Saltar para o conteúdo

Coisas da vida terrena

9 Junho, 2012

D. Januário acha que está a ser vítima de um linchamento. Mais D. Januário acusa o governo de o estar a linchar. Ora, ora D. Januário como temos dado conta neste blogue não há mês em que o senhor bispo não acuse alguém neste mundo de coisas mais ou menos hediondas. E os visados coitados engolem em seco, seguem caminho e às vezes até dizem que apreciam muito D. Januário. Aliás  os governos democráticos gostam tanto de D. Januário que este e o seu trovejar chegaram ao cargo actual. É certo que durante o governo Sócrates D. Januário falou bem menos mas mesmo assim das parcas vezes que a sua voz se ouviu começou-se logo a questionar para que serviam os capelães militares.  Para graça de D. Januário  e nossa Sócrates perdeu as eleições (às vezes convém escrever isto!) e assim D. Januário voltou ao seu costumeiro viver que é como quem diz excelência reverendissima no exercício do cargo e anunciador de  de tumultos e revoltas nos microfones da TSF. Até que D. Januário descobriu que podia ser criticado. Daí a dizer-se vítima de linchamento foi menos que uma ave-maria. Ironias deste caminhar terreno num país que não é tão paciente quanto o PM acha mas certamente muito manhoso.

Anúncios
47 comentários leave one →
  1. jose permalink
    9 Junho, 2012 09:51

    que tal D.Januário ( homem corajoso ) pronunciar-se sobre a proibição de venda de camisolas da selecção portuguesa na Malásia pelo simples motivo de ostentar a cruz, esse simbolo do diabo que tanto ofende os muçulmanos ? já que os media portugueses que nestas semanas nos massacraram com tudo e mais alguma coisa sobre a selecção , estão caladinhos sobre esta situação. Porque será ?

    Gostar

  2. JDGF permalink
    9 Junho, 2012 10:01

    Porquê tanta ‘ira’ contra o D. Januário e tão pouco desmando sobre a enormidade de Passos Coelho acerca da ‘paciência’?
    Não haverá aqui um ‘mau convívio’ com a liberdade de expressão, ou a tão glosada, asfixia ?
    Quando se lê o recente artigo do New York Times sobre Portugal (‘o encolher de ombros’ e o ‘podia ser pior’) http://www.nytimes.com/2012/06/08/world/europe/portugal-shrugs-at-austerity.html?_r=1&ref=world, as palavras do bispo (ou do major-general?) ganham algum sentido. Não será assim?

    Gostar

  3. Monchique permalink
    9 Junho, 2012 10:25

    «Depois de uma vida inteira a trabalhar… e 25oo euros de reforma não é nenhuma fortuna», disse D. Januário Torgal ao jornal I de hoje, Sábado. Se até um Bispo confunde MISSÃO com Trabalho, é por estas e por outras que a Igreja está como está, mal.
    Cân. 375 — § 1. Os Bispos, que por instituição divina sucedem aos Apóstolos, são constituídos Pastores na Igreja pelo Espírito Santo que lhes foi dado, para serem mestres da doutrina, sacerdotes do culto sagrado e ministros da governação. ( o pastor salvaguarda a unidade do rebabnho, este D.Januário divide o rebanho !)
    § 2. Pela própria consagração recebem os Bispos com o múnus de santificar também o múnus de ensinar e governar, que, todavia, por sua natureza não podem exercer senão em comunhão hierárquica com a cabeça e os membros do Colégio. (este D. Januário, lembro, defende o casamento homosexual, o fim do celibato, o aborto e tantas outras coisas contra a doutrina da Santa Sé !)
    Cân. 387 — O Bispo diocesano, lembrado da obrigação que tem de dar exemplo de santidade na caridade, humildade e simplicidade de vida, esforce-se com todo o empenho por promover a santidade, segundo a vocação própria de cada um, e já que é o principal dispensador dos mistérios de Deus, empenhe-se sempre em
    que os fiéis confiados aos seus cuidados cresçam na graça pela celebração dos sacramentos e conheçam e vivam o mistério pascal. ( por anda a santidade,a caridade e a humildade deste D.Januário ?).

    Nem pobre diabo é, pela reforma que tem e acha ainda pequena.

    Gostar

  4. piscoiso permalink
    9 Junho, 2012 10:26

    Que não doa a garganta a D. Januário.
    Quanto mais não seja para fazer saltar os coelhos que são contra a liberdade de expressão.

    Gostar

  5. balde-de-cal permalink
    9 Junho, 2012 10:26

    o januário parece a caixa de rufo do otelo.
    este gajo parece ser pago para dizer mal da situação actual.
    para lixar os contribuintes europeus, o socialismo tomou conta da comunicação social e dos parvos úteis.

    Gostar

  6. ora porra permalink
    9 Junho, 2012 11:05

    Insisto na pergunta: quando é que o internam?

    Gostar

  7. J.J.Pereira permalink
    9 Junho, 2012 11:47

    Um fariseu, simplesmente.
    E dos básicos…

    Gostar

  8. Joaquim Amado Lopes permalink
    9 Junho, 2012 12:47

    Se D. Januário não quer que digam que ele diz parvoíces tem bom remédio: deixe de dizer coisas parvoíces. Como, independentemente do que se diga, haverá sempre alguém que o ache uma parvoíce, a única solução é mesmo ficar calado.
    .
    E, Piscoiso, liberdade de expressão é isto: o direito de dizer parvoíces, o direito de dizer que alguém diz parvoíces e o direito de dizer que alguém fazia melhor em ficar calado. O que não tem nada a ver com liberdade de expressão é alguém achar que o que diz está acima de crítica. Isso é apenas arrogância. No caso concreto do D. Januário que acha que o estão a “linchar” trata-se apenas de um parvo a mostrar que tem defeitos piores do que esse.

    Gostar

  9. piscoiso permalink
    9 Junho, 2012 13:00

    Mandar calar as pessoas que usam o seu livre direito de expressão é que é arrogância.
    A classificação de “parvoices” sobre o que alguém diz, também é liberdade de expressão.
    Tal como pode ser uma parvoice classificar de parvoice o que alguém disse.

    Gostar

  10. piscoiso permalink
    9 Junho, 2012 13:09

    Note-se que não estou a defender a opinião do Januário, mas simplesmente o direito de se exprimir.
    Há ainda uma diferença.
    D.Januário não insulta ninguém. Diz que o estão a “linchar”, é a sua opinião.
    Já os seus detractores, descem ao insulto.

    Gostar

  11. Tiro ao Alvo permalink
    9 Junho, 2012 13:21

    Acho isto esquisito: o Piscoiso aparecer aqui em defesa do D. Januário. Que o Bispo, ao que parece, nem sempre regular bem da cabeça, é uma coisa; que alguém se aproveite disso, é outra, e é feia, sobretudo quando passar por aplaudir as tontices que às vezes resolve dizer, nas suas frequenyes intervenções públicas, como fez o Piscoiso, desta vez, de forma despudorada, logo reprovável, a meu ver.

    Gostar

  12. piscoiso permalink
    9 Junho, 2012 13:47

    Ó Alvo, vc não leu bem o meu comentário anterior.
    Não estou a defender o conteúdo do que o Januário disse, que classifica de tontices, outros de parvoíces.
    Defendo o seu direito de dizer o que disse, ou outra qualquer coisa.

    Gostar

  13. Rodrigo permalink
    9 Junho, 2012 13:48

    Para os sabujos autoritários que aqui puluam:

    As palavras contundentes de Januário Torgal Ferreira incomodoram muita gente. É natural – a voz de alguém do clero continua a ter bastante peso em Portugal. Ele repetiu com mais veemência o que já dissera antes, sobre este Governo mas também sobre os anteriores. Mas, num país de gente amestrada e paciente, qualquer voz que se insurja com o estado de coisas, arrisca-se a ser calada de imediato. O trabalho de Miguel Relvas no Governo é também esse – controlar os media através dos seus conhecimentos no meio. Não admira que o Correio da Manhã, no dia seguinte a D. Januário ter vindo a público criticar as miseráveis declarações de Passos Coelho, tenha decidido chamar à primeira página factos laterais sobre a vida de D. Januário, ainda por cima mentirosos. O Correio da Manhã sabe quem manda e obedece de acordo. Não é um jornal, é um esgoto a céu aberto onde chafurda a pior espécie de jornalista: o canalha. Com telefonema do Relvas ou sem ele, o Correio da Manhã iria fazer o seu trabalho.

    Também há almas que não se têm cansado a pedir o afastamento das funções que o bispo ocupa. Helena Matos, a sabuja de serviço, é uma delas. Esta gente, que não sabe conviver com a liberdade dos outros, indigna-se com o facto das palavras de D. Januário não respeitarem o resultado das eleições legislativas. Para Helena Matos – e outros da mesma cepa – as eleições são aquele acontecimento em que os cidadãos elegem o seu ditador durante um período de tempo definido. Durante esse período, todos devem calar, comer e aceitar “com paciência” as decisões e os desmandos do Governo eleito. Na cabeça desta gente, a democracia enquanto sistema dinâmico que não se esgota – antes pelo contrário – nas eleições, não é um conceito possível. No fim de contas, nas ditaduras comunistas que em tempos admiravam também há simulacros de eleições de vez em quando. Tudo o que sai fora da caixa – mesmo uma coisa tão simples como criticar as afirmações do primeiro-ministro – é combatido com fervor e animosidade. Nada que surpreenda. Os velhos hábitos são difíceis de matar.

    Sérgio Lavos in Arrastão.

    Gostar

  14. esmeralda permalink
    9 Junho, 2012 14:41

    Graças a Deus que a sua escrita deixa espaço para algum gozo e algumas gargalhadas! Se não fosse assim, não sei como EU podia aguentar tanta irresponsabilidade e tantos incendiários! Já fujo quanto posso dos telejornais, mas mesmo assim as coisas atingem-nos impiedosamente! No jornal de hoje, ou de ontem vem a dizer o ordenado do senhor D. Januário! Mas parece não corresponder à quantidade de trabalho que lhe compete fazer!!! Passa a vida, há uns tempos, a “atear fogos”!
    Mesmo sobre o que disse o Dr. António Borges… Às vezes fico baralhada e pergunto-me se as pessoas não andam todas muito inclinadas a dizer disparates! AFINAL: ouvi ontem à noite, na SIC Notícias, Daniel Bessa e é espantoso como me esclareceu. E tal como ele disse e explicou, não entende tanta balbúrdia à volta das declarações de António Borges! Comparou ainda com a situação FMI/Mário Soares em que, com a desvalorização da moeda, as pessoas perderam para cima de 13% nos salários. Só que foi de outra maneira. Valente Daniel Bessa!

    Gostar

  15. Tiradentes permalink
    9 Junho, 2012 15:17

    O Bispo não insulta ninguém ……mesmo quando compara PM com Salazar?
    Lá está o piscoiso a, indiirectamente elogiar o ……
    Muito me contas ……

    Gostar

  16. Fernando S permalink
    9 Junho, 2012 15:18

    O Sr Bispo das forças armadas criticou o Primeiro Ministro. Não é a primeira vez. Pelos vistos não lhe falta liberdade para se exprimir.
    Depois, há quem critique a oportunidade e o conteudo das declarações do Sr Bispo. Trata-se igualmente do uso da mesma liberdade de expressão.
    Não vejo onde haja matéria para comparar a situação em Portugal com o que se passava nas “ditaduras comunistas”.
    Quem o faz, das duas uma : ou não faz nenhuma ideia do que foram as ditaduras comunistas ; ou está de pura e simplesmente de má fé.
    No caso do Sérgio Lavos (texto transcrito num comentario acima) palpita-me que é sobretudo a segunda razão.
    A utilização da arma de arremeço, que é a acusação de se estar a fazer o mesmo que faziam as “ditaduras comunistas”, tornou-se um método de argumentação habitual por parte de pessoas alinhadas pelas ideias de uma velha esquerda proto-comunista que herdou (e reproduz modernizando-o na forma) o DNA ideológico que esteve na origem e na historia dessas mesmas “ditaduras comunistas”. Como esta acusação é normalmente dirigida a adversarios de orientação mais liberal e anti-comunista, trata-se de um modo eficaz de neutralizar à partida qualquer réplica que lembre a filiação ideológica do acusador ao comunismo.
    De notar que a utilização do termo “ditaduras” e não “totalitarismos” em referencia aos comunismos é por si sintomática de uma posição critica superficial relativamente a este tipo de sociedade. Por sinal, muito frequente em pessoas vindas de ambientes mais ou menos trotsquistas (“elimina-se a ditadura e salva-se o comunismo”).

    Gostar

  17. 9 Junho, 2012 15:43

    piscoiso REGISTERED MEMBER Posted 9 Junho, 2012 at 13:09 | Permalink
    Acho muito bem que o senhor Torgal diga o que lhe vai na alma ( e isso ele sabe que há).
    Acho muito mal que se continuem a fazer posts sobre o que o senhor disse.
    Alguém vai perguntar ao “emplastro” o que é que ele pensa seja sobre o que for?

    Gostar

  18. pedro permalink
    9 Junho, 2012 15:44

    Eu compreendi as palavras de alerta e de certo modo brutais do sr bispo ,como um desabafo para retirar a pressão do mal estar da instituição militar. Mas quem vai à guerra dá e leva! E tem sorte porque se fosse no governo do sr engenheiro já os corporações ,jugulares e outras centrais de informação tinham vasculhado a sua vida desde o nascimento para o entalarem.

    Gostar

  19. Fincapé permalink
    9 Junho, 2012 17:42

    Apesar de pensarmos que “Deus” deveria estar ao lado de D. Januário, neste caso abençoou PPC.
    D. Januário disse umas verdades sobre a situação nacional ou, pelo menos, deu a sua opinião.
    Inevitavelmente, caiu-lhe em cima a direita ultraliberal, sob a forma do Carmo e da Trindade.
    Assim, conseguiu por agora desviar-se as atenções dos reais problemas do país.
    O futebol e a seleção aguentarão depois mais algum tempo.
    E já a seguir vêm as férias.
    Eis como “Deus” nem sempre se encontra ao lado das suas ovelhas.

    Gostar

  20. 9 Junho, 2012 17:46

    Não condeno as palavras do bispo.Também pensei mais ou menos o mesmo que ele.Todos sabemos que P.Coelho,quando fala e age,está longe de manifestar conhecimentos de uma boa governação e,culturalmente,deixa também a desejar.Li que teria sido comparado a Salazar,não em cultura,certamente.
    Agora,o que condeno no bispo foi a sua complacência nos tempos de outras senhoras.É esta a ideia que eu tenho.

    Gostar

  21. José Peralta permalink
    9 Junho, 2012 17:59

    A Helena Matos está muito agastada com que disse D.Januário ?
    Também deve têr-se ofendido quando D. Manuel Martins, denunciou a pobreza e a fome na Península de Setúbal ou, anos antes, D. António Ferreira Gomes, quando criticou Salazar e pagou com o exílio forçado !
    Ou não ?
    Por exemplo, quando o sr. coelho e seus ministros, nomearam dezenas de “boys” como assessores de ministérios e secretarias de Estado, com idades de 25 anos ou pouco mais, todos ou quase todos, com “grande experiência profissional” exercida nas “Jotas” respectivas, e ordenados entre 3.500 e 5.500 € acrescidos dos subsídios de férias e de Natal (eufemísticamente chamados “complementos”) que surripiou a todos os trabalhadores, a Helena Matos não se sentiu chocada ?
    Chocada, ao menos, pelo escandaloso estímulo ao “meretrício” político, perpetrado por estes cavalheiros !
    Ou D. Januário “descobriu” que pode sêr criticado, mas os desmandos do governo, não ?
    A senhora, é colaboradora da RDP-Antena 1 ! O seu colega jornalista, MÁRIO DE FIGUEIREDO, acaba de sêr “exonerado” de Provedor do Ouvinte, visívelmente, porque foi uma voz LIVRE e crítica, em sequência de outros casos gravíssimos de Censura, na Comunicação Social.
    Não lhe merecem repúdio, (ou pelo menos preocupação !) as reiteradas tentativas de silenciamento de vozes críticas como a de D. Januári Torgal Ferreira, ou antes, merecem-lhe aprovação e aplauso ?
    Por fim, se não for “pedir muito”, e já que publicou comentários deste jaez- “o Januário é a caixa de rufo do Otelo”, não censure o meu…

    Gostar

  22. Fincapé permalink
    9 Junho, 2012 18:12

    “O seu colega jornalista, MÁRIO DE FIGUEIREDO, acaba de sêr “exonerado” de Provedor do Ouvinte, visívelmente, porque foi uma voz LIVRE e crítica…”
    Por acaso, ouvi ontem a despedida de Mário Figueiredo e fiquei absolutamente abismado. Não pelo “despedimento” porque, quanto a isso, já nada me admira. Mas pelo quase desprezo com que, mais uma vez, algumas ditas pessoas conseguem tratar PESSOAS.

    Gostar

  23. Delfim permalink
    9 Junho, 2012 20:41

    Ex.mo Sr. Januario numa Républica de iguais (?????) o Sr. tem direito a liberdade de expressão graças a Deus á Constituição e ao 25 de Abril de 1974

    Gostar

  24. Portela Menos 1 permalink
    9 Junho, 2012 21:06

    mais gente corajosa na igreja católica e isso podia ajudar.

    Gostar

  25. Portela Menos 1 permalink
    9 Junho, 2012 21:09

    “Também há almas que não se têm cansado a pedir o afastamento das funções que o bispo ocupa. Helena Matos, a sabuja de serviço, é uma delas.”

    Gostar

  26. Zé da Póvoa permalink
    9 Junho, 2012 21:23

    D.Januário não pode andar a lamentar-se. Noutros tempos sentiu na pele os métodos da PIDE, por isso a perseguição que agora lhe é movida pelos esbirros do Relvas não é muito diferente! E tem obrigação de saber que os “boys” e as “vacas” que escrevem contra ele nos jornais e na blogosfera fazem parte da rede ao serviço do padrinho!

    Gostar

  27. Joaquim Amado Lopes permalink
    10 Junho, 2012 02:55

    Piscoiso,
    Dizer que alguém fazia melhor em estar calado não é o mesmo que mandá-lo calar. Além de que não manda quem quer, manda quem pode.
    E prefiro a arrogância à má-fé, à desonestidade intelectual e à hipocrisia. Se me quer lições seja do que fôr, vai ter alterar muito a sua forma de participar neste espaço.

    Gostar

  28. Tiro ao Alvo permalink
    10 Junho, 2012 07:02

    Este Zé’ da Póvoa é parvo. Vai chamar vaca a outro, estúpido!

    Gostar

  29. Paulo permalink
    10 Junho, 2012 07:39

    O tal Januário recebe salário como oficial general que nunca foi, apenas em favor saloio por ser bispo das forças armadas.
    Nunca se lhe conheceram especiais aptidões militares. Repito, militares, para os papagaios mais distraídos.
    Ora sendo servidor do Estado, e mais ainda enquanto militar, estes dislates ficam ao abrigo dos estatutos respectivos, e se existe liberdade de expressão também existe dever de lealdade. Nao gosta, tem bom remédio, pede a demissão e vai para o bloco de esquerda ou para o partido comunista, ninguem o prende por isso (a Constituição afinal até permite partidos de extrema esquerda com tendências ditatoriais).

    Agora ficar a lamber o tacho e querer ser melhor que os outros é que nao lembra ao Cristo.

    Gostar

  30. Paulo permalink
    10 Junho, 2012 07:42

    Nota
    Os otários que andam para aqui a falar na Constituição mais valia que a fossem ler, comecem logo pelo preambulo e digam lá se há mesmo liberdade de expressão!
    Por exemplo, comparar um PM em funções a Salazar é crime, nem é preciso chamar um constitucionalista para ver isso

    Gostar

  31. zazie permalink
    10 Junho, 2012 09:05

    «comparar um PM em funções a Salazar é crime, nem é preciso chamar um constitucionalista para ver isso».
    .
    Mas esta cambada droga-se ou é apenas estupidez em último grau?.
    .
    Então, estes imbecis que apenas conhecem as boas das ditaduras deles, a começar pela ditadura do politicamente correcto, agora até proíbem a crítica em nome da “liberdade de expressão”.
    .
    Ó avantesmas- só retirando a liberdade de expressão é que pode haver intocáveis a quem não se pode fazer uma crítica.

    Gostar

  32. zazie permalink
    10 Junho, 2012 09:06

    Se alguém comparar esse Paulo a um macaco está apenas a fazer uma ofensa ao macaco, por exemplo. E isto usando a dita lei da evolução das espécies.

    Gostar

  33. José Peralta permalink
    10 Junho, 2012 11:30

    Acabo de ouvir o discurso do Professor Doutor Doutor Sampaio da Nóvoa, nas comemorações do 10 de Junho, e logo me apercebi que foi uma “má escolha”…
    Foi uma bofetada em duas múmias presentes, o sonolento sr. silva e o “ausente” coelho !
    Ao contrário do outro ridículo reitor do Porto, que acha que devemos estar “caladinhos e não fazer ondas”, o Professor Sampaio da Nóbrega fez um libelo acusatório ao “estado” a que isto chegou”.
    Espero agora divertir-me a lêr as carpideiras do costume, a zurzirem o Professor, como fazem com D. Januário !
    E não auguro “grande futuro” ao Professor Sampaio da Nóbrega, mais uma voz incómoda a silenciar..

    Gostar

  34. silva permalink
    10 Junho, 2012 12:03

    D. Januário tem toda a razão

    Gostar

  35. Paulo permalink
    10 Junho, 2012 15:25

    Zazie
    Macaco até nem vai mal, antes isso que vaca.

    Agora de novo à Constituição, absurdo ou não (dado que supostamente existe liberdade de expressão), os partidos fascistas são proibidos (podemos pensar o que queremos desde que nao seja contra a vontade dos comunistas que inventaram aquilo), as opções fascistas são proibidas, ser fascista é crime. Dizer que alguém é como o Salazar é o quê?

    Por exemplo, se alguém disser que a Zazie é como uma prostituta, isso ofende ou não (vai daí até não, pois só não se pode ser fascista!)?

    É que essa coisa da liberdade de expressão pelos vistos só serve a alguns, aos outros tudo é censurável.

    Gostar

  36. zazie permalink
    10 Junho, 2012 19:55

    V. é um imbecil. Consegue ser mais estúpido que a coisa pisca.
    .
    O retardado mental. Existe uma coisa chamada liberdade de expressão que só pode acontecer quando a crítica é livre.
    .
    O que o retardado mental do Piscoiso escreveu é que a liberdade de expressão impedia a crítica.
    .
    O resto é absoluta imbecilidade sua. O Salazar foi um governante que nunca roubou o povo. Pode-se comparar com o que bem se entender.
    .
    A lei existe para os casos de ofensa grave ou protecção pessoal- nada disso implica cercear a crítica em nome da dita liberdade de expressão.
    .
    V.s são mentecaptos. Papagueiam dogmas mil vezes mais perigosos que os da ditadura. Porque os mascaram com cobertura legal e moral.
    .
    Na prática, v.s nunca aprenderam em que consiste a democracia ou a possibilidade de livremente se criticar aquilo de que não se gosta.
    .
    V.s só conhecem o tribalismo. E o seu é igualzinho ao comuna.

    Gostar

  37. zazie permalink
    10 Junho, 2012 19:57

    Quanto ao resto, vá chamar vaca ao paizinho porque tanta estupidez, só pode ter nascido de fissura anal.

    Gostar

  38. Paulo permalink
    10 Junho, 2012 20:50

    Zazie
    Já percebi que os nossos entendimentos de democracia são bem diferentes, assim como da liberdade de expressão.
    Os seus passam por ofender o meu pai, chamar retardado mental ao Pisco, entre outros mimos.
    Para mim, é mesmo o lugar comum, a liberdade de uns começa onde termina a de outros. Tive por isso o cuidado de ser assertivo sem ser ordinário, ao contrário de V. Ex.a
    Mas de volta ao Bispo das forças armadas, oficial general e pendura do Estado (sim, recebe como militar sem nunca o ter sido na prática, beneficiando das mordomias de função de Estado até ao limite do possível), devia saber que a condição militar impõe algumas restrições adicionais, e incitar a desordem é um crime.
    Não quer entender isto azar, qualquer pessoa normal que leia o RDM compreende, e até os amigos comunistas lá no partido o praticam (o Cunhal expulsava os opositores, sem espinhas!).
    .
    Do Salazar, e das suas virtudes, não constava a simpatia pela democracia (lá teria as suas razões, e à época não era crime), mas na actualidade tal opção viola a lei. Também nao percebe agora que dizer que alguém é como o Salazar, para mais um PM, tem grau de ofensa muito grave? Então passe bem e vá lá ruminar para os campos!

    Gostar

  39. zazie permalink
    10 Junho, 2012 21:23

    V. é estúpido, não é?
    .
    V. nãp entende que as pessoas são livres de criticarem?
    .
    E não percebe que a Lei é autónoma em relação ao Poder?
    .
    V. critica e fala o que bem entende. E comparar qualquer pessoa com Salazar é algo que todo o Historiador faz, por exemplo. Na sua cabeça devia ser proibido estudar aquilo que desagrada a quem nem sabe o que foi, porque se proibiu contar.
    .
    Se algo aqui houver de criminoso, os descendentes podem recorrer à justiça.
    .
    Entendeu?
    .
    Eu acho que não. Porque é demasiado quadrado para insistir em dizer asneira.

    Gostar

  40. zazie permalink
    10 Junho, 2012 21:25

    Como é gente que nem para cavar batatas têm computador e julgam-se capazes de entender umas palavras.
    .
    Não se entende. Mais valia que fossem totalmente analfabetos. Sempre aprendiam o que é do senso comum.
    .
    Assim continuam analfabetos mas enrolam-se em palavras e nem se enxergam. Julgam-se letrados.

    Gostar

  41. zazie permalink
    10 Junho, 2012 21:27

    E depois o imbecil sente que html é algo passível de insultar alguém.
    .
    Só um imbecil pode achar que umas letras numa caixa de comentários, de gente que nem se conhece, pode ser ofensivo para a família.
    .
    Patético.

    Gostar

  42. zazie permalink
    10 Junho, 2012 21:28

    E olha aqui, ó boi- quem começou por me insultar foste com essa trampa de estupidez que atira logo a chamar vaca por ser analfabeto.
    .
    Eu limitei-me a retorquir que vaca era o teu pai.

    Gostar

  43. zazie permalink
    10 Junho, 2012 21:33

    Se há alguma ofensa é ao Salazar. A mais ninguém. Cambada de imbecis que nem um Estado de Direito querem porque lhes basta virem-se ao irem à urna.
    .
    Admitem tudo- desde que metam o papel na urna. E todos os nossos reis nem merecem ser estudados porque não se ia à urna.
    .
    Cambada de mongos. Esta gentinha é filha do totalitarismo do Ministério da Educação. Por isso é que nem se distinguém- tanto faz que venha com paleio comuna como neotonto- a matriz da imbecilidade foi aprendida de forma igual na escola.

    Gostar

  44. zazie permalink
    10 Junho, 2012 21:35

    Na volta o gajo disse em caricatura o que é a realdiade. Para esta geração filha de Abril, Portugal começou nesse dia. O resto até devia ser proibido por Constituição porque é insulto a qualquer imbecil que tenha ido para o poleiro a partir de 1975.

    Gostar

  45. Paulo permalink
    10 Junho, 2012 21:54

    Zazie, Zazie
    Vai lá tomar o Xanax que amanhã tudo parece melhor.
    .
    Antes da vaca houve o macaco, se é para ver o primeiro.
    .
    Então agora para ofender é chamar agricultor de batatas?, estamos em grande progresso.
    .
    Lei autónoma em relação ao poder! Não nos faça rir, vá lá explicar isso ao Noronha que mandou apagar as escutas do Sócrates!
    .
    Mas para nao perder o fio à meada, vamos lá de volta ao bispo. Ele terá toda a liberdade, mas para isso tem de deixar a mama do salário de brigadeiro, e de caminho não é má ideia ter uma conversa com o Papa. Queria ser arruaceiro, devia ter optado pelo bloco de esquerda e não pelo sacerdócio militar.

    Gostar

  46. A. R permalink
    10 Junho, 2012 22:05

    Infelizmente D. Januário e algum clero português preocupa-se mais com o pre de alguns militares na reforma que com a causa do aborto. O aborto essa vergonha do mundo “civilizado” passou a causa secundária e é muito bem tolerado por este januário e muitos outros januários que vêm vomitar discursos parvos. Como cristão o meu dever é só um: perdoar ao D. Januário que se esqueceu do direito à vida dos mais indefesos.

    Gostar

  47. Portela Menos 1 permalink
    10 Junho, 2012 22:12

    “Ele terá toda a liberdade, mas para isso tem de deixar a mama do salário de brigadeiro”
    .
    a pergunta também é para o CM que fez “notícia” com o ordenado (falso) do bispo, e a pergunta é:
    a partir de que remuneração se pode criticar o poder? – do RSI, do salário do Borges, do salário mínimo ?

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: