Skip to content

Passar entre os pandeiretas peticionários

9 Novembro, 2012

Presumo que Isabel Jonet deve estar a ser aconselhada explicar-se, pedir desculpas, fazer um desmentido… Enfim, o costume. Teve azar: os pandeiretas deram por ela. Como vêem muita televisão descobriram o que disse Isabel Jonet. (Uma das vantagens de viver em arquivos é que nunca se vê um pandeireta: investigam pouco e os raros que por lá passam têm de falar baixinho).  Claro que aquilo que Isabel Jonet disse não tem nada de novo mas os pandeiretas que da realidade só lhes interessa o diz que disse das televisões e redes sociais ficaram indignados. E um pandeireta indignado twitta logo para outros pandeiretas e todos todos unidos fazem um caso. E aí o objecto da indignação dos pandeiretas vive uns dias de verdadeiro inferno. Parece não haver na terra uma pessoa tão iníqua quanto aquela que tanto indignou os pandeiretas. Todos se sentem obrigados a criticar essa pessoa. Das televisões e rádios pedem depoimentos sobre o assunto. Aqueles que pensam exactamente o mesmo que o alvo da fúria dos pandeiretas calam-se bem calados não vão os pandeiretas virar-se contra eles. Deixá-los por conta daquela vítima que enquanto pregam para aquele lado deixam uma pessoa em  sossego! E assim neste medinho que inspiram os pandeiretas vão reforçando a sua estratégia. Porque de cada vez que se mobilizam reforçam-se: os alvos ficam reduzidos  a fanicos e aqueles que estão à volta interrogam-se sobre quem será  o próximo a ficar na berlinda. Também valha a verdade que é coisa que dura pouco tempo: mais ou menos uma semana e lá vão eles com as pandeiretas para outro lado. Para a semana que vem têm Merkel e também podem voltar àqueles pretéritos assuntos que lhes foram tão caros quanto as alterações climáticas, Guantanamo,  ou o muro na faixa de Gaza…

Anúncios
44 comentários leave one →
  1. piscoiso permalink
    9 Novembro, 2012 10:17


    Há pandeiretas e pandeiretas.

    Gostar

  2. zazie permalink
    9 Novembro, 2012 10:19

    «(Uma das vantagems de viver em arquivos é que nunca se vê um pandeireta: investigam pouco e os raros que por lá passam têm de falar baixinho)»
    .
    Esta é para emoldurar.

    Gostar

  3. 9 Novembro, 2012 10:22

    D. Helena Matos: as pandeiretas só dão ritmo, a música de fundo é que dá substância.

    Gostar

  4. 9 Novembro, 2012 10:22

    D. Helena Matos: as pandeiretas só dão ritmo, a música de fundo é que dá substância.

    Gostar

  5. 9 Novembro, 2012 10:23

    Digital Indignation: Echo Chambers of Anger
    «The problem is that online activists are often connected only to other online activists. Their communication is limited to those who share the same ideas and beliefs anyway. Within this space of political concurrence, indignation can begin to boil like water in a pressure cooker if it isn’t kept in check by critical interjections from dissenters.»
    http://www.theeuropean-magazine.com//752-friedrich-joerg/886-digital-indignation#886

    Gostar

  6. 9 Novembro, 2012 10:30

    Gostar

  7. 7anaz permalink
    9 Novembro, 2012 10:32

    Como disse Carlos Costa ao pandeireta João Galamba, “Esta é a realidade, e se não quiserem reconhecer a realidade, não a reconheçam! Batam com a cabeça na parede, que a realidade é sempre mais dura do que a cabeça!”
    http://www.rtp.pt/noticias/index.php?article=505816&tm=6&layout=122&visual=61
    Os “nossos” pandeiretas andam, por enquanto, em negação da realidade.

    Gostar

  8. General permalink
    9 Novembro, 2012 10:35

    Vou seguir os conselhos da Janetinha e no próximo Natal a ementa cá de casa vai ser , para mim um brioche , para a minha cara metade um chouriço na brasa e pró meu filhote uma maminha, todos munidos da imprescindível pandeireta . Não há fome que não dê em fartura.

    Gostar

  9. 7anaz permalink
    9 Novembro, 2012 10:47

    Entre o 1:30 e o 1:45 deste brilhante discurso, a quem um pandeireta decidiu qualificar de “inacreditável”, está a informação chave. Para uma série de novas gerações, pura e simplesmente não existe o conceito precioso de “custo de oportunidade”, que é um conceito que deve ser adequirido em tenra idade e que é imprescindível para vivermos melhor.

    Gostar

  10. Portela Menos 1 permalink
    9 Novembro, 2012 10:49

    O que os novos Abrantes queriam era uma coisa do genero… “reina a ordem em todo o paÍs”.
    .
    Ps: para além de 10000 crianças com fome nas escolas (as que lá vao) parece que nao houve eleiçoes na USA…

    Gostar

  11. 9 Novembro, 2012 10:50

    “Estamos a empobrecer porque vivíamos muito acima das nossas possibilidades.” (IJ)
    Os desempregados e as crianças que passam fome ficam a saber que viviam acima das suas possibilidades.

    “Ou vamos a um concerto de rock ou podemos ir tirar uma radiografia.” (IJ)
    Se ainda houver dinheiro para alguma economia ela será para pagar as radiografias das crianças. Os impostos pagos por todos não chegam sequer para um seguro de saúde escolar.

    “O empobrecimento é porque estávamos habituados a comer bifes todos os dias.” (IJ)
    Uma economia desenvolvida do século XXI tem as necessidades alimentares asseguradas e estas representam uma pequena parte dos orçamentos familiares. Quando o bife é um luxo, o rendimento das pessoas está ao nível dos países mais pobres. Ora o PIB per capita de Portugal não nos coloca a esse nível. Para onde vai o dinheiro? Isabel Jonet diz apenas que é assim: temos que nos habituar a ser pobres num país que gasta os seus impostos noutras coisas que não a sua população.

    “Cá em Portugal nós podemos estar mais pobres mas não temos miséria.” (IJ)
    Se 10 000 crianças com fome não é miséria, o que será? Até onde teremos que ir para que pessoas como Isabel Jonet achem que é demais?

    “Os pais continuam a educar mal os seus filhos.” (IJ)
    Pois. Há quem os deixe lavar os dentes com a água a correr.

    Depois diz que as pessoas que foram excluídas do sistema têm que se habituar e voltar ao mais básico. A forma como se aceita a injustiça do sistema que exclui e condena à miséria resignada os desempregados é revoltante.

    Gostar

  12. neotonton permalink
    9 Novembro, 2012 10:51

    Homem, digo mulher.
    Se nao dá pera demitir um tal Relvas o que diz esta menina sao…peanuts,
    E la nave va…

    Gostar

  13. 7anaz permalink
    9 Novembro, 2012 10:59

    Os devoristas, ou os pandeiretas!
    http://oinsurgente.org/2012/11/08/os-devoristas/

    Gostar

  14. Paulo permalink
    9 Novembro, 2012 11:07

    Obrigado CA por ter colocado o tal “discurso”
    .
    Ai foi isto que a Sra. disse? Então tem toda a razão.
    E ainda se podiam acrescentar muitos mais exemplos.
    .
    Não sei quem são as 10000 crianças com fome, mas conheço duas cujas mães os vão colocar à escola absolutamente famintos, impedindo a concentração dos miúdos antes do lanche da manhã, e depois saem a fumar para uma pastelaria do outro lado da rua para um croissant com uma meia de leite.
    .
    Mais, andam muitas cidades a promover hortas urbanas, e só aparecem reformados para cavar, que os “jovens” preferem para a porta da Assembleia.

    Gostar

  15. joao permalink
    9 Novembro, 2012 11:09

    eh,eh,eh…os pandeiretas progressitas são tão cómicos….e dizem-se eles open minded…imagino se não o fossem….

    Gostar

  16. pedro permalink
    9 Novembro, 2012 11:20

    paulo: totalmente de acordo e infelizmente os cafés junto dos bairros ,onde o RSI é significativo,continuam com muita freguesia para os pequenos almoços diários.Além do governo não ser brilhante ,as coisas não estarem a melhorar ,estamos impreparados no geral para enfentar as dificuldades e com uma pseudo-esquerda ,que não planta nem a porra de um alho e só manda bocas.

    Gostar

  17. 9 Novembro, 2012 11:26

    Se não têm pão, porque não comem bolos?

    Gostar

  18. 9 Novembro, 2012 11:30

    Este é o discurso base para podermos avançar para (algum) futuro.
    O reconhecimento e aceitação da realidade.
    Problema nenhum se resolve quando o ignoramos e quando continuamos a agir sobre ilusões.
    Pedem a demissão da senhora? Eu peço a sua promoção.
    .
    http://notaslivres.blogspot.pt/2012/11/isabel-jonet-na-sic.html
    .
    http://notaslivres.blogspot.pt/search/label/Alternativas

    Gostar

  19. Castrol permalink
    9 Novembro, 2012 11:40

    Parabéns! Muito bem visto…
    Aos poucos estamos a transformar-nos num País de pandeiretas!
    No caso de Portugal o exemplo vem de cima, a começar por um ex-presidente da República, de provecta idade, mas que quando pega na sua pandeireta atordoa!!! E pensar que já nada nos oitentas! Isso é que é genica!
    Proponho se altere o Hino Nacional. Em vez do apelo ás armas, que passe a apelar ás pandeiretas!
    De pandeireta em pandereita, até à pandereitada final!!!

    Gostar

  20. General permalink
    9 Novembro, 2012 11:40

    Eu cá na minha horta gosto muito de enterrar o nabo! A Janetinha afinal até tem bom gosto.
    “Os tubérculos de nabo são ricos em vitamina C, fibras e sais minerais como o potássio, sódio, cálcio e fósforo. Por conter baixas calorias (100 gramas de nabo oferece apenas 35 calorias), o nabo é muito indicado em dietas de restrições calóricas, por ser leve e ainda ajudar no processo de digestão. Além disto, o nabo possui muitas propriedades medicinais. Ele é diurético, expectorante, purificador do sangue, emoliente, antipirético, alcalinizante e possui um leve efeito laxativo. “

    Gostar

  21. Anti-gatunagem permalink
    9 Novembro, 2012 11:43

    Ahah, muito bom, convém só sublinhar que os pandeiretas não são inóquos como a sua ridicularia poderia levar a supor. Para se construir o que quer que seja é preciso muito trabalho e empenho continuado, mas para destruir a entropia gerada pelos pandeiretas, continuamente é suficiente, porque eles atacam o pensamento e a capacidade de agregar vontades. Quem tiver dúvidas basta olhar para este país EMPOBRECIDO pelos pandeiretas e suas pandeiretadas (mesmo que alguns tinham enriquecido com a pandeiretice e continuem a ser pagos – de certeza que com o nosso dinheiro – para manterem sob vigilância quem pensa e não pandeireta e pandeiretarem sempre em primeiro lugar para tentarem destruir quem pensa, como aqui se vê).

    Gostar

  22. Anti-gatunagem permalink
    9 Novembro, 2012 11:47

    como ACIMA se vê!

    Gostar

  23. 9 Novembro, 2012 11:52

    Eheheheh é vê-los, da esquerda à direita, indignados.
    E o nosso Sporting que a 1 minuto do fim leva um golo.
    Jesus.
    R.

    Gostar

  24. Sousa Pinto permalink
    9 Novembro, 2012 11:53

    Portugal precisa de uma Reforma Agrária. Urgentemente.
    Completamente diferente da que aconteceu em 1975, logicamente.
    À atenção do Sr Ministro da Economia.

    Gostar

  25. piscoiso permalink
    9 Novembro, 2012 11:55


    Se não há dinheiro pró bife, faz-se hamburguer de grão de bico.

    Gostar

  26. 9 Novembro, 2012 12:00

    Sousa Pinto,
    Reforma Arrendatária – 2013.
    À atenção dos germanos.
    R.

    Gostar

  27. Horácio Gomes permalink
    9 Novembro, 2012 12:03

    A abordagem feita é simplesmente repugnante. Não há um mínimo de generosidade humana. Desqualificar quem discorda só reverte sobre quem o faz. Esta entrada e os comentários que se lhe seguem desqualificam-se intelectualmentea si mesmos.

    Gostar

  28. 9 Novembro, 2012 12:05

    Sousa Pinto,
    Reforma Milionária,
    À atenção do Sr. José Le Sócrates.
    R.

    Gostar

  29. 9 Novembro, 2012 12:10

    Sousa Pinto,
    A pandeireta do Piscoiso é do Povo!
    À atenção do Portela,
    R.

    Gostar

  30. 9 Novembro, 2012 12:13

    Sousa Pinto,
    Vende-se 5 mil contos, vista agradável, sem humidades, terra arável, povo afável.
    *deputados socialistas não incluídos
    À atenção dos mercados,
    R.

    Gostar

  31. neotonton permalink
    9 Novembro, 2012 12:14

    Para a semana que vem têm Merkel e também podem voltar àqueles pretéritos assuntos que lhes foram tão caros quanto as alterações climáticas, Guantanamo, ou o muro na faixa de Gaza…HM

    .

    Entao de serse assim deve ser verdade que Portugal nao é Grecia… Nem tampouco os tugas tem parecido nenhum com os gregos;
    http://www.elconfidencial.com/mundo/2012/10/09/los-griegos-reciben-a-merkel-con-la-quema-de-banderas-nazis-107000/

    Gostar

  32. votoembranco permalink
    9 Novembro, 2012 12:15

    E se for bife de perú já se pode comer sem estarmos a viver acima das nossas possibilidades?
    Eu cá por mim ajudo a Cáritas Diocesana cujos voluntários dizem que todos os dias são confrontados com a mais negra miséria!
    Para a Jonet é que nunca mais!

    Gostar

  33. PiErre permalink
    9 Novembro, 2012 12:50

    Essa tal de Isabel Jonet tem carinha de quem não passa fome.
    Além disso, ensina os filhos a lavar os dentes com água a correr.
    Deve viver bem. Faz lembrar aquelas senhoras do tempo do Movimento Nacional Feminino, chás-canastas e quejandos, recordam-se?
    A caridadezinha sempre foi um grande negócio neste país.
    Caraças, há tantos anos, tantas “organizações” andam a fazer caridade e ainda não conseguiram acabar com a pobreza. Por que será? Não me digam que a culpa é (só) dos pandeiretas…

    Gostar

  34. Joaquim Amado Lopes permalink
    9 Novembro, 2012 13:10

    Helena,
    Não vale a pena puxar pela imaginação para encontrar novas palavras para os classificar. São apenas imbecis, como alguns dos comentários acima comprovam.

    Gostar

  35. PiErre permalink
    9 Novembro, 2012 13:15

    Ah, a acrescentar a este Banco da Fome, agora vamos ter também um Banco do Medicamento.
    A actividade bancária vai de vento em popa…

    Gostar

  36. 9 Novembro, 2012 13:39

    Copiei. Obrigado

    Gostar

  37. JDGF permalink
    9 Novembro, 2012 15:03

    Será que neste arrasoado o que se pretende dizer é que a senhora Jonet pôs-se a jeito para ‘ir de pandeireta’?

    Gostar

  38. André permalink
    9 Novembro, 2012 15:26

    Eu pessoalmente sou de esquerda e confesso que não acho as declarações de Isabel Jonet nada estúpidas. No entanto, também não me calo, continuo a manter a minha opinião (prova disso é que estou aqui a escrever sobre isso).

    P.S. Não consigo perceber o que tem o muro na Faixa de Gaza a ver com os “pandeiretas”, mas sou só eu ou há mais alguém aqui que acha que muros que dividem populações são tão maus na Faixa de Gaza, em Berlim (e no resto da Alemanha), ou na Índia, que está a construir um muro à volta do Bangladesh? Se calhar sou mesmo só eu que acredito nos direitos humanos (por isso é que vou ter dificuldade em votar, não voto nem em partidos de direita que acham Hitler um idolo, nem em partidos de esquerda que idolatram Estaline).

    Gostar

  39. General permalink
    9 Novembro, 2012 15:27

    Aprende a comer, companheiro
    aprende a comer, companheiro
    Que a Janet se vai pronunciar
    que a Janet se vai pronunciar
    Que a fome está a passar por aqui
    que a fome está a passar por aqui
    Não comas bife
    Não comas bife
    ( ritmo marcado por pandeireta )

    Gostar

  40. Lucas Galuxo permalink
    10 Novembro, 2012 00:25

    Depois de, entre outras, “os filhos de Boaventura”, Helena Matos joga na praça outra contribuição notável para o léxico português contemporâneo. Os “pandeiretas”. Obrigado.

    Gostar

  41. zazie permalink
    10 Novembro, 2012 12:18

    É verdade. Este post está muito inspirado e os” pandeiretas peticionários “foi um achado.
    .
    Eu chamava-lhes os indignados dos flash-mongos mas pandeiretas é mais simples e certeiro. E são tal e qual como a HM descreveu- vivem a ver tv, indignam-se de forma byte para imitar o “amigo” e deixar smile e, no dia seguinte já esqueceram essa indignação porque andam a toque mediático e a novela é outra.

    Gostar

  42. Portela Menos 1 permalink
    10 Novembro, 2012 12:56

    Isto sem zazie ao lado de helena nao tinha piada;
    a caminho do ” movimento nacional feminino” do blasfemias.

    Gostar

Trackbacks

  1. Com o caso Isabel Jonet torna-se oficial: a esquerda é uma velha gaiteira que já não entende as figuras ridículas que faz « O Insurgente
  2. Com o caso Isabel Jonet torna-se oficial: a esquerda é uma velha gaiteira que já não entende as figuras ridículas que faz « Farmácia Central

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: