Saltar para o conteúdo

O triunfo da bondade

22 Novembro, 2013

O artigo 326 do Código Penal é apenas um exemplo do desajustamento dos textos legais à sociedade portuguesa. Incitar à insurreição violenta só é verdadeiramente crime se este incitamento for proveniente de pessoas más; tal não é o caso de Mário Soares, que é uma pessoa boa.

Ontem foi um dia paradigmático da nossa disposição mental para a verdadeira democracia. Tudo é tolerado, desde que oriundo de pessoas boas, com boa fé, sem intenção de fazer verdadeiramente mal aos outros. Forças policiais invadem a escadaria do Parlamento mas isso não é grave, não é como se tivessem mesmo invadido o Parlamento; apenas mostraram que o podiam fazer, se quisessem, algo que não querem porque são pessoas boas. É como ir um careca na rua a acenar o bastão de basebol à pacata freira que passa: não é grave, é uma demonstração de bondade; se quisesse espalhar a mioleira da idosa pelas paredes do bairro podia fazê-lo mas, como no fundo é boa pessoa, tal como Mário Soares o é, não o faz.

Vasco Lourenço diz que o governo pode ser corrido “à paulada”. Isto não é grave; não é como se Vasco Lourenço fosse pegar ele próprio no pau e correr com o governo; Vasco Lourenço é bom, as pessoas boas não fazem isso; poderiam fazer, mas não fazem, porque são boas.

Mário Soares diz que governo e presidente devem apresentar a demissão “enquanto ainda podem ir para as suas casas pelo seu próprio pé”. Isto é só bondade; é um aviso – de uma pessoa boa – dos riscos que governo e presidente correm; não é como se fosse um vulgar fascista a dizer semelhante coisa; não é como se um membro do PNR andasse a afirmar coisas graves, isso seria inaceitável, esses não são pessoas boas; Soares é boa pessoa.

No país da cunha, só é crime aquilo que é feito mesmo (mas mesmo) por mal, por maldade pura. Se é para o bem, se não faz mal a ninguém bom, se não causa qualquer transtorno ao lado do bem, o crime não é crime, é uma pequena malandrice, inconsequente, de pessoas que só querem o paraíso terreno.

E este governo é ilegítimo; é ilegítimo porque houve pessoas más que votaram neles; pessoas com mau fundo, sem coração, gente que não pensa no bem comum, pessoas que não merecem o privilégio de votarem já que não sabem o que andam a fazer. Uma pessoa não pode andar por aí a estragar a democracia votando errado: isso põe em causa a própria democracia. Ou aprendem a votar como deve ser ou então nós, as pessoas boas, os guardiões da portugalidade, os que têm coração, nós teremos que vos correr “à paulada” e já têm sorte se conseguirem ir para as vossas casas “pelo vosso próprio pé”. Nós ainda não fizemos isso, mas podemos fazer. Porque nós sim, nós somos democratas e defendemos o país desses infiltrados no povo que continuam a achar que podem fazer tudo o que lhes apetece. É preciso respeitar a vontade dos verdadeiros portugueses.

120 comentários leave one →
  1. 22 Novembro, 2013 09:30

    Enfim…, sopas!

    Gostar

  2. 22 Novembro, 2013 09:43

    Esquecem-se que “vocês” estão na base de todo este ambiente de terror, revolta e medo com que as pessoas vivem diariamente.
    Abriu-se um precedente perigos; é verdade, não tenho dúvidas!
    Mas ao menos ficam avisados que a vossa mesquinha arrogância e bastante burrice, vai até onde for permitido por quem já não vos suporta e tem demonstrado paciência sem fim. Com o devido respeito e só pelo facto de se ser “pessoa boa” que vos sirva de aviso!

    Gostar

    • Esquerdalha da Erva permalink
      22 Novembro, 2013 09:47

      Mais um tolo revolucionário do teclado…. isso, revolução, sangue, G3 pronta, mas eu aqui sentadinho…. Há que gostar desta esquerda

      Gostar

    • Surprese permalink
      22 Novembro, 2013 09:57

      Os cães ladram e a caravana passa.

      Gostar

    • Luís Marques permalink
      22 Novembro, 2013 10:08

      Este coiro vem para aqui lançar avisos mas sob pseudónimo, vai brincar com a pilinha na areia.

      Gostar

      • zeca marreca de braga permalink
        22 Novembro, 2013 12:57

        Ninguém lança avisos. As mortandades não se anunciam. Se bem que ca na carpintaria vamos lançar um modelo portátil de guilhotina. Pode ser que não tenha grande saída, mas também pode ser um novo Iphone!

        Gostar

    • RCAS permalink
      22 Novembro, 2013 15:42

      A FARSA – 1

      Gaspar fazia reuniões em off com jornalistas para dizerem em conjunto mal do Executivo anterior e cantarem loas à austeridade. Passos foi eleito na campanha interna do partido graças a um punhado de bloggers “especializados em desinformação” coordenados por Relvas, que também orquestrou a das legislativas; não teve estado de graça porque mal ganhou compensou todos (menos um?) com sinecuras, destruindo “a rede”.

      Gostar

  3. Tiradentes permalink
    22 Novembro, 2013 09:59

    O precedente de um possível conflito social interno foi aberto quando se levou o país à falência. A caixa de pandora foi aberta nessa altura. Culpar qualquer um seja este miserável governo ou outro, culpar alemães ou Merkl, culpar os outros é de uma fd pu…..ce a toda a prova . Aliás levado a cabo pelos principais responsáveis da dita cuja.

    Gostar

  4. murphy permalink
    22 Novembro, 2013 10:02

    Soares, teve 15% dos votos. Fala “em nome dos portugueses” e exige que quem foi eleito com mais de 50%, se demita.
    Ainda há dias, o querido líder da esquerda portuguesa, afirmava que não sente qualquer “inclinação por voltar a depender do voto popular”.
    A extrema-esquerda, representa cerca de 5% dos votos. Fala “em nome dos portugueses” e exige que aqueles partidos que alcançaram maioria nas urnas se demitam.
    São estes mesmos senhores que, entre apelos à violência, se afirmam como patriotas e alertam os portugueses que caminhamos para uma ditadura… a ameaça, claro está, vem da “direita reacionária”.

    Tempo para revisitar este post sobre a “elite” da capital Vs o Resto do País:
    http://jornalismoassim.blogspot.pt/2013/02/portugal-lisboa-e-o-resto-do-pais-1.html

    Gostar

    • RCAS permalink
      22 Novembro, 2013 15:22

      Como DEVE REAGIR um povo que elegeu um governo de centro-direita prometendo:

      “Se formos Governo, posso garantir que não será necessário despedir pessoas nem cortar mais salários para sanear o sistema português-”A ideia que se foi gerando de que o PSD vai aumentar o IVA não tem fundamento.”

      “O PSD chumbou o PEC 4 porque tem de se dizer basta: “A AUSTERIDADE NÃO PODE INCINDIR SEMPRE NO AUMENTO DE IMPOSTOS E NO CORTE DE RENDIMENTO.”

      “Como é possível manter um GOVERNO EM QUE O PRIMEIRO MINISTRO MENTE?

      “Estas medidas põem O PAÍS A PÃO E ÁGUA. NÃO SE PÕE UM PAÍS A PÃO E ÁGUA por precaução.”

      -”Vamos ter de cortar em gorduras e poupar. O Estado vai ter de fazer austeridade, “basta” de aplicá-la só aos cidadãos…”

      “Se vier a ser necessário algum ajustamento fiscal, será CANALIZADO PARA O CONSUMO E NÃO PARA O RENDIMENTO DAS PESSOASpara o rendimento das pessoas.”

      -”Ninguém nos verá impor sacrifícios aos que mais precisam. Os que têm mais terão que ajudar os que têm menos.”

      “Queremos transferir parte dos sacrifícios que se exigem às famílias e às empresas para o Estado.”

      A cereja no topo do bolo:
      “Não aceitaremos chantagens de estabilidade, não aceitamos o clima emocional de que QUEM NÃO ESTÁ CALADINHO NÃO É PATRIOTA!”

      PS- Ontem na Assembleia o recuo da policia de choque, foi um aviso: não à mais canhões de água!… para bom entendedor!!!

      Gostar

  5. 22 Novembro, 2013 10:07

    Democracia de esquerda.

    Bem mal vamos quando um ex-presidente da República, exarceba a sua revolta pela derrota que obteve nas eleições presidenciais com incentivos à violência.
    Mas, claro, vindo da esquerda, tudo se perdoa…

    Não se espera que se entenda que a austeridade e os sacrifícios são a consequência de políticas de esquerda, que distribuiram durante anos o que tinham e o que não tinham (pediram emprestado) criando uma vida de ilusão no País. A estória da cigarra e da formiga. Conhecem?

    Este Governo (que não está livre de crítica) faz o papel dificil da formiga. Com uma diferença: a formiga trabalhava para o inverno seguinte. Esta “formiga” trabalha para os invernos passados, de gestão “cigarra”…

    Vamos ouvindo jornalistas, comentadores e activistas “cigarras” serem contra as políticas de austeridade. Que não tiveram sucesso. A verdade é que, o maior medo deles é que as coisas virem e tudo se comece a ajustar. A dívida em crescimento galopante começa a estabilizar. O défice público já está a metade. O desemprego cresceu mas estabilizou (é preciso fazer aqui mais qualquer coisa) e a economia está a dar sinais positivos. As balanças comerciais melhoraram para níveis nunca vistos e reaprendemos a exportar.

    A esquerda treme e dá sinais de intranquilidade. Como é usual, lá vêm os tiques revolucionários: a violência sempre foi recurso válido na “democracia” de esquerda.

    Gostar

    • Slint permalink
      22 Novembro, 2013 17:42

      Sim porque a direita nunca foi violenta antes…mas enfim, são só os outros.
      AH e chamar este governo de formiga, como queres ser levado a sério? porra que a paciência por vezes falta, mas lá está…é como diz o meu pai: “quem vota PS, PSD e PP ou é burro ou anda a comer do tacho” por isso diz-me lá, qual és tu?

      Gostar

      • 22 Novembro, 2013 20:25

        Ou seja, as pessoas inteligentes e honestas só podem votar CDU (aqueles que mandaram condolências pela morte de Kim jong Il) ou nos “fracturantes” do BE?

        Fantástico…

        Gostar

    • Estou a ver... permalink
      22 Novembro, 2013 22:20

      A versão moderna…. actual…

      Gostar

      • RCAS permalink
        23 Novembro, 2013 00:05

        Estou a ver…ah ah ah!

        Gostar

  6. Atento permalink
    22 Novembro, 2013 10:19

    Muito mais grave é quando eu compro um bem ter de entregar quase 1/4 ao estado em iva, grave é a electricidade e o gâs terem sido transformados num bem de luxo, grave é pagar mais de imi numa casa (normal com mais de 40 anos) que muita gente paga de renda. Grave é o irs ser um esbulho, grave é a nossa juventude fugir daqui a sete pês, etc etc.
    Mas pessoas com o sr. Vitor Cunha assobiam para o lado, ás vezes penso que o sr. deve ser uma espécie de jsd frustado ou vive num Portugal virtual.

    Gostar

    • RCAS permalink
      22 Novembro, 2013 15:43

      FARSA – 2

      A primeira revelação é de André Macedo na sua coluna de ontem no DN, close-up de um ministro pintado pelos media como “um técnico puro” que afinal se desvendava em 2011, mal pegou ao serviço, como propagandista politiqueiro. A segunda efabulação é de um consultor de comunicação entrevistado pela Visão a propósito de uma alegada tese sobre “a importância da comunicação política digital na ascensão de Passos” e que assume a existência de campanhas negras contra o Governo Sócrates, com criação de “perfis falsos” no Facebook e no Twitter: “Se deixarmos uma informação sobre o caso Freeport num perfil falso e ele for sendo partilhado, daqui a pouco já estão pessoas reais a fazer daquilo uma coisa do outro mundo.”

      Gostar

  7. sergiomartins permalink
    22 Novembro, 2013 10:32

    O Governo é um Governo ilegitimo porque foi eleito com base na mentira. Disse e prometeu uma coisa antes das eleições e fez ao contrário depois das eleições!

    Gostar

    • colono permalink
      22 Novembro, 2013 11:46

      Ó seu cara de cara**** Pensa com a tola:
      ( em camara lenta para perceberes)

      Dizeis:- ” O Governo é um Governo ilegítimo porque foi eleito com base na mentira…”
      Então, pela tua lógica irracional e canina… O governo de Sócrates era legitimo, porque nos prometeu levar o país à banca rota e chamar a Troika!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!…

      Né ? É assim que pensas ó Galhordas?

      Gostar

      • Kafka permalink
        22 Novembro, 2013 14:01

        Gostei, Colono. Boa. Na muche

        Gostar

      • Fincapé permalink
        22 Novembro, 2013 14:08

        Não ´é galhordas, é calhordas. Embora eu discorde do insulto. 😉
        Ainda por cima, o comentador anterior não afirmou que o governo de Sócrates era legítimo. Aliás, nem escreveu sobre isso. O colono está fora de forma. 😉

        Gostar

      • André permalink
        22 Novembro, 2013 17:13

        “Então, pela tua lógica irracional e canina… O governo de Sócrates era legitimo, porque nos prometeu levar o país à banca rota e chamar a Troika”

        Agora é a tua vez de ler devagarinho: este governo fez promessa con-cre-tas, e mentiu. tens o exemplo do 13 mês e dos despedimentos. Con cre tas!! o conjunto de asneiras do Sócrates e da Europa e do PSD (“eleições no Pais ou no partido”) são incompetências, e como deves saber ser incompetente não é o mesmo que ser mentiroso.

        Percebeste ó amigo este Governo foi eleito com falsas promessas, mentiu despudoradamente – logo perdeu legitimidade. Aliás, depois de ter sido derrotado clamorosamente nas autárquicas devia ter feito como o Guterres.

        Percebeste a diferença?

        Gostar

      • Slint permalink
        22 Novembro, 2013 17:47

        Não vale a pena medir pilinhas, todos os governos desde 76 foram constituídos por mentirosos e corruptos que não merecem respirar o mesmo oxigénio que eu, nem habitar no mesmo espaço que nós. Como tal devem ser deportados para Marte ou outro sítio qualquer porque são a verdadeira escória da humanidade.

        Gostar

  8. 22 Novembro, 2013 10:39

    Está enganado! Este governo é ilegítimo, mas não por ter sido eleito por pessoas más… É ilegítimo porque foi eleito com mentiras e promessas falsas. E também porque houve uma fraude eleitoral, graças ao apoio de um bordel que manipulou os resultados eleitorais:
    http://cronicasdorochedo.blogspot.pt/2013/11/quando-as-putas-se-fingem-de-virgens.html

    Gostar

    • RCAS permalink
      22 Novembro, 2013 15:45

      FARSA – 3

      Estes dois vislumbres sobre a génese e a natureza do Governo Passos têm, até pela credibilidade muito distinta dos emissores, valores diferentes. Do que o André conta anota–se não que um político quis trazer a si os media – qual o espanto? -, mas que os jornalistas lhe saltaram para o colo, entusiasmadíssimos com as “ideias” da troika/Gaspar. Daquilo que o consultor de comunicação diz, entre infrene autopromoção, falsidades e absurdos (como garantir que em 2009 os blogues políticos tinham 30 mil visitas/dia e que a net foi fundamental para as vitórias), ressalta a ironia de certificar que os apoiantes do atual PM, incluindo “jornalistas no ativo” que, aliás, nomeia, fizeram tudo aquilo que imputavam furiosamente aos do Governo PS. Vai ao ponto de asseverar que a sua “equipa de voluntários” tomou como modelo de atuação o blogue Câmara Corporativa, que acusavam (emulando Pacheco Pereira, autor da teoria) de ser feito e pago a partir do gabinete de Sócrates, “usando informação privilegiada sobre pessoas”: “Não éramos anjinhos, sabíamos bem ao que íamos”, diz, gabando-se de que o seu “grupo” recebia “filet mignon informativo” do PSD de Passos através de “um mail fechado”.

      Gostar

  9. Joao Pereira permalink
    22 Novembro, 2013 10:46

    Victor, o ultimo paragrafo é sublime. É uma ode a tudo o que se escreve no Arrastão.

    Gostar

    • zeca marreca de braga permalink
      22 Novembro, 2013 12:54

      “É uma ode”
      Não, não é. Faltam-lhe versos e e talento, se bem que sobeja o lirismo bacôco…

      Gostar

  10. Joao Pereira permalink
    22 Novembro, 2013 10:47

    Vitor e não Victor.

    Gostar

  11. LTR permalink
    22 Novembro, 2013 10:51

    Denegação de justiça limpinha. Uma coisa é clara: há que fazer o maior número de greves possíveis, bem como ameaças, para que o país se espete na parede antes do fim do programa e o PS possa voltar ao poder para salvar Portugal.

    Gostar

    • ribas permalink
      22 Novembro, 2013 11:43

      LTR
      O País já está espetado no abismo e o senhor/a ainda não acordou. Veja a atitude protelada pelos pseudopolicias na AR. Será que os cidadãos comuns quando avançarem sobre a AR a PSP vai permitir passar do cordão de segurança? Não, não vai. O cidadão tem o direito de se manifestar mas, a lei não pode nem deve permitir arbitrariedades. Se eu estivesse na manif de ontem, dizia aos camaradas que faziam a barreira no limite de segurança, com estas palavras: – Junta-te a nós e olha para a entrada principal da AR, sem avançar um degrau. Aqui sim, dava gozo…o gozo de ser um cidadão diferente, com atitudes diferentes, mas não, lançaram-se ao desrespeito e perderam o direito a serem chamados e respeitados com agentes de autoridade.
      Quanto a Soares e companhia – a dor de cotovelo é enorme. Soares disse um dia que Cavaco era fixe e fez muito por Portugal, hoje, contradiz. Soares perdeu nas eleições, contra Cavaco e está aqui o ódio a quem não gosta de perder, mesmo a feijões. Quanto ao meu País – o país da maravilha e gerido por leis ambíguas e acatadas ao sabor da vitimização. Em 2006, por discordar na forma comportamentos, no local de trabalho, após pedido e demitido de funções num determinado setor…por discordar, escrevi… o meu país está falido, mas continuo a ver despesismo na AP e funcionários à frente de setores impreparados. Envio um mail a todos os que trabalharam comigos, evocando os motivos da minha despedida. Houve quem aplaudisse a minha versão à excessão das chefias. Resultado: – Um ano de inaptidão profissional. Mas um dos visados e bem levou o caso às barras do Tribunal. Pensava eu que o processo ser-me-ia favorável, até porque havia desperdícios e despesas para o erário público, desmazoráveis. Resultado – por escrever um mail, por dizer umas verdades, é-se criminoso. 150 dias de multa a 10€/dia e indemnização de 1000€. Tire daqui as ilações que entender

      Gostar

    • RCAS permalink
      22 Novembro, 2013 15:53

      FARSA – 4

      Mas a ironia não fica por aqui. Ao mesmo tempo que clama ter participado em campanhas ínvias e negras para manipular os media e a opinião pública, o entrevistado da Visão repete a acusação de que o gabinete do anterior PM fornecia “informação privilegiada sobre pessoas” ao tal blogue, sem que a revista exija dessa gravíssima alegação qualquer prova ou sequer exemplo. Às tantas, o tipo é mesmo, como pretende convencer (ou recordar?), muito bom no que faz. Ou temos de concluir que, como afiança, vivemos num “caldinho jeitoso para isto.”

      Gostar

  12. Joaquim C. Tapadinhas permalink
    22 Novembro, 2013 10:57

    Para o Vitor Cunha
    Um texto muito bem conseguido, até porque tem muita profundidade. Parabéns!
    Nem o Ricardo Araújo Pereira, o comentarista trocista que está na moda, faria melhor. O que me parece, é que muita gente não percebe a totalidade do conteúdo, e fica-se pela rama.

    Gostar

    • zeca marreca de braga permalink
      22 Novembro, 2013 12:50

      Já vocemercê, parece-me que percebeu o conteudo a duplicar, e açambarcou/abocanhou o tronco (jámais ficar-se pela rama)…

      Gostar

      • Joaquim C. Tapadinhas permalink
        22 Novembro, 2013 13:19

        Caro Amigo Zeca

        Estamos vivos, e parece que fomos feitos em ceroulas, como diz o poeta Ary dos Santos, e isso é bom, porque evitou prováveis constipações aos progenitores. O estilo jocoso, nestes miseráveis momentos que o país vive, adoça a pílula e arrefece a ira. Ainda bem que vocemecês existem e que tenham muitos anos de vida, para que se possa levar com menos sacrifício a cruz ao Calvário. Um abraço lusitano.

        Gostar

      • zeca marreca de braga permalink
        22 Novembro, 2013 17:11

        Estimado Joaquim,

        A retórica, nos tempos em que vivemos, é tramada, e a Ironia e o Cinsimo funcionam muito bem neste formato (VCunha é especialista), porque apesar dos riscos de excesso (cf post VC sobre grávidas, apesar de inúmeros estudos publicados sobre motivo falta a consultas) são bastante eficazes e desarmantes…

        A simpatia e criação de empatia também funciona (como se vê 😉 )

        Sincero Abraço!

        Gostar

      • vitorcunha permalink*
        22 Novembro, 2013 17:14

        Quais estudos sobre grávidas que faltam a consultas gratuitas? São inúmeros? Publique 3.

        Gostar

      • zeca marreca de braga permalink
        22 Novembro, 2013 17:27

        Não sobre grávidas em particular, mas sobre motivos de falta a consulta… E nem sequer interessam os resultados, mas a metodologia, o como é que eles, médicos, sabem isto?, o desmistificar o Iphone, os sinais de fumo…). Se não quiser pesquisar no google (nem precisa de ser no pubmed), coloco-lhe os links amanha.
        A minha vida não é isto 🙂

        Mas avanço que de pediatria lembro-me de 2: 1 em Lisboa 2011 – contacto telefónico, outro em Beja 1999? questionário e envelopes RSFS…

        Good luck!

        Gostar

      • vitorcunha permalink*
        22 Novembro, 2013 17:30

        Ah, a famosa crise de 1999!

        Gostar

      • zeca marreca de braga permalink
        23 Novembro, 2013 11:29

        COMO EM 5 MINUTOS EVITAR CINISMO DE MAU GOSTO E PUXÕES DE ORELHA PATERNALISTO-JOCOSAS DO FILIPE NUNES VICENTE SOBRE A NOSSA SERIEDADE, ou como as pessoas comunicavam naquele curto período entre o fim dos pombos correio e o Iphone 3g:

        Click to access 20120305170726_Artigo%20Original_Ferreira_42.pdf

        saudeinfantil.asic.pt/download.php?article_id=30

        Gostar

      • zeca marreca de braga permalink
        23 Novembro, 2013 11:40

        Mau, assim não brinco mais…

        Gostar

      • zeca marreca de braga permalink
        23 Novembro, 2013 11:59

        Então vocemercê pediu estudos e agora censura-os?

        Estava para escrever “liberalismo de pacotilha é o que é” mas tenho medo que me apague o comentário…

        Gostar

      • vitorcunha permalink*
        23 Novembro, 2013 12:16

        Meta os estudos. Seja educado. É um convidado.

        Gostar

      • vitorcunha permalink*
        23 Novembro, 2013 12:58

        Ouço muito isso, que liberais não censuram nada na sua casa pois isso é de socialistas. Eu explico: os socialistas censuram na sua e na dos outros. Os liberais não interferem na casa dos outros. Não censurar na sua própria casa não é nem de socialista nem de liberal: é de quem não se dá ao respeito.

        Gostar

      • 24 Novembro, 2013 11:15

        1. O comentário era argumentativo com dados, sendo o único termo qualificativo usado: “cinismo” (objectivo e factual) “de mau gosto” (subjectivo, mas adequado e não insultuoso).

        2. Se nao quer ser contrariado, não abra lugar a comentários, se não quer ser alvo de cinismo, não seja cínico, Eu é que acho uma falta de respeito, em resposta a um solicitação sua, colocar informaçao que contradita um seu argumento e esta ser apagada.

        3. Quanto a coloca-la novamente, coloque-a você, ou peça a um dos comentadores que são autênticas caixas de ressonância/guarda avançada do insulto, e que não consta que sejam alvo de tamanho moralismo ecorrente de um sensibilidade de “flor de estufa”.

        Gostar

      • vitorcunha permalink*
        24 Novembro, 2013 11:20

        A necessidade permanente de se nacionalizar as regras em casa alheia é uma patologia nacional.

        Gostar

  13. LTR permalink
    22 Novembro, 2013 11:00

    O que o José ali diz quando à denegação, no fundo, é que Portugal é um país completamente corrupto. Só nesse tipo de países é possível haver duas leis e medo no MP, ou outra coisa qualquer. Este país é uma merda só que nós ainda não sabemos.

    Gostar

  14. 22 Novembro, 2013 11:02

    Não creio que algum governante vá para casa pelo seu próprio pé.
    A não ser entre as portas do Audi e da casa.

    Gostar

  15. campus permalink
    22 Novembro, 2013 11:02

    Tem toda a razão, mas não é só em Portugal que a esquerda é a dona da democracia e do povo. Repare o Hitler foi mau o Estaline foi bom, o Pinochet foi mau o Fidel é bom. O Bush é mau o Khomeni foi bom. O Sá Carneiro foi mau o Cunhal foi bom.

    Gostar

    • zeca marreca de braga permalink
      22 Novembro, 2013 12:48

      Não, o dono da democracia é o povo, e o dono do povo são as pessoinhas, os trabalhadores e reformados que “fingem serem pobres” e têm que empobrecer… Não é o Ângelo Correia mais o César das Neves!

      Gostar

  16. piscoiso permalink
    22 Novembro, 2013 11:03

    Corre Vitor.
    Corre.

    Gostar

  17. Ricardo Monteiro permalink
    22 Novembro, 2013 11:05

    Gosto tanto quando os liberais (?) acham que as pessoas devem estar caladinhas. A Escola Austríaca já deu o que tinha a dar. Viva a Escola Portuguesa.

    Gostar

  18. javitudo permalink
    22 Novembro, 2013 11:10

    O biltre “fala” em paulada.
    Há quem o conheça bem. ” trata-se de um tipo frustrado, podre de exibicionismo traduzido na linguagem abjecta, grosseira e ofensiva, com que se refere a toda a gente que odeia.Ele é forte a odiar, valha-nos isso. É forte em alguma coisa.
    Herói da ópera bufa que ajudou a transformar um país num protectorado devia meter a viola no saco e agradecer que ninguém lhe lembre dislates e irresponsabilidades.
    Já Miguel Torga escrevia numa síntese admirável:
    “Estranha revolução esta, que desilude e humilha, quem sempre ardentemente a desejou. A mais imunda vasa humana a vir à tona, as invejas mais sórdidas vingadas, o lugar imerecido tomado de assalto,.”
    A retórica balofa a fazer de inteligência assenta que nem ginjas ao energúmeno.
    Paulada merecia ele quando desapareceu na guiné, esse narcoestado com a assinatura dos capitães de Abril. Mais um acto revolucionário.
    Isto da paulada ainda está para ver.
    Se a coisa aquecesse veríamos os “valentões” a gritar, acudam, vem lá o fássismol
    Eles estão a fazer tudo por que aconteça. Pensam que depois fazem a revolução deles.
    Desculpem uma breve explicação. Há quem não lembre que o influente camarada suslov desaparecido em 1982, já faz uns anitos,e mesmo ele pôs o cunhal triste de morrer com aquele telefonema a pedir ajuda, ou mais precisamente mandou-o à merda. O camarada suslov passava algum cartão ao vermelhusco. Quando Bernard Lown, americano lituano-nascido MD, foi solicitado para ver a mulher dele no Hospital Kremlin, um dos poucos casos em que um médico estrangeiro de renome foi convidado a visitar a URSS, suslov expressou sua gratidão pelo trabalho de Lown, mas evitou falar pessoalmente com ele, porque ser “um representante de um país imperialista. Onde vai o fanatismo dos bichos!
    O camarada breznev assinou com kissinger (dois grandes patifes) o “Tratado de Tordesilhas” versão 2 entre a URSS e os EUA, demarcando as suas zonas de influência. Checoslováquia para a URSS, Portugal para o a ocidente. O problema para os comunas é Portugal estar mal colocado no mapa. Senão era uma beleza.
    Hoje estão de peito feito na aula magna da parvoeira a expelir peidos pela língua sabichona da roseta e pelo rabo fenomenológico do pacheco nas aulas magnas da parvoeira.
    Não vai acontecer nada.
    Calma, já dizia o almirante, o povo é sereno.

    Gostar

  19. Fil permalink
    22 Novembro, 2013 11:11

    “E este governo é ilegítimo; é ilegítimo porque houve pessoas más que votaram neles”

    Errado, há pessoas boas a votar em pessoas más porque a escolha que se lhes oferece é entre pessoas más. Sócrates ou Passos são uma demonstração cabal do péssimo serviço que os partidos prestam ao País só pelo simples facto de terem chegado às suas lideranças e poderem ser escolhas governativas. Há pessoas boas caro Vitor, e nenhuma delas se encontra ou encontrou no poder, para mal de todos.

    Gostar

  20. joão viegas permalink
    22 Novembro, 2013 11:21

    Discordo geralmente do que escreve o autor do post, que tem uma visão das coisas diametralmente oposta à minha em quase tudo, mas… sou obrigado a reconhecer que este post esta com piada e que, como tudo o que tem piada, assenta sobre um fundo de verdade.

    Bem visto

    Gostar

    • zeca marreca de braga permalink
      22 Novembro, 2013 12:46

      “que tem uma visão das coisas diametralmente oposta à minha em quase tudo, mas… sou obrigado a reconhecer que este post esta com piada e que, como tudo o que tem piada, assenta sobre um fundo de verdade.”

      É, parece o “best of” dos Monty Python!

      Gostar

  21. joshua permalink
    22 Novembro, 2013 11:31

    A violência redentora da rua que a Esquerda-Paxá-Soares preconiza contra Cavaco e contra Passos Coelho, agentes passivos da Troyka, assemelha-se à reabilitação da velha violência doméstica e o encarar como normal que se espanque amorosamente à paulada a mulher que se atrasa no jantar ou não passa a roupa a ferro.

    Cavaco, Passos, mulheres a dias do Regime, devem considerar-se avisadas. Cumprem a voz do dono e voltam ao fogão e às lides domésticas em geral enquanto ainda podem ir para cada uma delas pelo seu próprio pé.

    Eleições? Claro que não. Vamos escolher soluções políticas à paulada, promovendo grandes linchamentos públicos e Autos de Fé. O dr. Soares, noutra encarnação, só poderia ser um Inquisidor-Mor.

    Gostar

  22. 22 Novembro, 2013 12:11

    Isto é tudo uma tempestade num copo de água. Reponham o subsídio à Fundação Mário Soares que ele cala-se num instantinho. Deem um qualquer cargo (cultural de preferência) ao Pacheco Pereira que ele segue o mesmo rumo. Os outros são insignificante, calam-se com qualquer migalha, mas atirem-lhes qualquer coisa por amor de Deus, já cansa ouvir esta tropa fandanga,

    Gostar

    • zeca marreca de braga permalink
      22 Novembro, 2013 12:43

      È tudo canahas que se vendem por um prato de lentilhas, né fado?

      Houvesse administrações da tecnoforma e da máfia àrabe para distiribuir e ninguem se insurgia! Boa!

      Gostar

    • PiErre permalink
      22 Novembro, 2013 14:44

      Eu atirava-lhes com uns balázios para as panças.

      Gostar

  23. murphy permalink
    22 Novembro, 2013 12:13

    O espírito de Salazar esteva na Aula Magna!

    Como classificar alguém que, tendo 15% dos votos, fala “em nome dos portugueses” e exige que quem foi eleito com mais de 50%, se demita?!

    Como classificar a extrema-esquerda portuguesa que, representando cerca de 5% do voto popular, fala “em nome dos portugueses” e exige que os partidos que alcançaram maioria nas urnas, se demitam?!
    São estes srs que se reuniram na Aula Magna que, entre apelos à violência umas larachas sobre patriotismo, vêm dar lições sobre democracia e alertar os portugueses que caminhamos para uma ditadura?!

    Salazar, é que achava que o povo português não tinha o discernimento suficiente para saber o que era melhor para si – ele, e os “patriotas” que o rodeavam, ACREDITAVAM genuinamente que salvaguardavam melhor os interesses dos portugueses que os próprios – esta ideia foi o alicerce do Estado Novo!

    Em vez de reconhecer e corrigir os problemas que nos trouxeram até esta crise, é mais provável que Portugal – pela cegueira ideológica de meia-dúzia de iluminados e de uma “pseudo-elite” da capital – caminhe para um buraco, uma tragédia grega.

    Isto sim, faz-me pensar se não será melhor emigrar…

    http://jornalismoassim.blogspot.pt/2013/11/o-espirito-de-salazar-esteva-na-aula.html

    Gostar

  24. tozezito permalink
    22 Novembro, 2013 12:18

    O sr Mario Soares e o sr capitão Vasco Lourenço, cometeram ambos um crime à face do Código Penal de um Estado democrático.
    Caso não estivéssemos numa república das bananas, deveriam responder em tribunal. Competiria à Procuradora da República promover a indispensável acção criminal.
    Mas talvez seja melhor não o fazer. São ambos inimputáveis. O primeiro por evidente senilidade galopante. O segundo, por manifesto atraso mental.

    Gostar

    • zeca marreca de braga permalink
      22 Novembro, 2013 12:41

      é favor apresentar queixa na PGR e constituir-se assistente. Posteriormente pode publicar um livro ou seguir carreira humoristica!

      Gostar

  25. tozezito permalink
    22 Novembro, 2013 12:27

    Aqui há dias ouvi o Sr. Manuel Alegre expor uma teoria muito patusca. Segundo dizia, há diversas pressões sobre o Tribunal Constitucional. Só que umas são legítimas, enquanto outras são ilegítimas. Legítimas são as que ele fizer, o Sr. Alegre. Ilegítimas serão aquelas que não forem do agrado do sr. Alegre.

    Gostar

  26. 22 Novembro, 2013 12:32

    Há 39 anos que tenho o mesmo patrão: o ministério da educação. Há 468 meses que o meu patrão me paga o salário, sem falhar, no dia 22 ou 23 de cada mês. Hoje, apesar de trabalhar para um patrão falido, o MEC pagou-me não apenas o meu salário mas também o subsídio de natal. É extraordinário que tal tenha acontecido. Pergunto: onde vai o meu patrão falido buscar o dinheiro para me pagar? Vai a 4 lados: ao BCE, à União Europeia, ao FMI e aos salários dos portugueses que não trabalham para o meu patrão e com os seus impostos permitem que ele tenha liquidez para continuar a pagar-me o salário e, vejam lá, os subsídios de férias e natal. Como não sou ingrato, tenho de dizer: obrigado, MEC, obrigado portugueses que não trabalham para o meu patrão e permitem que ele retire dos vossos rendimentos o necessário para ele poder continuar a pagar o meu salário.

    Gostar

    • Fincapé permalink
      22 Novembro, 2013 13:08

      Até que enfim alguém dobra a cerviz e agradece a malga que lhe põem na mesa em troca do trabalho (?) que faz.
      Termos portugueses assim, agradecidos pela remuneração em troca de salário, é um orgulho e deverá ser um exemplo para todos nós. 😉

      Gostar

      • Fincapé permalink
        22 Novembro, 2013 13:52

        “…, remuneração em troca de trabalho…”, obviamente!

        Gostar

    • RCAS permalink
      22 Novembro, 2013 16:14

      ramiro marques

      Estás enganado ramiro, o teu salário e o teu subsidio de Natal, “ainda” é pago com as nossas contribuições e impostos… AINDA, no caminho que isto leva, por quanto tempo não sei! do BCE, da União Europeia, do FMI, essa maçaroca é para garantir pagamentos aos credores, é para isso que eles andam por aqui à quase três anos , a por-te a ti e a nós todos
      a arrotar pepinos!
      Abre a pestana e informa-te, se não entras na bovonização…

      Gostar

    • RCAS permalink
      22 Novembro, 2013 18:49

      Então explica lá ó “Inteligente”…

      Gostar

    • RCAS permalink
      22 Novembro, 2013 18:52

      Porque senão… a estupidez é devolvida á procedência, por morada desconhecida!…

      Gostar

    • @!@ permalink
      22 Novembro, 2013 19:48

      Ramiro. Os marqueses não deixam de ser Funcionários Publicos. Provaste à saciedade que és um puro FP.

      Gostar

    • Estou a ver... permalink
      23 Novembro, 2013 11:22

      Um exemplo real de que o princípio de Peter funciona (segundo este princípio todo o funcionário tende a ser promovido até ao nível da sua incompetência).

      Gostar

      • Gasel permalink
        24 Novembro, 2013 10:32

        Basicamente o salário/remuneração/rendimento de alguém, é sempre “pago” à custa a contribuição/pagamentos de muitos outros. Não se consegue fugir a isso! Se esse transferencia é mais ou menos directa, tipo toma lá, dá cá, ou muito indirecta como através de impostos, são apenas formas diferentes de fazer a mesma coisa…
        Quem também não percebe isto…. não nada por cá a fazer grande coisa!!

        Gostar

      • Estou a ver... permalink
        24 Novembro, 2013 11:46

        Quem não percebe o princípio de Peter?!
        Quero lá saber do salário… interessa-me é perceber como é que incompetentes, medíocres… atingem o grau máximo dessa incompetência!
        rm é um exemplo ímpar!

        Gostar

  27. nuno granja permalink
    22 Novembro, 2013 13:05

    Incrivel, esta gente da aula magna.

    Gostar

    • zeca marreca de braga permalink
      22 Novembro, 2013 13:07

      Incrivel, esta gente do governo.

      Gostar

      • vitorcunha permalink*
        22 Novembro, 2013 13:09

        Incrível, os comentadores profissionais.

        Gostar

      • zeca marreca de braga permalink
        22 Novembro, 2013 13:13

        È mais ou menos como os postadores profissionais…

        Gostar

      • zeca marreca de braga permalink
        22 Novembro, 2013 13:13

        … só não dá direito a avença…

        Gostar

      • vitorcunha permalink*
        22 Novembro, 2013 13:17

        Fundamente o que disse.

        Gostar

      • zeca marreca de braga permalink
        22 Novembro, 2013 13:24

        “È mais ou menos como os postadores profissionais…
        … só não dá direito a avença…”

        Quer que eu lhe envie o meu recibo de vencimento e contrato de trabalho que comprova que comentários em blogs não fazem parte das funções?

        Gostar

      • vitorcunha permalink*
        22 Novembro, 2013 13:52

        Quero que diga quem recebe avenças.

        Gostar

      • zeca marreca de braga permalink
        22 Novembro, 2013 15:29

        Isso não sei, que não sou “profissional” do meio. É perguntar a um tal de Moreira de Sá que afirmou, com conhecimento de causas, que na blogoesfera de direita haveria amiúde prostitutas intelectuais, avençados e idotas úteis.

        Quer o link para os artigos da visão?

        Gostar

      • vitorcunha permalink*
        22 Novembro, 2013 15:32

        Sou citado? Se sim, publique.
        Se não sou citado, procure quem o seja e papagueie lá.

        Gostar

      • zeca marreca de braga permalink
        22 Novembro, 2013 15:44

        Citado onde? Papaguear o quê?
        Você perguntou:”Quero que diga quem recebe avenças.”
        Eu respondi…

        Gostar

      • vitorcunha permalink*
        22 Novembro, 2013 16:12

        Você insinuou num post meu que há posts avençados em resposta ao meu “comentadores profissionais”. Você tem 362 comentários neste blogue, sob esse nome, desde Novembro de 2012. Tem mais comentários do que eu tenho posts.

        O seu primeiro comentário trata os autores por “rapazolas”.

        E o seu email não existe.

        Gostar

      • zeca marreca de braga permalink
        22 Novembro, 2013 16:35

        Estimado VC:

        “Você tem 362 comentários neste blogue, sob esse nome, desde Novembro de 2012”
        Dá 1 por dia…. não será grande média… tenho que me esforçar mais… se não, não recebo o soldo e perco a carteira profissional…

        “Tem mais comentários do que eu tenho posts.”
        Para fazer uma análise séria e significativa têm que somar os seus posts com os seus comentários… e dividir pelo no de dias de participação. Só aí poderiamos concluir algo…

        “O seu primeiro comentário trata os autores por “rapazolas”.”
        Logo não terá sido num post da HM! Mas “rapazolas” é carinhoso…

        “Você insinuou num post meu que há posts avençados em resposta ao meu “comentadores profissionais”. ”
        Eu não insinuei nada. Quem insinuou que haveria “comentadores profissionais” foi VC. Eu apenas respondi que haveria também postadores avençados e fundamentei (QED Visão)… Em lado algum referi o VC ou qulquer um dos nossos estimáveis anfitriões…

        Gostar

      • zeca marreca de braga permalink
        22 Novembro, 2013 16:37

        “E o seu email não existe.”

        Com esta é que me lixaram. Em pleno sec. XXI sem email. Valha-me os CTT. Mas tenho que tratar disso, antes da privatização, não vá ficar incontactável…

        Gostar

      • Estou a ver... permalink
        23 Novembro, 2013 11:24

        Treinador cunha já se indentificou para realizar a prova?!

        Gostar

  28. javitudo permalink
    22 Novembro, 2013 13:11

    Tózezito, processo queriam eles para serem os mártires. Isso não.
    O melhor processo é caírem no ridículo, já está a acontecer
    Eles estão barrigudos e bem governados, toda a gente sabe.
    Nós estamos assim.
    Eles são os arautos da moralidade, nós somos os atrasados sem remédio.
    E a farsa continuará por mais algum tempo.

    Gostar

  29. JP Ribeiro permalink
    22 Novembro, 2013 13:12

    O problema é apenas este, e tão simples quanto isto: aqueles meninos (todos eles) passaram para a segunda fila no acesso ao pote do mel. E isso eles não suportam, porque a revolução é propriedade sua, e sua deverá ser a correspondente distribuição das benesses.

    Gostar

  30. Inês permalink
    22 Novembro, 2013 13:40

    Fazer uma manif. contra o governo à porta da AR, seria de ignorantes, caso fossem pedreiros, ou camionistas. Os polícias sabem a diferença entre os 3 poderes -é obrigatório na escola deles.

    Arremeterem contra o sÍmbolo da SOBERANIA POPULAR É ESTAR CONTRA O REGIME!
    Em 1920, os antepassados destes energúmenos invadiram o mesmo edifício, inviabilizando a tomada de posse do governo. Em 1926, maio…-foram 48 anos! mas as bestas não vêem.

    Gostar

  31. Fincapé permalink
    22 Novembro, 2013 13:51

    Não aprecio sobressaltos sociais, nem movimentos revolucionários. Nem bagunças. Gosto de sociedades organizadas, justas, onde cada um tenha liberdade para desenvolver as suas potencialidades, mas sem que uns espremam os outros, em nome de uma falsa liberdade e de um individualismo, não só antinatural, como representativo do desprezo pelos outros que, normalmente por azar, não tiveram o berço ou a sorte, desses tais.
    Aliás, tanto eu como o Vítor, e muitos outros cidadãos, apreciamos o resultado de revoluções, de lutas sindicais e muitas outras em prol da dignidade humana. Tanto é assim que os aproveitamos todos os dias, usando a liberdade de expressão e os bens materiais que elas nos proporcionaram. A diferença está nisto: uns, concordam e utilizam-na; outros, dizem que não concordam e que gostariam de retroceder, mas utilizam-na do mesmo modo.
    No entanto, não posso dizer que sou contra a ironia do Vítor. Gosto da ironia, utilizo-a e acho que é uma forma superior de responder ou de explicar situações que nos parecem ser dignas de outro discurso do que o simples “discordo”.
    Apesar disso, perece-me excessivo considerar que Mário Soares fez um apelo à violência. Parece-me mesmo que, se assim fosse, não teria o apoio de muitos portugueses que não apreciam especialmente a violência. Eu não a aprecio, nem aprecio demasiadamente alguma deriva em que Mário Soares caiu, embora não deixe de ter razão em muito do que diz. Ironizando um pouco (apesar das ironias não de deverem anunciar), Mário Soares pede a demissão de uma coisa que politicamente não existe: o Presidente da República.

    Gostar

  32. 22 Novembro, 2013 14:30

    Ó Vitor e sobre o Abdelhakim Dekhar. Nada? Não tens aí nada?
    E sobre a Síria?
    R.

    Gostar

  33. Tiro ao Alvo permalink
    22 Novembro, 2013 14:51

    Há muita gente que não sabe que as manifestações mais violentas são da extrema-direita. E que muitos dos polícias que ontem se manifestaram, frente à Assembleia da República, manifestar-se-iam, de maneira idêntica, num evento organizado por extremistas da direita.
    Por outro lado, dá que pensar a desordem de ontem – estava lá um número elevado dos polícia que temos. Aqui está uma das nossas fraquezas.

    Gostar

    • 22 Novembro, 2013 15:09

      Ai são?
      Curioso.
      Aqui há uns tempos queimaram caixotes e arrancaram a calçada.
      Não me parece que fossem fulanos de direita.
      A desordem de ontem teve uma palavra; 25 de Abril.
      «calma que amanhã é dia»
      Tudo organizadinho mas amanhã é dia…
      R.

      Gostar

      • Tiro ao Alvo permalink
        22 Novembro, 2013 18:05

        Estuda um bocado de História e vais entender. E não te esqueças de ver o que se passou na Alemanha, antes da 2ª Guerra…

        Gostar

    • ribas permalink
      22 Novembro, 2013 15:12

      Nas ruas não vejo policias…mas eles estiveram lá e eu na esquadra a secar para levantar uma notificação que não foram capazes de me notificar em casa.Infelizmente não a encontraram e eu enquanto cidadão, sabendo que me querem notificar, volto à esquadra, hoje.

      não. não sou o criminoso arrependido que acabou por se entregar, ao fim de 7 anos, por ter assassinado 2 pessoas-em Oeiras e Oriente

      Gostar

  34. Trinta e três permalink
    22 Novembro, 2013 15:33

    Por acaso o discurso de Mário Soares até me pareceu fraquinho. Mas não houve apelo algum à violência. Pelo contrário. Àquela hora, as forças de segurança mostravam que os chefes políticos de conjuntura já não têm qualquer autoridade e, sobretudo, não merecem qualquer respeito. Não precisaram do Mário Soares ou do P. Pereira. Limitaram-se a reagir contra o que consideram injustiça, desrespeio e… violência. Foi para isso que alguns oradores alertaram, num encontro que foi muito para além das esquerdas, porque a fronteira que hoje divide está muito aquém desses princípios. Está na honestidade.

    Gostar

  35. Expatriado permalink
    22 Novembro, 2013 15:53

    O espelho do politico de esquerda….

    Gostar

  36. Portela Menos 1 permalink
    22 Novembro, 2013 16:17

    O comandante da psp já se pirou e espera-se que o governo faça o mesmo: não será por isso que o país acabará.

    Gostar

    • 22 Novembro, 2013 16:42

      Então? E ontem o povo ó Portela?
      Aquilo é que foi hein…
      R.

      Gostar

      • Portela Menos 1 permalink
        22 Novembro, 2013 16:53

        continuas em modo Síria 🙂

        Gostar

      • 22 Novembro, 2013 17:00

        Tem de ser ó Portela. Eles merecem o aperto.
        Com o Iraque foi o mesmo.
        Democratas da cueca.
        R.

        Gostar

  37. @!@ permalink
    22 Novembro, 2013 18:18

    Senhor Vitor, não moa mais a paciência porque quem está fora da lei é um governo que faz tudo ao contrário da campanha e que escolhe a constituição e o respectivo tribunal como inimigos e que insiste na verborreia, que insulta a população, que destroi o tecido produtivo e que aceita como boas todas as imposições estrangeiras em oposição às opiniões internas. Ora bolas, o Vasconcelos era um vendido a um império decadente, Passos é um vendido a uma Europa desnorteada.

    Gostar

  38. joao permalink
    22 Novembro, 2013 18:31

    o que eu mais gostei na reunião dos fósseis foi qdo o Carlos carmo elogiou a ética e moral de Ramalho Eanes. Diz quem esteve presente que o Mario soares ficou de todas as cores. Até se temeu um desfalecimento, EH,EH,EH.

    Gostar

  39. José Manuel permalink
    22 Novembro, 2013 22:06

    Mário Soares tem grandes responsabilidades no estado actual do País. É bom não esquecermos isso. Como têm Cavaco, Guterres, Barroso e Sócrates (o Grande Líder). Assistir, mais uma vez, ao espectáculo que nos foi proporcionado ontem, na Aula Magna, deixa-me envergonhado como português de 54 anos.

    Como é possível, alguém que passou por três intervenções do FMI (sim, esta não é a primeira, para quem já se esqueceu – ou não interessa lembrar – todas pela mão do mesmo partido) aplaudir as inconsequências e baboseiras de algúem que se sente incomodado por lhe terem retirado alguns euros da sua tão prestimosa e inestimável (F)undação, (F)undação essa que, como todos sabemos é duma importância fulcral para o País. Sem essa (F)undação, o País já não existiria. Alguém que não paga multas de trânsito (o “povo” que as pague) e poderia estar aqui a noite toda a dar exemplos do carácter do personagem em causa.

    Entendo perfeitamente a presença de alguns elementos da Esquerda, como é óbvio, outros não.

    O apelo à violência pelo personagem em causa é absolutamente execrável. Mas é aplaudido. Estamos no bom caminho.

    Gostar

  40. RCAS permalink
    22 Novembro, 2013 22:20

    Hà qualquer coisa de estranho, com os comentários aqui nas postagens do Vitor, por vezes desaparecem, outras as suas posições são trocadas… por simples coincidência é sempre no Vitor… e isto “hoje” nada tem a ver com qualquer “tuguice”…
    Os dois comentários acima estão fora de contexto, porquê?

    Gostar

    • vitorcunha permalink*
      22 Novembro, 2013 22:50

      Porque quando encontro comentários despropositados ou ofensivos, são apagados. Isto não é um comício. Alguns passam, porém. A outra hipótese é nem permitir comentários.

      Gostar

      • RCAS permalink
        23 Novembro, 2013 00:25

        Quais foram os despropositados?
        São estes?
        -Então explica lá ó “Inteligente”…
        -Porque senão… a estupidez é devolvida á procedência, por morada desconhecida!…
        PS- Vitor eu não deixo de lhe dar uma certa razão, mas se apagou o comentário do @!@ o que é pena, porque eu não me ofendo, mas já agora tinha apagado tam bem a respectiva resposta, ou não?

        Gostar

      • Estou a ver... permalink
        23 Novembro, 2013 11:26

        Treinando o lápis azul?!

        Gostar

      • vitorcunha permalink*
        23 Novembro, 2013 11:30

        Você é meu convidado, não ao contrário. Não gosta, não entre.

        Gostar

  41. J.J.Pereira permalink
    22 Novembro, 2013 23:18

    Não é original , mas corresponde inteiramente à verdade : mário soares é o monte de merda e os “merdia” indígenas, caneiros telivisivos à cabeça ,fazem diligentemente o papel de ventoínha…
    Mas nem mesmo a obediência ,servil e ignorante, desses escribas/ psítacídeos ,à voz do dono, consegue que o ajuntamento daquela tropa fandanga tenha mais efeito do que uma discussão acalorada de varinas ( personagens infinitamente mais dignas e úteis do que qualquer dos ilustres bandalhos que para ali se foi aliviar).

    Gostar

  42. jonas river permalink
    23 Novembro, 2013 02:43

    É dar importância a quem a quer ter ;deveriam ser taxados pela taxa máxima,e assim colaborar com o povo que os sustenta.

    Gostar

  43. André permalink
    23 Novembro, 2013 08:45

    ” Forças policiais invadem a escadaria do Parlamento mas isso não é grave, não é como se tivessem mesmo invadido o Parlamento; apenas mostraram que o podiam fazer, se quisessem, algo que não querem porque são pessoas boas.”
    Não concordo com a sua análise. Eles demonstraram que o podiam fazer se quisessem, demonstraram que um governo incompetente não consegue controlar as suas forças de segurança e mostraram que se calhar é melhor os ministros começarem a preocupar-se com quem os protege (se os polícias podem subir as escadarias, nada impede um cidadão comum de dar um murro na cara do ministro no dia em que o polícia está de mau humor porque não sabe como pagar as contas com o ordenado miserável que o próprio ministro lhe deixou, género esmola). Acima de tudo, mostraram respeito pela democracia. Eles mostraram que não invadem o parlamento porque esse órgão não tem culpa das decisões individuais de um corpo ministerial incompetente e desrespeitador da Constituição da República Portuguesa. Mostraram que por muito mal que estejam, conseguem estar moralmente acima daqueles que ocupam o Conselho de Ministros.
    Quanto a correr à paulada, não me parece que seja justo. Parece-me só que se devia propor uma alteração constitucional (dada a inércia institucional desta democracia cujo presidente parece uma estátua) que diga que para proteger a Constituição da República Portuguesa, um governo que a tente violar mais de três vezes num mandato seja automaticamente demitido (sem passar pela Presidência da República, uma vez que esse órgão é ineficaz se o presidente for do mesmo partido do governo) e os partidos que constituem esse governo sejam impedidos de se candidatar às eleições seguintes (uma vez que são os partidos do governo inconstitucional e precisam de tempo para se reorganizar de acordo com a lei vigente no país). Era só uma medida automática para proteger a democracia dos pretensos democratas que acusam os outros de não o ser, ao mesmo tempo que propõem sistematicamente normas que não estão de acordo com a lei base da democracia em que vivem.
    Como já viu, eu sou perfeitamente democrata, não acho que se deva recorrer à violência, acho apenas que no dia em que este governo sair do poder, se deve instituir normas automáticas de proteção para a Constituição e da Democracia, para nos proteger de miniditadorzecos como o Cavaco Silva ou o próprio Mário Soares (este último já cheché, mas perigoso na medida em que pode incentivar outros menos chechés).
    A violência é má para a democracia, mas quem é que é mais violento? Aqueles que ordeiramente sobem umas escadas sem bater em ninguém, ou aqueles que através de diplomas legais frequentemente inconstitucionais condenam a morrer à fome uma parte da população que governam? Eu aposto que são piores os segundos, os criminosos de colarinho branco, mas esses nunca são condenados em Portugal, são sempre pessoas honestas (que por acaso não respeitam a lei e até acabam por roubar alguma coisa, são a definição de uma direita honesta e competente!).

    Gostar

Trackbacks

  1. Afinal o governo pode prestar um (a bem dizer, o único) serviço ao país | O Insurgente
  2. Tea Party português | BLASFÉMIAS

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: