Saltar para o conteúdo

A desmutualização das dívidas

24 Janeiro, 2015

Uma das regras do QE é a atribuição aos bancos nacionais da responsabilidade por 80% das compras de dívida. Isto implica que 80% do valor das compras de dívida alemã será garantida pelo banco central alemão e 80% do valor das compras de dívida portuguesa serão assumidas pelo Banco de Portugal. E, de certa forma, cada país passará a dever uma percentagem da sua dívida ao seu próprio banco central. Outra implicação desta regra é a transferência de dívida que actualmente está no BCE (que o BCE comprou aos vários países em dificuldade durante a crise) para bancos centrais nacionais, à medida que estas linhas de crédito forem sendo substituídas. Isto são eurobonds ao contrário. Em vez de uma progressiva integração da política orçamental e monetária, o que foi feito foi uma separação de responsabilidades pela acção dos bancos centrais. Os investidores privados vão entender isto como um risco acrescido de fraccionamento da zona euro e a médio prazo isso vai notar-se nas taxas de juro, sobretudo nos países que seguirem política orçamentais laxistas pensando que o QE resolve tudo.

Está encontrado um mecanismo pelo qual um país vai saindo da zona euro sem choques. Um dia descobre-se que Portugal só deve ao Banco de Portugal e que os spreads de taxa de juro em relação à Alemanha são tão elevados que na prática os dois países têm moedas diferentes.

26 comentários leave one →
  1. anti-comuna permalink
    24 Janeiro, 2015 14:58

    Ora aqui está uma opinião sensata mas que muitos poucos se aperceberam.

    “Isto são eurobonds ao contrário. Em vez de uma progressiva integração da política orçamental e monetária, o que foi feito foi uma separação de responsabilidades pela acção dos bancos centrais. Os investidores privados vão entender isto como um risco acrescido de fraccionamento da zona euro e a médio prazo isso vai notar-se nas taxas de juro, sobretudo nos países que seguirem política orçamentais laxistas pensando que o QE resolve tudo.”

    Isto foi uma grande vitória da Alemanha. Na prática a solução é pior para países como Portugal mas a opinião vigente é que isto é uma vitória dos laxistas. Não o é.

    Mas precisamente por have impressões monetárias cujos custos podem ser acarretados a cada estado-membro da Euroárea é que a Alemanha conseguiu o seu “cavalo-de-troia”. Vai obrigar os países a serem bem comportados ou sairão do euro e pagarão grande parte dos custos dessa saída.

    A boa noticia é que, como os Tratados exigem que os orçamentos sejam equilibrados, na prática a Dívida Pública comprada pelos bancos centrais “nacionais” desaparecerá com o tempo. E isso acabará por gerar taxas de juro próximas do zero ou negativas num novo eventual credit crunch internacional.

    A Alemanha pode ter cedido nalguma coisa mas o que obteve em troca é gigantesco. Há que dar os parabéns à Merkel e ao seu Ministro das Finanças, que vê melhor sentado numa cadeira de rodas que muitos Costas em bicos de pé.

    Na verdade a tal odiada inflação não se nota nos demais indicadores económicos. Os dados da deflação:

    http://ec.europa.eu/eurostat/documents/2995521/6483802/2-16012015-AP-EN.pdf/b69dcfc9-4b9e-495a-b25b-84d93356b61a

    A queda nos preços não implicou um aumento da poupança na Euroárea:

    http://ec.europa.eu/eurostat/documents/2995521/6483014/2-20012015-BP-EN.pdf/6d28bd6b-9841-409d-bb57-373e2de719d6

    E até nem prejudicou as vendas a retalho:

    http://ec.europa.eu/eurostat/documents/2995521/6457850/4-08012015-AP-EN.pdf/2485bc37-47db-4889-8cc6-69602173b89e

    Pelo contrário. Os preços mais baratos na europa provocaram uma subida nas vendas a retalho e na procura interna europeia. Confirmando outra ideia bastante antiga mas que a nova escola de socialistas não conhece:

    http://en.wikipedia.org/wiki/Jevons_paradox

    Este “lei económica” diz-nos que, quanto mais baixos os preços, mais se consome um determinado bem. A menos que ele seja substituído por um outro ou uma nova tecnologia. Mas existe no mundo um poderoso grupo de interesses que enriquece quando há impressões mnetárias. Sim, os mais ricos das sociedades são os mais beneficiados com as impressões monetárias, não os mais pobres. Mas, curiosamente, os socialistas que dizem defender os pobres acavalitam-se aos ricos, tal como no BES, e exigem impressões monetárias. Sacrificando os mais pobres.

    O corolário lógico da acção dos socialistas é este. Eles tentam criar mais pobres para ganharem mais votos e a manutenção do poder. Porque, sem tantos pobres, como poderiam-nos usar para as suas vitórias eleitorais?

    Gostar

    • Alexandre Carvalho da Silveira permalink
      24 Janeiro, 2015 18:01

      “Isto são as eurobonds ao contrário”. Pois são, e afastam definitivamente qualquer ideia de mutualização das dividas. Por isso, não se percebe bem a satisfação dos socialistas com uma solução que é o contrário do que eles andam há anos a defender.

      Gostar

      • Bolota permalink
        24 Janeiro, 2015 23:02

        PAULO PORTAS METE GIRL NO BANCO DE FOMENTO

        Gostar

      • Bolota permalink
        24 Janeiro, 2015 23:04

        O que não percebes????

        Maria João Nunes, vogal da Comissão Concelhia do Porto do CDS e técnica do departamento de Turismo da Câmara Municipal do Porto (CMP), não tem experiência de gestão bancária nem ligação a empresas.

        Nos últimos 10 anos, a sua carreira repartiu-se pelo gabinete municipal de turismo e cargos autárquicos em juntas de freguesia. Licenciada em Direito, Maria João tem a particularidade de ser casada com Rui Morais, autor da reforma fiscal tão elogiada pelo CDS e Paulo Portas.

        Gostar

      • Portela Menos 1 permalink
        25 Janeiro, 2015 00:11

        Bolota, o tema não é “boys&girls” 🙂

        Gostar

      • Alexandre Carvalho da Silveira permalink
        25 Janeiro, 2015 01:10

        Este é o verdadeiro retrato da Grécia desde há muitos anos. Querem os bolotas e os portelas continuar a contribuir para sustentar aqueles chulos que meteram na cabeça que têm de viver à custa dos outros europeus, incluindo nós portugueses?

        http://www.rtp.pt/noticias/index.php?article=799532&tm=7&layout=122&visual=61

        Gostar

      • Portela Menos 1 permalink
        25 Janeiro, 2015 01:43

        10% dos gregos não têm electricidade por não terem dinheiro para pagar o consumo.

        Gostar

      • Portela Menos 1 permalink
        25 Janeiro, 2015 02:00

        só a Grécia para ver a direita a citar o canal público 🙂

        Gostar

      • Bolota permalink
        25 Janeiro, 2015 13:21

        Alentejano d´Évora, Alex,

        O Bolota nã quer nada, o Bolota quer saber é onde andam os marmanjos que levaram a Grécia até ali.

        Dizem vocês muitas vezes de papo cheio, deixem os mercados funcionar. Neste caso deixem funcionar a democracia e depois logo tiras elações. ganhe quem ganhar, as eleições são ou não são legitimas??? Mas tenho a impressão que vais ficar embuchado

        Já que falaste em chulos….

        Gostar

      • Bolota permalink
        25 Janeiro, 2015 13:28

        Portela,

        Eu nã fugi ao tema, até porque o tema era bancos e a girls passa de técnica de Turismo para um alto quadro do banco de fomento o tal que vai safar a gente todos.

        Porque não falou Portas com o Labreta Soares e foi buscar um técnico ao quadro de mobilidade ou aqueles que vão ser ( requalificados) despedidos para ocuparem o lugar???

        Gostar

    • Portela Menos 1 permalink
      25 Janeiro, 2015 00:13

      1/3 de gregos na pobreza, 10% sem electriciade, mais de 50% de jovens desempregados. Tudo por culpa da … esquerda radical !

      Gostar

      • anónimo permalink
        25 Janeiro, 2015 06:34

        Não, culpa da esquerda radical, não. Por culpa, isso sim, de terem andado a viver á pala e de terem esgotado a mama.
        Toda a gente sabe, pá.
        A esquerda radical vai apenas aumentar os pobres para 2/3, para 20% os sem electricidade, e dar emprego aos jovens em milicas motorizadas com camisas vermelhas para defender a revolução.
        Ah, e os homossexuais gregos vão poder adoptar crianças.

        Gostar

      • Alexandre Carvalho da Silveira permalink
        25 Janeiro, 2015 14:10

        Por culpa minha é que não é de certeza absoluta. De qualquer maneira tenho muito mais pena dos naturais da generalidade dos países africanos, que esses sim, vivem na maior das pobrezas do que de gente que sempre quis viver à custa do orçamento. Dos outros, claro está.

        Gostar

  2. JCA permalink
    24 Janeiro, 2015 15:17

    .
    Otras implicações:
    .
    as notas novas custam o papel e as tintas de impressão das maquinas de offset. Ou seja quase zero ao BCE
    .
    Essa papelada impressa é metida nos Bancos a esmagadora mairia tecnicamente falida (os bailouts afinal não passaram doutro saque de Empresas Privadas, os Bancos, aos impostos dos Países inteiros; tomara as Empresas falidas dos ramos Economicos terem o mesmo milagre que essas Empresas Financeiras)
    .
    Esse dinheiro uma pequena parte não chegará generosamente às PME mas às Grandes Empresas tão falidas tecnicamente como os Bancos mas com numeros de balanço para embasbacar,
    .
    a parte mais substancial ao Consumo como bazooka para promover importações maciças do Centro da Europa, o bilhete de ida e volta, regressará à Alemanha, a França e a Italia mais umas mogalhas aos Escandinavos e umas migalhintas ao do Sul e à Irlanda (a Gra Bretanha é doutras colheitas) e o que restar, ou que cada Banco char que deve sobrar à medida do freguês, será jogado em Singapura e na Asia atraves ou não de offshoresdas quais até nem sou inimigo pois os não offshores é que andam a dormir naforma, os tais dos pelotões da frente & Cª Lda),
    .
    No lavar dos cestos para nós como é que este filme termina:
    .
    mais gente com a corda na garganta por simploriamente se ter deixado iludir fantasiando-se como consumeidor fabricado, isto é, deixando-se aliciar para se empenhar-se em empréstimos ao Consumo (isto é que é boa vida ..) que nunca conseguirá pagar. O mesmo filme anterior que rebentou com a Austeridade.
    .
    As Empresas Porugueses estimuladas por tal credito, acreditarão estar num novo ciclo de crescimento sustentado, irão aumentar os seus compromissos fixos com instalações maiores, mais empregados, mais equipamentos etc,a velha fantasia que a poucos anos dará novamente o mesmo resultado que o anterior ciclo: falências e despedimentos em massa e toda essa cantilena que nestes ultimos 5 anos experimentámos de cor e salteado.
    .
    A inflação aumentará os preços das energias, especialmente o petroleo; estas tretas de gasolina e gasoleo a baixar preços vão ser pagos com lingua de palmo a curto orazo.
    .
    etc etc.
    .
    A nivel Europeu nem se fala, nem vale a pena estar a asustar os votantes. Já chega o que o BCE preparou conscientemente à poirta de casa de cada um.
    .
    E os politicos, coitados, amocham e ponto final. Não os têm no sítio. A vidinha custa a todos. Então se escrava da vaidade e da fantasia ainda é muito mais cara, o bicho é caro para engordar, só umas gamelas de corrupção pela porta do cavalo enchem a coisa. E como há, tudo numa boa.
    .
    Nada contra. Que é, é. E quem se queixa que se apresente ao serviço de cara destapada. Se é medroso reclama para si proprio, não chatei os outros com as suas fantasias e tretas.
    .
    Servido a frio, com reserva de opinião, e qb a gosto de cada comensal.
    .
    Assunto arrumado na 1ª vamada, a da dialetica e dos explicadores da elite vulgares como qualquer jornalista estagiário, mas que se arrogam de fazer opinião publica ou até serem eles a opinião publica.
    .
    É isto Politica estadista.
    .

    .

    Gostar

  3. 24 Janeiro, 2015 15:54

    Parabéns J.M. “… Está encontrado um mecanismo pelo qual um país vai saindo da zona euro sem choques….”. Exacto.

    A partir de Março o “BdP” deixa de ser uma das sucursais do etéreo BCE -cognome do D. BundesB- e passa a ser um realmente 80% genuíno, falído, etéreo BdPortugal.

    Passos colaborou (que remédio) e sorri. O PS/Costa, como habitualmete, está preocupado com os magnos egos de meia dúzia de fuf** …

    Gostar

    • Euro2cent permalink
      24 Janeiro, 2015 23:49

      > Parabéns J.M.

      Bis. Obrigado pela explicação clara e simples.

      Gostar

  4. 24 Janeiro, 2015 17:36

    Será que é agora que os eleitores vão perceber que devem eleger gente capaz de gerir bem com o próprio dinheiro e assumir a responsabilidade da independecia nacional?

    Gostar

    • Duarte de Aviz permalink
      25 Janeiro, 2015 07:29

      Desculpe mas não entendo latim. Assinado: A Costa, Lisboa

      Gostar

  5. Fernando S permalink
    24 Janeiro, 2015 17:53

    JS : “Passos colaborou (que remédio) e sorri.”

    Passos não colaborou nem sorri… Para sorrir ha outros “idiotas” à direita !…
    Justiça lhe seja feita, Passos Coelho tem dito e repetido que a salvação não vem de qualquer QE ou mutualização da divida mas sim do nosso pequeno e insignificante pais ir fazendo o seu trabalho de casa, isto é, consolidando as finanças publicas e fazendo reformas estruturais. O mehor meio de ir obtendo alguma ajuda dos outros é indo mostrando que essa ajuda não serve nem vai servir para voltar à mama anterior !
    Estas medidas do BCE, tal como se apresentam, são mais uma prova disto mesmo.
    Os almoços continuam a não ser gratis !

    Gostar

    • JCA permalink
      25 Janeiro, 2015 15:11

      .
      E acha mesmo que é verdaede “essa coisa a salvação não vem de qualquer QE ou mutualização da divida mas sim do nosso pequeno e insignificante pais ir fazendo o seu trabalho de casa” ?
      .
      Eu não vejo nem essa casa onde se devia fazer o trabalho nem esse trabalhos que deveria ser feito nessa casa. A CASA continua a mesma e o TRABALHO extamente o mesmo. A unica diferença, e aqui tiro o chapéu, mais umas receitas de casa de penhores para ter os tostões para a CASA continuar a mesma e o TRABALHO exatamente o mesmo,
      .
      mas pronto, viveu-se mais uns anitos carunchosos.
      .
      Não tem em si nada de mal numa analise rude, a caruncho continuou a viver, a madeirazita ainda se aguenta e enquanto o pau vai e vem folga-se as costas; ou mais xpto, o ultimo a sair que apague a luz,
      .
      mas ao nivel de estadismo a comandar um País, se não querem País por tal e coisa coisa e tal, uma grupo de gajos que se irmanam na irmandade de serem portugueses, isto é uma grande merda travestida de sucesso duns enroupados para quem o must é umas merdas numas offshores, umas barracas no algarve ou uns coches de motor V8.
      .
      Ora para quem palmilhou já muito mundo, e sabe como é, mas vale o pato donald. Para não falar, e doi-me ao afirmar isto, do Costa que na Campanha Eleitoral irá ser conhecido ‘como o gajo vendedor do stand de automoveis’, proibe para totalitariamente agradar ao lobby dos coches boches, francius e italianos, vendedor de carros novos.
      .
      E aqui nem Passos, nem Seguro, nem a restante rapaziada a teatralizar (e nestes do teatro há os sérios, os que se assumem direto que são artistas de teatro, profissionais) podem alapar-se para chico-espertismos para ?ganhar’ (sabe deus como) com os tais dossiers, se mandas esse, eu tenhyo cá este teu etc e tal, e chamam-lhe democracia),
      .
      porque ssa coisa do ‘socrates’ que tanta conversa e treta tem sido badalada nas bocas santas da radio, mises e rolos de cabeleiro de caras ‘lindas cheias de brushes, botox e pó de arroz para vender velho por jovem), e gajada a rabiscar garatujos nos jornais encantada consigo propria ‘eu sou o maior, admiro-me tanto’ mas que só manda bocas para a geral,
      .
      e como ia dizendo se o Socrates não tiver lá uns ‘dossierzitos’ dos outrs, e se não souber negocià-los digamos nunca teve a capacidade para isso, voluntarista é como pneu cheio perfeito por bombas de ar mas é bonito nunca percebeu é quem o pôs bonito’
      .
      como ia dizendo se o Socrates não os tover está feito ao bife: os outros serão carne de lombo, da boa.
      .
      Ora este romnce assim descrito é o retrato da alienação duma elite que teve o mérito de saber por-se em poder. Mas apenas isso, estendeu-se ao comprido, faltou o resto. E este não é para todos. É muito mais que a oratoria, o falar bem, o vicio de lingua do professor quando bem fala mas pouco atavia.
      .
      Aquela coisa dos estadistas. Apesar de, ainda simpatizo com Costa e para não voatr contra ele, ou votarei branco ou abster-me-ei. E como esta contagem de papeis de rebuçado no caixote, como é feita, não dá bolas de cautechou como os bonecos da bola, em termos de cidadania conjugados com os pessoais fico em paz com deus.
      .
      Bem hajam, especialmente quando é tudo gente de boa fé.
      .

      Gostar

  6. Luís permalink
    24 Janeiro, 2015 18:30

    Em boa verdade as Reformas têm de continuar. E tudo «parou» desde que Vítor Gaspar e Álvaro dos Santos Pereira saíram.

    Portugal precisa de uma a duas décadas para «entrar nos eixos», e de três a quatro décadas para ser um país «sustentável», resistente às sucessivas crises internacionais.

    Gostar

    • JCA permalink
      25 Janeiro, 2015 15:37

      .
      Tem a certeza que Gaspar e Alvaro SABIAM como reformar ? Tem mesmo a certeza ABSOLUTA ? Baseado em self made man que nunca precisaram do Estado para terem o seu ordenado ao fim do mês e ainda pagarem a outros mais X ordenados ao fim do mês ? E ao mesmo tempo serem defensores acérrimos do atual estágio civilizacional na Saúde, na Educação, no Apoio no Desemprego, nas Pensões de Velhice ?
      .
      Que oportunistas chamam de ‘estado social’ armados em cagões inteletuais ?
      .
      E veja lá, são patrões Os mesmos que odeiam a chico espertice duns banqueirozitos do grupo finanças privadas irmãos gémeos dos FinançasP Publicas cavaqueritico-soaro-psdista-portistas-jeronimosalmossindicatoAoLadoDosEmpregadosPOrqueOsDesempregadosParaGarantiremOdosEmpregadosSaoMerdaNaoSaoTrabalhadoresSaoEscroques.
      .
      Quem diria que a esmagadora dos ‘amaldiçoados’ patrões que ‘roubam tudo’ pensam assim ? Claro que lá na nomenklatira, a rapaziada na bicha para abichar como habitalmente o dinheirame que a União Europeia, mais esperta que eles, cá despeja, e mais esperta porque depois de tanto estão falidos, esses não contam. São acidentes de percurso, só rezo que algum dia não lhes peçam as contas nalgum 4 de Julho ………
      .
      E ora portanto, é com isto tudo que por ora se tem de ir vivendo.
      .
      E para sossegar algumas almas anticomunistas sempre assuatadas porque sim e porque não, o Siriza é apenas outra versão do Capitalismo, entre os vários que racharam depois do muro de Berlim que garantia a tranquilidade dum só, e caindo abriu a caixa de pandora não contra o Comunismo que faleceu, mas entre as sérias divergências entre o Capitalismo, algumas até com vestimentas religiosas fundamentalistas. Azar do Capitalismo.
      .
      Mas isto as elites, os politologos, os escribas e os falantes da Comunicação estão a anos luz. Rende mais ao prazo do fim do mês, o curto desses pensamentos, mandar umas bocas para a geral, à balda, desde que cante bem tá feito, mais uns euritos daqui e dacolá para compor o vencimento ao fim do mês.
      .
      E nada contra. Salvo estarem no sitio errado no momento errado. A culpa de quem os põe lá, para escudo ou muro de berlim ou de jerusalem, para se protegerem do mesmo que os escudeiros.
      .
      Mas a vida continua. Sempre. Inté e depois do inté, quais moscas a esvoaçarem, doidas ou hiperativas, a lutarem a lutarem …. mas nunca saiem da garrafa … está arrolhada … e coitados nunca saberão tirar a rolha mas que pensem que ……. Quando se cansarem, cairem exaustas, chegará quem com dois deitos desarrolha a garrafa e solta a Liberalização destas Sociedades, incluindo as dos ISIS e tal e coia e coisa e tal tudo frua do mesmo cesto. E o NOVO CAPITALISMO resplandecerá. com moeda, automatos, automatização etc e tudo.
      .
      O resto é deixálos esbracejar até cairem exaustos sozinhos, as morrerão felizes, num sonho eventualmente prematuros.
      .

      .

      Gostar

      • JCA permalink
        25 Janeiro, 2015 16:13

        “finanças privadas irmãos gémeos dos FinançasP Publicas cavaqueritico-soaro-psdista-portistas-jeronimosalmossindicatoAoLadoDosEmpregadosPOrqueOsDesempregadosParaGarantiremOdosEmpregadosSaoMerdaNaoSaoTrabalhadoresSaoEscroques.”
        .
        adenda, não citei mais nomes por desnecessário,
        .
        ou seja não nemieei os sucedidos por novos sucessores, ou por terem perdido ou por matreirice estes fazem o mesmo que eu mas mais subtil portanto protegem-me são mais do mesmo do meu.

        E não citei porque acredito no biblico ‘nã vale a pena chorar sobre o leite derraado’
        .
        salvo os contadores de tretas, certa mancha jornalista ou fornaleira dá no mesmo quando são contadores de ‘historias da carochnha para adormecer miudagem de tenra idade’.

        ou por força proficcional, artistas de opera comedia teatro revista musica ou vulgo historiadores que a profissão é relatarem o Passado e mesmo assim cada um com sua verdade e narrativa, à vontade do freguês. E para cada um destes, de facto descobrir a verdade tal qual um cientistas o faz para o protao ou dna, nas coisas da história é preciso suar muito, e custa, mais facil alapar no sidecar da mota do que está na moda. SEm reparo a nonguém, um apenas é a vida e nessa camada ‘intermédia’ cada um safa.se para tentar ‘brilhar’ como pode. Complexo não é, dizem os do ‘Impinge Socialmente’, jornaleiros, radialistas ou televistas, afinal à busca do mesmo.
        .
        E tal e tal, a nivel dessa camada, não há satos nem pecadores. Apenas iguais porque nas camadas acima nada mais aparece difernte.
        .
        Felizmente não fui talhado nem para acartar os sofrimentos dos outros nem para dar perolas a porcos. Se um dia resolverem que estão dispostos a mais do mesmo, apitem. E mesmo assim não sei, nem alguns pouquissimos iguais, se valerá a pena as chatices. Portanto, be happy, não se queixem.
        .

        .

        Gostar

  7. 24 Janeiro, 2015 19:03

    #5 FS. Tem toda a razão. O PM sorri das perguntas e exclamações imbecis que as oposições e certos imberbes jornalistas estão e vão continuar a debitar e porque também sabe muito bem o que realmente aconteceu. Rir é outra história. Mesmo que deixe de ser PM, sai de cabeça muito erguida. E obrigou quem se segue a ter algum juízo.

    J.M. topou logo. “…Um dia descobre-se que Portugal só deve ao Banco de Portugal e que os spreads de taxa de juro em relação à Alemanha são tão elevados que na prática os dois países têm moedas diferentes”.

    Ps1-Será que as empresas nacionais poderão ir pedir emprestado a bancos não nacionais?.

    Ps2-Chamar a isto QE é torcer os usos anterores do termo. Draghi apenas fez o que lhe mandaram fazer.

    Gostar

  8. Fernando S permalink
    25 Janeiro, 2015 15:01

    Bolota (25 Janeiro, 2015 13:21) :
    “… onde andam os marmanjos que levaram a Grécia até ali.”

    Foram muitos. Gregos, naturalmente.
    Foram todos aqueles que, de algum modo, aceitaram, contribuiram e beneficiaram de uma politica de gastos excessivos, muito acima daquilo que a Grécia podia razoavelmente fazer. Incluindo muitos daqueles que sofreram e sofrem hoje as consequencias daquelas politicas irresponsaveis. E incluindo mesmo a esmagadora maioria daqueles que agora vão votar pelo Syriza.
    Mas podemos especificar mais as responsabilidades politicas.
    Foram desde logo, claro está, os que (des) governaram a Grécia durante anos e anos. O que remete para os partidos de governo, naturalmente, socialistas e direita moderada.
    Foram ainda partidos, sindicatos de trabalhadores e patronais, organizações e movimentos diversos da sociedade civil, que, embora não fazendo directamente parte do arco da governação, detinham posições de poder e contra-poder que permitiram pressionar no sentido da manutenção e do reforço das tais politicas irresponsaveis. Em particular, estas forças opuseram-se sempre a qualquer intenção e tentativa de reformas tentendes a inverter aquelas politicas. No fim de contas, estas forças apenas se opunham aos partios da governação na medida em que queriam ainda mais do que eram já politicas irresponsáveis. As ideias, os sectores, as forças politicas, que hoje estão na base do Syriza e o apoiam veem precisamente desta área politica.
    De resto, esta área politica, os principais dirigentes e militantes actuais do Syriza à cabeça, foram dos principais responsáveis pelas resistencias dos ultimos anos às reformas que a Grécia deveria ter feito, e apenas em parte fez, para tirar o pais da situação de crise e impasse a que chegou.
    Sim, o Syriza e tudo o que respresenta tem uma enorme responsabilidade naquilo que levou e manteve a Grécia na situação dificil a que chegou.

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers gostam disto: