Skip to content

Raia papers

19 Abril, 2016

Digamos que é uma espécie de off shore para os combustíveis

Governo vai reduzir o preço dos combustíveis na fronteira

Advertisements
50 comentários leave one →
  1. bintoito permalink
    19 Abril, 2016 11:02

    Novo cartão de cidadania (micro clima) para os portugueses das fronteiras.

    Gostar

  2. Baptista da Silva permalink
    19 Abril, 2016 11:13

    Off-Shore e só para ricos, gordos e anafados, tem que pesar mais de 35 toneladas para ter o desconto.

    Gostar

  3. 19 Abril, 2016 11:29

    E, para que não vejam os Off-shores feitos à medida dos Grupos de Pressão, vão vomitando vacuidades sobre o Off-shore do Panamá…

    É como a Austeridade: fala-se muito dela, para não se ver o Crescimento Exponencial do Costa das Castas…

    Liked by 3 people

  4. José7 permalink
    19 Abril, 2016 11:40

    E aos restantes concelhos não se lhes devia aplicar o estatuto de regiões periféricas ou mesmo ultra periféricas? Que bando de palhaços nos saiu na rifa…

    Gostar

  5. Arlindo da Costa permalink
    19 Abril, 2016 11:47

    Acho bem. Não é só a costa algarvia que tem direito a off-shores.

    Gostar

  6. honi soit qui mal y pense permalink
    19 Abril, 2016 11:48

    A gente terá algum Tribunal Constitucional que zele pelo respeito do principio da igualdade ?
    Como no caso dos “pobres” que por terem carros com matriculas mais antigas não podem circular em certos sítios do SEU PAÍS ?!!!
    A democracia e a liberdade é só para quem afinal ?

    Liked by 2 people

    • 19 Abril, 2016 12:11

      O Principio da Igualdade só se aplica nos direitos adquiridos dos FP, aos outros só resta comer e calar para manter os ditos.

      Gostar

  7. honi soit qui mal y pense permalink
    19 Abril, 2016 11:50

    Cria-se legislação “ad hominen ” .
    Vamos lá ver que dirá o nosso PR constitucionalista .
    Não há ninguem por aí que leve isto ao TC ?

    Liked by 2 people

  8. 19 Abril, 2016 12:11

    Estes socialistas inventam cada coisa para não baixar os impostos sobre os combustíveis…
    O sistema anunciado nasceu mal e, a meu ver, não tem pernas para andar. Não digo que foi um aborto, mas, a verdade, é que nasceu muito aleijadinho…
    Anunciada a sua implementação para os princípios do segundo semestre, tal não vai acontecer, tantos vão ser os obstáculos a ultrapassar: isto é para “todos” ou é só para calar a malta dos camiões, que ameaçou bloquear as estradas? Vão ser construídos postos de abastecimento novos, ou esses descontos só serão feitos por alguns desses postos? E os outros abastecedores vão ficar calados? Os transportadores de passageiros também vão beneficiar, como já lhes foi prometido? O gasóleo profissional também vai chegar aos taxistas? (Note-se que esta malta é muito reivindicativa…)
    Aguardemos, pois.

    Gostar

    • honi soit qui mal y pense permalink
      19 Abril, 2016 12:29

      Vão criar bombas de combustiveis sociais , com vouchers Chavez . Dois vouchers Chaves dão direito a 6 centimos a abater em cada litro .
      Os vouchers Chavez se obteem por carnet de senhas , junto de um qualquer distribuidor de Jogos Santa Casa . Os vouchers emitidos pelo Tesouro , dão direito a descontos e funcionam assim como fonte de financiamento do Estado .
      Que tal ? Grande ideia .
      Mas passam a chamar-se Vouchers Sociais .

      Gostar

      • sam permalink
        19 Abril, 2016 12:46

        Copiar a estratégia do PT brasileiro…
        Até ao empêssegamento final.

        Gostar

      • 19 Abril, 2016 22:25

        Colocou “Chavez” e “abater” na mesma frase; assim, “abater” passa a ter mais que um significado.

        Gostar

  9. André Miguel permalink
    19 Abril, 2016 12:36

    Isto é constitucional?

    Gostar

  10. licas permalink
    19 Abril, 2016 14:34

    Para identificação das tais “bombas sociais” proponho que
    elas ostentem a insígnia da CGTP com uma foice-martelo.

    Gostar

  11. 19 Abril, 2016 15:08

    E quando os de Estremoz forem abastecer a Elvas? Fazemos outra zona exclusiva para que os de Évora possam ir abastecer a Estremoz?

    Gostar

  12. procópio permalink
    19 Abril, 2016 15:12

    licas, as insígnias já estão a ser feitas na china.
    Vou mudar-me para Elvas com o meu camião.Tenho uma conversa atrasada com a dona gertrudes. É só descontos, quando é que podemos voltar a votar no kosta?

    Gostar

  13. honi soit qui mal y pense permalink
    19 Abril, 2016 15:37

    de o insurgente

    On Abril 19, 2016/ By Miguel Botelho Moniz
    /In Economia, Política, Política Fiscal, Portugal, Socialismo12
    Comentários

    O socialismo parte do princípio que grupos ou classes sociais competem entre si pelos recursos e que compete ao estado ser o salomónico árbitro que regula as transferências de recursos (redistribuição) entre esses grupos. Supostamente para garantir justiça, equidade, etc, etc. A consequência é que a governação socialista acaba por ser uma luta constante em que os diversos grupos tentam obter os favores do estado; sendo que cada favor obtido resulta – objectivamente – à custa da restante população.

    Não é por isso surpreendente que surja a notícia que o governo pretende criar uma excepção fiscal que permitirá aos transportadores abastecer em certas regiões do país ao mesmo preço que se abastecessem em Espanha. Isto não é mais do que uma transferência directa do bolso da população em geral para o sector dos transportes.

    Não é que o sector não precise. Estou certo que precisa e que a excessiva carga fiscal existente em Portugal coloca-o em desvantagem competitiva. Mas isso é verdade do resto do país também

    agora sou eu :
    Tal como na Roma Cesarista a alienação dos Colegios radicava na chegada do trigo egipcio a Ostia para a sua distribuição , e obtenção dos favores da plebe … na Olissipo Fulvia a mesma chega com o Orçamento de Estado e as suas rubricas sociais , a protoconfiscação da riqueza , os esquemas para contentar uns a expensas dos outros …
    Construir uma massa de excepções , de regimes especiais , dtos consagrados , adquiridos , a extorção fiscal e parafiscal , a legislação avulso , ad hominem , personalizada …
    many years going backward … again
    Rule of Law … but OUR LAW

    Gostar

  14. honi soit qui mal y pense permalink
    19 Abril, 2016 15:44

    On Abril 19, 2016/ By Miguel Botelho Moniz
    /In Economia, Política, Política Fiscal, Portugal, Socialismo12 Comentários

    O socialismo parte do princípio que grupos ou classes sociais competem entre si pelos recursos e que compete ao estado ser o salomónico árbitro que regula as transferências de recursos (redistribuição) entre esses grupos. Supostamente para garantir justiça, equidade, etc, etc. A consequência é que a governação socialista acaba por ser uma luta constante em que os diversos grupos tentam obter os favores do estado; sendo que cada favor obtido resulta – objectivamente – à custa da restante população.

    Não é por isso surpreendente que surja a notícia que o governo pretende criar uma excepção fiscal que permitirá aos transportadores abastecer em certas regiões do país ao mesmo preço que se abastecessem em Espanha. Isto não é mais do que uma transferência directa do bolso da população em geral para o sector dos transportes.

    Não é que o sector não precise. Estou certo que precisa e que a excessiva carga fiscal existente em Portugal coloca-o em desvantagem competitiva. Mas isso é verdade do resto do país também

    Eu agora : Tal como na Roma Cesarista se esperva o trigo egipcio a Ostia para distribuir pelos colégios e garantir apoios .. agora a criação de extorção fiscal e parafiscal , legislação especial , “ad hominen” , a consagração do OE e seus regimes sociais como o “trigo de Ostia ” … nada parece ter mudado

    Gostar

  15. procópio permalink
    19 Abril, 2016 15:56

    Eu ando doido por votar no kosta, eu só quero encher o bolso, mas não é que a prima do picoiso, nesta de provar um bagaço ao balcão do Procópio, me disse baixinho ao ouvido:
    “Não tenha pressa, não tenha pressa!”
    Eu fiquei a pensar naquilo…liso como um prego depois das patifarias do passos, será que ainda tenho que esperar uma vida para viver feliz para sempre?
    Oiço umas atoardas da isabelita, o medina carreira diz que já perdemos tudo, a balança de pagamentos parece que não é assim tão favorável. Quero lá saber!
    Para mim é JÁ. Eu EXIJO. Se for preciso ESGANIÇO. Se me contrariam DESAFINO.
    Eu sou mais um valentão com quem podem contar para fazer face a esses gajos de bruxelas e quejandos. Interferir com a nossa independência! Não falo alemão, nem mesmo inglês, alinhavo mal o português, mas sei usar o varapau. Nem que vá a pé até à comissão, é que vou mesmo.
    Já tenho as coordenadas da Grand Place no meu gps – 50º 50′ 48″ N 4º 21′ 8″ E.
    De lá à Commission é um pulinho.
    Estivesse lá durão apertava-lhe logo os coletes. Não faz mal, estão lá os outros.
    Já no tempo do meu avô em Felgueiras, os amigos empunharam espingardas, foices e varapaus, entoaram «vivas» à Monarquia e a Paiva Couceiro, seguidos de «morras» à República, e hastearam a bandeira azul e branca na Câmara Municipal.
    Não herdei a pecha monárquica, sou mais assim para o chavismo, mas o sangue é azul e o impulso é o mesmo. Diz o pacheco, a martins e o arménio, prá frente é que é o caminho!

    Gostar

  16. procópio permalink
    19 Abril, 2016 16:15

    A cena dos combustíveis são pipocas comparado com outros palcos.
    “Mário Centeno contactou Vítor Constâncio antes da resolução do Banif no sentido de facilitar o contacto com as instâncias europeias, que estavam a impor “restrições”.
    “Alô, vitor, estou aqui há que tempos para te falar, pá!”
    “Ó mário, vê como falas, olha que agora já não estou na parvónia e sou top!”
    “Está bem, vitor, mas foi o gajo que me disse para fazeres um arranjinho lá com a merda do banif que isto está a ficar feio!”.
    “Mas tu pensas que eu posso fazer alguma coisa, homem! Já ninguém acredita nessa paneleiragem. Vai de guita que tenho mais que fazer!”
    Centeno, sem tino, no que te foste meter…

    Gostar

  17. procópio permalink
    19 Abril, 2016 16:46

    Numa época de descrença nos valores chavistas por parte de neoliberais sem coração, anima-nos esta saudação inesperada de um grande professor liberto à anos de dar aulas, mas sempre atento à cartilha inexcedível de António Gramsci.
    “O secretário-geral da Federação Nacional dos Professores (Fenprof), Mário Nogueira, fez, esta terça-feira, uma avaliação positiva do desempenho do ministro da Educação pela forma como tem defendido “princípios importantes da escola pública”, na central de negócios.
    Oportuno e reconfortante.

    Gostar

  18. Algarvio permalink
    19 Abril, 2016 16:58

    Expliquem-me só uma coisa
    Colocar três postos junto ás fronteiras para abastecer combustível apenas aos TIR com preços diferenciados é a solução?
    Imagino que a partir de agora ninguém vai atravessar a dita cuja para abastecer na outra banda.
    Chama-se a isto tapar o sol com uma peneira ou então tirar água do poço com um cesto.
    Posso ter um bocadinho os pés chatos mas por favor não me tratem como estúpido.

    Liked by 1 person

  19. procópio permalink
    19 Abril, 2016 17:05

    Voltando aos raia papers. Porque não reduzir os preços das bebidas, das comidas, dos adubos, das dormidas junto à raia. Caminho para a geringonça abrir soluções novas para repovoar os municípios periféricos. Sendo o protetorado uma região cada vez mais periférica, porque não prestar atenção redobrada aos periféricos da periferia?

    Gostar

    • honi soit qui mal y pense permalink
      20 Abril, 2016 10:57

      E nas zonas balneares para que o turismo cresça ? uma coca cola 3 centimos , um kebab vegan 6 centimos
      a diferença pagariam os concessionários … hein
      qtos votinhos !!!! isto não daria

      Gostar

  20. Arlindo da Costa permalink
    19 Abril, 2016 17:15

    Sem querer repetir-me, tenho que confessar que este novo governo tem-me surpreendido com a tomada de medidas corajosas e imaginativas.

    Gostar

    • licas permalink
      19 Abril, 2016 17:49

      Homem de pouca fé. Onde está a surpresa? É o Socialismo, pá!
      (Viver à custa do PP ____Pagode Pagante)

      Gostar

  21. 19 Abril, 2016 17:22

    Excelente.

    Gostar

  22. LTR permalink
    19 Abril, 2016 17:31

    A maçonaria também é uma offshore 🙂

    Gostar

  23. Luís permalink
    19 Abril, 2016 17:40

    Então e o princípio da igualdade? Onde anda o TC?

    Gostar

  24. licas permalink
    19 Abril, 2016 17:44

    procópio

    O Chavismo, repare, eles são os verdadeiros Patriotas, não vende-Pátrias
    como justamente acusam o resto da sua Assembleia Nacional. Mesmo até
    agentes do nefando, inimigo do povo, assassino Império (:sub designação dos EE. UU.)
    Que contraste: Hugo e Nicolás andam com criancinhas ao colo, às vezes aos pares,
    beijam desdentadas velhinhas, promovem Marchas Patrióticas, como uma que agora
    está no útero da grande mamã do Socialismo, eles declaradamente persignam-se e osculam crucifixos… abraços para quem quiser, então, são às dúzias, aos centos, aos milhões.
    Não se entende que com Deus, Pátria, Família assim às claras defendidos, consagrados, ainda haja uns poucos de Venezuelanos ingratos e sabujos que estão contra.
    Refrão, oiço neste momento no Telesur:
    ____________nos otros queremos mucho, mucho más

    Gostar

  25. Juromenha permalink
    19 Abril, 2016 18:22

    Estes imbecis esganiçados nem para vendedores ambulantes…

    Gostar

  26. licas permalink
    19 Abril, 2016 18:54

    Na “Gran Marcha de Patriotas”
    Jamas nos doblagaremos aquellos que nos quierem volver a converter en una colonia”

    Jorge Rodriguez (Executivo)

    Gostar

  27. procópio permalink
    19 Abril, 2016 19:07

    licas, está a entusiasmar-me com os passarinhos.
    Eu gostava de lá ir, levo o papel higiénico e as sardinhas de conserva na mala.
    Não sei é se me deixam voltar.

    Gostar

  28. procópio permalink
    19 Abril, 2016 19:33

    Já tentei encher o meu camião em Elvas, mandaram-me passear.
    Ao meu lado estava uma espanhola feita esperta.
    Perguntou-me de chofre: “Usted acredita em brujas?”
    “Não minha senhora, mas que las hay, las hay!”
    “Usted le gusta negar la realidad?”
    Respondi: “Enquanto a negação enche os bolsos é fácil negar”
    “E quando o diñero acaba”? Curiosa, de olhos pestanudos. Devia ser do PP.
    Não dei parte de fraco: “O dinheiro está sempre a nascer em algum lado, é só saber ir lá buscá-lo”. Então ele vai de me surpreender em português:
    “Você não bate bem da bola, pois não!”
    “Alto lá, dúvidas sobre a minha inteligência não admito!”.
    Está a chegar o tempo de fazer ver à estrangeirada!

    Gostar

  29. licas permalink
    19 Abril, 2016 20:52

    Acabo de saber: Raúl Castro foi reeleito 1º Secretário do PCCubano.
    (O jovem promete . . . ainda vai longe)

    Gostar

  30. licas permalink
    19 Abril, 2016 22:27

    Está aprovado, é Lei, só os Fascistas é que não concordarão (talvez)

    Bolívia:
    ______Transformação dos meios de comunicação em Serviço Público
    ______ A permissão do uso da força militar nas ruas
    ______ Reeleição Presidencial por tempo indefinido

    Aprovado por 100 votos a favor, 8 contra.

    (E agora venham-me dizer que Rafael Correia anda a dormir na forma)

    Gostar

  31. procópio permalink
    19 Abril, 2016 23:31

    Já que o licas está virado para a américa latrina aí vai mais uma notícia que os nossos merdia escondem.

    April 19, 2016 12:45 pm
    Venezuela faces oil production disruption Andres Schipani, Andes Correspondent

    Venezuela’s economic and political woes are set to curtail Opec member’s oil production, adding to a growing list of supply disruptions that are helping to prop up global crude prices.
    Analysts believe chronic power shortages in the country could soon affect the oil sector, with output declining 100,000-200,000 barrels per day this year.
    Dangerously low water levels at Venezuela’s giant Guri dam — which provides more than a third of the country’s electricity — may also force the country to shut the site to avoid turbine damage, which is likely to hit oil production and could force officials to redirect some oil exports towards electricity supplies and diesel generators.
    Last week water levels at the dam were 243 metres, with 240 metres the cut-off point. In a bid to save electricity, President Nicolás Maduro recently reversed a half-hour time change that had been a trademark policy of his predecessor Hugo Chávez’s 14 years in power.
    “We have to consider that Venezuela is less than 20 days away from a major power production disruption,” Olivier Jakob of Petromatrix, a Swiss-based consultancy, wrote in a recent report. “Crude and product production could be negatively impacted and the country might have to increase imports of petroleum products for generators.”
    Unplanned production outages are picking up among Opec members with oil prices around $40 a barrel. A workers’ strike in Kuwait and pipeline fire in Nigeria have added to the disruptions that analysts estimate stand at almost 2.8m b/d — the highest level in nearly two years.
    The supply issues have provided a powerful prop for the oil price after some of the world’s leading oil producers failed to agree to freeze production — a deal that Venezuela helped bring to the negotiating table in an effort to prop up its finances.
    The country’s oil minister Eulogio del Pino has blamed Saudi Arabia for the collapse of the talks, claiming its delegation has “no authority to decide on anything” as they were under strict instructions from Riyadh not to give any ground to Iran, another Opec member.
    Crude production in Venezuela, which has the biggest oil reserves in the world, according to the BP Statistical Review, is already decreasing.
    According to Opec March’s report, Venezuela’s oil production dropped to 2.52m b/d in February 2016 from 2.59m b/d in December 2015. Average output in 2015 was 2.65m b/d, down from 2.68m b/d in 2014.
    While the chronic power shortages may increase domestic consumption of fuels such as diesel, electricity rationing is likely to hit oil production says Francisco Monaldi, a Venezuelan energy expert with the Houston-based Baker Institute for Public Policy
    FT Series

    Oil: Lower for longer
    “If oil prices remain low, we have a pessimistic scenario where production will continue to fall,” says David Voght, IPD’s managing director.
    Last week, Schlumberger, the US oilfield services company, announced it was cutting back on some of its activity in Venezuela citing insufficient payments “received in recent quarters and a lack of progress in establishing new mechanisms that address past and future accounts receivable”.
    Energy consultancy FGE estimates that Schlumberger’s exit from Venezuela, “could leave at least one-fifth of the country’s output exposed to steep declines this year, resulting in output by December dropping by around 150,000 b/d year on year.”

    Gostar

  32. Juromenha permalink
    19 Abril, 2016 23:44

    Se foi na Bolívia, trata-se do Morales, o Evo.
    O Correia tem um Armagedão ” em casa”. Pobres equatorianos – mortos, já rondam os quinhentos,feridos ultrapassam os quatro mil e os desaparecidos são também da ordem das centenas, até ao momento.
    Estão a pedir toda a ajuda internacional possível, tendo sido Espanha o primeiro país a enviar auxílio.

    Gostar

  33. licas permalink
    19 Abril, 2016 23:55

    El Nacional (Caracas)

    “Min Defensa ejecuta plan
    para adoctrinar a niños y jóvenes en escuelas públicas”

    (Mocidade Portuguesa, né?)

    Obrigado Procópio:
    Estou virado para lá por razões apenas “pedagógicas”
    ___informar quais são as características de um “Governo Popular”
    Quem quiser (já esteve mais longe) experimentar semelhante: FAXAVOR,
    continuem em votar Socialista.

    Gostar

  34. procópio permalink
    20 Abril, 2016 00:24

    A “inducação” da geringonça está no período aureo de Gramsci.
    Impressionado com a violência das guerras dos sovietes para submeter ao comunismo as massas recalcitrantes, apegadas aos valores e praxes de uma velha cultura, Gramsci concebeu um plano venenoso e extraordináriamente eficaz: amestrar o povo para o socialismo antes de fazer a revolução. Fazer com que todos pensem, sintam e ajam como membros de um Estado comunista embora vivendo num ambiente capitalista temporário. Estabelecido o comunismo pelos votos, tal como aconteceu com o nacional socialismo, as resistências estão neutralizadas, o absurdo torna-se natural.

    A fórmula leninista, a tomada do poder pela força, autonomeando-se representante do proletariado e somente depois tratando de persuadir os apatetados proletários de que eles, sem ter disto a menor suspeita, haviam sido os autores da revolução, foi suplantada e tem lugar nas nossas escolas e universidades.
    Os intelectuais desempenham por isso, na estratégia gramsciana, papel de relevo. Não quer dizer que suas idéias sejam importantes em si mesmas, pois, para Gramsci, a única importância de uma idéia reside no reforço que ela dá, ou tira, à marcha da revolução.
    Durante os últimos 40 anos o maior sucesso da frente popular regista-se na educação.
    Não se limita a derrotar a ideologia expressa da burguesia; é preciso extirpar, junto com ela, todos os valores e princípios herdados de civilizações anteriores, que ela incorporou. Trata-se de uma gigantesca operação de lavagem cerebral, que deve apagar da mente popular toda a herança moral e cultural da humanidade, para substituí-la por princípios radicalmente novos, fundados no primado da revolução.
    Sem perceber isto, perde-se o tempo. Dia a dia há um campo que se expande, indiferente à realidade, e há outro que se retari à espera de uma luz sempre encoberta pelas sombras.

    Gostar

    • honi soit qui mal y pense permalink
      20 Abril, 2016 11:08

      Só podia nascer na Itália , a terra de outro perigoso populista do “pão e circo ” … ilumina-se qualquer memória histórica , se relativiza a mesma , cria-se a cultura do tanto faz assim ou assado , e o pessoal acomoda-se a ser um numero orwelliano , com as necessidades básicas a solver pelo estado , sob pena de as perder se começar a querer pensar por si …
      entretanto recebe subsidios para votar nos partidos certos , que lhe compensam o acto com prebendas sociais avulso ( o pão ) , e jogos de futebol ( o circo )
      viva o homem novo

      Gostar

  35. procópio permalink
    20 Abril, 2016 00:30

    E nem de propósito, vou dar uma vista pelo observador e leio isto:
    http://observador.pt/opiniao/um-dia-destes-acordamos-nas-maos-do-bloco/
    Garanto, eu nem conheço pessoalmente o jornalista, nunca falei com ele, nem ele comigo.
    É preciso que mais gente tenha uma ideia da grande tramóia.

    “… pelo que um dia destes acordamos nas mãos do Bloco sem saber como nem porquê. Já esteve mais longe de acontecer”. Mas é mesmo.

    Gostar

  36. licas permalink
    20 Abril, 2016 01:24

    Procópio, li, gostei.
    Conheço o jornalista na mesma medida que a você: pela palavra escrita.

    Gostar

  37. licas permalink
    20 Abril, 2016 08:54

    Eu quando erro, tento reparar.
    Se ofendo, peço desculpa. Portanto não posso ser Socialista.
    Estes culpam sempre os outros, se algo acontece que os transtorne:
    IMATURIDADE intrínseca, não têm remédio. Veja-se a Dilma Roussef:
    infantilmente não reconhece que não tem, nunca teve, estofo para
    cumprir a função que detém. Ao agarrar-se ao Lula nas aflições prova-o
    E este tenta fugir à Justiça acoitando-se no regaço
    da (ainda) Presidente da República: estão bem um para o outro.

    Gostar

    • Arlindo da Costa permalink
      20 Abril, 2016 11:04

      Tu és um socialista estatista. Basta decifrar os teus estados de alma.

      Gostar

  38. Expatriado permalink
    21 Abril, 2016 00:59

    Isto vai mais que compensar a pequena perda de receita na raia…

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: