Skip to content

as 50 sombras de garcia pereira

4 Dezembro, 2015
by

Custa ler o artigo, ontem publicado na revista Sábado, sobre o MRPP e a zanga entre Arnaldo Matos e o seu obediente discípulo Garcia Pereira. O género de relações existentes no pequeno grupo de dirigentes de um partido que, em legislativas, ainda recolhe mais de 50 mil votos, faz lembrar mais as práticas de um grupo sadomasoquista hardcore do que as de um agrupamento político. Em breves palavras, o MRPP era (é?) dirigido, na sombra, por um dominatrix chamado Arnaldo Matos, tratado, com veneração e temor, pelo nome másculo de «Espártaco», ou, em alternativa, por «”O” camarada». Neste último caso, o artigo definido é colocado em maiúscula para afirmar devidamente o ascendente que aquele cujo nome não pode sequer ser dito mantinha e mantém sobre uma verdadeira horda de palermas chefiada, até há pouco, por Garcia Pereira, um sujeito que ensina Direito em várias Faculdades. Depois, como numa relação sadomaso de grau extremo, «”O” camarada” tratava mal os seus submissos, insultava-os, ameaçava-os, torturava-os psicologicamente e obrigava-os a trabalhar para o servirem pessoalmente, com sacrifício, dor e humilhação. O medo que os escravos tinham do dono era imenso e, mesmo quando ele não estava fisicamente presente, os mecanismos de submissão e sujeição total à sua personalidade dominadora não desapareciam. Por sua vez, quando “O” senhor queria castigar os escravos, e isto acontecia mesmo que eles nada tivessem feito para o merecer, obriga-os à «autocrítica». A «autocrítica» consiste num exercício de pura humilhação pessoal dos escravos de Matos, que, em resposta à voz do dono, confessam, publica e submissamente, as «faltas» que obviamente não cometeram, como aconteceu recentemente com Garcia Pereira, que, depois de um enxovalho público que lhe infligiu «”O” camarada», redigiu estas singelas palavras: «Camaradas, esta é a justa crítica que o camarada Arnaldo Matos me dirigiu (…) Tenho de conseguir reflectir seriamente em todas as minhas tarefas e responsabilidades», escreveu o pobre diabo, numa carta dirigida aos colegas de partido. O que é mais admirável nesta história toda não são tanto as relações de escravidão a que Arnaldo Matos submetia Garcia Pereira e os seus submissos. O sadomasoquismo é uma prática antiga como o mundo que atrai incontáveis adeptos e, numa sociedade livre, deve ser tolerada, desde que não afecte mais ninguém para além seus adeptos. Todavia, os cultores do sadomasoquismo mantêm relações consentidas, das quais retiram, quase sempre, prazer físico e sexual. Aqui, no MRPP, que se saiba, «”O” camarada» nem sequer ia com eles para a cama. É só mesmo apanhar porrada pela porrada.

spanking

Anúncios
20 comentários leave one →
  1. 4 Dezembro, 2015 11:40

    Sim; aquilo é doença, não tenha a menor dúvida. Agora imagine alguém cuja vida inteira foi isto. Acha que aos 60 anos ou mais, alguém vai a tempo de se descartar de uma vida?

    Não vai. Mas há uma compensação- a loucura também foi bem paga. Estão todos ricos à conta dela.

    Gostar

  2. zazie permalink
    4 Dezembro, 2015 11:42

    Mas no PCP a coisa não será assim tão diferente. Com umas nuances, estes grupos vivem destas estranhas fidelidades a gurus e profetas e a uma cartilha.

    Liked by 1 person

  3. zazie permalink
    4 Dezembro, 2015 11:42

    Os menos malucos saem; ficam sempre os retardados mentais até ao fim.

    Liked by 1 person

  4. anti-comuna permalink
    4 Dezembro, 2015 11:50

    O comportamento deles, dos militantes que seguiam o seu guru (há partidos que mais parecem estranhas seitas religiosas), não é muito diferente dos mérdia Portugueses. Um bom exemplo. Atente-se à propaganda política vertida sob a forma de “jornalismo”:

    “Governo de Passos Coelho falhou meta do défice até setembro

    A Unidade Técnica de Apoio Orçamental estima que o défice das administrações públicas, em contas nacionais, tenha ficado nos 3,7% entre janeiro e setembro deste ano, um valor acima da meta do anterior Governo para a totalidade do ano.”

    in http://tinyurl.com/zyhc975

    Isto não é jornalismo. É um comportamento de seita, onde se mente, sim, se mente descaradamente, para vender partidos políticos.

    O próprio cabeçalho da noticia mente. A meta do défice até Setembro não falhou, pois o défice está abaixo das previsões orçamentadas precisamente até ao fim desse mês.

    Para justificar a propaganda política mentirosa, a noticia depois diz que o défice está acima do valor para a totalidade do ano. lol

    Mas então o défice até Setembro pode ser comparado até ao do final do ano? 🙂

    Isto é um comportamento de seita. Não é jornalismo, é lixo mediático propagandistico. E é isto que a direita tem que começar a combater. Já que os partidos de esquerda são fracos, o jornalismo tenta-se substituir aos partidos de esquerda no “combate à direita”.

    É evidente que, perante tanto lixo jornalistico, não admira a crise deles. Se eles fazem lixo jornalistico, quem é que vai pagar por este tipo de “informação”? lol

    São as tais sombras dos militantes das seitas políticas Portuguesas. 🙂

    Liked by 3 people

    • António Costa é o Salvador permalink
      4 Dezembro, 2015 12:12

      Exacto, para além disso neste mês é entre o IVA trimestral da restauração, mais a receita de IRS extra através do subsidio de Natal. É a imprensa xuxa que temos.

      Liked by 1 person

      • anti-comuna permalink
        4 Dezembro, 2015 12:58

        Sem falar em receitas fiscais ligadas ao consumo, que tem na época de Natal uma forte adesão.

        Se bem que este ano pode não acontecer tal, face à desconfiança que esta geringonça está a provocar. Mas se o padrão se manter, face aos resultados conhecidos até Outubro, inclusivé, um défice abaixo dos 3% é razoavelmente conseguido.

        O problema é se estes tipos novos que lá estão não sabem como estancar as despesas. O novo ministro das finanças é um completo flop. Pior ainda que o Teixeira dos Santos. 😉

        É o excel centeio:

        Liked by 1 person

    • anti-comuna permalink
      4 Dezembro, 2015 12:21

      Há uns meses atrás, a mesma propaganda noticiosa:

      “UTAO considera que meta do défice está em risco

      Défice terá ficado em 4,9% no primeiro semestre deste ano. Finanças terão de conseguir execução extraordinária para corrigir desvio.”

      in http://tinyurl.com/zksggy2

      A UTAO, nestes anos, conseguiu ganhar o respeito de muita gente. Tem-se pautado por não seguir as orientações governamentais e focando aspectos negativos que encontra nas execuções orçamentais. Muitas vezes exagerou e, aqui é que a porca torce o rabo, o jornalismo militante distorce muitas vezes (ou carrega nalguns pontos e fecha os olhos a outros), o que a UTAO emite.

      Mas agora teremos um teste real à UTAO. Veremos se será tão rigorosa na análise aos documentos do novo governo como o foi ao do governo anterior. Se a UTAO manter os mesmos critérios de avisos e continuar conservadora nas suas análises, todos nós temos a ganhar.

      Mas também teremos o teste ao jornalismo militante. Se farão noticias mentirosas como as têm feito, atirando para cima da UTAO o ónus de, bastantes vezes, ter feito má figura, porque confundem avisos e recomendações com reprimendas baseadas em riscos efectivos de violações dos compromissos orçamentais.

      Já há uns meses atrás houve burburinho pelo tal défice semestral comparado com o anual. O objectivo do jornalismo militante foi tentar descredibilizar o governo. Hoje continuam igual. Veremos é se continuarão a fazer o mesmo quando os orçamentos socialistas começarem a ser apresentados. No tempo do Sócrates, o Teixeira dos Santos aldrabava e o jornalismo militante batia palmas. O resultado? Tanta habilidade e “seriedade” do Teixeira dos Santos deu numa bancarrota, tal era o “rigor técnico” do pastelão.

      E a avaliar pela figura do novo ministro das finanças e seus erros constantes e até infelizes (ficou de cabeça perdida quando chegou ao ministério e não encontrou um esboço de um OE, mostrando que não faz a minima ideia de que como se faz um lol ), é de desconfiar que esta má imprensa irá servir o sue jornalismo militante e elogiar a “capacidade técnica do ministro”. Como fizeram ao Teixeira dos Santos. E os resultados não deverão ser diferentes. Tanto rigor técnico deu numa bancarrota e um completo caos nas contas públicas.

      A direita tem que começar esta forma de propaganda política vertidas nos mérdia como jornalismo informativo.

      Liked by 1 person

    • antónio permalink
      4 Dezembro, 2015 14:24

      O Jornal do Camões não é para levar a sério. O Jornal do meu querido Porto transformou-se num pasquim amestrado ao serviço de um conluio que exige uma operação “mãos limpas”.

      Gostar

    • A.Lopes permalink
      4 Dezembro, 2015 15:05

      Atenção, caro anti-comuna:no post abaixo: não é “se se manter” mas “se se mantiver”! Corrija, pois doutra forma, já sabe que os mixordeiros, vão cair-lhe em cima!

      Gostar

      • anti-comuna permalink
        4 Dezembro, 2015 15:11

        Obrigado. Eu ando na dúvida se é manter ou mantiver. 😉

        Falho cada vez mais no meu “pretoguês”. Obrigado pela chamada de atenção. 🙂

        Vou tentar evitar o erro na próxima.

        Gostar

      • Chopin permalink
        4 Dezembro, 2015 15:38

        Cuidado com a hortografia.

        Gostar

  5. Tiradentes permalink
    4 Dezembro, 2015 12:23

    Por aqui temos um exemplo muito parecido denominado comida para porcos( não deve ser por acaso).

    Gostar

  6. José Coimbra permalink
    4 Dezembro, 2015 14:24

    Que admiração. Stalin e Mao não fizeram exactamente o mesmo, no seu tempo?

    Gostar

    • Carlos Dias permalink
      4 Dezembro, 2015 18:10

      O Stalin até mandou rapar o cabelo juntamente com os miolos ao Trotsky.
      É por isso que o BE (facção IV internacional) não tira selfies com os estalinistas do PCP

      Gostar

  7. Carlos Dias permalink
    4 Dezembro, 2015 15:53

    Não concordo de maneira nenhuma com este post.
    Claro que todos sabemos que nascemos com o pecado original (sexo, música, drogas, etc).
    Felizmente que há papas, mulahs, rabis, médiuns, secretários gerais, comissários políticos e merdas do género que sabem coisas que não lembra ao diabo.
    Se não fossem eles isto seria uma tal bandalheira que o Jerónimo e quejandos teriam sido reformados compulsivamente à décadas (a Martins teria sido à menos tempo).
    (O Costa foi mas não quis).
    Quanto ao MRPP só sei que o Pereira é o que é por ter sido o que foi.
    O Arnaldo é o que é por ser quem é (politicamente falando).
    O BE é o que é por parecer quem nãp é.
    A maçonaria é o que são.

    Gostar

  8. 4 Dezembro, 2015 16:41

    Excelente. A vantagem destes comicos é que não governam e por isso o circo fica relativamente barato.

    Gostar

  9. 4 Dezembro, 2015 20:32

    è a garantia de empochar um milhão e tal de euros todos os anos que mantém esta chama MRPP viva. Penso eu de que…

    Liked by 1 person

  10. 6 Dezembro, 2015 09:12

    ALUADA INFANTIL. que se revela nas metáforas,

    Tem um grande futuro atrás de si – como disseram de outro (que vaim a PR).

    O dela, é na bundinha…

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: