Saltar para o conteúdo

é o que dá entregar o poder aos jotas

2 Julho, 2013
by

Pedro Passos Coelho assumiu um país em bancarrota, prometendo aos portugueses que seria capaz de resolver o problema, com sacrifícios reduzidos para todos.

Pedro Passos Coelho, levianamente, candidatou-se às eleições legislativas como se fosse candidato à presidência da Junta de Freguesia de Sanfins do Douro, sem desprestígio para a colectividade. Não preparou um programa, não elencou um número de medidas concretas de execução imediata, não dialogou com o seu mais do que provável parceiro de coligação sobre o que teria de ser feito para salvar Portugal, no momento imediato ao dia das eleições. O que interessava era ganhá-las, que, depois, logo se trataria da saúde aos sanfinenses.

Pedro Passos Coelho, uma vez no governo, aplicou ao país a receita que o país já conhecia, ainda que em dose muito mais violenta do que as anteriores: aumentou impostos e não fez as reformas estruturais que tinham de ser feitas para os baixar, ainda que no longo prazo.

Pedro Passos Coelho manteve os bordéis do regime nas mãos dos proxenetas habituais e não retirou o estado, nem o governo de sítio algum onde eles sempre costumam estar. Reduziu, nalguns casos, a sua presença, isto é, diminuiu temporariamente o cancro, mas não eliminou as células cancerosas.

Pedro Passos Coelho fez perder, por sua inteira responsabilidade, o estado de graça que o seu governo recebeu no dia das eleições, anunciando sempre que as medidas reformadoras viriam depois das medidas necessárias para pagar o défice das contas do estado, mas que iam destruindo as contas da economia.

Pedro Passos Coelho não percebeu que, em democracia, nenhum estado de graça é eterno, sendo que, em momentos de crise, ele é sempre muito efémero. Quando tentou fazer alguma coisa, os poderes corporativos do regime já se tinham recomposto da derrota socrática e vedaram-lhe o caminho.

Pedro Passos Coelho não entendeu que o seu governo terminou no dia do chumbo do orçamento de estado de 2012. A partir desse momento, ele já não seria capaz de fazer as reformas de que o país precisava. Como não fez, nem fará.

Pedro Passos Coelho viu ontem e hoje, em resultado do seu imobilismo e da falta de respostas aos problemas do país, o seu governo a desmoronar-se. Depois disto só lhe resta demitir-se.

Pedro Passos Coelho foi, assim, mais um erro de casting da direita portuguesa, porventura o mais grave e de piores consequências em democracia. A direita convenceu-se que bastava um jovem voluntarioso, bem intencionado e bem falante, com longos anos de experiência na jota do partido, mas com um curriculum profissional e pessoal francamente medíocre, para responder às imensas exigências impostas ao país. Não chegava e não chegou, como se viu.

Daqui por alguns meses, perdidas as legislativas e as autárquicas, a direita devolverá o poder ao Partido Socialista, por sinal o grande responsável pela falência do país. A chefiar o governo termos mais um jota, tão mal ou pior preparado do que o jota que substituirá. O cenário não pode ser mais assustador.

16 comentários leave one →
  1. YHWH permalink
    2 Julho, 2013 18:03

    Não seja tão severo, os seus colegas neo-liberais, neo-conservadores, e neo-não-se-sabe-mais-o-quê não lhe perdoarão…

    Gostar

  2. rui a. permalink*
    2 Julho, 2013 18:04

    “Colegas” são as meninas que andam pelos passeios, à noite…

    Gostar

    • YHWH permalink
      2 Julho, 2013 18:09

      Não, essas são profissionais do sexo na sua maioria.

      A direita envergonhada da sociedade que também produz e formata sem assumir é que prefere tratar assim tais «meninas».

      Gostar

  3. imperador permalink
    2 Julho, 2013 18:06

    O problema de Portugal é que a direita é socialista

    Gostar

    • YHWH permalink
      2 Julho, 2013 18:10

      Nacional-socialista?!…

      Para má basta a que temos… Imagine-se a outra…

      Gostar

  4. YHWH permalink
    2 Julho, 2013 18:12

    Já temos uma aferição razoável para os núm€ro$ do 2º resgate?!…

    Gostar

  5. 2 Julho, 2013 18:14

    De acordo, Rui A.
    Hoje, mais uma vez, lembrei-me disso.
    A fornada de políticos e de jotas tem sido péssima ! — não esquecendo JSócrates…

    Gostar

  6. JPT permalink
    2 Julho, 2013 18:24

    Parece-me algo conspícua a falta do nome “Paulo Portas” da sua “otherwise” perspicaz e mais do correcta análise. Parece-me que ele e o grupo garrido que ele dirige cabiam bem junto àquela frase acerca da vontade de deixar “os bordéis do regime nas mãos dos proxenetas habituais”. Mais, perante os eventos deste dia (que se juntam aos de tantos dias antes deste) vejo-me obrigado a discordar de si quanto a quem é o maior “erro de casting da direita portuguesa, porventura o mais grave e de piores consequências em democracia”. Entre um coelho e um rato, ao menos o primeiro dá para fazer cabidela.

    Gostar

  7. 2 Julho, 2013 18:40

    O rui.a tem razão: tudo isto era previsível e tinha-se tornado mesmo evidente no fim do primeiro ano de governação.

    A pergunta é: onde anda agora o ceguinho do JM…?

    Gostar

  8. Elmano permalink
    2 Julho, 2013 19:08

    Caro Rui.a a sua análise não pode ser mais certeira. Mais uma oportunidade perdida para desgraça dos portugueses. O que está para vir é muito assustador, como diz.

    Gostar

  9. Fincapé permalink
    2 Julho, 2013 19:29

    Entre muitas concordâncias e alguma hesitações, caso eu fosse de Sanfins do Douro, duvido que votasse em Passos Coelho para presidente da Junta.

    Gostar

  10. NON permalink
    2 Julho, 2013 19:32

    Mas…mas… só agora é que descobriu isso tudo, foi? Deixe estar, dentro de 4 anos os jotas do ps vao sair e pode voltar a ter o seu cheque de especialista de não sei o quê

    Gostar

Trackbacks

  1. BLASFÉMIAS
  2. Está tudo aqui | O Insurgente
  3. Queda epistolar II | Autenticidade Portugal
  4. É o que dá entregar o poder aos jotas | Autenticidade Portugal

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: