Saltar para o conteúdo

Lisbon riots

15 Agosto, 2011

«A ideia, apurou o DN, é que os Serviços Prisionais, a ASAE e o SEF avancem com greves ao longo dessa semana, e que, em simultâneo, PSP, GNR e Polícia Marítima protestem com o que podem, ou seja, recorrendo a baixas médicas ou férias para não ir trabalhar nesses dias.Uma adesão maciça à revolta significaria a paralisação de mais de 50 mil profissionais destas forças e serviços de segurança durante uma semana.»

69 comentários leave one →
  1. 15 Agosto, 2011 10:45

    Que façam greve para sempre. Essa gente atrapalha mais do que ajuda. Parece exagero, mas não é. Basta tentar gerir um negócio para o comprovar. Até era bom negócio pagá-los para passarem férias eternas bem longe de Portugal (especialmente os filhos da puta da ASAE, essa instituição ilegal ao serviço dos grandes monopolistas)!

    Gostar

  2. trill permalink
    15 Agosto, 2011 11:45

    que façam greve para sempre, que os despeçam, e que se peça ajuda aos vizinhos enquanto se re-organizam as “forças da ordem” nacionais. Está previsto nos tratados europeus o recurso à ajuda dos países da UE em casos destes.

    Gostar

  3. trill permalink
    15 Agosto, 2011 11:47

    no dia em que o poder político ceda às chantagens das “forças da ordem” é a guerra total e generalizada – o governo até pode poderia pôr os militares a meterem as forças da ordem na ordem mas neste caso eu sou totalmente apologista do recurso à ajuda externa – e o fim do regime democrático (seja ele de boa ou má qualidade). http://psicanalises.blogspot.com/

    Gostar

  4. 15 Agosto, 2011 11:48

    Se a Guarda se ficar ( eles já se ficam, pelo menos por aki, não saem do posto, ,não há carcanhol para gasosa, eles não vão meter do deles para faxer patrulhas) vai ser o bom e o bonito. A ladroagem e os idiotas vão andar por aí, ainda me meto em sarilhos… 😦

    Gostar

  5. esmeralda permalink
    15 Agosto, 2011 11:59

    Espero muito que haja senso nos portugueses. Ou inteligência! Ou responsabilidade! Ou então deixem governar as centrais sindicais que, decerto, vão encontrar petróleo no Beato! Ou ouro noutro sítio qualquer. E os comentários de Marcelo também se tornaram massadores, chatos. E subreptícios! Diz coisas, mas quase a querer mostrar que não as disse. Está vaidoso. Ou sempre foi. Está com manias estranhas. Porque será?

    Gostar

  6. trill permalink
    15 Agosto, 2011 12:01

    um coisa é certa: se as “forças da ordem” fazem greves e metem baixas fraudulentas e se o governo tem pudores em chamar os estrangeiros, terá de ser o exército a tomar conta das ruas.

    Gostar

  7. 15 Agosto, 2011 12:09

    Deixá-los fazer greve; não servem para nada. Que o governo aproveite também para despedir com justa causa uns milhares de polícias que pouca ou nenhum falta fazem. Os da ASAE, então, é despedi-los todos. Quanto à PSP e GNR é aproveitar para fazer a fusão das polícias: um só corpo policial e com menos 20% dos efetivos.

    Gostar

  8. 15 Agosto, 2011 12:09

    Mas reclamam de quê?
    Querem ser tratados à parte dos outros portugueses?
    Não entendem que temos todos que reduzir ganhos, despesas, rendimentos?
    Que temos vivido acima do possível durante muitos anos?
    Que está na hora de voltar à realidade (mais abaixo) e pagar o que pedimos emprestado para viver acima do devido (o que nos leva por uns anos, ainda mais abaixo)?
    Que se uns não entram na “coisa” outros terão sacrifícios a dobrar?

    Gostar

  9. A. C. da Silveira permalink
    15 Agosto, 2011 12:26

    O PS desmilitarizou as forças de segurança, transformando a PSP e a GNR em meras direcções-gerais, e permitindo que estas forças se sindicalizassem.
    As leis sindicais têm que ser revistas , porque são grosso modo as do PREC. Os dirigentes dos sindicatos não representam os trabalhadores, porque são eleitos por meia duzia de militantes do PCP. Não é possivel um partido ter 6 ou 7 % dos votos nas eleições, e ter o poder de condicionar a vida do país. Poucos votam neles nas urnas, e depois querem que os governos adoptem as medidas que eles exigem. O PS preocupa-se pouco com isto, porque quando está na oposição sabe-lhe bem; quando está no governo, dá-lhes tudo o que eles querem. Por isso a despesa publica chegou onde chegou!

    Gostar

  10. Jose permalink
    15 Agosto, 2011 12:53

    A principal função de um estado, seja qual for a ideologia do governo, é a segurança. Foi pela segurança que os estados surgiram e foi a sua capacidade de a propiciar que ditou a sua evolução. Só nos últimos 150 anos é que as funções de bem-estar passaram a ser o prato forte da acção do estado.

    Perceber isto é a basesinha para entender que num momento em que é preciso tomar medidas duras, susceptíveis de provocar movimentos de revolta, as forças de segurança têm de estar garantidas. Porque serão elas a derradeira barreira entre a anarquia e a ordem. Os nossos govermos parecem não perceber isto e arriscam-se a enteendê-lo da pior maneira.
    Os militares?
    Os militares ainda estão pior do que as polícias, e seguramente com pouca ou nenhuma vontade…..
    Se isto for avante, reunem-se as condições para a tempestade perfeita. Talvez seja bom. Talvez em algumas cabecinhas se faça luz sobre o que significa a segurança ou a falta dela.
    Bem intangível, que não dá lucro, que não dá votos, que é um sorvedouro de dinheiro mas sem o qual, NADA, mas mesmo NADA, é possível.

    Gostar

  11. observador permalink
    15 Agosto, 2011 13:12

    Julgava que devia estar feliz:

    – Está preocupada com a greve do SEF, quando defende que a migração das pessoas só deve obedecer às leis da oferta e da procura?

    – Está preocupada com a Greve da ASAE , quando isso devia ser regulado pelas ideminizações por intoxicações alimentares?

    E as forças de segurança, não deviam ser companhias privadas, quem paga é protegido ( ou roubado por extorsão?), quem não tem dinheiro, que seja roubado?

    Gostar

  12. A. C. da Silveira permalink
    15 Agosto, 2011 13:29

    Portugal precisa das forças armadas que tem? Com os previlegios que têm? Não, não precisa. Precisa de ter tres corpos de tropa de elite, Comandos, Paraquedistas e Fuzileiros Navais, precisa de ter uma Marinha apetrechada para patrulhar e fiscalizar a nossa area maritima que é não sei quantas vezes maior que a terrestre, e uma Aviação apetrechada para o mesmo efeito, mantendo os helicopetros, e os c-130. Acabar com as esquadrilhas de F-16, ( e com o escandalo que é o estado gastar centenas de milhar de euros a treinar pilotos, que depois vão ganhar a sua vida nas companhias de aviação civis). E mandar para a reforma a tropa toda que vive à custa do erario publico e não produz nada; ficariam muito mais baratos. Fechar as messes de oficiais e de sargentos, (algumas são autenticos hoteis de 5 estrelas) onde uma refeição custa 5 euros, tudo incluido, e uma dormida custa menos ainda, porque os militares e as suas familias tem que perder os privilegios que são pagos por todos nós. Vender os quarteis, que na maioria dos casos estão dentro das cidades. Se houvesse da parte do governo coragem para levar a cabo esta “revolução”, seria possivel baixar a TSU sem mexer no IVA.
    Alem disso, com a poupança com a “tropa” podia o estado investir mais e melhor nas forças de segurança, e de investigação!

    Gostar

  13. Carlos Dias permalink
    15 Agosto, 2011 13:44

    Roubam armas do quartel dos Comandos, roubam armas do quartel dos Fuzileiros.
    Fica tudo na mesma e a vida continua.
    Estamos bem com a segurança.
    Olá se estamos.

    Gostar

  14. trill permalink
    15 Agosto, 2011 13:57

    “Roubam armas do quartel dos Comandos, roubam armas do quartel dos Fuzileiros.
    Fica tudo na mesma e a vida continua.
    Estamos bem com a segurança.”

    sim, isto é liminarmente inadmissível e pede intervenção exterior, já que até os militares são burros, corruptos e incompetentes. Se pede.

    Gostar

  15. trill permalink
    15 Agosto, 2011 14:02

    os portugueses têm de perceber que nos países corruptos, como Portugal, patriotismo é um bluff, uma treta, que mais não significa que defender os interesses dos corruptos e déspotas de todas as esferas do poder., do poder político ao poder militar, dos corruptos que deixam roubar as armas do Estado. Deixar roubar as armas do Estado dá pena capital num tribunal marcial.

    Gostar

  16. trill permalink
    15 Agosto, 2011 14:04

    os portugueses têm que perceber isto se algum dia aspiram a sair da cêpa torta e vergonhosa chulice crónica a que têm sido submetidos desde sempre.

    Gostar

  17. trill permalink
    15 Agosto, 2011 14:06

    o patriotismo só tem sentido em países decentes, onde existe coesão social e respeito pela dignidade das pessoas. Não é – e não será – o caso de portugal.

    Gostar

  18. trill permalink
    15 Agosto, 2011 14:10

    o CAA anda mto preocupado com as fugas de informação num país onde há fugas de armas de guerra dos quartéis. Está muito boa… E, claro, desliga os comentários.

    Gostar

  19. trill permalink
    15 Agosto, 2011 14:15

    vá lá que tem coragem para ir escrevendo o óbvio que todos sabem e pensam:

    ” Barroso foi uma desilusão em quase tudo o que prometia – mal surgiu o ensejo, revelando um sentido patriótico que a história registará (os seus contemporâneos nem por isso), tratou da sua vidinha, mandou às malvas os assuntos indígenas e foi pregar para freguesias bem mais providas.”

    Gostar

  20. trill permalink
    15 Agosto, 2011 14:18

    e esta:

    “Enquanto ensaiava uma imagem de rigor e de combate sem tréguas à crise, o presidente do BCE não enxergou a dimensão azarenta do «gato preto» que o ladeava – Constâncio, que nada avistou no desperdício descomunal de Guterres, que amparou e vibrou quase até ao fim com os despautérios de Sócrates, o homem da gávea financeira que nem de binóculos emprestados pelo Parlamento conseguiu contemplar alguma coisa mal embrulhada no BPN, no BPP e na tomada de assalto do BCP. Constâncio, talvez o português cuja cegueira volitiva e direccionada mais milhões custou ao erário público, estava ombro a ombro com o infeliz Trichet enquanto este assegurava estar a controlar a crise.
    Como diriam os brasileiros, não se pode tentar ganhar um jogo importante com um «pé frio» daquele calibre sentado no banco…”

    Como é possível o BCE ter escolhido um “pé frio” destes?! O BCE vai longe, mto longe, e com ele a UE.

    Gostar

  21. 15 Agosto, 2011 14:27

    Há aki muita coisa sobre a quall eu poderia falar, as vou-me abster por raz~~es de consideração com camaradas.
    Uma coisa posso dizer. o Barroso (que eu conheço desde setenta e quatro ou cinco sempre foi akilo que é hoje. Nenhuma surpresa aí. Os tipos de Direito (Lxª) da mesma «cena», com nível (todos meus amigos, e eu nunca fui da «cena deles») eram o João I. (jornalista do Expresso, RIP), o Zé Luís S.S. (fiscalista, RIP) e o Zé. L. (um tipo sensacional e corajoso até à loucura). O resto são «barrosáveis»… 😦

    Gostar

  22. trill permalink
    15 Agosto, 2011 14:36

    afinal o Saramago tinha razão, O Saramago tinha toda a razão e viu mais que nós todos juntos: portugal está num processo de decadência IRREVERSÍVEL.

    Gostar

  23. A. C. da Silveira permalink
    15 Agosto, 2011 14:46

    “Portugal está num processo de decadencia irreversivel”… Saramago sabia bem do que falava, porque tambem contribuiu para isso. Tiraram-nos de Africa, uns como o Saramago na esperança que Portugal se transformasse numa Cuba europeia, e outros como Mario Soares na esperança que a Europa nos sustentasse, como aconteceu nos ultimos 25 anos. O 25 de Novembro e o Carlucci acabaram com o sonho dos comunistas, e a globalização, acabou com o sonho europeu. Portugal está mesmo num processo de decadencia irreversivel. A não ser que… sejamos capazes de regressar a Africa.

    Gostar

  24. Portela Menos 1 permalink
    15 Agosto, 2011 15:39

    ai, ai, ai, que vem aí a anarquia!
    a polícia vai fazer greve? é um direito; mas também vão deixar de estar à porta dos bancos?
    é só conversa; no dia em que houver uma manif. ( a sério) lá estarão para molhar a sopa.

    Gostar

  25. Portela Menos 1 permalink
    15 Agosto, 2011 16:58

    o aumento da electricidade e o “pacote social” do nosso querido governo:
    ***
    Resumindo, e considerando uma factura de 40€ sem IVA:
    .
    Para um consumo efectivo de 22,8€ de electricidade, cada consumidor passará a pagar mensalmente 49,2€ , dos quais 26,4€ destinam-se directamente a imposto ao estado e a lucro para os accionistas desvinculado do consumo efectivo.

    Os mais desfavorecidos- sempre presentes no discurso preocupado do Governo, mas ausente na sua prática- incluindo os reformados da pensão de 189€, verão agravada a sua situação financeira em 72€ anuais apenas no aumento do IVA, ou seja 38% da sua reforma mensal. No que concerne às taxas já referidas que não estão associadas ao consumo, e tendo em conta a referida factura de 40€ mensais, o valor a pagar anualmente será de 249,7€ ou seja 132% do valor da pensão referida.
    .
    Quando o Governo apregoa a sua sensibilidade social e diz que não vai desvalorizar as pensões mais baixas é caso para dizer, roubem-nos mas não nos tomem por lorpas, por favor…
    in 5dias

    Gostar

  26. 15 Agosto, 2011 17:13

    Esta país é ingovernável.

    Acabem com as Câmaras Municipais e regionalize-se o país com novas autarquias de dimenões da NUTSIII. Entregue-se a responsabilidade da segurança às autarquias. Cada governo regional autárquico terá a sua polícia.

    O Governo de Portugal tem uma polícia nacional (PJ) para casos graves e para investigar as polícias regionais.

    Gostar

  27. Arlindo da Costa permalink
    15 Agosto, 2011 18:02

    Não acho muita graça a essas passeatas.
    Se querem fazer alguma coisa pelo vosso país, façam um GOLPE DE ESTADO e deixem-se de marquices!

    Gostar

  28. Arlindo da Costa permalink
    15 Agosto, 2011 18:29

    Lá em cima está o Honorável Deputado da Nação, o ilustre e Exmo Sr. Prof. Dr. CAA, com uma conversa de caca sobre as «secretas», como esse tema fosse segredo para alguém ou tivesse alguma importância no meio do cagaçal que predomina nos orgãos de Estado.
    Literatura só para desconversar, pois o ilustre representante do distrito do Minho (mais um subúrbio de Lisboa!) não quer falar sobre o crescente, gradual e irreversível afundamento da Nação…
    Conde de Abranhos em versão pós-moderna…

    Gostar

  29. 15 Agosto, 2011 18:53

    Esta lista de comentários está gira… :-))) Parece um desfile de taxistas alcoolizados, vomitando asneiras pela janela do taxi.

    Um quer cancelar o regime democrático, outro que reocupar as colónias, outros querem a tropa na rua, outros preferem a intervenção de forças armadas estrangeiras…
    Não sei o que estiveram a fumar antes de comentar… mas é coisa forte como o caraças! 🙂

    Gostar

  30. Beirão permalink
    15 Agosto, 2011 19:00

    E, já agora, conviria que, à frente dessa maltosa toda militar e militarizada, se arranjasse um ‘novo’ Otelo da tropa, um desses estrategas de mão cheia que por aí cirandam, para, conjuntamente com os magalas descontentes, descerem à rua e ameaçarem o governo de, caso não mude rapidamente de agulha, isto é, de os sacrifícios pedidos não serem para eles, mas. claro, só para alguns, para aqueles totós que trabalham por conta de outrém, ensiná-lo com quantos-paus-se-faz-uma-canoa… Será este país realmente ingovernavel? O maralhal pasma com isto…

    Gostar

  31. 15 Agosto, 2011 19:03

    Ora vejamos:
    O post transcreve parte de uma local do DN, com link para a notícia.
    E o que é a notícia?
    UM ALMOÇO!
    Que chic.
    Agora as greves decidem-se ao almoço.

    Gostar

  32. Arlindo da Costa permalink
    15 Agosto, 2011 19:17

    Vocês viram ontem o actual Ministro da Defesa a «discursar»?
    Saberá ele que, ser Ministro da Defesa duma Nação, não é a mesma coisa que ser jogador de king nos salões da burguesia portuense?
    Que raio discurso era aquele?
    Não vi ele , que à frente do seu púlpito estavam soldados desta Pátria tão mal amada – e pior governada – e não uma chusma de militantes laranjas embriagados do Pontal algarvio?
    Como é que se vai para uma cerimónia militar dizer mal do anterior Governo da Nação?
    Mas, o que é isto? Onde fica a Dignidade do Estado e das Forças Armadas Portuguesas?
    Shame, Mr.Aguiar-Branco!

    Gostar

  33. A. C. da Silveira permalink
    15 Agosto, 2011 19:33

    Samuel Quedas 18:53,
    parece-me que quando escreve …outro quer reocupar as colonias… se está a referir ao meu comentario. Bom, parece-me que quem anda a fumar coisas fortes como o caraças é o amigo. “Regressar a Africa” não é “reocupar as colonias”. São coisas diferentes. E quem não perceber que o nosso futuro está em Africa, não percebe nada!

    Gostar

  34. Epá permalink
    15 Agosto, 2011 19:35

    Que treta! Mas não são eles que conhecem e, de que maneira, o que vai por aí? Usem a cabeça e façam alguma coisa pelo país se querem ser úteis mas … Escolhem sempre rosnar ao dono e depois admiram-se que ele não os consiga remunerar condignamente. Foi e é sempre fácil dividir para reinar com particular relevo para os últimos dez anos, em que nada tem funcionado para além do trivial bocejo do Estado (andam todos a ver se lixam o parceiro do lado). Sociabilizam-se os danos, privatizam-se os lucros e a maioria cá vai cantando e rindo cada vez mais tesa.

    Gostar

  35. 15 Agosto, 2011 20:42

    Não sei quem é que está com razão neste problema.
    E por isso o que é necessário é criar uma Comissão de Inquérito e Análise que reunirá duas vezes por semana e com um prazo de seis semanas para apresentar os resultados.
    Não esquecer as senhas de presença.

    Gostar

  36. tric permalink
    15 Agosto, 2011 21:35

    o 25 de Abril deu-se por causa do descontentamento dos ordenados…depois os Comunas e Xuxas, apoiados pela “magnanima” Europa, destruiram um modelo economico-social que estava a promover o crescimento economico de Portugal…destruiram um modelo economico-social criado pela geração de OURO!!! actualmente desprezada, o que mostra bem, o nivel de inteligência das nossas elites!!!

    Gostar

  37. Manolo Heredia permalink
    15 Agosto, 2011 21:38

    Sócrates volta ! estás perdoado !

    Gostar

  38. Portela Menos 1 permalink
    15 Agosto, 2011 21:43

    tinha previsto mais tempo mas em menos de 60 dias parece que já ninguém votou no psd/cds.

    Gostar

  39. certo permalink
    15 Agosto, 2011 21:58

    Com efeito, se a mobilização é para o sacrifício dos mesmos, sempre, com exclusão dos mais favorecidos, mais amigos dos políticos, não há mobilização possível, bem diz Daniel Oliveira, e antes raiva e furor, num crescendo, malgrado a nossa mole índole. De modo que, justa, embora, verde que se encontra, ainda, a contestação não passe o fogo de artifício.

    Gostar

  40. lucklucky permalink
    15 Agosto, 2011 22:35

    Maior parte deles todos pode fazer greve para sempre.
    Escapa-se a Polícia mas mesmo assim como em Inglaterra a Polícia tenta fazer tudo menos combater o crime.

    Gostar

  41. trill permalink
    15 Agosto, 2011 23:05

    alguém disse aqui que o Arlindo da Costa é o Sócrates. Pois eu tb acho: só o Sócrates poderia ter a lata para pedir aos polícias para fazerem um golpe de estado, agora que foi arredado do poder. Quem mais q tenha mais de um dedo de testa poderia fazer um pedido desses? Aos polícias!

    Gostar

  42. trill permalink
    15 Agosto, 2011 23:06

    aos tipos que dão pancada nas prisões e depois – pq são condenados e mto bem – metem baixas fraudulentas!

    Gostar

  43. trill permalink
    15 Agosto, 2011 23:10

    por acaso até já estou a ver quem é o A. C. da Silveira…

    Esse interesse todo em África não engana ninguém.

    Gostar

  44. trill permalink
    15 Agosto, 2011 23:17

    “Sócrates volta ! estás perdoado !”

    Isto corresponde ao lugar comum da pessoa sem ideias e sem nada para dizer. O que ele queria dizer era: “olhem que eu tb ando por cá. Chamo-me Manolo e tenho um apelido de família nobre”.

    Gostar

  45. trill permalink
    15 Agosto, 2011 23:36

    a única força policial em quem confio em portugal é a PJ. Está dito.

    Gostar

  46. 15 Agosto, 2011 23:50

    Despedidos. Há quem os substitua, e com amor ao trabalho…acreditem. A bem ou a mal.

    Gostar

  47. certo permalink
    16 Agosto, 2011 00:09

    “Portugal precisa das forças armadas que tem?” A. C. da Silveira

    Precisa, of course, ou como vai integrar ações da Nato como se fosse um dos grandes?

    Gostar

  48. 16 Agosto, 2011 00:32

    A. C. da Silveira,
    Pronto… não percebo nada, mas mesmo assim não acho que o nosso futuro esteja em África… nem reocupando, nem reconquistando, nem indo viver para lá na clandestinidade…
    Seja como for, se não era o que queria dizer, peço desculpa pela abusiva interpretação.

    Gostar

  49. 16 Agosto, 2011 08:01

    Eu confio na maior parte da Guarda, são militares, cumprem ordens, e o grosso deles fá-lo de maneira muito educada. A PJ e a PSP conheço pior.

    Sugestão: não ponham militares a fazer policiamento. O treino deles não é esse. Correrá mal. 😦

    Gostar

  50. 16 Agosto, 2011 09:25

    SALÁRIO MÍNIMO NA EUROPA: Suíça – 2916 €, Luxemburgo – € 1.757,56 €, Irlanda – 1.653 € ,Bélgica – 1.415,24 €, Holanda – 1.400 €, França – 1.377,70 €, Reino Unido – 1.035 € ,Espanha – 748,30 €. Portugal – 485 €. O resto é treta!

    Gostar

  51. castanheira permalink
    16 Agosto, 2011 10:06

    Tinta e três,
    Seria importante dizeres o porquê desse enorme desfasamento :
    1º Socialismo ( rendimento individual não equivalente ao esforço e riqueza produzida)
    2º Socialismo ( Leis não iguais para todos os portugueses)
    3º Socialismo ( Amiguismo e Corrupção generalizada)
    4º Socialismo ( Não funcionamento da justiça)
    5º Socialismo ( Extrema falta de liberdade económica)
    ETC …ETC. ..

    Gostar

  52. 16 Agosto, 2011 10:25

    Ora, ora Trinta e três…
    Vá lá ver quantos tugas estão na Suíça, no Luxemburgo, na Inglaterra e na Irlanda (ia-me esquecendo da França e da Alemanha, mas aí são mais velhos, e os filhos deles que já nasceram lá de um modo geral não têm a menor intenção de voltar para aki, anão ser em férias…)

    Chame-lhes parvos… 🙂

    Gostar

  53. Francisco Colaço permalink
    16 Agosto, 2011 10:33

    António Sobral Cid,
    .
    Os de primeira geração vêm todos os anos, os de segunda acompanham-nos contrariados. E mal se vêem autónomos, aparecem de cinco em cinco anos. Os de terceira geração (a que está a crescer) nem cá metem os pés.
    .
    Se tentamos recuperar pelas remessas dos emigrantes, estamos a ver mal as coisas.
    .
    Vivo numa aldeia onde 700 casas das 1300 estão vazias o ano todo. Algumas ainda enchem em Agosto, mas é questão de tempo até que não vejam moradores anos seguidos.

    Gostar

  54. 16 Agosto, 2011 10:41

    Se o PSD reduzir custos através do despedimento (???) ou na melhor das hipóteses no “racionamento” da entrada de novos efectivos para os organismos da Administração Interna (PSP e quejandos) o desemprego em Portugal vai ser como está em muitos Juntas Espanholas.

    R.

    Gostar

  55. 16 Agosto, 2011 10:52

    Same here Francisco Colaço. Na minha «terceira terra» (uma sede de concelho (vila) ente Viseu e a Guarda, akilo passa de 2,000 almas em todo o ano para 10,000 ou mais em Agosto. Montes de casas fechadas, mas há parentes e a Guarda para não haver azar. Dá para ver o que vai na alma das pessoas (os velhos encantados, os jovens aborrecidos) quando «uno» se cruza com eles no meio da chinfrineira e /ou da «feira do ano» (infelizmente, ambas à nossa porta…) 🙂

    Gostar

  56. Francisco Colaço permalink
    16 Agosto, 2011 11:23

    Lucklucky,
    .
    Está a ser injusto para com a polícia. A generalidade dos polícias fazem tudo e mais um par de botas para combater o crime. E quando apanham alguém em flagrante delito, passam pela vergonha em tribunal de ver a sua própria palavra duvidada pelos juízes e pelos advogados de defesa dos arguidos. E ainda se metem em aborrecimentos mil. E perigosos meliantes, com risco de fuga e de repetição do crime, são postos fora da prisão por juízes que não se limitam a aplicar a lei, mas agem preventivamente, procurando não arranjar eles mesmos problemas. E ainda se dão ao luxo de ameaçar o polícia que o prendeu no próprio tribunal sem que a prisão preventiva seja decretada.
    .
    Se um polícia tem mão pesada contra o crime, entra num bico d’obra de que se lamentará para o resto da vida. Se um juiz enviar um meliante para prisão preventiva, tem chatices à porta. Se fosse polícia, para quê me chatear? Se fosse juiz, para quê arranjar problemas?
    .
    Deveremos ter entre nós polícias ou juízes ou seus familiares que me confirmem ou desmintam. Se estiver errado, também gostaria de saber. Tenho polícias na família colateral, que servem em Lisboa, e vão-me contando coisas. Posso todavia estar enganado, e estou disposto a ser corrigido.

    Gostar

  57. trill permalink
    16 Agosto, 2011 11:39

    ” A generalidade dos polícias fazem tudo e mais um par de botas para combater o crime. E quando apanham alguém em flagrante delito, passam pela vergonha em tribunal de ver a sua própria palavra duvidada pelos juízes e pelos advogados de defesa dos arguidos. E ainda se metem em aborrecimentos mil. E perigosos meliantes, com risco de fuga e de repetição do crime, são postos fora da prisão por juízes que não se limitam a aplicar a lei, mas agem preventivamente, procurando não arranjar eles mesmos problemas. E ainda se dão ao luxo de ameaçar o polícia que o prendeu no próprio tribunal sem que a prisão preventiva seja decretada.”

    O problema reduz-se a que vivemos num Estado em que os juízes se cagam de mêdo e libertam os bandidos. A isto chama-se Estado Falhado.

    Gostar

  58. trill permalink
    16 Agosto, 2011 11:41

    e só reforça a minha tese de que a resolução do problema português tem de vir de fora e em força.

    Gostar

  59. trill permalink
    16 Agosto, 2011 12:16

    Monge imola-se em protesto contra a ocupação do Tibete

    Um monge tibetano morreu após imolar-se pelo fogo na província chinesa de Sichuan, em protesto contra a ocupação do Tibete pela China, naquele que foi o segundo incidente do género este ano na região. http://psicanalises.blogspot.com/

    Gostar

  60. 16 Agosto, 2011 12:59

    Francico Colaço, confirmo inteiramente o que deixou escrito acima.
    No more words are necessary. 😦

    Gostar

  61. 16 Agosto, 2011 13:08

    ehehe
    Um polícia, juiz e carrasco,
    nem o sherif do far-west era.

    Gostar

  62. A. C. da Silveira permalink
    16 Agosto, 2011 13:37

    Francisco Colaço 11:23,
    Nem mais, é assim como escreve, sem tirar nem por.
    Certo 00:09,
    Portugal integra as forças da Nato normalmente com a tropa especial. Quando enviamos fragatas e aviões, custa-nos uma pipa de massa, e grandes rombos no orçamento das Forças Armadas.
    Samuel Quedas 00:32,
    Desculpas aceites!
    Trill 23:10,
    Explique lá quem é que está a ver que eu sou, porque não estou a perceber nada. Sabe quantos portugueses já estão em Angola? mais de 100 mil. E não estão 200 ou 300 mil, porque não os deixam ir pra lá. Se a Europa rebentar como parece que pode acontecer, diga lá o caro amigo para onde havemos de nos virar?

    Gostar

  63. 16 Agosto, 2011 14:08

    A Europa vai rebentar?
    Credo!

    Gostar

  64. JCA permalink
    16 Agosto, 2011 15:05

    Eh pá e essa de SER GRANDE NOTICIA NACIONAL dos 6 canhagulos subtraídos nos Fusiliros e mais uma duzia nos Comendos que são um cagalhesimo por cento nos milhões de armas nas mãos duns Portugueses …..
    .
    Milhões de armas, umas legais algumas usadas criminosamente pelos ‘legalizados’ proprietários e outras ilegais que são usadas legalmente pelos ‘ilegais’ proprietários ……..
    .
    A malta no café ‘caga-se a rir’ do ridiculo de galonados e megafonicos em gritaria histérica na tal que seria “Informação”. Lá no café um gajo que não conheço dizia são “insaidi joves’ (inside jobs) de ‘maçaricos’ que viram muitos filmes de couvois”. Fiquei na duvida, afinal como é ?
    .

    Gostar

  65. A. C. da Silveira permalink
    16 Agosto, 2011 18:40

    Ó Piscoiso, tira o penico da cabeça, pá!

    Gostar

  66. lucklucky permalink
    16 Agosto, 2011 19:47

    Tem uma certa razão Francisco Colaço. Mas o cancro já alastrou.

    Gostar

  67. lucklucky permalink
    17 Agosto, 2011 19:02

    Swedish Riots – Na avançada civilização Escandinava…

    http://www.thelocal.se/35598/20110817/
    Several police came under attack in the Gothenburg district of Angered overnight as teenagers hurled Molotov cocktails at police vehicles.
    “To throw incendiary bombs at the police takes this problem to a level where we definitely don’t want to be. I have never in my whole career seen or heard of anything like it,” detective Bertil Claesson, head of the police unit in Angered, told news agency TT.
    In the Angered area, police officers also had green laser pointers aimed at their eyes.
    .
    A petrol bomb hit a car belonging to a private security company, and two police cars parked outside the police station were damaged by youths.
    In a separate incident in the district of Backa, stones were thrown at patrolling officers.
    “I would like the general public to lend a hand and send a message to these teens that this is enough,” Claesson told TT.
    In the last year, Gothenburg police have made an extra effort to come to terms with the problem of teenagers burning cars and attacking emergency services in several areas of the city.
    (…)

    Gostar

  68. silva permalink
    27 Agosto, 2011 10:49

    Tudo isto ouvi dizer.
    Quem Investiga esta Corrupção! Os bares das salas de jogo foram concessionados a um Director da empresa, que colocou um testa de ferro(EX EMPREGADO DA EMPRESA) a geri-los.
    O Tamariz e a discoteca Jézebel foram entregues á companheira do sr Dr Assis. O Du art Louge, vai brevemente passar para as mãos do genro do sr Dr Assis, mas como o genro é assessor da Administração, vai mais um “testa de Ferro” (desta vez é um cunhado do Dr Assis) gerir o espaço. Depois anda por lá um ex secretário de estado a receber um vencimento na ordem dos 18 mil euros mês, a fazer algo que ninguem ainda entendeu, chamam-lhe director Geral… lol. O Casino Estoril transformou-se num Cartel. O pudor e a vergonha desapareceram, aquilo é um espaço a saque. A BANDIDAGEM E A GATUNAGEM por ali é pura e dura. Investigar? Toda a gente sabe o que se passa. Vivemos é num País de faz de conta, onde se despedem 112 pessoas honestas e cumpridoras, para que estes parasitas continuem o seu saque.
    “O irregular e promíscuo funcionamento dos poderes públicos é a causa primeira de todas as outras desordens que assolam o país.
    Independentemente do valor dos homens e das suas intenções, os partidos, as facções e os grupos políticos supõem ser, por direito, os representantes da democracia. Exercendo de facto a soberania nacional, simultaneamente conspiram e criam entre si estranhas alianças de que apenas os beneficiários são os seus militantes mais activos.
    A Presidência da Republica não tem força nem estabilidade.
    O Parlamento oferece constantemente o espectáculo do desacordo, do tumulto, da incapacidade legislativa ou do obstrucionismo, escandalizando o país com o seu procedimento e, a inferior qualidade do seu trabalho.
    Aos Ministérios falta coesão, autoridade e uma linha de rumo, não podendo assim governar, mesmo que alguns mais bem-intencionados o pretendam fazer.
    A Administração pública, incluindo as autarquias, em vez de representar a unidade, a acção progressiva do estado e a vontade popular é um símbolo vivo da falta de colaboração geral, da irregularidade, da desorganização e do despesismo que gera, até nos melhores espíritos o cepticismo, a indiferença e o pessimismo.
    Directamente ligada a esta desordem instalada, a desordem financeira e económica agrava a desordem Política, num ciclo vicioso de males nacionais. Ambas as situações somadas conduziram fatalmente à corrupção generalizada que se instalou…”
    Meus amigos:
    O que acabaram de ler não é cópia de nenhum artigo do “Público”, “Diário de Notícias” ou de qualquer revista.
    Nem sequer é da minha autoria.
    Contudo, é actual.

    Gostar

  69. afédoshomens permalink
    27 Agosto, 2011 11:14

    delicioso,o artigo do prémio pessoa, no seu artigo d’ontem no JN

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: