Saltar para o conteúdo

O pecado original

12 Janeiro, 2011

Existe um pecado original na política que consiste em não ser de esquerda ou não pertencer àquele circo de excentricidades temíveis que a esquerda protege mesmo que esses protegidos tenham práticas assustadoras como aconteceu como Mugabe, Arafat, Chávez, a ETA… Esta cumplicidade está estampada numa entrevista de Rui Tavares à PÚBLICA «A família é a esquerda, o que quer dizer que quem é de esquerda é meu primo de uma maneira ou de outra. Isto foi muito mal entendido quando disse que é a mesma família do Sócrates. Eu sou de esquerda e ele é de centro-esquerda. Não tenho de gostar dos meus primos todos, há primos que fazem coisas muito erradas, há primos que defendem a Coreia do Norte. Não pago dívidas pelas dívidas dos meus primos, os erros dos meus primos são erros dos meus primos. Mas são pessoas que se reclamam da esquerda. Não posso dizer que só é da esquerda quem é como eu sou. As espécies: sociais-democratas, republicanos clássicos, mutualistas, libertários de esquerda, marxistas, não marxistas. E podem coexistir muitos bichos.» Tivesse Rui Tavares dito que a sua família era a direita e que dada essa circunstância familiar se sentia primo do Hitler que logo se via transformado num pária.

A outra manifestação do pecado original da não-esquerda  é a hiper-responsabilização de quem não é de esquerda com particular incidência para os republicanos nos EUA. Quando Bush estava na Casa Branca era fácil arranjar explicação para todas as desgraças humanas e naturais. O Haiti, as chuvas na Austrália, a crise económca… tudo seria bem mais fácil de entender se Bush estivesse na Casa Branca. Há até quem mostre uma simbólica saudade dessae tempos em que o mundo era bem mais fácil de entender De qualquer modo desiluda-se quem acredita que se teria de deixar de pagar pelo pecado original após a vitória de Obama. Era lá possível uam coisa dessas:  Um homem matou seis pessoas e feriu 14 nos EUA e imediatamente se denuncia o extremismo do Tea Party. Conforme o Luciano Amaral aqui mostra que saudades do tempo da moderação política nos EUA!

89 comentários leave one →
  1. campos de minas permalink
    12 Janeiro, 2011 11:06

    o rui tavares não é parvo,não!

    Gostar

  2. Fincapé permalink
    12 Janeiro, 2011 11:36

    Bem feita, a denúncia da “família” de Rui Tavares. Realmente, quando se escolhe a família dever-se-ia ser mais cuidadoso!
    A propósito, helenafmatos, quando diz que “Quando Bush estava na Casa Branca era fácil arranjar explicação para todas as desgraças humanas e naturais”, estará a querer defender o seu “primo”?

    Gostar

  3. PMP1 permalink
    12 Janeiro, 2011 12:18

    A ignorância e a incompetência sobre como resolver os problemas económicos tanto estão na direita como na esquerda.
    .
    Nem a direita nem a esquerda poruguesas apresentam propostas crediveis para levar o país para a diminuição do desemprego, para o crescimento económico, para a diminuição da pobreza.
    .
    A esquerda acha que o deficit publico se resolverá por si próprio, a direita acha que o deficit comercial se resolverá por si próprio, se a despesa do estado diminuir.
    .
    Entretando o desemprego vai crescendo, a pobreza aumentando, a divida publica cresce, as reformas mais baixas são congeladas, o ensino básico e secundário são mediocres, centenas de milhar de cidadãos não têm médico de familia, o interior desertifica-se.
    .
    Mas a grande discussão é sobre a compra e venda acções de uma empresa privada em 2003.

    Gostar

  4. Piscoiso permalink
    12 Janeiro, 2011 12:28

    A “bem amada” Sarah Palin, por exemplo, tinha no seu site um mapa com símbolos de uma mira de espingarda sobre os “alvos” a abater nas eleições.
    E assim se incita a violência, como quem bebe uma chávena de chá.

    Gostar

  5. 12 Janeiro, 2011 12:31

    Não eram alvos… eram símbolos de prospectores… ou algo do género. Pelo menos essa é a explicação oficial. 🙂

    Gostar

  6. 12 Janeiro, 2011 12:35

    Eu por exemplo, sou assumidamente da direita, mas de uma direita tipicamente nórdica, que nada tem a ver com a convencional direita de que tanto se fala por aí. Aliás, sempre que ouço falar em direita, imagino-me um cidadão norueguês, holandês, dinamarquês, findalês ou até sueco. Resumindo: Imagino-me a viver num desses países mais ricos do mundo.

    Gostar

  7. Piscoiso permalink
    12 Janeiro, 2011 12:36

    Os amigos do xerife Arpaio do Arizona, até já estão a preparar legislação para autorizar os estudantes universitários a frequentarem as aulas armados.
    Isto não é ficção nem bisbilhotice.

    Gostar

  8. campos de minas permalink
    12 Janeiro, 2011 12:43

    pois e um gajo quando vai apanhar no c* também deve ir armado, que isto de matar com monitores de computadores dá cabo da coluna e dos rins!

    Gostar

  9. BSC permalink
    12 Janeiro, 2011 12:56

    O que não percebo é essa do Hitler ser de direita. O que tem o nazismo a ver com direita?

    Gostar

  10. Eleutério Viegas permalink
    12 Janeiro, 2011 13:05

    O Hitler era um louco, nunca se reclamou de direita. Até era socialista… nacional… para os amigos “naxuxa”. portanto, aparentado com os xuxo-bandalhos do “governo”. Este memineko do berloque, um comentadeiro muito sabido, só demonstra a estupidez do pessoal dele. Primos!…

    Gostar

  11. 12 Janeiro, 2011 13:32

    O modo como RT “explica” ser-se de esquerda, os termos usados, são prórios duma conversa para uma universidade de Verão do BE. Ou para indigentes, ignaros, incultos.
    A facilidade e a rapidez com que, no espaço tuga se formam e idolatram “idolos”, “famosos” , também na política, revela o nível social e cultural do “maralhal”.

    Gostar

  12. lucklucky permalink
    12 Janeiro, 2011 13:42

    “A “bem amada” Sarah Palin, por exemplo, tinha no seu site um mapa com símbolos de uma mira de espingarda sobre os “alvos” a abater nas eleições.”
    .
    E qual o problema? Vamos fingir que só a Palin e não Partido Democrata e todos os Jornais o fizeram. E depois? Tem alguma coisa contra as metáforas?
    .
    Não pode ver um filme com um assassinato de um politico e uma mira telescópica que vai a correr matar outro? Um jogo de computador fã-lo desatar a andar aos tiros?
    .
    Julga que são todos imbecis para não perceber o que quer com esse discurso?
    A tentativa de estupidificação do discurso para estupidificar as pessoas é essencial à Esquerda. Esta foi mais uma.

    Gostar

  13. Bloody Mary permalink
    12 Janeiro, 2011 13:43

    Raio de família, mas, claro, quanto mais prima…! Só gostava de saber o que o Hitler tem a ver com a direita. Homessa! A critura era socialista, nacional-socialista.

    Gostar

  14. lucklucky permalink
    12 Janeiro, 2011 13:43

    O fascínio da esquerda americana por um atentado que salve Obama:
    .

    v=R_0Ixm21tn8
    .
    http://www.time.com/time/politics/article/0,8599,2035270,00.html

    Gostar

  15. Portela Menos 1 permalink
    12 Janeiro, 2011 14:29

    o cavalheiro, candidato do Tea Party, Jesse Kelly, que foi derrotado pela congressista democrata Giffords, que continua em estado crítico após o atentado no Arizona, apareceu em cartazes de campanha de farda militar e METRELHADORA em punho.
    Perguntam os imbecis…e qual é o problema? – Para os imbecis não há problema nenhum.

    Gostar

  16. Piscoiso permalink
    12 Janeiro, 2011 14:30

    Já toda a gente sabe que lucklucky é um pistoleiro.
    Ensombrado.

    Gostar

  17. 12 Janeiro, 2011 14:35

    As tipas e os tipos do Tea Party são um grupo (reconheça-se, com bastantes apoiantes) que agita a demagogia e revela incapacidades várias.
    Trata-se duma direita revanchista, aparvalhada, histérica, desestabilizadora e, perigosa .

    Gostar

  18. 12 Janeiro, 2011 14:36

    cara Helena:

    acho que na citação que fazes dessa entrevista, tal como noutras partes da mesma entrevista (quando eu digo em relação ao leste/roménia até 89: “não se pode defender aquilo, é indefensável”), deixa absolutamente claro que não sinto “cumplicidade” nenhuma com criminosos de esquerda, pelo contrário. o facto de eles serem ou terem sido de esquerda não me faz cúmplice, mas obriga-me a denunciá-los com tanta clareza como faria em relação à direita, e ainda com mais consequências para mim e para as outras pessoas de esquerda. Eu não “protejo” Mugabes ou Castros, só o pensamento me daria náusea — denuncio-os, e combato-os à minha medida. O termo “cumplicidade” está assim incorretamente usado no teu texto, espero que tenhas consciência disso e que o corrijas.

    Eu não sou cúmplice do meu primo se ele cometer um crime. Não posso é negar que ele seja meu primo — tentar alegar que “o Sócrates não é de esquerda” ou “a URSS não era de esquerda”, como muitas vezes se diz para tentar fazer passar a ideia de que a esquerda nunca erra. A esquerda erra sim, e já tem errado de forma trágica.

    E sim, acho que as pessoas de direita deveriam fazer o mesmo.

    Bom ano para ti,

    Gostar

  19. lucklucky permalink
    12 Janeiro, 2011 14:40

    “Trata-se duma direita revanchista, aparvalhada, histérica, desestabilizadora e, perigosa .”
    .
    Uma frase histérica fica mesmo bem para acusar os outros de o serem…
    É uma direita muito mais culta que você, com sentido da história e do mais importante Liberdade.

    Gostar

  20. será permalink
    12 Janeiro, 2011 14:41

    por isto e por tudo,não perco os artigos do Rui Tavares no público!

    Gostar

  21. 12 Janeiro, 2011 14:41

    Há uma patetice simpática, com a qual a gente até se diverte; mas há uma patetice abjecta, como a desse pobre-diabo Tavares, que só merece repulsa.

    Gostar

  22. Outside permalink
    12 Janeiro, 2011 14:44

    Realmente, consoante a afectação/coloração/amor, nunca há problema nenhum.
    Os dogmas fundados numa dicotomia moral são inultrapassáveis/incontestáveis.

    O pecado original é e sempre será o mesmo, o PRÉ-JULGAMENTO DO CONTRÁRIO/OPOSTO.

    Ex:
    “Tivesse Rui Tavares dito que a sua família era a direita e que dada essa circunstância familiar se sentia primo do Hitler que logo se via transformado num pária.”
    Pré-julgamento declarado e sentido como dogma supremo este HM, de onde retira factualidade para tal se enumera n extremistas da dita “esquerda” e só refere 1! extremista da dita “direita”.
    Extremistas na sua estupidez e buçalidade EXISTEM transversalmente.
    O pecado original é o PRÉ-JULGAMENTO DOGMÁTICO À PRIORI do oposto, daqueles do outro lado do muro que são sujos e ímpios porque do “nosso” lado tudo é limpo e puro.
    Esse seu saudosismo de Bush é preocupante, porque realmente, como referiu (irónicamente ou não), é mais fácil entender um mundo desumano, desigual, absolutista e egoísta/estupidificado com uma personagem como Bush (e, com a buçal Palin – que faz triste retrato da inteligência feminina como decerto concordará) que com Obama….(SE BEM QUE, COMO SABEMOS, OS LOBBYS POR DETRÁS DOS ELEITOS – Sempre serão, se não os mesmos, diferentes e tão iguais).

    p.s: Parabéns pela distinção que lhe foi prestada pelo Delito, não a entendo nem com ela concordo, mas talvez seja por ignorÂncia minha de posts seus que confesso não leio na totalidade).

    Gostar

  23. lucklucky permalink
    12 Janeiro, 2011 14:47

    “Perguntam os imbecis…e qual é o problema? – Para os imbecis não há problema nenhum.”
    .
    Não há problema ou há problema depende da pessoa com a arma ou seja dos seus objectivos. Mas a sua cultura auto destrutiva não o habilita perceber.
    .
    Os seus filhos e netos vão entender quando pegarem em armas. Talvez ainda o veja.

    Gostar

  24. 12 Janeiro, 2011 14:47

    Rui Tavares,
    Vc. justifica hoje, no Público, o seu entusiasmado apoio ao “dr.” CANDIDATO DO BE QUE PEDIU APOIO AO PS. Talvez lhe ficasse bem, para começar a entender melhor o carácter do seu “combatente”, uma palavrita sobre a reincidente “acusação” DO CANDIDATO DE LOUÇÃO E DE SÓCRATES sobre a questão da ficha de Cavaco na PIDE/DGS de Cavaco…
    E o modo como Vc., novo “ídolo” e “famoso” num espectro político “explica” a esquerda… Pensa que os leitores (no caso, da Pública) são todos idiotas, ignorantes, incultos, infantilóides ?

    Gostar

  25. Fincapé permalink
    12 Janeiro, 2011 14:47

    Política à parte: a Sarah Palin até que… enfim… não tem tudo mau!
    Mas dá-lhe para aquilo que tem menos habilidade! Gaita!

    Gostar

  26. será permalink
    12 Janeiro, 2011 14:48

    de facto quando oiço a Palin,sinto-me feliz por ser misógino…

    graças a deus que as helenas a defendem!

    Gostar

  27. 12 Janeiro, 2011 14:50

    Luck, 14:40,
    Vc. não sabe o que é, o que pretende, o que –e quem– representa o Tea Party.

    Gostar

  28. Portela Menos 1 permalink
    12 Janeiro, 2011 14:56

    lucklucky
    Posted 12 Janeiro, 2011 at 14:40 |
    .
    O seu comentário aplica-se que nem uma luva a esta obra prima da direita muito mais culta, com sentido da história e do mais importante Liberdade:
    “Há uma patetice simpática, com a qual a gente até se diverte; mas há uma patetice abjecta, como a desse pobre-diabo Tavares, que só merece repulsa”

    Gostar

  29. 12 Janeiro, 2011 14:59

    MJRB:

    Nunca comentei o que quer que fosse sobre a “ficha” de Cavaco na PIDE nem conheço a controvérsia suficientemente bem para tal.

    Não acho que os leitores da Pública ou do Público sejam infantilóides, ignorantes, etc. Nesse caso, não escreveria para eles há já cinco anos, o melhor que posso.

    Pode dar-se apenas o caso de eu e você termos ideias diferentes. Pense nisso.

    Com os melhores cumprimentos,

    RT

    [vou desligar da internet agora portanto não poderei responder a mais comentários]

    Gostar

  30. 12 Janeiro, 2011 15:09

    Rui Tavares,
    OK ! Fica-lhe bem o posicionamento, contra a patética “acusação” DO CANDIDATO DE LOUÇÃ.
    Mas…aquela sua “explicação” sobre a esquerda, é digna dum palavreado catequizante para indigentes.
    Com os melhores cumprimentos também para si.

    Gostar

  31. Portela Menos 1 permalink
    12 Janeiro, 2011 15:13

    estás a melhorar!

    Gostar

  32. 12 Janeiro, 2011 15:16

    Quanto a este post de Helena Matos:
    Todo o último parágrafo é demagogo ! Também com “exemplos” e palavreado próprio duma catequista.

    Gostar

  33. 12 Janeiro, 2011 15:19

    Piscoiso «Os amigos do xerife Arpaio do Arizona, até já estão a preparar legislação para autorizar os estudantes universitários a frequentarem as aulas armados.»

    O Piscoiso sabe como eram “eleitos” os Xerifes no tempo do Lucky Lucke? É precisamente por terem armas que os Norte Americanos defendem a propriedade privada, e não precisam de benevolência do Estado para lhes tomar conta das terras. Eu sei Piscoiso, gente independente…. estranhos não são?!

    R.

    Gostar

  34. amador permalink
    12 Janeiro, 2011 15:22

    Porque razao Sarah Palin removeu o mapa com os politicos a “abater” pelo Tea Party, onde estava incluida a Congressista do Arizona? Admissao de culpa? Hum…

    Gostar

  35. 12 Janeiro, 2011 15:28

    Sarah Palin é, politicamente, um epifenómeno de popularidade entre norte-americanos revanchistas, incultos, demagogos e com interesses pessoais-e-só-pessoais ! — ou para lobbys ! A sociedade –sobretudo as classes mais desfavorecidas–, para eles, é ‘coisa’ de somenos importância. Ou, a abater !

    Gostar

  36. 12 Janeiro, 2011 15:30

    Adenda:
    “ou, a abater!, como refere Amador

    Gostar

  37. 12 Janeiro, 2011 15:42

    Tanta gente com vontade de escrever sem nada para dizer…

    Gostar

  38. 12 Janeiro, 2011 15:50

    MJRB: «sobretudo as classes mais desfavorecidas–, »

    Alguma vez esteve nos Estados Unidos da América? As “classes mais desfavorecidas”…??? não pega. Isso é conversa de socialista Europeu. Não existe classe mais favorecida ou menos favorecida… Nos Estados Unidos da América existe um trabalhador e um não trabalhador. Ainda que rico, pobre, feio, gordo, Judeu, Afegão, Branco, Preto, Azul….

    R.

    Gostar

  39. JCA permalink
    12 Janeiro, 2011 15:55

    .
    Ou seja uma ala diz que não ao Mundo, ‘não queremos cá o FMI, não precisamos’. Quanto isto faz lembrar os discursos de Franco Nogueira na ONU do ‘orgulhosamente sós’ contra o Mundo à volta. Mal ou bem são as realidades. Há um erro, falta de PRAGMATISMO no discurso governamental que se EXTREMIZOU sem ninguém perceber porquê porque nem há razão para esse nervosismo descentrado ou emotivo.
    .
    E a talhe de foice, outra ‘boca’, é mais que obvio que não é a Governança Portuguesa que proibe ou não a entrada do FMI. Com a previsão benigna de recessão dum crescimento negativo de 1,6% (será muito proximo dos 3% pelo efeito de cascata) qualquer emprestador torce a orelha forte e feio.
    .
    É claro que ainda há ouro no Banco de Portugal, alguns das ditas empresas ‘centros de decisão nacional’ que são fillet mignon para abocanhar etc. Compete à Governança Portuguesa defender com unhas e dentes o que é nosso, os aneis da coroa, e deixar-se de ‘armanços’ mais proprios de ‘brilhas’.
    .
    A questão salvadora das compras de divida pela China, Japão etc é obvia. Se o Euro desvalorizar aumentam as exportações europeias e diminuem as importações da Europa por falta de poder de compra ou substituição de produtos importados por produção europeia. Ora isto não interessa à China nem ao Japão nem aos Emiratos Arabes etc que serão os primeiros alvejados forte e feio.
    .
    Entretanto, 2011 vai ser o ano da Alemanha contra todas as previsões que apontavam para a China etc
    .

    Gostar

  40. 12 Janeiro, 2011 15:57

    Rogério,
    Vc., “alguma vez esteve nos Estados Unidos da América ?”

    Gostar

  41. Arlindo da Costa permalink
    12 Janeiro, 2011 16:01

    Indíviduo «moderado» era o Jonas Savimbi que costumava comer a carne dos seus inimigos ao jantar regado com vinho da Província do Cabo…
    Esta Exma Srª Drª Helena, ainda não viu o ridiculo das suas premissas?

    Gostar

  42. 12 Janeiro, 2011 16:19

    MJRB; Estive nos Estados Unidos da América a trabalhar e tenho família inclusive em Yark a trabalhar. Ao contrário da Europa, não se enquaixam as pessoas em “classes desfavorecidas”. Mesmo quem recebe do Welfare, não são “classes desfavorecidas”. O “classe” está a mais, e o desfavorecido não é um termo final.
    Independentemente dos Estados e pela natureza dos visados, o trabalho é trabalho. Público, privado, etc.

    Eu sei MJRB, lá na sua aldeia todos estudaram para mandar…
    R.

    Gostar

  43. joao permalink
    12 Janeiro, 2011 16:32

    Algumas das frases da ultima campanha de Obama, tais como ” os nossos inimigos ” referindo-se aos republicanos, e ” se eles lutarem com uma faca, agarrem numa arma ” seriam consideradas apelos à violência se ditas por um republicano. Mas como nós sabemos a esquerda é moralmente superior e pacifica ( é um pouco como o islão…) e portanto tais considerações não se colocam…

    Gostar

  44. 12 Janeiro, 2011 16:33

    Rogério,
    Nos USA não há classes desfavorecidas !?!…
    Para si, nos USA ou noutro país, há só trabalhadores — sem “classes”. Só porque “o desfavorecido não é um termo final”…
    Seja: A questão não é a terminologia, “independentemente dos Estados e pela natureza dos visados”.

    Gostar

  45. 12 Janeiro, 2011 16:36

    Joao,
    Vc. tem a certeza de que esses termos ditos por Obama foram dirigidos aos adversários republicanos ?
    Não teve a ver com “inimigos” externos, mais precisamente com o terrorismo ?

    Gostar

  46. amador permalink
    12 Janeiro, 2011 16:47

    Dizer que nos “Estados Unidos nao ha classes desfavorecidas” e a mesma coisa que dizer que nos Estados Unidos nao ha ninguem a viver abaixo do indice da pobreza! Isto e um puro e simples disparate! O que sao os que vivem sem luz ou saneamento nas montanhas de West Virginia, os filhos de “Katrina”, etc.?

    Gostar

  47. Outside permalink
    12 Janeiro, 2011 16:56

    “Algumas das frases da ultima campanha de Obama, tais como ” os nossos inimigos ” referindo-se aos republicanos, e ” se eles lutarem com uma faca, agarrem numa arma ” seriam consideradas apelos à violência se ditas por um republicano.”
    Isto é FALSO, uma inverdade factual….e desconheço se algum republicano se atreveria a dizer tal anormalidade.
    Os americanos defendem e dependem (d)o livre uso de armas mas sem esse básico pensar (contra democratas/republicanos) ou óbviamente já teria havido auto-exterminação.

    Gostar

  48. 12 Janeiro, 2011 16:57

    amador: «a mesma coisa que dizer que nos Estados Unidos nao ha ninguem a viver abaixo do indice da pobreza!» Deixe de ser pateta amador. Refiro-me claro está à própria essência da “classe”. Por outro lado não entendo o que é o “índice de pobreza”? &Pib per capita?

    E MJRB não me refiro a “outros” países, refiro-me concretamente aos Estados Unidos da América. Mais uma vez, o conceito de “classe desfavorecida” não existe nos EUA. Existem pobres, existe pobreza, mas não há de modo algum o argumento; classe desfavorecida.

    amador: « O que sao os que vivem sem luz ou saneamento nas montanhas de West Virginia, os filhos de “Katrina”, etc.?»

    São pessoas sem luz e sem saneamento, que por força e cultura vão voltar a ter saneamento e luz.

    Aqui em Portugal uma pessoa sem subsídio é uma classe desfavorecida, logo, perpetuamente terá de esperar pelo salvador Estado, que não o vai tirar da “classe desfavorecida”, vai ajudá-lo a gerir os direitos da classe desfavorecida….

    R.

    Gostar

  49. 12 Janeiro, 2011 17:04

    Rogério,
    para terminar: “não há desfavorecidos” nos USA(??) , se vindos do período Bush.
    Mas, se Obama, que os “herdou”, não conseguir socorrê-los, “equilibrar-les” a vida e proporcionar-lhes os direitos consignados na Constituição, eles, os desfavorecidos, continuarão e…ressurgirão.
    Provavelmente, para Rogério,
    os (evidentes) desfavorecidos, serão só resultado do período e por culpa de Obama ?

    Gostar

  50. 12 Janeiro, 2011 17:08

    “Existem pobres, existe pobreza” (…)
    Se a questão-maior é, só, o termo “classes desfavorecidas”, estamos conversados.

    Gostar

  51. Portela Menos 1 permalink
    12 Janeiro, 2011 17:09

    Os 43,6 milhões de americanos na categoria de pobres, em 2009, deviam gostar desta discussão!

    Gostar

  52. joao permalink
    12 Janeiro, 2011 17:12

    Joao,
    Vc. tem a certeza de que esses termos ditos por Obama foram dirigidos aos adversários republicanos ?
    Tenho MJRB…tanto que a seguir ele veio fazer mea culpa dizendo que não foi feliz no uso da expressão. Mais logo, procuro o link das noticias.

    Gostar

  53. Portela Menos 1 permalink
    12 Janeiro, 2011 17:14

    a palavra aos não-desfavorecidos …. sem classe:
    Trabalhei desde os 15 anos e agora, pela primeira vez, não tenho um emprego e não consigo alimentar a minha família”, conta esta mulher de 55 anos. “Tenho um diploma, mas isso não interessa. Não há empregos.”
    .
    Williams, uma mãe solteira, tem cinco bocas para alimentar – filhos e netos – com idades entre os 17 meses e os 28 anos. A alimentação chega a esta família dos dispensários dos centros sociais, do pai de Carol e dos amigos. “Na última sexta-feira não tínhamos nada, nem pão nem nada, porque o dispensário estava fechado. Felizmente uma amiga ajudou-me, porque senão não teríamos o que comer durante o fim-de-semana.”

    Gostar

  54. Portela Menos 1 permalink
    12 Janeiro, 2011 17:18

    (…) A alimentação chega a esta família dos dispensários dos centros sociais (…)
    para os nossos primos da direita estes dispensários devem ser propriedade do Belmiro lá do síti0!

    Gostar

  55. Outside permalink
    12 Janeiro, 2011 17:43

    “http://nation.foxnews.com/politics/2011/01/10/obama-flashback-if-they-bring-knife-fight-we-bring-gun”

    O link é da Fox (que desprezo jornalisticamente falando).
    Não obstante o Messias realmente disse o que o joão0 escreveu…mas também desconheço o contexto em que o fez.

    De qualquer modo, o meu mea culpa e as minhas desculpas por o ter acusado de inverdade.

    Gostar

  56. João Amaral permalink
    12 Janeiro, 2011 18:40

    ó Outside…se despeza a Fox faz mal…não é por acaso que ele é a TV Cabo com maior audiência nos EUA. Ela incomoda eu sei, passa uma visão fora das normas do politicamente correcto e descobre a carapuça aos democratas qdo os confronta com as inverdades que dizem. E isso chateia e de que maneira a esquerda. O pluralismo de opiniões sempre incomodou a esquerda.
    http://www.google.pt/url?sa=t&source=web&cd=2&ved=0CCIQFjAB&url=http%3A%2F%2Fhotair.com%2Farchives%2F2010%2F10%2F25%2Fobamas-turnout-pitch-to-latinos-get-out-there-and-punish-your-enemies%2F&ei=k_QtTcbzJOeI4gasnMiKCw&usg=AFQjCNFS3vAs-n8psetXkrJy3-iPDIhh0A

    Gostar

  57. João Amaral permalink
    12 Janeiro, 2011 18:54

    http://blogs.wsj.com/washwire/2008/06/14/obama-if-they-bring-a-knife-to-the-fight-we-bring-a-gun/…deixo aqui outra pérola de Obama quando estava em campanha contra MacCain..é obvio que Obama usa uma metáfora, mas só na boca dos republicanos é que as metáforas se transformam em violencia e ódio……a isto senhores comentadores e jornalistas chama-se hipocrisia.

    Gostar

  58. João Amaral permalink
    12 Janeiro, 2011 19:04

    aqui vai outra que prova a hipocrisia da esquerda com as armas e os republicanos…..o Governador de West Virgina e candidato democrata num anúncio de campanha ao senado, com uma arma na mão e a disparar…….está no you tube e é natural que em Portugal ninguem tenha vistop pois as TV nunca passariam um democratacom uma arma nas mãos…..http://www.youtube.com/watch?v=xIJORBRpOPM&feature=player_embedded

    Gostar

  59. 12 Janeiro, 2011 19:24

    Mas quem é que disse que os democratas não usavam armas?

    Gostar

  60. A. R permalink
    12 Janeiro, 2011 19:30

    Como a esquerda tarda a não aprender, parecendo ter os membros ungulados quando se trata de pesquisar a net, deixo este link:
    http://www.errorespuntuales.es/content/el-ataque-sobre-la-congresista-gabby-giffords-y-la-demagogia-demente

    que mostra:
    a) Os “alvos da Sara Palin” tratam-se de circulos cinzentos ou vermelhos com um +. A mensagem não visa pessoas e a representação usa-se em programas genéricos.
    b) Esta estratégia foi usada pelo menos por duas vezes pelo Partido democrático em 2004 mas com círculos concêntricos, de diversas cores (este sim um alvo evidente).
    c) Num destes gráficos há palavras ” o inimigo” e ainda é possivel clicar nas setas para aparecer o alvo: o alvo é uma pessoa com fotografia, nome, etc.

    Quanto ao ódio está no fim do post.

    O rapaz do atentado era esquerdista (admirador de Marx e Hitler) e o móvil do crime pode ter sido as origens judias da senadora ou ela não ser democrata da ala radical. A esquerda é racista em todo o mundo e os métodos que usam às vezes tornam-se boomerangs.
    Isto é mais um tiro de espingarda Purdey, comprada com “salário de pelintrice”, e cano curvo a 180º que usam em si próprios sem darem conta. Nada de novo … aliás normal e não “por desconhecimento” obviamente apenas “por patriotismo”.

    Quanto à Sara Palin ela é tudo o que a mulher de esquerda não consegue ser ao mesmo tempo:

    – É mulher a sério (não uma obra de cirurgiões que também tiram sinais corporais);
    – É casada com um homem;
    – Corpinho de vespa (e não banhudas e peludas que vão ao Meco);
    – Subiu pelo seu valor (não à boleia de catraios);
    – Tem vários filhos (as mulheres da esquerda não conseguem procriar: abortam qualquer borbulha e acham que os meninos vêm de Paris no bico da cegonha);
    – Educa os seus filhos. As mulheres de esquerda educam os dos outros nas suas bizarrias.

    Gostar

  61. 12 Janeiro, 2011 19:37

    KILL OBAMACARE
    é um dos slogans dos tea partiers

    Gostar

  62. 12 Janeiro, 2011 19:38

    Cara Helena,

    O texto poderia ser melhor se não contivesse um erro crasso, que é meter o Hitler na direita. Aconselho a senhora a ler o “Minha Luta” para conhecer melhor o que é o ideal nacional-socialista. Há algumas décadas toda a gente sabia que o nacional-socialismo, ou nazismo, como preferem os actuais esquerdistas, não passava de uma variante do socialismo, mas a propaganda comunista do pós-guerra acabou por convencer toda a gente que aquilo era direita. É mais do que hora de rectificar esse erro.

    Gostar

  63. 12 Janeiro, 2011 19:51

    MJRB: «“não há desfavorecidos” nos USA(??) , se vindos do período Bush.» Não referi nenhum político ou administração. Não se trata disso.

    Portela Menos 1, poupe-me.

    A parte das estórias de blog e desconversas políticas, repito, um Americano não tem a mesma noção de “desfavorecido” que um Europeu, neste caso um Português. Não sei o que se passa na vossa cabeça para debitarem números sobre pobreza (que não é isso que está em causa) e acusarem Administrações ou políticos, que também não é isso que está em causa.

    E Portela Menos 1, antes de abrir a boca, convivo, convivi e nasci nesse meio de pobreza. Consigo precisar-lhe com exactidão o porquê de ainda existirem terrenos OCUPADOS deliberadamente pelos Portugueses para, plantarem batatas? Couves? E criarem pequenas hortas?
    O Portela Menos 1 muito provavelmente está muito longe da realidade, não sabe o que foi o “crime” de atribuição de casas pós 25 Abril (não falo das ocupações), também não sabe do que foi o falhanço das políticas de esquerda a nível de Urbanização e integração social… e principalmente desconhece a injustiça que é existir tratamento de metadona móvel, causas egangelistas móveis e este tipo de assistências que perpetua a pobreza mas nunca na realidade os retira dessa “pobreza”.

    Se acha que isso existe nos E.U.A, está enganado. É por isso que eu lhe explico outra vez; Classe desfavorecida é um conceito que o Estado Social criou. Sendo que os E.U.A têm um “Estado Social” exíguo, o termo Classe Desfavorecida que anda na boca da esquerda Bairro Altista cai por terra.

    R.

    Gostar

  64. Portela Menos 1 permalink
    12 Janeiro, 2011 20:13

    o Rogério é um achado!
    ele axa que ninguém conhece a America como ele, que ninguém, senão ele, viveu a pobreza e também axa que anda tudo longe da realidade. O seu último texto é uma confusão (19:51). Claro que os conceitos – pobreza versus desvaforecidos – podem ser diferentes.
    A estória não é de blog, a informação de que existiam 43,6 milhões de americanos na categoria de pobres, em 2009 é oficial, made in USA. Se isso o surpreende não sei o que se passa na sua cabeça .
    o Rogério é um achado!

    .

    Gostar

  65. 12 Janeiro, 2011 20:43

    Portela Menos 1; a resposta do cavalheiro foi precisamente aquilo que eu achei que iria ser.

    Como pode imaginar não referi um todo, referi concretamente o cavalheiro, portanto creio que fui claro que conheço melhor a América que o Portela. Repito; O Portela. E referi isso para tentar garantir-lhe que a ideia de “classe desfavorecida” não existe nos EUA! É um desígnio do Estado Social Europeu. Entendeu?

    Os números são da boca para fora.
    R.

    Gostar

  66. amador permalink
    12 Janeiro, 2011 21:14

    Rogerio nao entre pelo ataque pessoal. Fica-lhe mal! Se por “classe desfavorecida” entende que nao ha um grupo de pessoas que tem o previlegio de ter mais favores sociais que outra, por favor! Nao sei onde viveu enquanto residente por ca mas nao diga disparates tao grandes! A forma como um hispano, (para nao falar de negros) de pele um pouco mais escura e tratado em comparacao ao tratamento que e dado a um descendente dos holandeses, ingleses ou alemaes e um pouco diferente. Vivo numa sociedade livre e aberta mas nao nao sou cego como o senhor parece ser. O que esta a acontecer no Arizona em que os cortes orcamentais desfavorecem, essencialmente, as classes “mais desfavorecidas”, e um exemplo.

    Gostar

  67. 12 Janeiro, 2011 21:40

    Para Rogério,
    o cerne da questão é o termo que eu coloquei à tarde: “classe desfavorecida”. Mas depois, já admite que há “pobres e pobreza”, etc, etc.
    Rogério, quando esteve nos USA, por certo só trabalhou, só dormiu, só comeu e deitou-se, nunca viu tv’s nem leu jornais, nunca saíu do perímetro do jardim caseiro ou da street.

    Gostar

  68. Pinto permalink
    12 Janeiro, 2011 21:55

    O termo “primos” de inspiração carbonária é todo um programa.

    Gostar

  69. 12 Janeiro, 2011 22:01

    amador; «o mais escura e tratado em comparacao ao tratamento que e dado a um descendente dos holandeses, ingleses»

    Raças. Trata-se de raças. Não se trata de classe. Não nego essa divisão de “raças”, diga-se salubre até certa medida.

    Eu pergunto-lhe o que é um mendigo? Tem classe? Direitos?
    Eu pergunto-lhe o que é uma pessoa que cresceu e não ganhou independência do Estado via subsídios e apoios “sociais”? Tem classe? Direitos?

    Repito que do ponto de vista “laboral” as “classes desfavorecidas” são um argumento demasiado Europeu…
    MJRB, não sei o que entende por “streets”, e não é essa a questão. Mas explico-lhe um caso. Sabe como funciona o Welfare em certos Estados? Pagos em géneros, vouchers etc. O termo “classe desfavorecida” não tem sentido, estamos a falar de uma sociedade aberta a mudanças. Infelizmente todo o tipo de pessoas actualmente necessita do Welfare, desde o empregado da filial dos correios ao empregado da “wallamart”. Não é vergonha nenhuma, não se subentende como “classe desfavorecida”. No mínimo são pessoas que necessitam de ajuda no momento.
    Diga-me a expressão que conhece (vernáculo ou não) para “Classe Desfavorecida” que se utilize no EUA.

    R.

    Gostar

  70. Portela Menos 1 permalink
    12 Janeiro, 2011 22:46

    Diz o sr Rogerio que “Os números são da boca para fora”. Será melhor entender-se com estes, tendo em conta que os auto- convencidos são uns tipos difíceis:
    .

    Gostar

  71. Portela Menos 1 permalink
    12 Janeiro, 2011 23:05

    MJRB, já pode responder ao sr,Rogerio, acerca do termo “classe desfavorecida”; ele que escolha uma.
    impoverished, needy, poor, less fortunate …

    Gostar

  72. amador permalink
    12 Janeiro, 2011 23:13

    Rogerio
    Vivo na America e sinto-me feliz por poder contribuir para o desenvolvimento deste grande pais. Como lhe disse, nao sou cego nem vivo insensivel aos problemas que afetam a sociedade americana. Nao sei onde viveu, como viveu e o que fez enquanto esteve ca. No entanto, parece ter uma visao muito raquitica e mesquinha de (TODA) a sociedade americana. O que tem a ver o Welfare com os mais desfavorecidos e os mais favorecidos? Numa sociedade como a americana, todo o individuo tem direitos independentemente do seu estrato social. So que uns tem mais direitos que outros. A diferenca esta para alem da cor e assenta, essencialmente, no poder financeiro do individuo. A distincao causada pela diferenca da cor e outra coisa. Acima de tudo a distincao e feita nao por racas mas por forca do poder financeiro do individuo ou falta dele. Se o individuo tiver poder financeiro pode viver onde quiser e ninguem lhe questiona a cor ou donde vem. (as minhas desculpas pela falta de assentos)

    Gostar

  73. 12 Janeiro, 2011 23:16

    Portela Menos 1; já entendi o lugar da sua toca.

    Veja este link por favor. Veja um dos exemplos do que a constante política frouxa de esquerda tem feito. Se quiser saber mais visite aqui o “bairro”, eu acompanho-o à Serafina, Estrada de Chelas etc… se der tempo mostro-lhe o que fazem com o pão tigre…

    Se ainda tem coragem de dar azo a políticas que pesam mais no Orçamento que as reformas dos idosos e que não tiveram escolha, então só posso deduzir que o amigo Portela Menos 1 está bem orientado. Também tem a sogra que o deixa entrar de surra no SNS?

    Cumprimentos,
    R.

    Gostar

  74. 12 Janeiro, 2011 23:26

    Amador, concordo em pleno com o que escreveu. A questão é; Classe desfavorecida.
    Esqueça as raças, esqueça a questão financeira. Classe desfavorecida? Desculpe-me amador, mas cheira-me a conversa Portuguesa. O mesmo género de conversa que deixou que injustiças fossem feitas. O mesmo género de conversa que trata os coitados como, coitados e nunca os (nos) deixa votar. O mesmo género de conversa que fez escola nos partidos, na sociologia, nos pasquins da moda etc.

    Quanto à questão do dinheiro vejo que ou teve más experiências ou está mal colocado. Esse género de ódio ao rico eu nunca vi em 6 anos que estive nos EUA (antes deste último «crash»). Coitados? Nunca os vi. Vi pobres. Vi pobres que saíram da pobreza. Vi pobres na Igreja a LAVAR pratos.

    Epá, acho chocante este miserabilismo que certos sectores incutem nas pessoas. Perpetua uma condição….

    R.

    Gostar

  75. Portela Menos 1 permalink
    12 Janeiro, 2011 23:41

    sr. Rogério, um discurso com base na desculpabilização de que tudo “é obra destino” , um discurso de negação da existência de classes, é um discurso , digamos, elementar, para não lhe chamar de ignorante, mas a sua pergunta – “Também tem a sogra que o deixa entrar de surra no SNS?” – é de um tipo sem nível que me está a fazer perder tempo.

    Gostar

  76. 12 Janeiro, 2011 23:49

    Portela Menos 1; Classe desfavorecida. Não referi “classes” referi Classe desfavorecida.
    Não estou a descupabilizar nada, apenas faço o reparo de como sempre fazer-se as coisas e pensar-se depois. Sócrates fez com o “choque tecnológico”, fez com o aumento de 2% à função pública em 2009, fizeram os sucessivos Governos com a “legalização” do consumo de drogas (e que agora suportamos todos nós os custos) e por aí fora….

    Eu sei que é perda de tempo Portela Menos 1, não lhe toca a si. Porque se tocasse aí já miava….

    R.

    Gostar

  77. amador permalink
    13 Janeiro, 2011 01:46

    Rogerio
    Enganou-se quanto as minhas “experiencias”. Nao se deve inventar quando nao se sabe. E como eu nao sei absolutamente nada quanto a sua posicao social em Portugal depois da sua passagem pela America, o senhor tambem nao sabe nada sobre mim ou a minha posicao atual neste pais. De novo, nao ataque pessoalmente pois eu nao o fiz, nem use o facil e estupido argumento do rico vs. pobre!
    Desde ha muito que aprendi as varias razoes da diferenca pois como voce tive o previlegio de frequentar uma universidade americana. Nao pense que todos os que emigraram sao estupidos! Ainda pensei que tivesse aprendido alguma coisa com a sua passagem pela America! Reconheco que nao e estou mais feliz por nao ter ficado por ca!

    Gostar

  78. Outside permalink
    13 Janeiro, 2011 10:10

    João Amaral
    Posted 12 Janeiro, 2011 at 18:40
    Não é por reconhecer o meu erro que lhe reconheço méritos no pensamento:
    1. A Fox é desprezível jornalisticamente, como é a TVI por cá. São gostos sabe…e de jornalismo parcial e bimbo estou eu farto! Ai é a maior tv de cabo por lá…e por isso será também a melhor na sua opinião?
    2.Pluralismo de opiniões ? Na Fox ? Mas V. vê aquilo com atenção exceptuando as séries e restante programação de entretenimento ? Aquilo faz para o partido republicano o mesmo serviço que a CNN fez para Obama. Palha !

    A. R
    Posted 12 Janeiro, 2011 at 19:30
    Essa dicotomia de esquerda/direita afectas ao bem/mal e respectivo inverso é encantadora.
    O que RT diz no seu texto é mesmo isso a diversidade de pensamento/valores dentro de uma mesma esquerda/direita que cada vez mais se desvanecem onde só fica vizivel os extremos.
    V. é extremista ?
    “Quanto à Sara Palin ela é tudo o que a mulher de esquerda não consegue ser ao mesmo tempo:
    – É mulher a sério (não uma obra de cirurgiões que também tiram sinais corporais);
    – É casada com um homem;
    – Corpinho de vespa (e não banhudas e peludas que vão ao Meco);
    – Subiu pelo seu valor (não à boleia de catraios);
    – Tem vários filhos (as mulheres da esquerda não conseguem procriar: abortam qualquer borbulha e acham que os meninos vêm de Paris no bico da cegonha);
    – Educa os seus filhos. As mulheres de esquerda educam os dos outros nas suas bizarrias.”
    É que este seu texto acima, se não irónico, é verdadeiramente, abjectamente rotulador e triste.

    Gostar

  79. lucklucky permalink
    13 Janeiro, 2011 11:41

    “KILL OBAMACARE”
    .
    Ora aí está um belo título. Nem sei como você não sai para a rua aos tiros Piscoiso.
    Pela tua bitola deviam-te proibir de ir ao cinema. Será que ver o Padrinho faz-te querer ser Mafioso?
    .
    Fanáticos são aqueles que querem interferir com a vida dos outros.
    MJRB, Portela menos 1, e outros são muito mais fanáticos do que a Palin ou um Tea Party.
    .
    ———-
    O amador exemplifica bem o exemplo de destruição social criada pelo Partido Democrata e a corrupção pelo Estado Social dos negros. A exemplo do que acontece me Portugal com o seu Estado.
    A mesma filosofia de clientelismo a que se junta um Apartheid anti-branco e anti-asiático.
    Pois caso não saiba e já que gosta de dividir pela raça, são os Asiáticos os mais prósperos dos Americanos.

    Gostar

  80. joao permalink
    13 Janeiro, 2011 11:54

    Ao Outside …”Aquilo faz para o partido republicano o mesmo serviço que a CNN fez para Obama. Palha !.”..ena, ena, a Fox é desprezivel, a CNN tb não presta…falta lá sua Eminência com tiques de censor para explicar aos americanos que canais é que devem ver…..Deixando isso para trás, ontem acusou-me de mentir descaradamente e depois admitiu que meteu água. A sua atitude baseia-se numa fé imaculada nas qualidades da esquerda americana e do Obama em particular ? ou no fanatismo que engoliu ao longo da vida, em geral ? ………narrow minded !

    Gostar

  81. Outside permalink
    13 Janeiro, 2011 12:13

    joão,
    1. Quando erro, assumo os meus erros sem qualquer vergonha. Valores e conduta herdados que muito estimo conforme concordará;
    2. Critico a Fox, como critico a CNN (por oposição), critico a TVI, como critico a RTP (por oposição). Deste modo não me acusam de parcialidade- mas já vi que foi irrelevante tal confissão.
    Critico, sem qualquer moralismo superior (PORQUE DESDE JÁ LHE DIGO QUE NADA SEI SOBRE TANTA COISA, não obstante sei alguma coisa), critico isento (porque não é só no peu pensar que existe virtude nem só no pensar oposto existe demérito), critico a Fox e a CNN porque acredito no Jornalismo como Profissão isenta, factual, imparcial (assim deveria ser no meu entender), na oferta da notícia crua, sem decorações ou maquiagens, sem rócócós ou opiniões (para isso servem as colunas de opinião nos jornais devidamentente conotadas com o seu autor). A NOTÍCIA DEVE CHEGAR AO POVINHO NUA, CRUA E BRUTA, FACTUAL, rigorosa.
    Estou errado neste pensar na sua opinião ? Azar, discordamos.
    3.A minha fé em Obama, mantém-se. Após o primeiro mandato será sem qualquer espécie de dúvida para a história um melhor Presidente que o açéfalo Bush.Jr..
    Não obstante esta minha simpatia por Obama, sei perfeitamente que os Lobbys por trás dos dois partidos serão sempre quem verdadeiramente governará a América (diferentes lobbys e por certo tão iguais nos objectivos/propósitos);
    4. Julga-me mal, de fanático nada tenho. Odeio e causa-me repulsa os extremismos, à esquerda e à direita. A minha atitude/conduta…procuro que seja a mais correcta, para mim e para os outros…e a sua ?

    Gostar

  82. Miucha permalink
    13 Janeiro, 2011 12:28

    Cara Helena, bem sabe que o Hitler era socialista…

    Gostar

  83. Licas permalink
    13 Janeiro, 2011 14:11

    Arlindo da Costa
    Posted 12 Janeiro, 2011 at 16:01 | Permalink
    Indíviduo «moderado» era o Jonas Savimbi que costumava comer a carne dos seus inimigos ao jantar regado com vinho da Província do Cabo…
    Esta Exma Srª Drª Helena, ainda não viu o ridiculo das suas premissas?
    ________________-

    Mas isso era o que afirmava o programa * Rádio -Moscovo Não Fala Verdade * da defunta
    RTP: os Comunistas comem criancinhas ao pequeno almoço.
    É claro que nunca aconteceu tal : era-lhes muito mais rentável começar, desde muito
    pequeninas, a opiá-las com a Revolução Proletária e outras tretas para quando chegássem
    adultos ficássem assim . . . a modos . . . do Arlindo da Costa .

    Gostar

  84. 13 Janeiro, 2011 14:50

    Luck,
    Eu, “fanático” ? Homessa !

    Gostar

  85. Amador permalink
    13 Janeiro, 2011 15:03

    Lucklucky
    Recomendo-lhe o livro “Conservatives without conscience”, do John Dean. Lembra-se dele e do seu conservadorismo do tempo de Nixon. Depois de o ler, talvez tenha outra visao politica do mundo, uma visao um pouco menos cinica e menos “self-centered”. Ha sempre uma esperanca, sabe? Nao tenho complexo algum em me considerar membro do Partido Democrata americano e socialmente liberal. E ja que mencionou o Obamacare, pode ficar descansado(a) que por muito esforco que os novos membros do Tea Party no Congresso facam, o Obamacare veio para ficar! E que os beneficios do programa suplantam os interesses das grandes farmaceuticas, etc. Mais fanaticos que a sra. Palin ou o Tea Party? Por favor… Porque sera que o Tea Party so despertou apos a eleicao de Obama? Mas afinal o deficite nao aumentou consideralvelmente durante Bush? Mas afinal a economia americana so comecou a piorar apos a eleicao de Obama? As guerras do Iraque e do Afganistao foram criadas por Obama? O “meltdown” no Wall Street foi criado pelos Democratas? Ha mais, muito mais…

    Gostar

  86. lucklucky permalink
    13 Janeiro, 2011 19:22

    -Nixon quase destruiu a America com dívidas e aumento do Estado. Chamar Conservador a Nixon só por favor.
    -Os benefícios do Obamacare serão excelentes para as farmaceuticas elas que gostaram muito de subsidiar Obama na campanha…
    ” Mais fanaticos que a sra. Palin ou o Tea Party?”
    -Sim você é mais fanático que a senhora Palin e o Teaparty. Pelo que me é dado ver o Partido Democrata que você apoia quer controlar muito mais a vida dos Americanos do que Senhora Palin.
    Ou seja querem impor a moral deles aos outros.
    .
    -Mas afinal o deficite nao aumentou consideralvelmente durante Bush?
    Aumentou e diminuiu, E? Bush aumentou o Estado.
    .
    “As guerras do Iraque e do Afganistao foram criadas por Obama?”
    -Não, foram “criadas” por Saddam e pelos Islamistas.
    .
    “O “meltdown” no Wall Street foi criado pelos Democratas?”
    Sim. Desde o sistema de impostos http://www.businessweek.com/bwdaily/dnflash/jul2005/nf20050726_4208_db013.htm até à Fannie Mae e Freedie Mac. Aos Republicanos temos o FED e os juros baixos. Aos dois de mão dada os incentivos para o crédito à habitação.

    Gostar

  87. Outside permalink
    13 Janeiro, 2011 22:16

    Ó lucky,
    esqueça lá a dicotomia grupal democrata/republicana, faça exercício yoga meditação e diga-me lá, porque sei (pelo que comenta) que não é acéfalo que méritos/provas/valores representa a Sra. Palin para si ?

    Gostar

  88. amador permalink
    14 Janeiro, 2011 00:16

    Lucklucky
    Revisionismo, revisionismo, revisionismo…Se dissermos muitas vezes as mentiras, estas serao verdades. Nixon nao era conservador? Por favor! Mais uma vez aconselho a ler “Conservatives without a conscience”, de John Dean. Obamacare teve o apoio das companhias farmaceiticas? Please…So alguem com o sentido de mudar a historia ou com falta de conhecimento da realidade politica americana diz um disparate desses. Para onde foram os mais de 100 milhoes gastos pelas farmaceuticas no combate ao Obamacare? Eu, mais fanatico que Palin e o Tea Party? Para que saiba, sou um simples membro do partido democrata, com algumas responsabilidades politicas, e tenho procurado nao forcar o meu modo de vida ou valores em ninguem em doze anos de atividade partidaria. Digo-lhe mais: se a situacao economica melhorar consideravelmente na America, o Tea Party e a senhora Palin irao desaparecer. Oh! Ja me esquecia… Como temos um negro na Presidencia, o Tea Party esta ai para o combate… Todo o seu argumento nao foi mais do que um “indictment” dos oito anos de “benign neglect” com que Bush, Cheney e outros “governaram” este pais. Aproveitaram-se do relaxamento prepositado que foi criado por essa gente e foi “um fartar vilanagem” durante oito anos. O grande problema vai ser como sair desta crise onde, infelizmente, quase todos estamos mergulhados. Por fim, o “ensaio sobre a cegueira”, por vezes, obriga-nos a ascreditar naquilo que nao e real! O Afganistao e o Iraque foram criados pelos Islamitas e Saddam? Tenho a impressao que a seguir vai-me dizer que as armas de destruicao que, supostamente, Saddam tinha existiam, ai nao que nao existiam…Tenho a impressao que e a unica pessoa no mundo que ainda acredita nisso…

    Gostar

Trackbacks

  1. O original pecado de Helena Matos « ruitavares.net

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: