Saltar para o conteúdo

É hoje, pá!

15 Outubro, 2013

É hoje, logo após o jogo da selecção de apuramento para o mundial, este sem Pepe e Cristiano Ronaldo, ambos amarelados, tal como o governo com sucessivas derivas à subjectiva ortodoxia da constituição socialista, que é apresentado o derradeiro orçamento de estado antes do orçamento para ano de eleições em ano regular.

O bastonário da ordem dos técnicos oficiais de contas já sabe o conteúdo deste orçamento há pelo menos dois dias. “Os portugueses têm sido demasiado cordatos” e “andam calmos demais”, isto porque “ao que tem acontecido na vida pública portuguesa, era para estar a ferro e fogo, com uma guerra civil em cima”.

Também Mário Soares, que considera membros do governo “delinquentes”, sabe que o propósito do orçamento é “acabar com o estado social” mas, como considera inevitável a sua queda para “muito antes” de Junho, reduzem-se as probabilidades de isso acontecer “antes que o ódio do povo se torne violento”.

Jorge Sampaio aponta o dedo à falta de “assomo patriótico das decisões que são tomadas” pelo tribunal constitucional, que considera poderem ser criticadas mas, relembra, “ameaçá-las é outra coisa”. Na qualidade de ex-presidente da república, adianta também que “não podem ser sempre os mesmos e, sobretudo os mais frágeis, a quem as coisas acontecem todas”.

Manuel Alegre aponta a Purdey à “manobra contra os políticos” no que concerne ao corte na subvenção, a que urge “reagir” por “uma questão de decência política”, uma vez que “não podemos promover um discurso para atrair os melhores para a política e remunerar os cargos de uma forma não atractiva, sob risco de assistirmos a uma degradação da classe política”.

O bispo da Guarda, Manuel Felício, considera que são os bancos e os ricos quem tem “que pagar a crise”. “Os balúrdios que se entregou para sustentar bancos que já deviam estar enterrados há muito tempo. Eu já disse que lhes fazia o funeral de graça. Estamos agora a sofrer os efeitos”. Curiosamente, não referiu a hipótese de pagamento de IMI pela Sé-Catedral da Guarda, decerto por o já habitual “na minha quinta, não”.

Por falar em “na minha quinta, não”, também Manuela Ferreira Leite se indigna com o que considera ser uma medida de “sistemas de segurança social assistencialistas”, o corte nas pensões de sobrevivência. De acordo com a própria, “na matriz social-democrata (…) aquilo que se defende é sistemas de segurança social contribuitivos”. Mais longe vai ainda Bagão Félix, que considera que estes cortes, apesar de já efectuados anteriormente, “violam a constituição”.

Até a UNICEF acusa Portugal de violar os direitos das crianças (não, não é a Casa Pia) devido à austeridade.

Enquanto isso, Viriato Soromenho-Marques continua na sua senda de comparar tudo ao holocausto. Assim sendo, hoje à noite, mesmo sem Cristiano Ronaldo e Pepe, espera-se mais um holocausto contra o Luxemburgo.

O que vai acontecer? Perguntem ao Joaquim.

18 comentários leave one →
  1. RCAS permalink
    15 Outubro, 2013 17:18

    -Os portugueses têm sido demasiado cordatos” e “andam calmos demais”
    Calmos não , mansos!

    -Mais longe vai ainda Bagão Félix, que considera que estes cortes, apesar de já efectuados anteriormente, “violam a constituição”.

    -Assim sendo, hoje à noite, mesmo sem Cristiano Ronaldo e Pepe, espera-se mais um holocausto contra o Luxemburgo.
    … às armas! às armas!

    Gostar

  2. Zé das couves permalink
    15 Outubro, 2013 17:23

    Caro Vitorcunho,

    Você é um homem do regime. “Encartado”.

    Gostar

  3. Trinta e três permalink
    15 Outubro, 2013 17:32

    No intervalo da agit-prop, talvez valha a pena ler o texto de Soromenho Marques, não tanto para concordar com ele, mas antes para recentrar a reflexão do que vivemos em áreas geográficas mais amplas e contribuir para o único debate que verdadeiramente interessa. Eu sei que só agora descobriram o montante da pensão do Cavaco e da Manuela ferreira Leite, os privilégios da Igreja, o egoísmo dos ricaços com elevadas pensões e que isso vos chocou tanto que não querem falar noutra coisa. Mas, acredite, para esse registo, os antigos murais do MRPP eram mais interessantes.

    Gostar

    • vitorcunha permalink*
      15 Outubro, 2013 17:34

      O Viriato Soromenho-Marques pintava desses?

      Gostar

      • Portela Menos 1 permalink
        15 Outubro, 2013 17:36

        o vosso amigo Barroso parece que sim 🙂

        Gostar

  4. Portela Menos 1 permalink
    15 Outubro, 2013 17:35

    Terrorismo social/OE14 com hora marcada para ser dado a conhecer.

    Gostar

  5. 15 Outubro, 2013 17:37

    Estes cavalheiros e cavalheiras neoliberais já sentem o TConstitucional como uma espécie de COPCON ! São 24 horas seguidas a matutar no fantasma desta opereta tuga…
    Não aguentam o TC ? — “ai aguentam, aguentam !”

    Gostar

  6. 15 Outubro, 2013 17:40

    Bem… se juntarmos o novel OEstado a um mau resultado no tal jogo (já assisti a jogos inesperados…), será uma noite terrível para a maioria dos tugas…

    Gostar

  7. Portela Menos 1 permalink
    15 Outubro, 2013 17:51

    os “rentistas”, sobre os quais os liberais nem piam:

    Gostar

  8. 15 Outubro, 2013 18:07

    “Piam” em surdina… Tantas “matérias”…

    Gostar

  9. 15 Outubro, 2013 18:14

    Isto vai de mal a pior!

    Gostar

  10. 15 Outubro, 2013 18:15

    Terei ouvido mal, há dias ? Um ex-ministro da defesa húngaro, julgado e condenado a N anos de prisão (preso mesmo !) por “desvios” e abuso de poder vários ?
    Presumo que uns certos tugas sentiram –ou riram-se da notícia ?– uma espécie de JácintoLeiteCápeloRego e perguntaram ao patriota : “sbmergimos publicamente por uns dias ?”

    Gostar

  11. gastão permalink
    15 Outubro, 2013 18:26

    o grilo falante do governo anda agitado… a revolução tranquila está em marcha…

    Gostar

  12. Fincapé permalink
    15 Outubro, 2013 21:17

    “Curiosamente, não referiu a hipótese de pagamento de IMI pela Sé-Catedral da Guarda, decerto por o já habitual “na minha quinta, não”.”
    ——-
    Então, imaginemos que o Vítor não tinha escrito a frase de cima. Nesse caso, eu limitar-me-ia a uma tirada sem piada ao estilo “faça lá a lista dos proscritos e afixe-a nos locais de estilo”.
    Mas o Vítor escreveu a frase. Assim, sinto apenas o dever de perguntar se o Vítor acha mesmo que os monumentos nacionais devem pagar IMI. 😉
    http://www.igespar.pt/pt/patrimonio/pesquisa/geral/patrimonioimovel/detail/71096/

    Gostar

    • vitorcunha permalink*
      15 Outubro, 2013 22:34

      Só o Mário Soares, depois de coberto de bronze.

      Gostar

      • Fincapé permalink
        15 Outubro, 2013 23:38

        Então, não há dúvida que a Sé da Guarda não deve pagar. 😉

        Gostar

  13. @!@ permalink
    15 Outubro, 2013 22:00

    Eu? Não sei de nada.
    Perguntem mas é ao professor Bambo, prof. Karamba, ao Snowmen (César das Neves). Caraças que para o ano é que o défice vai desaparecer.
    A caminho do faroeste vai um pais aos trambolhões, à frente vai o Passos com as cuecas do Camões. No problem, os chineses oferecerem meias para nos aquecermos.

    Gostar

  14. Portela Menos 1 permalink
    15 Outubro, 2013 22:58

    ORÇAMENTO DO ESTADO
    .
    Corte na despesa sobe para 3900 milhões, Governo rejeita que OE represente mais austeridade
    Pacote de medidas de redução da despesa é superior ao montante indicado até aqui pelo Governo para atingir a meta do défice de 2014.

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers gostam disto: