Saltar para o conteúdo

Esta balança é só para humanos, retire o elefante

26 Junho, 2013

A versão dos jornais:

i-20130626

A realidade:

  • Balança de Bens e Serviços: 432.000.000 € (+)
  • Balança Corrente e Capital = 868.000.000 € (+)
  • Balança Corrente = 162.000.000 € (+)
Anúncios
93 comentários leave one →
  1. Fincapé permalink
    26 Junho, 2013 11:40

    Proponho novo aumento de impostos e maior redução de vencimentos e pensões. 😉

    Gostar

    • vitorcunha permalink*
      26 Junho, 2013 11:41

      Pode dispensar a parte da subida de impostos.

      Gostar

      • 26 Junho, 2013 12:10

        UI, mas ó Vitor, olhe que aumentos de impostos é a especialidade lá da casa do governo.Bem sei que alguns não querem corte de despesa.. mas a carga fiscal está um autentico evereste financeiro

        Gostar

      • vitorcunha permalink*
        26 Junho, 2013 12:11

        Corte despesa a sério. Impostos podem baixar quando corte de despesa for permanente.

        Gostar

      • Carlos III permalink
        26 Junho, 2013 14:38

        Julgo que a questão se resolvia obrigando o Ministério das Finanças a pagar impostos sobre as receitas que arrecada.

        Gostar

      • 5 Julho, 2013 23:50

        Oh vitor, eu sei que o meu comentário vai tarde,com o governo em crise,mas uma vez que o sr assim o diz, terei então que perguntar o seguinte: o que é feito desses cortes permanentes? Porque é que o governo não começou a cortar a despesa permamente há dois anos atrás, quando tinha melhores condições?

        Gostar

      • vitorcunha permalink*
        5 Julho, 2013 23:52

        Tentou. Não foi extremamente eficaz. Mas tentou. Alguém será mais constitucionalmente eficaz, pelo menos de acordo com o TC.

        Gostar

    • neotonto permalink
      26 Junho, 2013 11:50

      Reparei esta noticia em um diario (nao sei se o mesmo que le o Vitor):
      .

      “Segundo Vítor Gaspar, existe ainda o risco do INE reclassificar 700 milhões de euros gastos pelo Estado de injecção de capital em instituições financeiras, valor pago para a recapitalização do Banif, acordada no final do ano passado, tanto com a compra de acções como com a emissão das chamadas Coco bond’s, ou instrumentos de capital convertível”.
      .
      E nem sei porqué também me acordei da HM. 🙂

      ???

      Gostar

      • vitorcunha permalink*
        26 Junho, 2013 11:52

        O INE pode contabilizar, se quiser. Para contas de troika é indiferente se o faz.

        Gostar

      • Portela Menos 1 permalink
        26 Junho, 2013 15:46

        mais um BPN- Banif, versão amiga dos liberais.

        Gostar

      • Portela Menos 1 permalink
        26 Junho, 2013 15:49

        entretanto Passos, numa confusa resposta, acaba de dizer que os 150M da primeira tranche ao Banif….estão voando sobre um ninho de cucos 🙂

        Gostar

    • Fincapé permalink
      26 Junho, 2013 11:59

      Então, Vítor,
      o que tem dado resultado são as duas coisas juntas. Só com uma daquelas medidas as contas podem falhar. 😉

      Gostar

    • trill permalink
      26 Junho, 2013 12:40

      e contra a corrupção não propõe nada?

      Deputados cedem à pressão das ruas contra a corrupção

      http://www.dn.pt/inicio/globo/interior.aspx?content_id=3290808&seccao=CPLP

      Gostar

      • politologo permalink
        26 Junho, 2013 12:56

        Mas a corrupção e a democracia não são faces da mesma moeda ? Tem uma nova quadratura do circulo ???

        Gostar

    • politologo permalink
      26 Junho, 2013 12:54

      nem uma coisa nem outra . apenas liberalização do mercado de trabalho … e acabarem de vez com a trilogia cavaquista .
      (note-se , não tenho nenhuma procuração do BE ou do PCP . Pura coincidência …esqueci-me , nem do PS…)
      P.S.
      Deixem os “verdadeiros reformados” em paz …

      Gostar

  2. 26 Junho, 2013 11:53

    Quer dizer que “na realidade” não foi injectado dinheiro no Banif? Esplêndido!

    Gostar

    • vitorcunha permalink*
      26 Junho, 2013 11:56

      Quer dizer que o fundo de recapitalização da banca é distinto do empréstimo da troika ao estado. Não se lembra que o Bloco queria meter lá a unha para, sei lá, subsidiar cinema ou algo assim?

      Gostar

      • 26 Junho, 2013 12:08

        Também Vc. é contra os subsídios à Cultura !?
        Questão cinema : e o Estado Novo até Marcello Caetano não investiram e muito, no cinema ?
        (Já sei, Vc. responderá que “fez mal”…).

        Gostar

      • vitorcunha permalink*
        26 Junho, 2013 12:09

        Ah, os grandes clássicos do cinema português de 1971. Inesquecíveis.

        Gostar

      • 26 Junho, 2013 12:09

        O que interessa não é saber a espécie do animal que está no meio da sala. O fundo de recapitalização da banca conta para a dívida pública e se, como no caso do BPN, der para o torto, são os mesmo que pagam.

        Gostar

      • vitorcunha permalink*
        26 Junho, 2013 12:10

        Depois de Chipre, quem paga é o accionista e o cliente do banco. Como deve ser.

        Gostar

      • politologo permalink
        26 Junho, 2013 12:59

        Dinheiro do cliente ? e depois queixam-se das off-shores !!!

        Gostar

      • antonio caeiro permalink
        26 Junho, 2013 13:26

        Vitor Cunha, sempre tão lesto a bater no cinema português, no jovem que vai a concertos e a jogos de futebol, em quem pede para viver com um salário mínimo digno mas incapaz de levantar um dedo em relação a todos aqueles que, milhão atrás de milhão atrás de milhão, têm sabido viver neste Estado de coisas. Nisso parece a justiça portuguesa, forte com os fracos e fraco com os fortes. Mas cada um sabe a imagem que quer dar de si.

        Gostar

      • vitorcunha permalink*
        26 Junho, 2013 13:33

        O jovem português vê filmes portugueses?

        Gostar

      • antonio caeiro permalink
        26 Junho, 2013 13:47

        A maioria das pessoas discorda das suas opiniões. Quando vota, vota contra tanta e tanta ideia que você aqui mete. A maioria das pessoas acha que você não tem razão, que é uma imbecilidade as suas ideias para o País. Como a maioria tem razão, porque é que não se cala e continua a postar?

        Gostar

      • vitorcunha permalink*
        26 Junho, 2013 13:48

        A maioria das pessoas discorda das suas opiniões.

        Fez uma sondagem?

        Gostar

      • antonio caeiro permalink
        26 Junho, 2013 14:01

        Responder com perguntas é mais fácil, eu sei, por isso vou fazer o mesmo. Acha mesmo que se juntasse todos os posts que aqui mete, fizesse um programa e fosse a votos, alguém votaria em si? Não é difícil a resposta. Mas isso não o impede de dizer o que tem a dizer, mesmo contra a maioria. É a mesma coisa com a cultura, tem de ser dita mesmo que não interesse a ninguém. Não é a cultura que está mal, são os jovens.

        Gostar

      • Tiro ao Alvo permalink
        26 Junho, 2013 14:44

        Este Caeiro será da família do Fernando Pessoa?

        Gostar

      • Surprese permalink
        26 Junho, 2013 15:25

        Eu boto nu bitor

        Gostar

      • Portela Menos 1 permalink
        26 Junho, 2013 15:50

        cultura? vitorcunha acaba de sacar da pistola!

        Gostar

      • jorge (fliscorno) permalink
        26 Junho, 2013 20:25

        «Depois de Chipre, quem paga é o accionista e o cliente do banco»

        Não fazia ideia de que os depositantes eram accionistas.

        Gostar

      • ora permalink
        26 Junho, 2013 20:40

        claro que são

        quem deposita pratica boas acções

        quem dá aos pobres empresta a deus

        quem empresta ao espírito santo dá aos pobres dos bancos

        é simplex

        Gostar

      • lucklucky permalink
        26 Junho, 2013 22:57

        “Este Caeiro será da família do Fernando Pessoa?”

        Se for é evidência da degeneração, Fernando Pessoa era um suposto Neo-Liberal.

        Gostar

      • lucklucky permalink
        26 Junho, 2013 23:00

        “Depois de Chipre, quem paga é o accionista e o cliente do banco»
        Não fazia ideia de que os depositantes eram accionistas.”

        Se você comprar um produto que não presta perde o dinheiro. É a mesma coisa.

        E ainda tem sorte, veja todos os que vivem em Portugal e não compraram o soci@lismo mas têm de viver sobre a sua pata?
        Eu não comprei nem quiz défice, mas sou obrigado por outros a comprá~lo.

        Gostar

    • 27 Junho, 2013 09:27

      Eu voto no Vitor e faço parte da “minoria”!

      Gostar

  3. Ricardo Monteiro permalink
    26 Junho, 2013 12:19

    Nenhum objectivo inscrito no memorando da troika foi cumprido. Nenhum. Venham lá esses argumentos contra este facto.

    Gostar

    • vitorcunha permalink*
      26 Junho, 2013 12:27

      Avaliações sistematicamente positivas.

      Gostar

      • Ricardo Monteiro permalink
        26 Junho, 2013 12:31

        O Vitor obriga-me a dar razão ao Miguel Poiares Maduro.

        Gostar

      • RCAS permalink
        26 Junho, 2013 15:38

        “Avaliações sistematicamente positivas”
        Não insulte a sua própria inteligência, Vitor…

        Gostar

      • vitorcunha permalink*
        26 Junho, 2013 15:39

        Reprovamos?

        Gostar

      • RCAS permalink
        26 Junho, 2013 15:46

        Exacto reprovava-o!….

        Gostar

      • Trinta e três permalink
        26 Junho, 2013 18:53

        Você tem, de facto, sentido de humor. Então, alguém se recusa a chamar filho ao monstro que criou?

        Gostar

      • Pindérico permalink
        27 Junho, 2013 12:36

        corrija: as autoavaliações sistematicamente positivas. Assim sim.

        Gostar

    • 26 Junho, 2013 12:28

      Tem a certeza? Sabe por acaso quais eram os objectivos estipulados no memorando?

      Gostar

      • Ricardo Monteiro permalink
        26 Junho, 2013 12:45

        Não estou a contar com o regresso “a fingir” aos mercados de dívida de longo prazo.

        Gostar

      • 26 Junho, 2013 14:45

        A fingir porquê? Tratou-se porventura de colocações fictícias? Mas havia mais objectivos para além do regresso aos mercados…

        Gostar

      • RCAS permalink
        26 Junho, 2013 15:56

        LR – Memorando
        Política orçamental em 2012
        Despeza
        1.7. Melhorar o funcionamento da administração central, eliminando redundâncias, aumentando a eficiência, reduzindo e eliminando serviços que não representem um uso eficiente do dinheiro público. Isto deve produzir poupanças anuais de pelo menos500ME. As autoridades portuguesas vão elaborar os planos que serão submetidos a apreciação no1T 2012. Com este fim, o governo irá:
        1.Reduzir o número de Serviços (Departamentos) mantendo a qualidade (eficiência) dos mesmos;
        2.Criar um único gabinete de impostos, e promover a partilha de serviços entre as diversas partes da administração central;
        3.Reorganizar os municípios e a prestação de serviços da administração central ao nível local;
        4.Fazer a avaliação regular da utilidade, face ao seu custo, dos vários serviços públicos que fazem parte do sector público de acordo com a definição das contas nacionais;
        5.Promover a mobilidade dos trabalhadores nas administrações centrais, regionais e locais;
        6.Reduzir as transferências do estado para organismos públicos e outras entidades;
        7.Rever os sistemas de remunerações e regalias nas entidades públicas e nas entidades que definem de forma independente os seus próprios sistemas de remuneração;
        8.Reduzir os subsídios aos produtores privados de bens e serviços.

        Gostar

      • RCAS permalink
        26 Junho, 2013 16:05

        LR – Memorando
        Política orçamental em 2012
        Despeza
        1.8. Reduzir os custos na área da educação, com o objectivo de poupar 195ME racionalizando a rede escolar através da criação de agrupamentos de escolas, redução das necessidades de pessoal, centralização de aquisições e de redução e racionalização das transferências para escolas particulares com acordos de associação.

        1.9. Assegurar que a massa salarial do sector público como percentagem do PIB diminui em 2012 e 2013:
        ◾Limitar as admissões de novos funcionários na administração pública para se conseguir reduções anuais em 2012 a 2014 de 1% por ano no pessoal da administração central e 2% na administração local e regional;
        ◾Congelar os salários no sector do governo em termos nominais em 2012 e 2013 e constranger as promoções;
        ◾Reduzir o custo geral orçamentado dos esquemas de saúde para os empregados do governo (ADSE, ADM e SAD) baixando a contribuição do estado e ajustando a abrangência dos beneficios de saúde, com poupanças de100MEem 2012.

        1.10 – Controlar os custos no sector da saúde com base em medidas detalhadas mais abaixo no item “Sistema de Saúde”, conseguindo poupanças de550ME;

        1.11 – Reduzir as pensões acima de 1500E de acordo com a progressão aplicada aos salários do sector público em Janeiro de 2011 com o objectivo de conseguir poupanças de pelo menos445ME;

        1.12 – Suspender a aplicação de indexação de pensões e congelar as pensões, excepto para as pensões mais baixas, em 2012;

        1.13 – Reformar o subsídio de desemprego com base em medidas detalhadas mais abaixo no item “Mercado de trabalho e educação”, produzindo poupanças a médio prazo de150ME;

        1.14 – Reduzir as transferências para as autoridades locais e regionais em pelo menos175MEcom vista a ter também este sector a contribuir para a consolidação orçamental;

        1.15 – Reduzir os custos noutros corpos públicos e entidades em pelo menos110ME;

        1.16 – Reduzir os custos em empresas de capitais públicos com o objectivo de poupar pelo menos550ME, por meio de:
        1.Conseguir uma redução sustentada média dos custos de operação em pelo menos 15%;
        2.Aperto dos esquemas compensatórios e de regalias;
        3.Racionalização dos planos de investimento para o médio prazo;
        4.Aumento das receitas com actividades mercantis.

        1.17 – Reduzir de forma permanente as despesas de capital em500MEatravés da priorização de projectos de investimento e fazendo um uso mais intenso das oportunidades de financiamento dos fundos estruturais da UE.

        PS- Pequenos exemplos, quwe demonstram que isto envolve austeridade.
        Não foi o que estes falsos iluminados fizeram, o que eles fizeram foi uma “ORGIA AUSTERITÁRIA”!
        Não havia necessiidade…

        Gostar

      • lucklucky permalink
        26 Junho, 2013 23:12

        É evidente que é fictício. O díluvio de dinheiro imprimido pelos Bancos Centrais não deixa saber que raio se passa. Quando se chegar ao fimda linha veremos. Não é só mercado da dívida, a bolsa já está há uns anos a viver de shots dos bancos centrais.

        Gostar

    • neotonto permalink
      26 Junho, 2013 12:30

      E que nao sei porque raios o Vitor derivou em que o modelo a imitar agora tem de ser o chipriota. ?
      Nao ficamos em que como (bons) PIGS andavamos mais a par do modelo irlandés? Aparte de que ainda que o gaelico por lá também se defendem bem com o english para conversar…

      .
      http://www.eldiario.es/zonacritica/llames-rescate-llamalo-suicidio-irlandes_6_13708640.html

      Gostar

  4. 26 Junho, 2013 12:22

    VC,
    houve sim senhor(!) alguns bons e “clássicos” filmes tugas na década de 1970 !

    Gostar

    • vitorcunha permalink*
      26 Junho, 2013 12:30

      Quer indicar alguns já que vou de férias?

      Gostar

      • 26 Junho, 2013 12:42

        Podia colocar aqui seis ou sete óptimos filmes tugas nessa década, mas a sua pergunta indicia que gostará mais (não só no período de férias) de filmes “ligeiros”, apimbalhados.

        Gostar

      • vitorcunha permalink*
        26 Junho, 2013 12:44

        Não, não, adoro arte bué.

        Gostar

      • antonio caeiro permalink
        26 Junho, 2013 13:29

        Aqui está outro pseudoculto que gosta dos concertos de violino de Chopin.

        Gostar

      • vitorcunha permalink*
        26 Junho, 2013 13:34

        Pode participar: dê aí a lista de grandes filmes portugueses da década de 70. Um tipo tenta mas vocês não ajudam nada.

        Gostar

      • antonio caeiro permalink
        26 Junho, 2013 13:55

        “Nojo aos cães” do António Macedo, “Uma abelha na chuva” do Fernando Lopes e “O Cerco” do António Cunha Telles. Todos eles uma análise social ao que era Portugal numa altura difícil da sua existência, um pouco antes da promessa que é o 25 de Abril. Todos eles feitos com parcos orçamentos, sem as ajudas do Estado que tanto o incomodam e com a ajuda mecenas que só os amigos dão. Todos eles esquecidos e contidos por um País que tem vergonha de si próprio, do seu passado, do seu presente e do seu futuro. Procure-os, pode ser que nunca mais diga as barbaridades que diz sobre aquilo que nos faz diferentes de todos os outros: a nossa cultura.

        Gostar

      • vitorcunha permalink*
        26 Junho, 2013 13:57

        Era a lista de filmes subsidiados.
        A cultura de cada país é… bem, a cultura de cada país.

        Gostar

      • antonio caeiro permalink
        26 Junho, 2013 14:05

        Queria filmes, ei-los. O resto é consigo. E a cultura de cada país é feita também da cultura que todos os cidadãos desse país têm. Percebe-se pela sua conversa que não é um cidadão informado da cultura portuguesa. Ou melhor, que é mais informado de outras culturas do que da sua própria. Que faça gáudio disso alarvemente diz muito de si.

        Gostar

      • RCAS permalink
        26 Junho, 2013 16:21

        Antonio Caeiro
        Não bata assim tanto no Vitor homem, não sei se sabe, mas aqui o bacano do Vitor, ainda tem a humildade de andar por aqui a blasfemar com a plebe…
        O não é nada normal na blogosfera… e no blasfemeas!

        Gostar

      • Trinta e três permalink
        26 Junho, 2013 18:58

        Bom, então boas férias. Pertencer ao grupo dos que ainda as têm, é um privilégio. Estou certo que merecido.

        Gostar

      • vitorcunha permalink*
        26 Junho, 2013 19:01

        Estamos de acordo. Infelizmente há demasiados sem férias.

        Gostar

    • Fincapé permalink
      26 Junho, 2013 12:41

      Férias, Vítor? Abandona a causa liberal num momento destes em que a política do governo começa a dar tão bons resultados? Assim, não recebe os louros devidos. 🙂

      Gostar

      • vitorcunha permalink*
        26 Junho, 2013 12:43

        Ora, é só durante a silly season, a que começou com o chumbo da medida da TSU e vai terminar com as eleições de 2015.

        Gostar

      • Fincapé permalink
        26 Junho, 2013 13:04

        Nada mau. Quero um patrão assim socialista.

        Gostar

      • RCAS permalink
        26 Junho, 2013 16:24

        He He He!…

        Gostar

  5. Jorge Araujo permalink
    26 Junho, 2013 12:37

    senhor vitor , tudo fantástico com os bail ins na banca, sucede que já somos os accionistas , passe bem, welcome to neo tontismo , nem sempre nos traz “coisas bonitas”

    Gostar

    • licas permalink
      26 Junho, 2013 16:21

      Dá-me a impressão de que este marmanjo acha que depositar dinheiro no Banco
      é como por dentro do colchão lá em casa: que o *depositante* tem sempre garantido
      o capital e os juros. . . EMPRÉSTIMO AO BANCO não lhe diz nada? Para se *petiscar*
      tem que se *arriscar* . Ou não é assim?

      Gostar

  6. 26 Junho, 2013 12:49

    VC,
    “adora arte bué” ! — está condizente com alguns dos seus posts e comentários.

    Gostar

  7. Joaquim C. Tapadinhas permalink
    26 Junho, 2013 12:55

    Este deve ser o site mais activo dos que povoam este tipo de intercomunicação. Salvo raras excepções, e não podia ser de outro modo, trocam-se pontos de vista alicerçados em conhecimentos teóricos quase sempre, e práticos poucas vezes. É saudável que assim seja, mas a escola, que nos irá levar a soluções para os agudos problemas que se debatem, ainda não foi criada, nem tem mentores. Havemos de lá chegar, mas como, também não sei. Só sei que não podemos continuar a ir por aí, conforme nos ensinou o José Régio, na balada de Portalegre.

    Gostar

  8. politologo permalink
    26 Junho, 2013 13:12

    Primeiro , toda a gente diz que isto está mal , excepto PPC . Porquê ? Mentiroso compulsivo ? O Rabaça das Beiras não é que nos vem agora dizer que vai fazer impostos uns , para os cumpridores e outros , para os não cumpridores !!! Não não bastava o analfabeto numérico do seu Secretário de Estado que não distingue 9% de 109% , vem agora este bolorento “intelectualóide” analfabeto que nunca leu a Constituição …
    Estamos entregues aos bichos e já estamos no fundo do ex-poço de Boliqueime …

    Gostar

    • licas permalink
      26 Junho, 2013 16:12

      Dêem desconto ao politologo: ele, coitado, tem preocupações muito distantes
      das da grande maioria dos Portugueses. Vejam: a sua residência de férias
      na Quarteira foi assaltada há poucos dias . . . e ele a residir em Lisboa.

      Gostar

      • RCAS permalink
        26 Junho, 2013 16:29

        O que é que gamaram?

        Gostar

      • politologo permalink
        26 Junho, 2013 16:41

        Primeiro , referia-me à reunião de PPC com os “parceiros sociais” … E não tenho culpa que um qualquer “licas” acredite em PPC . e faça parte da maioria dos portugueses que sustentam este sistema politico . E também não tenho já paciência para aturar um “coitado” de um “pateta” que de “lucas” não tem nada …. E que além de “português arrebanhado” é boateiro . Quem lhe disse que tenho casa em Quarteira ?!!! ,,, Assaltada !!! E que resido em Lisboa ? !!!… .

        Gostar

      • Portela Menos 1 permalink
        26 Junho, 2013 16:48

        ai Licas, Licas, nunca mais ganhas juízo 🙂

        Gostar

      • politologo permalink
        26 Junho, 2013 21:41

        Com os melhores votos .

        Gostar

    • Ricardo permalink
      26 Junho, 2013 17:58

      Eu acho que estamos a ir muito bem. Portanto, nem toda a gente diz que isto vai mal. Vai mal e’ as sondagens indicarem o regresso das mafias do PS ao poder em 2015…

      Gostar

      • politologo permalink
        26 Junho, 2013 21:37

        …mas não é o PPC que está a pôr o Seguro no poder ? Compadre , está tudo errado .

        Gostar

  9. Jorge Figueiredo permalink
    26 Junho, 2013 13:17

    Por um momento deixou de falar dos professores. Ou será que…

    Gostar

    • vitorcunha permalink*
      26 Junho, 2013 13:23

      Por um momento deixou de falar dos professores.

      É normal, em breve estarão em Cancun sem internet.

      Gostar

  10. Jorge Figueiredo permalink
    26 Junho, 2013 13:48

    Os professores trabalham, não têm a sua vida…

    Gostar

  11. 26 Junho, 2013 15:37

    Imagino que o deficit a que se refere a versão dos jornais seja o deficit orçamental, não o da balança comercial (isto é, este post parece-me misturar alhos com bugalhos)

    Gostar

  12. licas permalink
    26 Junho, 2013 16:04

    Portela Menos 1 HIPERLIGAÇÃO PERMANENTE
    26 Junho, 2013 15:50
    cultura? vitorcunha acaba de sacar da pistola!
    __________________

    Ou antes acaba de emitir a sábia conclusão de Kruschov
    perante uma exibição de pintura na URSS : parece que foram pintados com uma cauda de burro . . .

    Gostar

    • Portela Menos 1 permalink
      26 Junho, 2013 16:20

      estás a demorar muito tempo a responder (em vez de vcunha) 🙂

      Gostar

  13. 26 Junho, 2013 16:39

    António Caeiro,
    Muito bem !, nas suas respostas ao fã da “arte bué” VCunha.
    Estive tentado para referir alguns filmes e realizadores, mas não valia o tempo perdido.

    Gostar

    • Ricardo permalink
      26 Junho, 2013 18:00

      Eu tambem estive para referir, mas o tempo perdido a pesquisa-los seria equivalente ao tempo perdido a ve-los. O facto de nao terem sobrevivido ao teste do tempo diz tudo! Nao perca o seu tempo, nem o nosso.

      Gostar

Trackbacks

  1. Esta é a execução orçamental do governo, sem torpezas nem cunhas – Aventar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: