Saltar para o conteúdo

“Mãe querida”

28 Março, 2010
by

Por Fernando Moreira de Sá, no Aventar.

31 comentários leave one →
  1. Gol(pada) permalink
    28 Março, 2010 21:51

    Caro CAA

    Para quando um post sobre o aumento da gasolina.
    Ontem baixou lá fora hoje a Galp aumentou-a.

    Onde é isto vai parar?
    Não veêm que a economia do país vai pró abismo!!!

    Gostar

  2. Fernando Velez permalink
    28 Março, 2010 21:54

    Oxalá que o Pedro Passos Coelho não vá na cantiga tipo «disco riscado» do Prof. Cavaco.

    O Actual PR já deu provas que quer levar no colo o Sr. Sócrates e às costas este regime putrefacto, em que ele também tem a sua quota-parte.

    Para o Prof. Cavaco, o PSD só lhe interessa para fazer o jogo dele, enquanto candidato ou putativo recandidato.

    De uma vez por todas o actual PSD tem que dizer ao Prof. Cavaco que vá pedir apoios ao PS socrático e deixe o PSD exercer energicamente oposição ao desgoverno de Portugal.

    E fazer oposição é dizer alto e bom som que o rei vai nú e que Portugal está na direcção errada.

    Se forem a toque de caixa do actual PR – com as suas hesitações, dúvidas e angústias existenciais! – teremos Sócrates até ao fim do Mundo!

    Gostar

  3. anónimo permalink
    28 Março, 2010 21:56

    falta de gosto comparar a mãe com cavaco, mas o sá lá sabe.

    Gostar

  4. Fernando Velez permalink
    28 Março, 2010 21:58

    Realmente é uma falta de gosto e muito pouca vergonha comparar a nossa santa mãezinha com o Cavaco!

    Gostar

  5. 28 Março, 2010 22:10

    Já lhe pedi desculpa!

    Gostar

  6. anónimo permalink
    28 Março, 2010 22:17

    e ela aceitou ou tomou nota no verso do testamento?

    Gostar

  7. 28 Março, 2010 22:19

    Assessor de Cavaco escreve moção de Passos Coelho Francisco Teixeira
    15/02/10

    Carlos Blanco de Morais é consultor de Cavaco para assuntos constitucionais.

    Carlos Blanco de Morais, consultor do Presidente da República para os assuntos constitucionais, será um dos redactores da moção estratégica que Pedro Passos Coelho vai apresentar no próximo congresso do PSD.

    O candidato a líder do maior partido da oposição já fechou a equipa encarregue de escrever as linhas estratégicas com que guiarão a “mudança” que quer aplicar, primeiro no PSD e mais tarde no país.

    O grupo de trabalho que será coordenado pelo economista e ex-secretário de Estado de Guterres, António Nogueira Leite, e contará ainda com Jorge Moreira da Silva (ex-líder da JSD, ex-consultor de Cavaco Silva e actual quadro das Nações Unidas), com Assunção Esteves (eurodeputada), José Manuel Canavarro (ex-secretário de Estado da Educação e professor na Universidade de Coimbra), com Rui Nunes (ex-presidente da Autoridade Reguladora da Saúde), Mónica Ferro (politóloga da Universidade Católica), Amaral Lopes (ex-vereador da Cultura de Lisboa), Emídio Gomes (presidente do PortusPark e pró-reitor da Universidade do Porto), Norberto Pires (doutorado em Robótica e Automação), Rita Marques Guedes (quadro da Ongoing, proprietária do Diário Económico) e Maria Luís Albuquerque (quadro do IGCP).

    Para chegar à liderança do partido, Passo Coelho enfrenta Aguiar-Branco, líder parlamentar do PSD, e Paulo Rangel, eurodeputado.
    http://www.economico.sapo.pt/noticias/assessor-de-cavaco-escreve-mocao-de-passos-coelho_81691.html

    Gostar

  8. Luis Moreira permalink
    28 Março, 2010 22:19

    O rangel era para manter o Cavaco e a manuela em funções por interposta pessoa. Já chega!

    Gostar

  9. 28 Março, 2010 22:23

    Não conheço a mãe, mas se o pai for o Ângelo Correia, ó Sá, estás desculpado.

    Gostar

  10. K2ou3 permalink
    28 Março, 2010 22:24

    Foi por aqui que lá cheguiei, e aqui vou deixar o que lá deixei.

    “Ao longo dos anos já me habituei à constante preocupação do Prof. Cavaco Silva com o que os outros pensam de nós.”

    “pois Idiota, é exactamente por causa disso que precisamos dele, mai não fosse a pouca vergonha que por ai se passa”

    )houve umas alterações)

    Gostar

  11. K2ou3 permalink
    28 Março, 2010 22:31

    Mas há sempre uma solução, nem que divina.

    “Oração a “Nossa Senhora Desatadora dos Nós”

    Virgem Maria, Mãe do belo amor,
    Mãe que jamais deixa de vir
    em socorro a um filho aflito,
    Mãe cujas mãos não param nunca
    de servir seus amados filhos,
    pois são movidas pelo amor divino
    e a imensa misericórdia
    que existem em teu coração,
    volta o teu olhar compassivo sobre mim
    e vê o emaranhado de nós
    que há em minha vida.
    Tu bem conheces o meu desespero,
    a minha dor e o quanto estou amarrado
    por causa destes nós.
    Maria, Mãe que Deus
    encarregou de desatar os nós
    da vida dos seus filhos,
    confio hoje a fita da minha vida em tuas mãos.
    Ninguém, nem mesmo o maligno
    poderá tirá-la do teu precioso amparo.
    Em tuas mãos não há nó
    que não poderá ser desfeito.
    Mãe poderosa, por tua graça
    e teu poder intercessor
    junto a Teu Filho e Meu Libertador, Jesus,
    recebe hoje em tuas mãos este nó………
    Peço-te que o desates para a glória de Deus,
    e por todo o sempre.
    Vós sois a minha esperança.
    Ó Senhora minha,
    sois a minha única consolação dada por Deus,
    a fortaleza das minhas débeis forças,
    a riqueza das minhas misérias, a liberdade,
    com Cristo, das minhas cadeias.
    Ouve minha súplica.
    Guarda-me, guia-me,
    protege-me, ó seguro refúgio!
    Maria, Desatadora dos Nós, roga por mim.”

    10 de Março de 2010 22:07

    (retirado de metropolitanodosacores, blg…..)

    Gostar

  12. Strogonoff permalink
    28 Março, 2010 22:33

    Se o PSD não derrubar o desgoverno de Portugal, quando o Passos Coelho lá chegar já não vai haver nada para administrar.

    Os socretinos querem «preencher» todos os lugares rentáveis.

    Andam à meses para cer onde «colocam» o ministro jamé Mário Lino!

    É um fartar vilanagem.

    Como sabem que estão de saída, estão aproveitando-se bem!

    E o Cavaco preocupado com o PEC!!

    Esse maldito PEC é para extorquir dinheiroaos pobres dos contribuintes portugueses, o qual vai encher os bolsos dessa máfia que está sentada na mesa do Orçamento!

    O Passos que vá na cantiga do Cavaco e daqui a 6 meses vai ter que dar lugar a outro!

    Gostar

  13. António Monteiro permalink
    28 Março, 2010 22:38

    Eu sou da esquerda, mas votarei no Passos Coelho, se ele derrubar a pôrra deste governo!

    Gostar

  14. Licas permalink
    28 Março, 2010 22:57

    ó gigi #7
    ESTOU ATERRADO!!!
    ACUDAM!!!
    COM TANTOS ASSESSORES O P.P.C. TERÁ, UMA QUE SEJA, IDEIA PRÓPRIA?
    OU FOI TUDO APENAS *** ESTRATÉGIA ***
    PARA GUINDAR-SE AO PÓDIO ?

    Gostar

  15. José Barros permalink
    28 Março, 2010 23:02

    Parece que na última sondagem antes da saída de Ferreira Leite, o PSD está empatado com o PS.

    Ou seja, a senhora que era um desastre, em seis meses recuperou 8% de votos, o que permite ao partido estar agora a par do PS.

    A estratégia de esperar pelo orçamento que era suicida, porque o partido e o país não podiam esperar tanto tempo por uma “oposição credível”, fez render 8% de votos e um empate técnico entre os dois partidos.

    Decerto que o facto de os eleitores lhe darem agora retrospectivamente toda a razão relativamente ao estado das finanças públicas, à necessidade de colocar um travão nas obras públicas e ao argumento do controlo da comunicação social pelo governo não terá nada a ver com isto. Por certo Passos Coelho ao defender antes que não havia nenhuma asfixia democrática e que o TGV era estratégico tinha toda a razão, apesar de entretanto ter mudado de ideias. Se calhar até foi a perspectiva de PPC ganhar as internas que explica os resultados, apesar de eles mostrarem uma tendência progressiva nos últimos meses, muito antes portanto de as directas estarem na agenda política.

    Mas em todo o caso, há algo que é evidente: se PPC herda um partido que está empatado com o PSD, está obrigado a ganhar. E se formos pelos argumentos dos seus apoiantes, ganhar com maioria absoluta. Não era o rato mickey que ganhava “de caras” ao Sócrates nas legislativas de 2009? Pois, basta ao PPC estar ao nível do dito rato, tanto mais que as condições são muito mais favoráveis que há seis meses atrás (PEC com aumento de impostos, défice a ultrapassar os 9%, escutas no Sol, comissão de inquérito à TVI). Força PPC, estou contigo, mas só se ganhares com maioria absoluta. Sempre solidário.:)

    Gostar

  16. Manuel Teixeira permalink
    28 Março, 2010 23:14

    Depois do desastre menezista e de toda aquela garraiada tipo «marco antónio», a Drª Manuela Ferreira Leite, deixa um PSD credível, sólido e a recuperar nas sondagens.

    Das três eleições a que foi, ganhou duas, e só não ganhou as legislativas devido à grande fraude eleitoral e politica que houve, inclusivé esconderam o grande déficit das contas públicas!

    Os gregos enganaram a União Europeia, mas os socretinos enganaram os eleitores portugueses!

    Depois de Sá-Carneiro a Drª MFL foi a melhor presidente.

    Falou verdade. Sem papas na língua. E chamou MENTIROSO CARA-A-CARA AO SR.SÓCRATES, coisa que os outros «rapazinhos» candiidatos à liderança e os anteriores presidentes não fizeram!

    Gostar

  17. smile permalink
    28 Março, 2010 23:15

    Mãe galinha, mãe galinha
    O melhor que a gente têm
    Se não fosse a minha mãe
    Jamais seria alguém

    Mãe galinha, mãe galinha
    Para me proteger das atrevidas
    Das desvairadas e das convencidas
    Arranjando-me honestas e descomprometidas
    Virgens sobretudo
    Só do me melhor para o seu mais que tudo.

    Gostar

  18. anónimo permalink
    28 Março, 2010 23:22

    “Parece que na última sondagem antes da saída de Ferreira Leite, o PSD está empatado com o PS.”

    trabalho efectuado por sondages au pif, fornecedor oficial de belém.

    Gostar

  19. José Barros permalink
    28 Março, 2010 23:35

    Correcção ao comentário 15 (o meu): afinal não foi uma recuperação de 8, mas de 10% face às eleições de Setembro de 2009. Ainda mais significativa, portanto.

    Gostar

  20. anti-comuna permalink
    28 Março, 2010 23:47

    Caro JB, maioria absoluta e de dois terços, que é para poder mudar as Constituição. eheheheh

    Agora a sério, raramente concordo com o cavaco, mas desta vez ele acertou em cheio no PPC. Veja lá que o Cavaco dá-lhes os parabéns e, simultaneamente, a admoestação. ehehheheheh

    Lido de outra forma: meu menino, ganhaste o tricilo agora não te ponhas a acelerar senão ainda partes triciclo, cabeça e a espinha. ahahhhahhah

    Mas claro, há quem pense que são os portugueses que empresta dinheiro ao Estado, leia-se desgoverno, e que nada temos que mostrar ao exterior. Ó mundo ignorante, como brincais com coisas sérias. Pensais que o dinheiro cai das árvores?

    Se cair das árvores, também quero uma mesma, que de patacas. lolololololol

    Que saudades vamos ter da Ferreira Leite. Mas muitas…

    anti-comuna

    PM Parece que o meu IP está proibido de comentar as atribulações do PPC. lololololol Dá-se!

    Gostar

  21. tric permalink
    28 Março, 2010 23:51

    Grande Cavaco!!! é o unico ainda a zelar pelos interesses do mexilhão…toda a gente sabe que uma instabilidade politica neste momento ia piorar a situação economica que os XUXAS = Judices e companhia ) deixaram o país ! a unica solução viavel para este país é um Governo de INICIATIVA PRESIDENCIAL com o apoio do Partido dos Xuxas Esquerda e dos Xuxas de Direita!! senão vai dar merda…e como sempre quem paga é mexilhão…fuderam este pais completamente, os partidos politicos e a nossa comunicação social

    UM GOVERNO DE SALVAÇÃO NACIONAL, JÁ!!!! e que vaiam buscar os melhores e mais competentes e com valores, se possivel, todos fora dos partidos…

    Nogueira Leite, o futuro ministro das finanças de Portugal!!!?? é de loucos…

    Pedro Marques Lopes, o futuro ministro da Presidência ou dos assuntos Parlamentares!!!?? é de loucos…

    Vasco Rato ( uma ratazana dentro do PSD!!?? ), futuro Ministro dos Negocios estrangeiros…é de loucos…

    etc, etc…

    Gostar

  22. anónimo permalink
    29 Março, 2010 00:02

    “…afinal não foi uma recuperação de 8, mas de 10%…”

    com iva + ia, era capaz de chegar aos 60% na alta cilindrada. oh barros o teu dealer anda a marar o produto.

    Gostar

  23. Marco Teixeira permalink
    29 Março, 2010 00:08

    Afinal havia outro!
    Quem será o Carlos?

    Gostar

  24. 29 Março, 2010 00:22

    No máximo, comparáva-o à minha tia Adelaide, que fala pelos cotovelos.

    Gostar

  25. anti-comuna permalink
    29 Março, 2010 00:31

    …Sondagem a que alude o JB. Um bom ponto de partida para começarmos a entender se o PPC é uma mais-valia ou um desastre.

    “Sondagem Legislativas: PS e PSD com empate técnico

    Se as eleições legislativas fossem hoje, PS e PSD estariam separados por 2 décimas na intenção de voto dos portugueses. São os resultados da sondagem realizada pela Intercampus para o Rádio Clube e para a TVI.”

    À pergunta ‘Pensando agora que as eleições para a Assembleia da República se realizavam hoje, em que partido votaria?’, a projecção, ainda com Manuela Ferreira Leite como líder social-democrata, coloca o PS à frente com 39,3%, mas com apenas duas décimas de vantagem sobre o PSD, que atinge 39,1%. O CDS-PP é a terceira força política com 8%, seguido do Bloco de Esquerda com 7,5% e do PCP com 4,6%. 1,5% dos inquiridos admitiu votar noutro partido.

    Comparando estas projecções com os resultados das últimas legislativas, o PS subiu 2,75%, mas foi o PSD que atingiu a maior subida, com mais 9,9% das intenções de voto dos portugueses. CDS-PP, Bloco de Esquerda e PCP desceram todos, em comparação com as últimas eleições, com valores na ordem dos 2 pontos percentuais.”

    In http://radioclube.clix.pt/noticias/body.aspx?id=23666

    Estes resultados confirmam o meu ponto de vista. As últimas eleições não foram limpas nem livres.

    O segundo ponto é que, porventura falar verdade não pegou nas últimas eleições, mas fica patente que com o decorrer do tempo, falar verdade dá votos. O que é interessante, já que eu desconfio cada vez mais do voto popular, embora ainda não se inventou melhor sistema que este.

    O que é ainda mais interessante é que o novo líder do PSD herda uma situação invejável. Nunca um novo líder herdou o partido empatado nas intenções de voto, desde há muitos anos. Mesmo o Barroso, se não me falha a minha pobre memória abagaçada, herdou o PSD à frente das intenções de voto e quase ia perdendo as eleições.

    Espero para ver o que o PPC vai fazer para pelo menos manter esta herança- A sua gestão vai mostrar se sempre está talhado para altos voos ou se não passa de um mero líder de transição. Aposto que vai falhar e que vai servir para que o verdadeiro líder ainda esteja para chegar. Aposto que o Rui Rio será o próximo líder e futuro Primeiro-Ministro de Portugal. Oxalá.

    anti-comuna

    Gostar

  26. Xico louçã permalink
    29 Março, 2010 00:37

    Anti-Comuna,
    Olhe que não! Olhe que não!

    O que me está a perturbar é que não tenho o nº de tm do Carlão Rebenta.
    Aquele safado do Sócrates desta vez foi mais expedito.

    Gostar

  27. K2ou3 permalink
    29 Março, 2010 00:42

    Um dous meus pesadelos, está a realizarar-se.
    E, curiosamente, pouco tenho contra.
    João Alberto Jardim, é que está a mandar nessa porra dess tasca.
    E pouco tenho contra.

    Gostar

  28. K2ou3 permalink
    29 Março, 2010 00:45

    Gostar

  29. Ministério da gripe misteriosamente desaparecida permalink
    29 Março, 2010 00:50

    A ministra da saúde francesa, Roselyne Bachelot, foi submetida ontem a um severo interrogatório, que foi muito pior do que o esperado, na câmara parlamentar do senado da França, sobre o papel desempenhado nas empresas farmacêuticas do país na campanha de vacinação em massa contra a gripe suína.

    Presidida por François Autain e Alain Milon, a comissão do Senado interrogou Bachelot por duas horas e meia sobre os potenciais conflitos de interesse, perguntando por que o governo comprou 94 milhões de doses de vacinas contra a gripe suína, por que os contratos tinham sido colocadas sob sigilo, se especialistas do governo foram realmente imparciais, e por que os médicos de família tinha sido excluído da campanha de vacinação em massa, relatou o jornal Le Monde.

    Verificou-se durante o inquérito que a Novartis aceitou uma indenização de 16% para o excedente de vacina contra a gripe suína.

    O governo, no entanto, não conseguiu chegar a um acordo com a GlaxoSmithKline ou a Sanofi, Batchelot revelou.

    Apenas cerca de 7 milhões de pessoas na França aceitaram a insuficientemente testada vacina da gripe suína – para a qual as empresas farmacêuticas foram dadas imunidade – deixando o governo com um estoque de quase 90 milhões de doses.

    Gostar

  30. givanildo permalink
    29 Março, 2010 02:02

    28 Março 2010 – 00h30

    Agressões: Dionísio Correia começou por concordar com castigos da Liga
    Vice do CJ altera decisão sobre Hulk
    O membro do Conselho de Justiça (CJ) da FPF responsável pelo acórdão que ditou redução dos castigos a Hulk (de quatro meses para três jogos) e Sapunaru (de seis meses para quatro jogos), Dionísio Alves Correia, confidenciou em Coimbra, a pessoas ligadas ao futebol, que iria confirmar na íntegra a decisão da Comissão Disciplinar (CD) da Liga.

    Segundo soube o CM, o também vice-presidente do CJ afirmou que não havia qualquer hipótese de entender os stewards fora da categoria dos “intervenientes no jogo com acesso ao recinto desportivo” – designação utilizada pelo Regulamento Disciplinar da Liga – e, portanto, a tese de que poderiam ser equiparados a espectadores – apresentada pelo FC Porto no recurso – não era compreensível.

    Nessas conversas, Dionísio Alves Correia (conselheiro jubilado do Supremo Tribunal de Justiça), que reside em Coimbra, declarou–se ainda impressionado com a fundamentação jurídica do acórdão da CD e entendia que a jurisprudência do CJ – que já definira que bombeiros e maqueiros em funções em jogos também eram “agentes desportivos” agredidos – era certa e tinha de ser seguida neste caso. Já estava inclusivamente a fazer o acórdão que iria rejeitar todas as pretensões do FC Porto.

    Contudo, na reunião do CJ de 24 de Março, apresentou um acórdão em que equiparou os stewards a espectadores, pelo que as punições a Hulk e Sapunaru tinham de ser em jogos e não em período de tempo, para espanto de alguns colegas, que sabiam o que pensava Dionísio Alves Correia e estavam de acordo com ele, casos de Alexandra Pessanha (docente universitária), Maria Dulce Ferreira (procuradora da República jubilada) e Sarmento Botelho (desembargador jubilado e também residente em Coimbra). E estranharam a adopção, sem mais, da tese do FC Porto – tanto mais que, de acordo com o que ficou escrito na versão final do acórdão, o steward ser espectador “não é muito líquido nem satisfatório”.

    De acordo com as fontes contactadas, Alexandra Pessanha, Maria Dulce Ferreira e Sarmento Botelho também ficaram incomodados com o facto de o líder do CJ ter escrito no acórdão que os directores de segurança dos clubes – que coordenam a actuação dos stewards nos estádios – eram “agentes desportivos” porque tinham responsabilidades em relação ao recinto desportivo.

    ACÓRDÃO VIA FAZ PARA LIGA E FC PORTO

    Após ter sido tomada a decisão que diminuiu os castigos de Hulk e Sapunaru, o acórdão do CJ foi enviado por fax à Liga e ao FC Porto, o que não é habitual. As outras decisões, em especial a que confirmou o castigo do bracarense Vandinho (três meses por agressão ao treinador adjunto do Benfica Raul José), foram por correio e chegaram à Liga na passada sexta-feira.

    O FC Porto perdeu a Taça da Liga no domingo (derrota por 3-0 diante do Benfica) e tinha jogo da Taça de Portugal em Vila do Conde na quarta-feira, dia em que foi enviado por fax o acórdão. O CM soube ainda que depois de saber que era o relator do caso Hulk e Sapunaru, Dionísio Alves Correia pediu logo à Federação Portuguesa de Futebol, através da secretária Estrela Tomás, que pedisse à Liga para enviar o acórdão da Comissão Disciplinar (CD) em ficheiro Word, mesmo antes de a Liga enviar a contestação ao recurso dos jogadores. A contestação da CD chegou à FPF em 10 de Março.

    APONTAMENTOS

    SOUSA LAMAS DRAGÃO

    António Sousa Lamas, membro do CJ, é conselheiro jubilado do Supremo Tribunal de Justiça. Vive em Aveiro mas é visto frequentemente na tribuna presidencial do Dragão, com cachecol do FC Porto.

    DINIS E COSTA ANDRADE

    Joaquim Sousa Dinis, presidente do CJ, é vizinho em Coimbra de Costa Andrade, na rua Machado de Castro, e tem relações próximas com o professor da Faculdade de Direito.

    JOÃO LEAL FORA

    Ao contrário do habitual, a reunião do CJ de 24 de Março não teve como secretário João Leal. O assessor jurídico da FPF estava no Congresso da UEFA, em Israel. A reunião foi secretariada por Estrela Tomás.

    UNANIMIDADE

    Apesar de Alexandra Pessanha, Maria Dulce Ferreira e Sarmento Botelho estarem contra a equiparação dos stewards a espectadores, votaram a favor do acórdão. O CM sabe que tal se deve a um pacto que existe no CJ: todas as decisões importantes têm de ter o apoio de todos os conselheiros.

    COSTA ANDRADE DECISIVO

    A posição de Dionísio Correia foi defendida pelo presidente do Conselho de Justiça, Joaquim Sousa Dinis, e por António Sousa Lamas, que se referiram a um artigo de opinião de Costa Andrade, penalista e professor da Faculdade de Direito de Coimbra. No dia 4 de Março de 2010, Costa Andrade escreveu no jornal ‘Público’ um artigo de opinião contra a decisão da Comissão Disciplinar da Liga, onde defendeu que os stewards não podiam ser intervenientes na realização do jogo. Costa Andrade já tinha dado pareceres jurídicos sobre as escutas telefónicas a João Bartolomeu e a Pinto da Costa nos processos desportivos do ‘Apito Final’. Nesse artigo, descreveu-se como simpatizante do FC Porto; os que lhe são mais próximos reconhecem ainda que se dá bem com o departamento jurídico dos dragões.

    correio da manhã

    Gostar

  31. Anónimo permalink
    29 Março, 2010 08:27

    Os Passos perdidos
    Paulo Rangel começou a campanha demasiado tarde e Pedro Passos Coelho ganhou as eleições demasiado cedo… Assim, em vez dos dois anos estatutários, cumprirá o previsto ano e meio de desgaste de mais um líder temporário do PSD. São passos perdidos.

    Paulo Rangel, que apoiei, hesitou durante tempo demais e lançou a sua campanha muito próximo das eleições. O que ganhou na poupança da imagem, perdeu nos apoios e compromissos que, entretanto, foram sendo tecidos. Nessa demora, alienou uma parte da massa de eleitores internos que não se reviam no bloco central de interesses. Depois, começou muito forte a sua campanha e foi-se afundando à medida que cedia a sua imagem de ruptura ao apoio para-sistémico de personalidades e grandes eleitores. Essa cedência da ruptura ao compromisso confundiu os eleitores. E a armadilha – que Sócrates lhe armou para rebentar na véspera da eleição interna do PSD – da votação da resolução de apoio ao PEC governamental, que teria inevitavelmente a complacência de Manuela Ferreira Leite, atingi-lo-ia, por mais que gritasse a sua oposição.

    Os instalados apoiaram maioritariamente Pedro Passos Coelho, cuja campanha começou há muito tempo, sob o alto patrocínio de sua eminência Ângelo Correia, a figura parda que, por mais que se esconda, estará sempre na sombra. Nesse sentido, pouco lhes importa que a eleição de Passos Coelho possa representar uma emulação socratina – secretamente, desejam-na – ou que Sócrates, em vez de um partido, tenha agora um partido e meio… Mas não me parece que tenham sido os instalados que decidiram a vitória de Passos Coelho, nem sequer os caciques que se apresentam como donos de sindicatos de votos. Quem decidiu a vitória foram os pressurosos de poder, cansados de derrotas, que viram na boa imagem de Passos Coelho, o candidato de José Sócrates (que tem agora um partido e meio…), que os media controlados – sobra (actualmente…) o CM?… – promoveram, a oportunidade de uma vitória.

    A probabilidade do Presidente da República marcar eleições antecipadas a seis meses das eleições presidenciais tende para zero. Portanto, o candidato do bloco central de interesses precisa urgentemente de eleições e de atacar o seu aliado Sócrates. Sabe que não é, – e muito menos o seu grupo – um presidente do PSD do agrado do líder histórico Cavaco Silva e da linha justa do partido. Compreende que a margem de manobra do Presidente, que nesta altura, está limitada pela proximidade das eleições, não consente a aventura de uma dissolução comprometedora nas vésperas das eleições, aumentará após a esperada reeleição. Assim, é agora… ou nunca! E agora, não é.

    A questão a resolver não é, em qualquer caso, o candidato, nem o círculo interior, que o influencia, nem os interesses financeiros, que o pressionam. A questão é o sistema. Quanto mais adiar o remédio, mais a doença se agrava. A recuperação, que é do País, implica a conquista da confiança. E a confiança só se atinge com a possibilidade dos membros efectivamente escolherem candidatos e votarem em políticas. O PSD precisa de uma reforma política interna em direcção à democracia directa, de um paradigma ideológico social e de uma linha política clara sem qualquer compromisso com o socratismo.
    http://doportugalprofundo.blogspot.com/2010/03/os-passos-perdidos.html

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: