Skip to content

Mas alguma vez Portas deixou de pensar em eleições antecipadas?

5 Julho, 2013

Não creio. Ao contrário do que sucedeu no governo com Durão Barroso desta vez Paulo Portas não levou para o executivo ninguém de peso do CDS. No caso dos secretários de Estado apostou mesmo em nomes tão estapafúrdios quanto Daniel Campelo ou sem qualquer vocação para o cargo como Cecília Meireles. Disse na época em comentário na TVI que não compreendia os nomes propostos pelo CDS. Agora compreendi: Portas nunca deixou de pensar em fazer cair esse governo. Esqueceu-se simplesmente que os tempos agora eram outros e que agora tudo isso se traduz em juros, dívida… Como dizem estes deputados do CDS que parecem a ceifeira de Pessoa no que à consciência respeita: “todos odiavam o Japão, mas depois da bomba atómica o mundo ficou solidário com os japoneses. Ninguém sabia realmente os efeitos e foram terríveis. Os mercados e a Europa deram um sinal claro e ninguém tinha até ontem a verdadeira noção de que a democracia nos países sob resgate está limitada”.  “nem Paulo Portas tinha ideia das reacções que surgiriam e que inviabilizam um cenário de eleições. Não podemos fazer eleições e ninguém tinha percebido isso”.

Diz agora que  estava cansado, farto e sentia-se de esquerda. Exactamente. Não há melhor definição. Sentia-se de esquerda. Tão de esquerda que ignorou as contas.

Anúncios
13 comentários leave one →
  1. balde-de-cal permalink
    5 Julho, 2013 09:04

    Plíni, o velho, na História Natural:
    ‘hybrida animal nascido da relação de javali e porca’.
    assim vai o ‘manicómio em auto-gestão’ de um extremo ao outro

    Gostar

    • neotonto permalink
      5 Julho, 2013 09:24

      Entao ja nao estou em entender de que vai esta historia do ultimo afundamento de Portugal. Nem dos Passos dados em direcao incorrecta e obviamente, perdidos ; será por ser neoliberal (quando menos o Gaspar) , será por serse de “Direita” (dado que a esquerda ou sentirse de esquerda corresponde ao Portas, hihihi, será pelo cambio climatico?…Esta ola de calor que anda a travessar a pele de touro anda a fazer estragos depois de tanta primavera floral e permissiva.
      O que será que será…

      Gostar

  2. YHWH permalink
    5 Julho, 2013 09:17

    Tanto dislate, Helena… Tanto dislate e extrapolações abusivas que pretende fazer passar como evidências ou confissões….

    Gostar

  3. nunomts permalink
    5 Julho, 2013 09:33

    Á questão das contas: recordo um programa de televisão, um desses programas nos quais os convidados (maioritariamente oriundos da classe política emergente do pòs-25 de Abril) se dava a conhecer, haver, o dr. Paulo Portas, afirmado que não sabia preencher um cheque, tarefa que deixava a sua Mãe. As contas eram a mercearia, palavra que por demasiadas vezes utilizou. Nada tenho contra essa postura aristocraticamente blasée. Mas o tempo que atravessamos é mesmo de muitas contas. E nunca é o tempo que está errado..

    Gostar

  4. 5 Julho, 2013 09:43

    O cenário de eleições era abominável até ao último desempenho desta criançada que nos desgoverna, agora , infelizmente , é um mal necessário , doutra forma não vejo com que máscara esta gente vai continuar no poder.

    Gostar

  5. 5 Julho, 2013 10:21

    O garoto Sr. Barbosa do ACP chama a esta criançada garotada!
    Haja mudança. Haja eleições!
    As corridas de carros do Sr. Barbosa podem esperar.

    Gostar

  6. 1berto permalink
    5 Julho, 2013 10:39

    Helena, dê uma vista de olhos por aqui e talvez muita coisa fique explicada.

    http://perguntasinofensivas.blogspot.pt/2013/07/bilderberg-as-minhas-perguntas-balsemao.html

    Gostar

  7. manuel permalink
    5 Julho, 2013 10:56

    Helena : emprestava 1 milhão de euros a Passos ou Portas?emprestava 1 milhão de euros a Seguro?As pessoas não dizem, mas o problema é este. As jotas só produziram coisas destas e agora a democracia está bloqueada,no entanto , mesmo com esta maioria ,o sr Passos tem de ser substituido , os seus métodos são tão rascas como os do Portas. Uma coisa Portas tem razão, as políticas têm de ser mudadas. Considerando que o presidente não quer patrocinar um governo de emergência , vamos a eleições e, seja o que deus quiser . No dia em que entrar, Seguro não terá qualquer margem para TGV ,estádios , rotundas ,e outras formas de despejar dinheiro em cima dos problemas e realizar obras para dar comissões aos amigos .

    Gostar

  8. Fincapé permalink
    5 Julho, 2013 11:19

    – Ai, Helena, Helena! Portas não se sentia “de esquerda”. Sentia-se “à esquerda”, o que faz sentido. Gaspar representava a linha pura do laisser faire hayekeniano. Deixar andar até ver se as coisas se compõem por elas. Os impostos era mesmo só por necessidade. Inocência!
    “A guerra com Gaspar estava a dilacerar o líder do CDS, que se sentia continuamente – para sua própria surpresa – “à esquerda” do ministro das Finanças.”
    ——–
    – Esta do estado de “estupor” do CDS não está má. 😉
    A decisão “pessoal” e “irrevogável” de Portas de sair do governo a quatro dias do congresso em que é candidato deixou o partido em estado de estupor.”
    ——–
    – E, já agora, o congresso não começa “amanhã” (hoje).
    “Portas viu-se, pela primeira vez, derrotado internamente e obrigado a recuar. O congresso começa amanhã e é uma incógnita.”

    Gostar

  9. antonio caeiro permalink
    5 Julho, 2013 11:31

    Paulo Portas achava que ser ele a causar a queda do Governo ia ser bom para ele. Que ia ser visto como libertador de um povo. Correu-lhe tão mal que hoje, o povo quer-se livrar é de Paulo Portas.

    Gostar

  10. licas permalink
    5 Julho, 2013 12:27

    Às vezes as *espertezas em muita evidência * são projecteis que saem pela culatra . . .
    Mas desconfio que uma e mais vezes será premiada a malvadez . . . A ver iremos . . .

    Gostar

  11. 5 Julho, 2013 15:49

    Se houvesse muxe nos blogs este acertava em cheio.

    Gostar

  12. M.Almeida permalink
    5 Julho, 2013 16:56

    Exactamente Helena Matos. Ele pretendia desde a campanha eleitoral jogar com os seus mais de 15% que as “sondagens amigas” lhe davam. Não teve e foi obrigad a ir a jogo com o PSD. Foi contrariado e viu-se o ar enjoado na ssinatura do acordo com PPC. Ele sempre achou que ia fazer isto e fez. Sò que talvez o seu narcisismo e tacticismo politico que se sobrepôs às vidas de milhões de portugueses de quem ele se dizia defensor, lhe saia furado. O PS está em fungas para o ter ao seu lado. Mas duvido que haja condições. PP perdeu muitos apoinates nestes dias. Principamente porque agiu com o partido à maneir de Sòcrates. ELe decide e está decidido.

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: