Saltar para o conteúdo

Ver melhor com os olhos fechados

23 Fevereiro, 2014

Quem vai acompanhando os canais noticiosos já teve oportunidade de reparar na existência de um mercado desregulado de comentadores profissionais e não federados. Não se trata de um grupo de pessoas conhecido por exercer actividades extra-comentário, exceptuando, em alguns casos, a docência em estabelecimentos de ensino superior para futuros comentadores.

A coisa funciona assim: o político fala, o comentador comenta, o jornalista avalia o comentário, o homem-rede-social comenta o comentador e é comentado por outros homem-rede-social-comentadores que também comentam, em pleno diálogo, o comentado que comentou o político e tem acesso ao comentário privado com outros políticos, também eles comentáveis e comentadores.

Não há nada de errado nisto: funciona como a liga de honra e a 2ª liga. Algumas redes sociais são autênticas taças de Portugal, onde tudo comenta tudo com toda a gente, incluindo comentários dos comentados e dos comentadores de comentadores, esbatendo assim as fronteiras existentes entre quem influencia e quem é influenciado.

O único problema deste ecossistema é gerar nesta geometria riemanniana do n-comentário uma falsa percepção de relevância a alguns comentadores/comentados amplificada pelas variações familiares de “estavas tão bonito na televisão”. Na realidade, não é um problema; é uma especificação. E isso pode perfeitamente explicar o que Pedro Magalhães diz aqui, de que “há uma dissonância(…) entre o que as sondagens dizem sobre a opinião pública e aquilo que na opinião publicada se vai dizendo sobre o tema”.

9 comentários leave one →
  1. Joaquim Carreira Tapadinhas permalink
    23 Fevereiro, 2014 17:19

    Tudo isto não passa de conversa para adormecer o pagode e, como verificamos, tem resultado. Os espaços que são tentáveis estão todos ocupados pelos compadres do costume. Entretanto, a terra gira, mesmo que muitos disso não se apercebam disso. No final, tem de haver sempre um acerto de contas, mesmo que tarde a suceder. É dos livros!

    Gostar

  2. LTR permalink
    23 Fevereiro, 2014 18:00

    O jornalismo político nas TVs está quase completamente transformado e comentarismo explicador para atrasados mentais.

    Gostar

  3. JDGF permalink
    23 Fevereiro, 2014 18:34

    Pedro Magalhães fala do presente. O Congresso do PSD esteve muito virado para o passado. Só assim se explica a ‘promoção’ de Miguel Relvas.
    Dissonâncias há muitas, são como os chapéus…

    Gostar

  4. 23 Fevereiro, 2014 19:04

    Perante o manancial de informação que actualmente nos chega, ler ou ouvir em diagonal já não chega. É preciso filtragem. Não pela forma do falar mais alto ou escrever em negrito, mas pelo conteúdo.
    Assim como separar a palha do grão.
    E muito do comentário televisivo é palha.
    Há quem se alimente disso.

    Gostar

  5. licas permalink
    23 Fevereiro, 2014 22:05

    Quase grão . . .

    Lá pela Copacabana
    O que s´usa vem a ser
    O de chamar-se *grana*
    O que andas a *perceber*.

    Gostar

    • 24 Fevereiro, 2014 19:48

      Chover no molhado.
      Encher chouriços.
      Lamber o vomitado.
      Baralha e volta a dar o mesmo jogo.

      Enfim, estes engonhanços dão de comer a muito bico…

      Gostar

  6. @!@ permalink
    23 Fevereiro, 2014 23:28

    Ninguém viu/vê a casa dos segredos, ou coisa que o valha e no entanto todo o mundo comenta e não é que batem recordes.

    Gostar

  7. João Pires da Cruz permalink
    24 Fevereiro, 2014 07:40

    Como dizia Taleb com alguma plausibilidade, os media não servem para dizer a verdade, apenas para chamar a atenção. E não estando nós a falar de gente particularmente inteligente, é natural que chamem à atenção copiando-se uns aos outros.

    Gostar

  8. 24 Fevereiro, 2014 19:48

    Chover no molhado.
    Encher chouriços.
    Lamber o vomitado.
    Baralha e volta a dar o mesmo jogo.

    Enfim, estes engonhanços dão de comer a muito bico…

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: