Skip to content

Vai o ministro exigir a demissão de alguém?

12 Abril, 2016

Professora com cancro agredida por alunas na aula. Uma professora com 55 anos, da EB 2,3 de Nogueira, em Braga, foi insultada e agredida por duas alunas, de 15 e 16 anos, no final de uma aula de Educação Tecnológica, pelas 13.20 horas desta segunda-feira.
Segundo o JN apurou, a estudante mais velha acabou mesmo por arrancar cabelo da docente, tal a força da agressão, a empurrar-lhe a cabeça contra uma parede.

Comparem-se as reacções a este caso e ao sucedido no Colégio Militar. No Colégio Militar o subdirector daquele colégio fez uma declaração que pode ser interpretada como discriminatória para os alunos homossexuais, tivemos logo o ministro da Defesa, Azeredo Lopes, a pedir explicações, considerando a “situação inaceitável” e o Presidente da República a aceitar o pedido de demissão do Chefe do Estado-Maior do Exército, general Carlos Jerónimo. Sem esquecer o BE que imediatamente requereu a audição do general Carlos Jerónimo para lhe perguntar se tinha conhecimento da “discriminação em função da orientação sexual”, existente no Colégio Militar. Entretanto o Vice-chefe do Estado-Maior do Exército também já se demitiu.

Aguarda-se por que seja pedida uma audição ao ministro da Educação para que seja esclarecido o sucedido na EB de Nogueira.

Anúncios
23 comentários leave one →
  1. Baptista da Silva permalink
    12 Abril, 2016 08:53

    Se a professora fosse lésbica a conversa era outra, mas como apenas tem cancro, nada feito.

    Liked by 3 people

  2. ali kath permalink
    12 Abril, 2016 09:05

    u boneca do vetriloco do soviete
    nada dirá nem farã
    não está autorizadi

    Gostar

  3. honi soit qui mal y pense permalink
    12 Abril, 2016 10:17

    Ao que parece as alunas queriam demonstrar os talentos como cabeleireiras , e por umas extensões na prof.
    É mau , começarem logo com essas coisas …

    Gostar

  4. campus permalink
    12 Abril, 2016 10:57

    Cara Helena, esse caso tem alguma coisa a ver com alguma causa fraturante ? Então pode esperar sentada.

    Liked by 2 people

  5. LTR permalink
    12 Abril, 2016 11:04

    Os assuntos são tratados ou abafados por critérios que revelam a teia mafiosa que une os pontos quase todos. Por exemplo, o que acontecerá hoje perante uma situação destas?

    “Panamá esconde milhões de José Sócrates”
    “A ES Enterprises foi a origem última das luvas pagas no Vale do Lobo.”

    Provavelmente vai passar lixo.

    Liked by 2 people

  6. EMS permalink
    12 Abril, 2016 11:05

    E há razão para se pedir a um ministro que intervenha numa situação destas?
    Isto não passa de um caso criminal de agressão a ser tratado pela policia.

    Gostar

  7. JgMenos permalink
    12 Abril, 2016 11:08

    Vai-se a ver as alunas são de famílias desfavorecidas, eventualmente discriminadas, sofrendo das muitas pragas que a sociedade prepara para alguns dos seus, o desemprego, os telemóveis desactualizados,…nada que que um corpo de psicólogos, sociólogos e assistentes sociais não possam resolver uma vez aumentada a dotação orçamental para os serviços públicos competentes.

    Liked by 2 people

  8. 12 Abril, 2016 11:21

    Acho que é assunto que devia ser tratado exclusivamente pela escola. Expulsão imediata do ensino público. Não era sequer apenas daquela escola.

    Gostar

    • honi soit qui mal y pense permalink
      12 Abril, 2016 12:00

      quase em idade para votar !!! você quer desgraçar o novo arco da goBernaxão ?

      Gostar

      • 12 Abril, 2016 12:10

        Deviam repor a tutoria para casos destes.

        Gostar

      • 12 Abril, 2016 15:21

        Sei de um miúdo que, há muitos muitos anos, foi parar à tutoria pelo motivo que hoje seria diagnosticado como “hiperactividade”…

        Sim, foi um exagero do pais; não, o rapaz não merecia ter ido para a tutoria, mas tornou-se um homem como deve de ser.

        Liked by 1 person

  9. Juromenha permalink
    12 Abril, 2016 12:25

    Comparar o silêncio dos lacaios dos “merdias” em relação a este caso ( quase de certeza que se trata de ciganagem ou equiparado) com a gritaria provocada pelo eufemismo de Arroja “esganiçadas” em relação aos coiros histéricos que exercem ali a S.Bento…
    Um “país” completamente invertido…

    Liked by 2 people

  10. Juromenha permalink
    12 Abril, 2016 12:28

    .”..pelo eufemismo de Arroja,”esganiçadas”,…”
    Assim é que é.
    Mea culpa.

    Gostar

  11. Arlindo da Costa permalink
    12 Abril, 2016 14:10

    O que é que o Ministro tem a ver com aquelas jovens deliquentes?
    Por acaso é polícia ou guarda fiscal?

    Gostar

    • LTR permalink
      12 Abril, 2016 14:47

      O que é que o Governo anterior tinha a ver com os problemas informáticos em que se meteram os técnicos que geriam o CITIUS?

      Liked by 3 people

    • O Bronco permalink
      12 Abril, 2016 15:57

      Caro Sr. Costa,

      Já que no cumprimento da sua agenda, ou simplesmente para provocar, insiste em teclar comentários imbecis e, de acordo com o leitmotiv da esquerda, sempre arrogantes, pergunto-lhe se os demissionários do EME serão polícias ou guardas-fiscais?

      Já percebi. As esganiçadas ficam obnubiladas com fardas e por isso chamaram o general ao parlamento.

      Gostar

  12. 12 Abril, 2016 16:36

    Se um diretor da escola fosse responsável pelas agressões (ou no mínimo tivesse dito algo como “professoras com cancro devem mudar de escola”) seria uma comparação com alguma lógica; mas neste caso parece-me que ninguém da hierarquia do Ministério da Educação tem alguma culpa no assunto.

    Gostar

    • 12 Abril, 2016 17:02

      Sim, claro.

      Resta saber se o mais correcto é ser a escola a resolver a questão ou se se justifica a professora levar o caso para a polícia.

      Em princípio sou contra a ideia de policiar tudo porque as escolas deviam ter poder suficiente para expulsarem alunos.

      Gostar

    • 12 Abril, 2016 17:03

      Mas, por lei, sim- aqui já nem se trata de uma mera ameaça que é crime, mas de agressão. Portanto, nem sei.
      Acho que se devia evitar meter a polícia a resolver casos de indisciplina escolar.

      Gostar

    • O Bronco permalink
      12 Abril, 2016 18:19

      Estou de acordo com o seu comentário.

      O director da escola não tem nada a ver com o que se passa na sua (dele) escola. E, do mesmo modo, ninguém no ministério será responsável pelo que se passa nas escolas.

      Nestes casos lembro-me sempre da anedota, queres ver que aqui a p%$# sou eu…

      Gostar

    • lucklucky permalink
      12 Abril, 2016 22:41

      “mas neste caso parece-me que ninguém da hierarquia do Ministério da Educação tem alguma culpa no assunto.”

      É gozar isto?
      É Ministério da Educação que vem tirando poder aos professores desde o Maio de 68.
      É o Ministério da Educação o responsável pelo ambiente nas escolas.

      É aliás bom relembrar que o Ministério da Educação é uma entidade Totalitária pois serve para impedir que haja outros Ensinos.

      Liked by 1 person

      • 12 Abril, 2016 22:45

        Tem-na em termos genéricos, não de forma concreta. É um problema abrilista.

        Gostar

  13. Orabolas permalink
    12 Abril, 2016 23:21

    Foi na escola DE Nogueira. Se fosse na escola DO Nogueira, por certo a conversa era outra… pulhas.

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: