Skip to content

Existem artigos de opinião menos assertivos (I)

12 Fevereiro, 2012

«Apesar do forte aparato policial, este sábado não houve incidentes».

Esta legenda do JN para ilustrar uma foto duma manifestação na Grécia é um exemplo daquilo a que se chamam notícias e que mais não são do que opiniões. Quem fez esta legenda está o seu legítimo direito de achar que a polícia é responsável pelos desacatos nas manifestações mas isso enquanto não se apresentarem factos é uma opinião. Quanto ao título «Gregos em novo protesto pelo direito ao emprego e pelo futuro dos filhos» enfim é mais do mesmo mas sempre se pode acrescentar que os gregos  deviam ter vindo para a rua defender o futuro dos seus filhos há muito tempo. Mais precisamente quando passaram a viver acima das suas possibilidades.

Anúncios
18 comentários leave one →
  1. 12 Fevereiro, 2012 11:33

    Não há por aí um jornalzinho com uma vaga na direcção, para que as legendas das fotos não sejam opinativas?

    Gostar

  2. bulimunda permalink
    12 Fevereiro, 2012 11:45

    CURIOSO QUE POUCO SE FALE NISTO ..SERÁ POR SER NESTE PAÍS..?
    QUEREM AGIR? FAÇAM ASSIM….
    Israel: Greve geral mantém-se pelo quinto dia consecutivo
    Por , publicado em 12 Fev 2012 – 07:16 | Actualizado há 4 horas 2 minutos

    Jerusalém, 12 fev (Lusa) — A greve geral em Israel continua hoje pelo quinto dia consecutivo por o governo e os sindicatos não terem alcançado qualquer acordo nas negociações de sábado.
    As duas partes deverão apresentar hoje um relatório sobre o ponto de situação das negociações ao Tribunal para os Assuntos Sociais de Jerusalém, que decidirá sobre a legalidade da prossecução da greve.
    O lixo está por recolher nas ruas, a maioria dos serviços públicos e bancos encerrados e muitos motoristas de autocarro aderiram à ação de protesto, causando perturbações nos transportes públicos no primeiro dia útil da semana em Israel.

    Gostar

  3. bulimunda permalink
    12 Fevereiro, 2012 11:47

    Ora aqui está a forma de se fazer uma reportagem..aprendam..

    Gostar

  4. bulimunda permalink
    12 Fevereiro, 2012 11:52

    http://kafekultura.blogspot.com/2012/02/para-breve-maquina-de-ler-pensamentos.html

    Ser capaz de ler os pensamentos de alguém é uma ideia que faz oscilar entre a curiosidade e o medo. Um grupo de cientistas norte-americanos deu mais um passo neste sentido e conseguiu identificar as palavras em que algumas pessoas estavam a pensar. O objectivo era ajudar os doentes impedidos de comunicar a expressar-se.
    O estudo (ver PDF, em inglês), desenvolvido pela Universidade de Berkeley, na Califórnia, acaba de ser publicado na revista científica PLoS Biology e explica que os investigadores conseguiram reconstruir algumas palavras em que os participantes estavam a pensar, a partir das ondas cerebrais emitidas.
    A equipa conseguiu decifrar a actividade eléctrica de uma zona do cérebro associada à audição humana e à linguagem que se chama circunvolução temporal superior (STG, na sigla em inglês). Ao analisarem os padrões de actividade da STG os investigadores conseguiram reconstruir algumas das palavras que os participantes estavam a ouvir numa conversa normal.

    “Esta investigação baseia-se nos sons que uma pessoa ouve realmente”, esclareceu o autor principal, Brian N. Pasley, investigador da Universidade de Berkeley. Pasley clarificou que o objectivo principal do estudo foi explorar como funciona o cérebro humano, sobretudo em termos de codificação da fala, para determinar que aspectos da linguagem são mais importantes para a compreensão. “Em algum momento, o cérebro tem de extrair a informação auditiva e mapeá-la numa palavra, já que podemos entender a linguagem e as palavras, independentemente de como soam”, acrescentou.

    Gostar

  5. Rinka permalink
    12 Fevereiro, 2012 12:33

    E o mito do “viver acima das possibilidades” continua lol.
    Sempre dá para acalmar certas consciências, lá isso…

    Gostar

  6. 12 Fevereiro, 2012 15:51

    Esta helenafmatos está impagável.
    Não procurou a crítica da notícia que acompanha a fotografia, nem ousou sequer contrariá-la, não, pegou apenas na dita e extrapolou as suas análises com as lentes da direita a faiscar.
    Esta cómica comentadora, que certamente vive acima das possibilidades da maioria do povo português, ousa afirmar que os gregos vivem acima das suas possibilidades sem nenhuma demonstração ‘a quo’.
    Parafraseando a comentadora, é mais do mesmo a que nos habituou e segue na sua linha de pensamento habitual.
    O estilo ‘old-fashioned’ que apresenta, cai-lhe que nem uma luva.
    Claro que os gregos, esses patifes, viveram acima das suas possibilidades, assim como muitos portugueses, irlandeses, islandeses, belgas, espanhóis, italianos, austríacos, ingleses e até franceses e muitos alemães.
    Claro que esses, geralmente, são os que vivem dos salários mais baixos e caíram na ratoeira que os mais ricos lhes prepararam e que agora saboreiam a carne que armazenaram deixando-lhes os ossos.
    Claro que a comentadeira se está borrifando para o emprego dos gregos e dos filhos, pais e demais família dos mesmos, do mesmo modo que se borrifa para os dos portugueses ou doutra nacionalidade qualquer, porque o que lhe interessa são os que se abrigam debaixo das suas asas e o resto é conversa fiada para parolo acreditar.
    É esta a face chapada da tal direita preconceituosa, egocentrista, calculista que vive confortavelmente encostadsa a quem lhe alimenta os vícios, sustenta os prazeres e abana a cabeça como os burros perante as fumaças que vai atirando para as páginas dos jornais e revistas.
    Não sei porquê, mas quando lhe leio os textos vêm-me sempre à ideia as tias que o Lobo Antines tão bem retratou nas suas crónicas.

    Gostar

  7. 12 Fevereiro, 2012 16:37

    “acima das suas possibilidades”

    Ainda não lhe dói a boca de tanto repetir esta baboseira insultuosa para com milhões e milhões de pessoas que trabalham para sustentar facínoras que vivem, esses sim, acima das possibilidades daqueles que exploram?
    Ora vá lamber sabão!

    Gostar

  8. Francisco Cruz permalink
    12 Fevereiro, 2012 16:47

    Ainda não perceberam essa coisa do “acima das posses”. É claro que quem assim viveu foi o Estado português, a dar, a dar, a dar — e a pedir emprestaDADO. Vejam o gráfico da dívida pública de 2005 na 2010. Até os funcionários tiveram 3% de aumento quando já os sinos tocavam a rebate!

    Gostar

  9. aremandus permalink
    12 Fevereiro, 2012 17:12

    “acima das suas possibilidades”
    é o tipico ressabiamento das donas quarentonas que olham os jovens gregos tão belos, como quem olha para as uvas,que estão verdes…

    Gostar

  10. aremandus permalink
    12 Fevereiro, 2012 17:13

    existe uma mulher caída ao Tejo, deus queira que não seja a ressentida helena…

    Gostar

  11. esmeralda permalink
    12 Fevereiro, 2012 19:15

    Não têm emenda os gregos! A viverem acima das possibilidades e de maneira absolutamente escandalosa! Os relatos que li são extraordinários! E já iam no 15º mês! Mas o Panorama BBC mostrou bem como a vida está a correr para muitos: “tenho duas escolhas: ou ficar em casa, sentado, sem fazer nada ou ir para o trabalho fazer alguma coisa sabendo que não tenho salário” dizia um engenheiro civil! A nossa estranha “esquerda” deve ser isso que pretende para Portugal!

    Gostar

  12. Arlindo da Costa permalink
    12 Fevereiro, 2012 19:26

    Portugal a ser tratado como uma colónia alemã e esta Srª Drª Helena a postar coisas da National Geografic.
    É sintomático o nível de decadência a que chegámos…

    Gostar

  13. esmeralda permalink
    12 Fevereiro, 2012 19:36

    Se eu fosse cidadã alemã não me imagino a gostar de contribuir para o descontrolo despesista dos gregos!

    Gostar

  14. Arlindo da Costa permalink
    12 Fevereiro, 2012 20:49

    Os gregos foram e são os maiores ladrões e caloteiros da Europa.
    Só uma cabeça de abóbora como é a «Esmeralda» dá crédito àquela raça do demónio!

    Gostar

  15. Arlindo da Costa permalink
    12 Fevereiro, 2012 21:03

    Corrigenda: No lugar dos «gregos» deve-se ler «ALEMÃES», esse soberbo gado, parafraseando Camões!

    Gostar

  16. JCA permalink
    13 Fevereiro, 2012 01:59

    .
    Há outro dado da equação sobre sai não sai do Euro ou da UE além de culturas historicas injetadas pela II Guerra Mundial a que felizmente Portugal esteve alheio:
    .
    as familias tradicionais da Grecia, e os Gregos convivem pacificamente com isso, que recuperariam (recomprariam) a preço de saldo a Grécia
    .
    De facto Portugal não é a Grécia. Nem pelos nossos olhos compreendemos os Gregos que não são um envelope fechado com a votação de hoje no Parlamento. E além disto tudo ainda há a Turquia no tabuleiro …….
    .
    Mas ver como a coisa vai correr ….. Bom seria correr muito bem
    .

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: