
by

“Foi assessora do primeiro-ministro António Guterres para os assuntos culturais e mandatária das candidaturas de Jorge Sampaio e Mário Soares à presidência da República, e de Manuel Maria Carrilho à presidência da Câmara de Lisboa.”

Anúncios
84 comentários leave one →
  1. Laranjada . Ovarense permalink
    8 Dezembro, 2009 12:03

    Coitado do Mexia …

    Gostar

  2. Laranjada . Ovarense permalink
    8 Dezembro, 2009 12:24

    Ena pá!
    30 minutos e ainda nada!
    Será que esta malta só comenta quando está “no serviço”?

    Gostar

  3. Laranjada . Ovarense permalink
    8 Dezembro, 2009 12:39

    É o que devem chamar de “produtividade” …
    Até o Sócrates deve ter dado uma ponte à equipa “abrantina”!

    Gostar

  4. pablo picaço permalink
    8 Dezembro, 2009 13:12

    Tem dúvidas sobre as qualidades da Sra. para dirigir a cinemateca?
    Argumentos, sr.JCD, argumentos (como diria o seu colega JM).

    Gostar

  5. José permalink
    8 Dezembro, 2009 13:34

    Isto é apenas uma “parte gaga”. O que é a tal Cinemateca, afinal? Serve para quê, num tempo de dvd´s oferecidos pela Auto Motor e assim?

    Enfim, uma sinecura mais para uma apaniguada do sistema governativo que temos.

    Quanto ao Mexia, que aprenda: Roma não paga a traidores.

    Gostar

  6. Hawk permalink
    8 Dezembro, 2009 13:35

    Não sei se esta senhora tem méritos para as funções para que foi nomeada. Mas que parece um “arrumar na prateleira” parece…

    Gostar

  7. 8 Dezembro, 2009 13:40

    Consequências já ‘naturais’ de quem tem lugar cativo na sala de espera das nomeações partidárias. No caso, especial lugar cativo. Por muitas carências que tenham, algumas ‘personalidades’-do-regime não aceitam qualquer coisinha…

    É assim, assim mesmo, às claras: o favor, a cunha, prevalece face à competência, doutros. Na Cinemateca ou noutros locais.

    Pedro Mexia seria um óptimo director. Outras pessoas também o poderiam ser.
    Mas quem se insinua e frequenta a manjedoura do poder, tem privilégios…

    Gostar

  8. 8 Dezembro, 2009 13:41

    Não comento a fundo porque ainda estou a digerir a surpresa!

    Mas que a gaga gonçalvista (de Vasco Gonçalves)tem capacidade de adaptação tem.

    Como sei que o ser é e não muda, assim numa primeira impressão: é só mais um sinal do estado de degradação a que isto chegou.

    Gostar

  9. 8 Dezembro, 2009 14:05

    Seria muito interessante que alguém escrevesse por exemplo um livro sobre as conecções de pessoas com os regimes, com governantes, com detentores de pequenos e médios poderes, para ascenderem a cargos, para usufruirem de favores em detrimento da competência doutros.
    (Muitas centenas de casos –conhecidos– em bastantes áreas de actividade !)
    Ou, como empresas estatais e privadas pagam campanhas eleitorais de partidos — curiosamente, mandatários do partido vencedor passam a ter programas televisivos, publicidade ao banco A ou B, etc&tal.

    Próximo evento com mega-favores: as comemorações do Centenário da República ! Alguns já aproveitaram o momento; outros têm ‘encomenda’ garantida…

    Gostar

  10. zazie permalink
    8 Dezembro, 2009 14:07

    José:

    É suposto que uma Cinemateca exista, do mesmo modo que existem museus e orquestas sinfónicas, apesar de também já termos catálogos online e leitores de CD ou mp3.

    Gostar

  11. zazie permalink
    8 Dezembro, 2009 14:08

    Orquestras.

    Quanto às sinecuras é outra coisa.

    Gostar

  12. Maroo permalink
    8 Dezembro, 2009 14:09

    A Republica Familiar Soarista e Socratiana….

    Gostar

  13. zazie permalink
    8 Dezembro, 2009 14:12

    O director “natural” da Cinemateca era o José Manuel Costa.

    Mas, como não era pessoa mediática e nem tinha padrinhos mais políticos, foi posto de parte e atirou com a porta há muito.

    Gostar

  14. zazie permalink
    8 Dezembro, 2009 14:33

    É nestas alturas que se sente a falta de um João César Monteiro.

    Tratava esta idiota por gaga e a pontapé, como a palerma merece.

    “:O))))

    Gostar

  15. zazie permalink
    8 Dezembro, 2009 14:38

    O FNV já recordou a frase.

    E disse mais. Ele tratava-a literalmente a pontapé

    ahahahaha

    Gostar

  16. censurado permalink
    8 Dezembro, 2009 14:52

    Um trabalhinho a fazer na Cinemateca é a passagem de muita daquela tralha para um suporte actual, como blu-ray.
    A senhora não conheço.
    Vi-a na TV e pareceu-me pedante.

    Piscoiso

    Gostar

  17. 8 Dezembro, 2009 14:55

    …E mesmo a “pontapé”, o JCMonteiro foi simpático…

    Gostar

  18. zazie permalink
    8 Dezembro, 2009 15:02

    O que é que esta idiota percebe de cinema?

    Já com o Mexia foi demasiado favor transformá-lo em “historiador de cinema” quando pouco mais se lhe conhece que a tradução dos aforismos do Bresson.

    Mas esta, então, o que é que esta imbecil alguma vez fez?

    A grande vergonha foi terem mandado às urtigas o José Manuel Costa- esse sim- teve uma vida inteira dedicada à Cinemateca e é excelente professor de História do Cinema.

    Gostar

  19. Marafado de Buliquei-me permalink
    8 Dezembro, 2009 15:04

    LICENCIADAS

    Francisco Louçã:

    – Senhor Primeiro Ministro, isto está de tal maneira que até as
    raparigas licenciadas têm que se prostituir para sobreviver.

    O Primeiro Ministro com o seu sorriso responde: – Lá está o Senhor
    Deputado a inverter tudo, ….o que se passa é que o nosso sistema de
    ensino está tão bom, que até as prostitutas hoje são licenciadas…

    Gostar

  20. zazie permalink
    8 Dezembro, 2009 15:06

    Mas pronto, depois dos chás televisivos, lá lhe dão a reforma cinéfila.

    Quem é que recusava um brinde destes?

    ahahahahaha

    Gostar

  21. Aborigene permalink
    8 Dezembro, 2009 15:08

    A velhinha percebe de “ninhos de amor” para 1ºs ministros viuvos ou divorciados.Uma vez a freguesia atendida é normal que seja paga por nós…

    Gostar

  22. Aborigene permalink
    8 Dezembro, 2009 15:10

    Mas não se apoquentem.O socialismo é assim.Hoje uma cinemateca amanhã mil cinematecas, até haver uma por junta de freguesia…

    Gostar

  23. zazie permalink
    8 Dezembro, 2009 15:17

    Ó Aborígena, também estás parvo.

    Já me incomodou o disparate que o José escreveu e vens agora tu com essa rábula à neoliberal de aviário a inventar cinematecas por bairro?

    V.s acaso sabem o que é uma cinemateca?

    Eu acho que não. E isso não abona nada a cultura de quem quer que seja.

    Gostar

  24. zazie permalink
    8 Dezembro, 2009 15:19

    Nem cinemas existem porque a massificação tirou o critério a toda a gente e preferem alugar DVDs, quanto mais museus de cinema por bairro e ciclos de filmes que de outro modo nunca se conheceriam?

    V.s parece que às vezes gostam de se armar em Quins Barreiros e julgam que isso é que é chic.

    Gostar

  25. Fausto G. permalink
    8 Dezembro, 2009 15:25

    O programa que a novel directora teve na TV com Agustina Bessa Luís foi exemplar: mostrou à saciedade a debilidade intelectual da novel directora, bem como a sua ridícula basófia a querer dar-se “ares” perante uma senhora a que não chega aos calcanhares…
    Enfim… mais um espécime medíocre deste desgoverno socialista…

    Gostar

  26. Eleutério Viegas permalink
    8 Dezembro, 2009 15:40

    O “bulicado” anda muito espitituoso… Parabéns, boa piada (#19).

    Hoje, o “coiso”, o “diz que disse”, o que “aqui está” e os vários anónimos da equipa controleira estão de folga. Sobra-nos o(a) “zazzzzy”… e o bulicado, claro. Mas este está um bocado calado.

    Gostar

  27. Marafado de Buliquei-me permalink
    8 Dezembro, 2009 15:45

    O CEMITÉRIO, também tá cheio de palpites…

    Há que brincar com tudo isto, é que acabaremos todos mortos !!

    Gostar

  28. 8 Dezembro, 2009 16:12

    Bem sei que o jcd gostaria de ver lá um dos seus apaniguados da direita (talvez ele próprio, porque não?)…mas, para isso, tem que ganhar as eleições…jà agora porque é que o amigo não se interroga sobre a razão dos assessores e outra gente que rodeia cavaco ser toda da direita? para um presidente de todos os portugueses, até que não ficava mal diversificar um bocadito, não?

    Gostar

  29. 8 Dezembro, 2009 16:16

    Miss Zazie,

    Conheço uns “chic’s” bem posicionados na sociedade (curiosamente todos dependentes da mesada proporcionada por este regime), que gostavam, achavam “piada” há uns anitos…ao cantante Zé Cabra ! Indaguei quem era Zé Cabra e fiquei aterrorizado !
    Zé Cabra ou Quim Barreiros estão também “bem” para quem se interroga “para que serve” uma cinemateca ou quem desdém a existência desses espólios.
    MJSeixas e todo o oportunismo partidário (e não só) que representa, também está “bem” para a ‘civilização’ sonolenta e cultura ‘comportada’ implementada por este, e o anterior governo…

    Gostar

  30. anti-piscoiso permalink
    8 Dezembro, 2009 16:17

    De quem é que estão a falar?

    Zazie. Por acaso não gosta do Quim Barreiros? ele é muito fixe. E canta em português. sendo mais preciso, em vernáculo.

    Gostar

  31. zazie permalink
    8 Dezembro, 2009 16:26

    MJBR:

    É que se fossemos por aí, pelos desperdícios de dinheiros governamentais, não era na existência de uma Cinemateca que se tocava, quando até existem orquestras nacionais- só para dar o exemplo da possibilidade de se replicar tudo por DVD ou leitor de mp3.

    Era, por exemplo- por outras coisas como o IPPAR que apenas se limita a piratear o antiquíssimo e excelente trabalho da DGMEN.

    (e isto só para não sair da área da cultura).

    Gostar

  32. atom permalink
    8 Dezembro, 2009 16:26

    Bom era nomearem a Dr.ª Manuela para Directora da Cinemateca. Ela tem habilidade para fitas.

    Gostar

  33. zazie permalink
    8 Dezembro, 2009 16:28

    DGEMN – criada pelo Salazar. E com o melhor trabalho na recuperação do nosso património histórico arquitectónico que, só por isso, me impediria de negar em absoluto a obra do famigerado ditador.

    Gostar

  34. zazie permalink
    8 Dezembro, 2009 16:30

    Por acaso conheço o espólio das “caves da cinemateca” e tem por lá raridades a necessitarem de digitalização, sob pena de se perderem.

    Mas acaso alguém acredita que num país com estas “elites” bimbas havia mecenato particular que se lembrasse disso?

    Gostar

  35. anódino permalink
    8 Dezembro, 2009 16:35

    Tive de ir a outro blog para saber de quem estes inteligentes estavam a falar. pedantes de merda.

    Maria João Seixas vai dirigir a Cinemateca. O que é que a habilita especialmente para a função? Um casamento? Não. Segundo quem entende da poda, o proto-António Ferro (tomara ele) do “socratismo” na blogosfera, a circunstância de “a senhora cinemateca” ter sido «assessora cultural de António Guterres quando este foi primeiro-ministro», estar «ligada à RTP há mais de trinta anos», ter andado a fazer de «mandatária das candidaturas presidenciais de Jorge Sampaio e Mário Soares, e de Manuel Maria Carrilho à Câmara de Lisboa» e porque «trabalhou ainda com o major Vítor Alves, no Conselho da Revolução, e com Maria de Lurdes Pintasilgo na Comissão da Condição Feminina.» Quando, na primeira daquelas extraordinárias qualidades, «não convidou o João César Monteiro (o único a vencer Veneza) para um jantar dos melhores realizadores portugueses (no consulado de Sampaio), JCM disse, na altura, ao Expresso: “Quero lá saber o que essa puta gaga pensa”.» Se começássemos a reagir assim a uma série de gente que ornamenta o regime das mais diversas maneiras e nos mais diversos locais, talvez fosse um adequado começo para outra coisa qualquer liberta do mesmo dos mesmos.

    Gostar

  36. admirador da zazie permalink
    8 Dezembro, 2009 16:37

    P: Ó zazie. Tu és do tempo do Salazar

    R:O Salazar morreu em 68. Não foi na pré-história.

    Então és da pré-história? Do tempo dos filintstones?

    admirador da zazie

    Gostar

  37. 8 Dezembro, 2009 16:50

    Caro Admirador da Zazie,

    Salazar morreu em 1970.

    Gostar

  38. zazie permalink
    8 Dezembro, 2009 17:05

    A nossa cultura com apoio estatal é tão diversificada que até o arraial gay é patrocinado pela Câmara

    ahahahahah

    Gostar

  39. zazie permalink
    8 Dezembro, 2009 17:09

    Politicamente o Salazar acabou em 68.

    O que não deixa de ter a sua piada pois já passaram quase tantos anos quantos os que ele governou e ainda temos partidos a venderem voto à custa do papão do regresso do salazarismo.

    Gostar

  40. 8 Dezembro, 2009 17:15

    Miss Zazie, 31

    De acordo: a DGMEN fez um excelente trabalho ao longo de anos. Dirigida por quem sabia “da poda” e que para tal, recrutava não só os melhores/competentes, mas também os debutantes a serem (e alguns viriam a ser) dos melhores.

    Gostar

  41. zazie permalink
    8 Dezembro, 2009 17:19

    É verdade. Eu tenho cá a História de Portugal de “Barcelos” e as revistas do Arquivo Nacional e pode ver-se em que estado estavam as nossas igrejinhas do românico e como foram salvas pela DGEMN.

    E, ainda hoje, os boletins que foram editados no tempo da ditadura não têm sequer nada que se lhes aproxime.

    Mas o IPPAR foi criado à custa do papão ideológico e para dar tacho aos “democacas”. E limitam-se a piratear- vergonhosamente- as fichas dos arquivos da DGEMN.

    E há muita gente que lá trabalha sem receber nada, por falta de verbas.

    Gostar

  42. 8 Dezembro, 2009 17:35

    Maria João Seixas era, no anos sessenta, uma “groupie”, ligada à malta do Novo Cinema ou Cinema Novo, gente influenciada por uma visão cultural afrancesada que, por essa altura,já era completamente estéril, ainda por cima em versão pindérica.

    Frequentam as imediações da avenida de Roma,davam-se ares de modernos pelas mesas do Vává e faziam tertúlias em casas de amigos, tipo Maluda, onde acabavam a cantar o “Ó rama ó que linda rama”.

    Eram a vanguarda possível… e a “groupie” acabou conhecida como a mulher do Fernando Lopes.

    Claro que a senhora também lia livros e frequentava concertos e exposições. Como se sabe em Portugal isto é suficiente para se ser considerado membro da elite cultural.

    Com o 25 de Abril, apoiou publicamente muito daquilo que de imaturo e irresponsável nos bateu à porta, sendo que a defesa entusiástica de Vasco Gonçalves lhe valeu para sempre o epíteto de gaga gonçalvista.

    Como tantos outros oportunistas, quando a “Revolução” foi domesticada, aproximou-se dos domesticadores socialistas.

    O “post” diz que, já nos anos noventa, foi assessora cultural de António Guterres, cargo de qual se demitiu, porque o ex PM não lhe passava cartucho.

    Depois esteve naquelas comissões de nomes, em que entra cão e gato e onde uma mulher que sabe estar em recepções e “cocktails” faz sempre jeito.

    Fez, também, apresentações televisivas e outras merdas. Que só serviram para demonstrar que era um completo vazio sob a aparência “cool”. Uma papagaia gaga.

    Esta personalidade, que dá razão à ideia injusta que a generalidade dos portugueses faz dos intelectuais,vai dirigir a Cinemateca Portuguesa, depois de Félix Ribeiro, Luís de Pina e João Bénard da Costa.

    Vai, certamente, declarar amiúde a sua incondicional paixão pelo cinema e esgotar todas as verbas de representação.

    Mas digam lá, tirando as declarações de amor pela 7ª Arte, a gaga está ao nível dos que a antecederam?

    Gostar

  43. Tribunus permalink
    8 Dezembro, 2009 17:37

    Esta gaja apareceu pela primeira vez num programa na TV que se chamamava a Cornelia! a gaja nessa altura já era intragacel, pasdsaram-se 40 anos e a gaja continua a ser um verbo de encher tanto que agora deram-lhe acolhimento na cinameteca!
    Tento imaginar o que a gaja produziu desde que nasceu? porque a opinião sobre a gaja è tão generalizadamente má e a ministra da cultura, que deve ser um pedaço de asneira lhe deu uma posta, para ela chupar? assim vai acabando o reino socrates, na maior das infamias………

    Gostar

  44. 8 Dezembro, 2009 18:12

    Zazie, faça-me um favor. Ponha tudo no seu Cocanha para os seus 3 leitores verem, mande por e-mail para quem quiser, denuncie-me aos gritos pelas ruas de Portugal mas, por favor, deixe de conspurcar esta caixa de comentários. Vou agora varrer todos os seus comentários, bons ou mais, para a caixa do lixo, uma vez que se mostra incapaz de manter um comportamento minimamente civilizado.

    Gostar

  45. Inculto permalink
    8 Dezembro, 2009 18:13

    Por sinal gostava que alguém aqui fizesse o serviço público de me elucidar sobre cinematecas.
    O que é uma cinemateca? Para que serve?
    Não estou a ser cínico, acreditem que nem toda a gente é “in”, eu preciso mesmo de esclarecimento, em meia dúzia de frases simples, ou que disponibilizasse um link dessa explicação, mas de preferência que não seja um ensaio carregado de palavras como semiótica.

    Gostar

  46. Romão permalink
    8 Dezembro, 2009 18:18

    É caso para se dizer que se atirou fora o bebé com a água do banho.

    Gostar

  47. PSCS permalink
    8 Dezembro, 2009 18:21

    “Não há bloqueio de nicks no WordPress. Há um filtro de spam que actua quando o autor já foi marcado como spammer.”

    Que grande treta.
    Qual é a diferença, se em ambos os casos não aparece o comentário com determinado nick?
    O que vc está a fazer é uma discriminação avulsa, ao decidir ser spam o que alguém escreve com um nick.
    Acção tão mesquinha e inútil, como a facilidade em alguém mudar de nick e ecrever o mesmo. Vc volta a colocar em spam e há nova mudança de nick.
    É uma guerrinha do caraças!

    Gostar

    • 8 Dezembro, 2009 18:29

      Piscoiso, essa situação é muito fácil de resolver. Se não quer ser marcado como spammer, basta-lhe evitar o spam.

      Gostar

  48. José permalink
    8 Dezembro, 2009 18:22

    Antes de varrer os comentários da Zazie, deixe que lhe diga que se calhar a Cinemateca terá razão de ser. Como sou pouco cinéfilo nem me lembrei que aquilo é uma espécie de biblioteca de filmes. Mas…se assim for, provavelmente terá razão: o melhor director é o que percebe de cinema e da sua história. Uma espécie de zelador, como o cego Jorge de Burgos o era da biblioteca no Nome da Rosa, de Eco.

    Portanto, como fiz figura de urso, o comentário que deveria ser apagado era o meu…

    Gostar

  49. PSCS permalink
    8 Dezembro, 2009 18:31

    O que é que propõe?

    Piscoiso

    Gostar

  50. metro permalink
    8 Dezembro, 2009 18:31

    José.

    Isso é secundário. Eu apenas agradeço que confirmem no Cocanha se eu escrevi algum palavrão porque o JCD não mente impunemente para justificar ter apagado o comentário onde eu referi o Mexia.

    Gostar

  51. 8 Dezembro, 2009 18:32

    Quando se anda dias, semanas e meses a fio, a usar linguagem imprópria, com o único intuito de desvalorizar as posições de outros sem que se elabore, as mais das vezes, a centelha de uma ideia, não pode ficar surpreendido que a paciência dos outros seja ultrapassada.

    Dito isto, como José, desta vez, até concordei com o essencial dos comentários de Zazie.

    Gostar

  52. PSCS permalink
    8 Dezembro, 2009 18:33

    Ou melhor, explique lá o seu conceito de spam,
    que o leva a spamar.

    Gostar

    • 8 Dezembro, 2009 18:37

      Por exemplo, 30 comentários seguidos em posts diversos com bocas a despropósito são spam.

      Gostar

  53. 8 Dezembro, 2009 18:33

    Caro Inculto #45

    Uma cinemateca é um museu do cinema. Aliás a nossa chama-se exactamente: Cinemateca Portuguesa-Museu do Cinema.

    Tem como base da sua actividade um espólio de filmes e documentação sobre cinema que tem a obrigação de Conservar, estudar e mostrar ciclicamente.

    Houve tempos em que as cinematecas tiveram grande importância como divulgadoras de cinema. Hoje, com as novas tecnologias, têm menos.

    Mas continuam a ser indispensáveis, porque conservam, restauram, fazem cópias em novos suportes e mostram, em ciclos próprios,filmes menos conhecidos ou não editados em formatos destinados a serem visionados em ambiente doméstico.

    Para além disso estudam o cinema enquanto Arte, pesquisando novos elementos, que possam acrescentar algo ao já conhecido.

    Desculpe-me se o comentário lhe parecer pedante, mas foi você que pediu que fosse elementar.

    Gostar

  54. PSCS permalink
    8 Dezembro, 2009 18:38

    Ó Eduardo, isso de desvalorizar a posição dos outros faz parte do comentarismo.
    Quanto a insultos, se forem a apagar os comentários em que vc insulta, ficavam umas migalhas.
    Agora não venha com a história que é legítimo insultar os governantes.

    Gostar

  55. 8 Dezembro, 2009 18:44

    O PSCS, vulgo Piscoiso, é dos exemplos mais perfeitos, do que faço notar no comentário das 18:32.

    Gostar

  56. PSCS permalink
    8 Dezembro, 2009 18:46

    #59.
    O que vc está a querer, é impor um estilo de comentário.

    Gostar

    • 8 Dezembro, 2009 18:58

      “O que vc está a querer, é impor um estilo de comentário.”

      Não, o que estou a querer é evitar um estilo de comentário.

      Gostar

  57. 8 Dezembro, 2009 18:46

    Lá vou ter que entrar na discussão do “spam”

    A força e o interesse do Blasfémias está no facto de ser impuro, ofensivo,ordinário…genial.

    Tirem-lhe uma parte e lixam tudo.

    Vira mais uma caixa anti-séptica, como milhares de outras, com “posts” brilhantes e…sem comentários!

    Há ainda quem pense que o que interessa nos blogues são os “posts”.Não perceberam nada!

    Gostar

  58. 8 Dezembro, 2009 19:00

    AB, 42

    De facto, depois de grandes personalidades e estudiosos do cinema como António Félix Ribeiro, Luís de Pina e João Bénard da Costa, MJSeixas está ‘deslocada’ e a despropósito. Ou melhor: foi colocada por amizades, no lugar que deveria ser doutro !

    Gostar

  59. metro permalink
    8 Dezembro, 2009 19:16

    Está aqui o print screen e no Cocanha o resto

    Gostar

  60. PSCS permalink
    8 Dezembro, 2009 19:17

    #62.
    Esse comentário que cita era dirigido ao Eduardo.

    Compreendo que queira calar um certo estilo de comentários.
    A censura é isso mesmo.
    Há uma norma
    https://blasfemias.net/sobre/
    e o ditador ultrapassa-a discricionariamente.

    Gostar

  61. 8 Dezembro, 2009 19:19

    Mr. JCD,

    A Zazie, por vezes fornece uma ‘ventania’ de impropérios que se alimentados, transformam-se em autênticos ‘tornados’.
    E se a “máquina centrifugadora” está ligada, então ninguém consegue retirá-la do teclado.
    Alguns impropérios com piada, outros nem tanto, e os restantes despropositados.
    Há uns bons meses, eu e ela, no Blasfémias, esgrimimos, e de que maneira !, a propósito.
    É um estilo interventivo ao qual me habituei e que relego para plano secundário, quando a Zazie trata, aqui, sobretudo assuntos de cultura. Normalmente sabe sobre o que escreve.

    Mas…HOJE, Mr. JCD, o que é que a Zazie escreveu assim tão gravoso para lhe retirar os comentários ?

    Gostar

  62. 8 Dezembro, 2009 19:21

    Uma palavra para a Zazie.

    Por vezes a Zazie irrita-me. Estou muitas vezes em frontal desacordo com o que defende e já choquei de frente com ela uma ou duas vezes.

    Mas também já lhe elogiei alguns comentários….e não sou frequentador do “Cocanha”.

    Depois a blogosfera é de uma virtualidade absoluta no que respeita
    ao que se diz e a quem o diz. Todos aqui somos seres virtuais, mesmo quando expressamos com sinceridade aquilo que pensamos.

    Nada do que dizemos pode ser considerado como verdadeiramente ofensivo ou mal educado. É apenas irresponsavelmente livre.

    Por isso afirmo: prefiro irritar-me de vez em quando com a Zazie a saber que lhe apagam os comentários.

    FUI!

    Gostar

  63. José permalink
    8 Dezembro, 2009 19:32

    Acho que não se deve apagar nada a não ser coisas graves, sérias. E isso por aqui não acontece com esse peso específico.

    O que abunda por aqui são ferreiras. Mesmo os que têm outro nick. Mas são parte desta fauna e por isso, a diversidade biológica aconselha a que se alimentem estas avias rarae. Com sarcasmos, à letra e a insulto, por vezes, porque é disso que se alimentam.

    Gostar

  64. Inculto permalink
    8 Dezembro, 2009 19:36

    #55
    Caro AB,
    Obrigado pelo seu esclarecimento.
    Afinal está de acordo com a noção que eu tinha.
    Portanto na 1ª acepção, (+-museu) o seu interesse deve ser realmente diminuto.
    Um museu visita-se para se ver o seu acervo. O acervo do cinema não pode ser o suporte dos filmes (imagino que bobines, DVDs); também não o vejo como um conjunto de salas a transmitir filmes… Uma biblioteca digital acessível por Net ou TV interactiva, pode substituí-o com grande vantagem.
    Quanto à 2ª acepção… oficina de restauro e conservação, parece-me uma tarefa demasiado comezinha (como diria o outro) para a importância que parece darem-lhe.
    A 3ª acepção, estudo pesquisa, etc. é um pouco forçada. Para isso não são necessárias cinematecas, é preciso é que haja estudiosos, pesquisadores, divulgadores.

    Parece-me portanto que se está a fingir importante uma tarefa “comezinha”.
    Gostaria de ver os relatórios da actividade dos últimos 10 anos…

    Gostar

  65. Romão permalink
    8 Dezembro, 2009 19:47

    #71.

    Errado nas três frentes. Jogue esta semana no Euromilhões, é o meu conselho.

    1. Uma sala de cinema não é um plasma, por maior que este último seja. Uma comparação mais ou menos adequada é entre ver um concerto e ouvir o mesmo em mp3. Não se explica (em poucas palavras). Sente-se.

    2. Existem filmes na cinemateca que são de importância fundamental para se perceber, inclusivamente, a história e a identidade portuguesa, entre outras coisas. E se o nosso património fílmico lhe parece coisa comezinha, é porque nunca precisou dele para satisfazer uma curiosidade ou fazer luz sobre determinado período histórico.

    3. Haver há. Agora é preciso que existam leitores para que eles existam fora da esfera académica e já percebemos que não podemos contar com a sua contribuição.

    Gostar

  66. 8 Dezembro, 2009 19:52

    “Mas…HOJE, Mr. JCD, o que é que a Zazie escreveu assim tão gravoso para lhe retirar os comentários ?”

    Nada de especial. Hoje (e ontem, que a histeria começou ontem), apenas as habituais dedicatórias a mim e a vários comentadores: “reles mentiroso e intriguista”, “sacana”, “velhaco”, “louco varrido”, “monga”, “ressabiado”, “paranóico”, “palerma”, “desorelha e não atrapalhes”, “palonço”, “palerminha”,”Estes animais gostam de merda”, “besta quadrada”, “imbecil”, “estúpido que nem uma porta”, “coño, com essa mentalidade de grunho mais retardado que o mais primitivo canibal reformado que ainda exista”; “ò caralhos!”; “Que raio de estúpido és tu… meu imbecil napoleónico”.

    Como se vê, apenas a prosa habitual.

    Gostar

  67. 8 Dezembro, 2009 20:00

    Ó JCD!
    Foda-se!…
    Por tão pouco…

    Gostar

  68. 8 Dezembro, 2009 20:09

    Mr. JCD 72,

    Ontem, não li a Zazie, que não precisa que eu ou alguém a defenda.

    Gostar

  69. Paco permalink
    8 Dezembro, 2009 20:11

    Olha aí! Ligaram agora, 20:08, a tv que está a transmitir o At Madrid com o Porto. Logo a gente fala, que isto está a prometer…

    hehehe

    Chico

    Gostar

  70. 8 Dezembro, 2009 20:11

    “Ontem, não li a Zazie, que não precisa que eu ou alguém a defenda.”

    Não leu porque os comentários foram apagados. Mas a verdade é que ela precisa urgentemente de ajuda.

    Gostar

  71. 8 Dezembro, 2009 20:25

    «“O que vc está a querer, é impor um estilo de comentário.”»

    «Não, o que estou a querer é evitar um estilo de comentário.»

    Como não sou moderador do blog não posso subscrever a resposta de Jcd a Piscoiso. Mas subscrevo a ideia subjacente pois não creio que o Blasfémias se dedique ao niilismo. Ou a apascentar, acéfala e imoderadamente, a Situação.

    Gostar

  72. 8 Dezembro, 2009 20:31

    Mr. JCD

    Pelo que se infere do seu comentário 77, Miss Zazie não “precisará” do tipo de “urgente ajuda” que Vc. lhe dá.

    O dr. Carlos Abreu Amorim (que também não precisa que eu ou alguém o defenda), tem sido lamentavelmente insultadíssimo no Blasfémias — Vc., Mr. JCD, está por mim “autorizado” a “ajudar” os energúmenos que incivilizadamente por aqui andam, retirando-lhes os ‘comentários’.

    Gostar

  73. PSCS permalink
    8 Dezembro, 2009 20:49

    Chega-se ao ridículo de fazerem spam dos meus comentários, por “bocas”, que não insultos, mas permitem a ilegalidade dos avatares nos comentários #78 e 79, porque se trata de uma imagem minha publicada sem autorização.
    Trata-se de uma violação do direito à imagem.

    Piscoiso.

    Gostar

  74. PSCS permalink
    8 Dezembro, 2009 21:13

    Deve ser o jcd a divertir-se.

    Gostar

  75. coisapisca permalink
    8 Dezembro, 2009 21:16

    # 81

    Não sei como as suas fuças foram parar ao meu comentário. Pelo sim, pelo não, aproveitei a dica do Eduardo F. e arranjei um boneco para mim. Espero sinceramente que se sinta satisfeito.

    Gostar

  76. Carlos permalink
    8 Dezembro, 2009 21:17

    Ai a gaita…

    Gostar

  77. portela menos 1 permalink
    8 Dezembro, 2009 22:05

    A melhor forma de descredibilizar um comentador, mesmo que sejam comentários terroristas e de mau gosto, é publicá-lo. É a melhor forma de envergonhar um cretino e um cretino é um cretino!(como diz o outro, referindo-se ao treinador dos lampiões)

    Gostar

  78. PSCS permalink
    8 Dezembro, 2009 22:17

    Já ando na net desde o princípio, e essas infantilidades não me fazem a mínima mossa.
    É bullying de putos.

    Piscoiso

    Gostar

  79. dups?sóosbichados permalink
    9 Dezembro, 2009 23:21

    E AS ESCUTAS VAMOS OUVIR QUANDO ? QUEREMOS OUVIR AS ESCUTAS AGORAAAA!!
    QUEREMOS O XEQUE-MATE A SOCRATES JÁÁÁÁÁÁÁÁ

    Gostar

  80. PSCS permalink
    11 Dezembro, 2009 00:43

    No meu comentário:
    “8 Dezembro, 2009 às 8:49 pm
    Chega-se ao ridículo de fazerem spam dos meus comentários, por “bocas”, que não insultos, mas permitem a ilegalidade dos avatares nos comentários #78 e 79, porque se trata de uma imagem minha publicada sem autorização.
    Trata-se de uma violação do direito à imagem.”

    São referidos os comentários #78 e 79 que entretanto foram apagados.
    A ilegalidade referida, persiste nos comentários:

    8 Dezembro, 2009 às 9:16 pm
    e
    8 Dezembro, 2009 às 9:17 pm

    Piscoiso

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: