Skip to content

A realidade ultrapassa sempre o que Marx concebeu

25 Novembro, 2013

Slavery case: two arrested ran a revolutionary Communist collective. Suspects in the slavery case set up a Communist collective in the 1970s and recruited women from other far left groups

Anúncios
28 comentários leave one →
  1. 25 Novembro, 2013 09:16

    Mas esses são os bons. Não fazem dessas malfeitorias. Ou então é porque são inteiramente justas.

    Gostar

  2. André permalink
    25 Novembro, 2013 09:43

    Não querendo ligar ao sensacionalismo da notícia e da Helena (qualquer pessoa sabe que existem criminosos em todos os quadrantes políticos, cabe à polícia apanhá-los e aos juízes condená-los), conhece aquela anedota em que os soviéticos ressuscitam o Marx? É assim, eles ressuscitam-no e ele vê como era a URSS. Num discurso do 1.º de maio, ele está na Praça Vermelha e diz “Proletários de todo o mundo, perdoai-me!”. Sim, a realidade nunca é como Marx concebeu. Algo que ele partilha com os economistas e filósofos de direita, a realidade deles também é utópica (por palavras simples, a realidade deles também não é como eles a conceberam). É claro que isso a Helena também não gosta de referir, mas é um dos pontos básicos de Filosofia: gostemos mais de uma ou outra teoria, consideremos uma ou outra mais justa e argumentemos a favor disso, no fim todas as teorias de esquerda e de direita não passam de utopias, objetivos que os políticos de ambos os quadrantes pretendem alcançar.

    Gostar

  3. YHWH permalink
    25 Novembro, 2013 09:46

    Gostar

  4. 25 Novembro, 2013 09:55

    Já na minha rua, houve um benfiquista preso por roubar um triciclo.

    Gostar

    • RCAS permalink
      25 Novembro, 2013 12:54

      Este sábado foi um “bocado chato”… não foi?…

      Gostar

      • und permalink
        25 Novembro, 2013 19:08

        às 23 horas os revolucionários soviéticos sequestraram o capitalismo selvagem a troco do imposto revolucionário de 50 mil euros o capitalismo selvagem chamou as forças da repressão para liquidarem os operários sublevados

        resultado do jogo
        Operários 1 Forças da repressão 1 Capitalismo Selvagem -0

        Gostar

  5. zeca marreca de braga permalink
    25 Novembro, 2013 10:49

    Não foi Marx. Foi Mao, nos anos 70. Eu sempre descofiei daqueles Maoistas dos 70´s…

    Gostar

    • zeca marreca de braga permalink
      25 Novembro, 2013 10:51

      Deviam ser todos denuciados e suas casas revistadas preventivamente. Em Portugal lembro-me de alguns…

      Gostar

      • 26 Novembro, 2013 00:42

        gamas?….bom chibar a famiglia é feyo ó jovem pioneiro

        THE PORTUGUESE LEMMINGS PROVE IT THEY SWIM OUT UNTIL DROWN ….BUT THIS LEMMINGS EXERCICES DU PASSÉ COMPOSÉ OU DU FUTUR PROCHE CE SON EXERCICES DE FITNESS

        THIS PORTUGUESE LEMMING’S DON’T DROWN FOR FUN
        THEY ARE OF COURSE MIGRATING TO THEIR OLD WINTER TERRITORY
        IN FABLED ATLANTIS

        A AMÉRICA É NOSSA PARA A AMÉRICA E EM FORÇA…..

        QUEREMOS OS CONTINENTES PERDIDOS DE VOLTA

        PARA ONDE A TROIKA LEVOU ESSES CONTINENTES ?

        QUEREMOS A ARCADIA E MU E BRITTIA E CASSITERIDES E OBVIAMENTE LEMÚRIA DE VOLTA E AÍ VENDEMO-LOS PRA PAGAR A DÍVIDA…

        Gostar

  6. Tiradentes permalink
    25 Novembro, 2013 12:00

    Quando não se consegue destrinçar conceptualmente apenas dois termos tão simples como realidade e utopia fica-se num imbróglio mental do qual nos tornamos incapazes de sair.
    Afinal Marx concebeu a realidade? Ou a realidade não era como ele a concebeu? Ao ser utópico como pode ter concebido “realidades utópicas”? Ou só serão utópicas quando comparáveis com as outras?.
    No caso presente de escravidão por parte de dois “marxianos”, não colhe o relativismo moral. Ou colhe tanto quanto não se perdoa um padre de pedofilia ( e bem).Ou até o relativismo é só para ser usado em casos “marxianos”? A uns aplica-se e a outros não com todas as nossas verdades “insuflamáveis”?.
    Já na minha rua foi preso um “bronco fascista”( é o que a vizinhança diz) do fcp por ter roubado uma laranja ao vizinho.O rapaz é apenas andrade mas não lhe é permita essa margem de tolerância dada a benfiquistas.(moralmente claro).

    Gostar

  7. José Luís Moreira dos Santos permalink
    25 Novembro, 2013 12:02

    Esperta essa realidade. Agora já percebo a razão pela qual tantos falam dela e tão poucas a entendem, sobretudo por estas bandas!
    José Luís Moreira dos Santos

    Gostar

  8. Juromenha permalink
    25 Novembro, 2013 12:09

    Tanto a vigilância pelas boas práticas ” jornalísticas” como a contra-informação estão, deploràvelmente, a afrouxar : então não é que deixam saír que o assassino parisiense é muçulmano radical ( terrorista, em português corrente ) e os monhés esclavagistas, na loura ( ou pérfida, à escolha ) Albion são comunas?
    Ah! aquele Gorbachev, aquele Gorbachev…

    Gostar

    • zeca marreca de braga permalink
      25 Novembro, 2013 16:32

      Não chame para aqui o Pizza Hut Gorbi, que não têm nada a vêr com isto…

      FACTOS:
      1. Não eram marxistas, eram MAOISTAS NOS ANOS 70!
      2. Quer começar a depurar todos os CANALHAS que eram MAOISTAS NOS ANOS 70?? Vamos a isso… Por onde quer começar? Pelo blasfemias, pelo expresso pelo governo, ou pela Comissão Europeia?

      Gostar

      • RCAS permalink
        25 Novembro, 2013 16:50

        Estou mesmo a ver… eu ajudo!!!

        Gostar

  9. RCAS permalink
    25 Novembro, 2013 13:18

    A REALIDADE ULTRAPASSA SEMPRE O QUE MARX CONCEBEU!..

    Central de contra-informação:
    vida e obra dos “blogueres «da corda»”

    O fenómeno mais interessante nesta história do consultor de comunicação Fernando Moreira Sá que deu uma entrevista à visão a contar “todo ufano” como fez parte de um coio de malfeitores que criava perfis falsos para difundir calúnias e ‘desinformação’, que participava em foruns radiofónicos para boicotar os inimigos políticos com elogios exagerados e que de um modo geral se aplicava em fazer tudo o que uma pessoa que se crê de bem jamais fará, é sem dúvida o facto de praticamente toda a gente (desde o entrevistador) que se enoja publicamente com estas revelações e vitupera o tipo se apressar a reiterar uma única das coisas que ele diz: que pior, muito pior, eram os socialistas do sócras, nomeadamente esse pavor da bloga, o câmara corporativa, que, aliás, confessa o consultor, foi o ‘modelo’ das aleivosias confessadas!

    PS -Coisas de ADN!…
    Ai meu País… meu País!!!

    Gostar

  10. Alexandre Carvalho da Silveira permalink
    25 Novembro, 2013 14:56

    A notícia de um indiano da India e uma preta da Tanzânia, comunistas ainda por cima, terem feito três mulheres escravas, seria demais para pôr em qualquer telejornal cá do burgo. Fossem ambos loiros e de olhos azuis, e teríamos aberturas televisivas garantidas para uma semana. São assim os media portugueses, que passam notícias “para quem é bacalhau basta”. Uma tristeza.
    Entretanto hoje passam 38 anos sobre o 25/11/75, a data da verdadeira refundação da Democracia em Portugal. Infelizmente, muitos já se esqueceram porque é que aconteceu.

    Gostar

  11. 25 Novembro, 2013 19:00

    Além dos seus outros predicados, a senhora parece que também não consegue distinguir entre Marx e Mao… precisa de lentes, ou acha que palavras que começam pela mesma letra querem dizer todas a mesma coisa? No mundo em que habito, isso regra geral chama-se de ignorância, embora o motivo para tal aparente confusão possa muito bem ser outro. Como, por exemplo, o mesmo motivo pelo qual um tal bastião da verdade pública britânica como o Telegraph se presta (assim tão fácil e repetidamente que até dá vómitos) a confundir um caso de violência doméstica agravada com características afins as dos chamados ‘cultos’, com um problema endémico (ai, que nós bem vos avisámos que os comunistas, além de comerem criancinhas, são uns depravados sexuais…!!!) aos ‘comunistas’. E, por boa medida, introduzem no discurso um conceito hoje em dia geralmente associado com o novo papão-bicho-mau cá destas bandas anglo-saxónicas: “a collective”.

    É, pode ser. Porque há que demonizar, insidiosamente, subrepticiamente (embora o seu discurso tenha habitualmente a mesma delicadeza subtil duma carga de elefante), senão de que outra maneira se hão-de levar certas ‘agendas’ em frente? Vivam as narrativas!

    E vai daí a senhora, para não ficar atrás em demagogia ou ignorância, vai e apega tudo ao Marx. Bravo! (but please, no more encores, já me dói a barriga de tanto rir!)

    (E até pode ser que Mao fosse era Marxista, atã nã é, e qualquer dia, num rasgo da sua genialidade profunda, a senhora, assim tão Tea Party a la portuga, até se há-de subitamente lembrar que afinal o Marx até era mesmo era Maoista, e assim fica justificada a sua (e do Telegraph) generalização latente de que a canalhada é toda a mesma, marxistas, maoistas, anarquistas, ‘verdes’, homossexuais, lésbicas, muçulmanos, pobres, desempregados, incapacitados, europeus do leste, pessoas de outras etnias que não brancas, anybody who lives north of Watford, etc e tal e por aí adiante e segue em frente em passo firme, desnaturados todos, depravados todos, perigosos todos, o melhor é precaver as pobres criancinhas, saia a polícia de choque – não é mesmo? Haja paciência.)

    Gostar

  12. @!@ permalink
    25 Novembro, 2013 19:08

    Qual dos irmãos Marx está a referir-se?

    Gostar

  13. A. R permalink
    25 Novembro, 2013 19:44

    É um denominador comum da esquerda: desprezo completo pela dignidade do ser humano.

    Gostar

    • Fincapé permalink
      25 Novembro, 2013 23:01

      Você deve ser um homem muito azedo, não, A.R?

      Gostar

      • ora permalink
        26 Novembro, 2013 01:20

        já tu deves ser muito doce o RCASh anda sempre a cu men tásse….

        no Mississipi e no Alabama inda num phodem….legalmente craro

        A.R é gaja….Assembleia Republicana….estes gamas nã pecebem mesmo de siglas

        Gostar

  14. @!@ permalink
    25 Novembro, 2013 20:46

    A realidade ultrapassa sempre o que Marx concebeu, ou o que César escreveu? Repare-se só no pormenor “as elites”.

    Gostar

  15. um judeusito permalink
    25 Novembro, 2013 22:45

    Ainda bem que casos de escravatura são fortemente repudiados.
    Parabéns, Helena.
    Existem mais, mas nem escolho.

    https://www.google.pt/#q=slavery%20modern%20day

    Gostar

  16. Juromenha permalink
    25 Novembro, 2013 22:48

    “No digo digo, digo Diego” – a propòsito de Marx ou Mao…

    Gostar

  17. 26 Novembro, 2013 01:02

    Em casos como estes, a realidade ultrapassa também os meios de comunicação nacionais.

    Gostar

Trackbacks

  1. Conspiração do Sionismo Internacional | O Insurgente

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: