Saltar para o conteúdo

Advogados d’ armas

8 Novembro, 2011

O Presidente da Comissão Parlamentar de Defesa, Matos Correia, é advogado no mesmo escritório que o seu antecessor na função, José Luís Arnaut, cujo principal sócio é o ex-ministro, também da Defesa, Rui Pena. Sabemos de há muito tempo que há mulheres d’armas… mas advogados d’armas?
Hoje, no Correio da Manhã

17 comentários leave one →
  1. Arlindo da Costa permalink
    8 Novembro, 2011 22:24

    Tudo gente séria e preocupada com o «futuro» da Pátria!

    Gostar

  2. A. R permalink
    8 Novembro, 2011 23:00

    Olha o Seguro quer combater a “invasão” fiscal pedindo a factura de tudo.

    Gostar

  3. 8 Novembro, 2011 23:16

    Cruz credo!

    Gostar

  4. Arlindo da Costa permalink
    8 Novembro, 2011 23:18

    Será que José Sócrates é que estava a governar a Itália?
    Como é que possível um país do G8, estar a ser agotr monitorizado pelo FMI e por Bruxelas?

    Gostar

  5. Portela Menos 1 permalink
    8 Novembro, 2011 23:34

    António Costa presidente da CMLisboa versus antónio costa (assim mesmo, com minúsculas) lampião:
    .
    http://lpm.blogs.sapo.pt/907229.html

    Gostar

  6. 9 Novembro, 2011 00:04

    Alguém tem de se ocupar das actividades lúdicas…

    http://lishbuna.blogspot.com/2011/11/andamos-pagar-os-salarios-esta-inutil.html

    Gostar

  7. Pedro Pestana Bastos permalink
    9 Novembro, 2011 00:47

    Sr. Paulo Morais
    Lamento que lance lama no nome das pessoas sem qualquer fundamento.
    O Dr. Rui Pena foi Ministro da Defesa há dez anos e muito antes de ser sócio ou associado do Dr. Arnaut ou do Dr. Matos Correia. O seu texto lança suspeitas a quem não o merece.
    Tomara o país ter tido mais Ministros com a competência e seriedade do Rui Pena.
    O tom do seu texto é feio.

    Gostar

  8. tric permalink
    9 Novembro, 2011 01:45

    como Advogado da Banca e do Euro, temos este…

    Gostar

  9. Zebedeu Flautista permalink
    9 Novembro, 2011 02:15

    Será isto o capitalismo de estado oligárquico?

    Gostar

  10. Nuno permalink
    9 Novembro, 2011 02:40

    Os comentários anteriores são, no mínimo, estranhos.

    Gostar

  11. 9 Novembro, 2011 10:17

    É vergonhosa a campanha que Paulo Morais a campanha que Paulo Morais anda a mover cotra alguns alvos específicos. Não apresenta provas de qualquer má conduta apenas suspeitas que não concretiza.

    Gostar

  12. Miguel Noronha permalink
    9 Novembro, 2011 10:40

    Tem piada que no seu artigo Paulo Morais aponte o dedo a Godinho de Matos apenas por ser advogado de defesa de Armando Vara (já é crime ser advogado de defesa?). À altura em que assumiu funções governativas, segundo o apertado filtro de Paulo Morais, em que qualquer ligação ao mundo empresarial é sinónimo de suspeição, o cliente deste preencheria todas os requesitos para ser aprovado com distinção.

    Gostar

  13. 9 Novembro, 2011 10:50

    A Oratória & Prática Discursiva é, quando bem feita,
    uma sessão de cosmética da palavra realidade.

    Gostar

  14. António C. Mendes permalink
    9 Novembro, 2011 11:33

    O Dr. Godinho de Matos é o mesmo que eu ouvi, ontem, rindo-se descansadamente, referir que “corríamos o risco” de, devido às escutas, o face oculta vir a ser considerado nulo? Fiquei na dúvida sobre quem é que corre este risco? O estado de direito ou o cliente dele?

    Gostar

  15. ze da lota permalink
    9 Novembro, 2011 13:13

    Este Coelho saiu-me cá um Aldrabão…..é gemeo do outro charlatão!!! que filhos da puta …..não se aproveita um, são todos feito da mesma massa……ou seja merda!! Militares ao poder….com politicos isto não vai lá

    Gostar

  16. Francisco Colaço permalink
    9 Novembro, 2011 14:19

    Zé da Lota,
    .
    A penúltima vez que os militares tomaram o poder foi em 1926 e a última em 1975. O registo de intenções dos militares ao poder não lhes tem sido de modo algum favorável a ganharem a minha confiança e apoio em mais alguma intentona.
    .
    Que um militar queira como cidadão, e apenas como cidadão, candidatar-se a um cargo político, estou completamente de acordo. O que passar disso será sempre pernicioso.

    Gostar

Trackbacks

  1. A estranha guerra de Paulo Morais (2) « O Intermitente (reconstruido)

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: