Skip to content

E aos 16 anos pode mudar-se de escola?

25 Maio, 2016

Qualquer pessoa com mais de 16 anos deve puder mudar de sexo e alterar a sua identidade no cartão de cidadão. Este é o teor de um projeto de lei que o Bloco de Esquerda entregou no Parlamento, onde se fixa que o Estado deve garantir os procedimentos médicos necessários para a mudança de género, nem que tenha que contratualizar com o privado.

isto sim é uma agenda fracturante: em Portugal escolher a escola é um tabu. Seja escolher uma privada à qual o estado entrega o dinheiro que gasta na pública com aquele aluno seja escolher a pública que se pretende. Mas os mesmos que resistem a qualquer liberdade de escolha no ensino vêm agora defender a liberdade da mudança de sexo aos 16 anos. Nem sei como chegámos aqui sem essa liberdade para todos, todas, alguns, algumas…

Mas não acaba aqui a largueza de vistas do BE. Para a mudança de género o BE defende que se pode contratualizar com o privado.

Eu junto a esta proposta do BE uma outra para os todos e as todas que querem mudar de escola: aos 16 anos a Maria, que frequenta uma escola pública na Amadora, vai à conservatória e passa a Mário. Como na escola da Maria agora Mário o preconceiro vigora o Mário (ex-Maria) consegue entrar na José Gomes Ferreira, em Benfica. Falta durante uns tempos, volta a mudar para Maria  – ou só se pode mudar uma vez? – e fica com o problema da escola resolvido.

Enfim se para mudar de escola for preciso mudar de sexo, muda-se.

O que não muda mesmo é a loucura da cabecinha dos radicais.

 

Advertisements
19 comentários leave one →
  1. Jorge permalink
    25 Maio, 2016 14:52

    A esquerda, devia decidir-se de uma vez, por banir a actividade privada. Escolas públicas, hospitais públicos,etc. Isso sim, a caminho da Venezuela,esse grande exemplo de socialismo.

    Gostar

  2. ricardo permalink
    25 Maio, 2016 14:59

    Esta gente vive obsecada com o sexo dos outros.
    Já não se contentam com o nosso dinheiro – querem também impôr as obsessões e fantasias que lhes alimentam a líbido.

    Liked by 1 person

    • 25 Maio, 2016 15:08

      Pior isto chama-se o imbecilização coletiva (citando Olavo de Carvalho)

      Liked by 2 people

    • lucklucky permalink
      25 Maio, 2016 22:48

      Errado. O sexo não tem nada que ver com isto.

      Isto são simplesmente estratégias de afirmar e conquistar o poder.

      Construir uma narrativa, e mais importante impedir outras de se formar.

      Enquanto se fala disto , não se fala do desastre Socialista na Venezuela , não falamos como vários países da Europa de Leste e da Ásia nos ultrapassam em riqueza etc etc.

      ——
      A única maneira de quem não é Marxista resistir a isto é criar as suas histórias,

      – Por exemplo todos terem direito a serem Funcionários Publicos – e não poderem ficar mais que X anos como funcionários.

      – Por exemplo toda a gente ter direito a mudar de escola.

      – Por exemplo cada um poder ir a qualquer hospital publico independente da residência.

      – Por exemplo cheque ensino

      – Por exemplo cheque saúde

      etc etc etc.

      —–
      E boicotar as SIC, as TVI, os Publicos, e quem suportar o Marxismo.

      Liked by 1 person

      • lucklucky permalink
        25 Maio, 2016 22:55

        Por exemplo quando quando a Esquerda faz um “protesto” contra o Racismo é tudo treta.

        Eles estão-se nas tintas para o racismo se for na direcção certa. Se for racismo contra um grupo racial e étnico que represente o capitalismo, mercado livre está tudo bem.

        São estratégias de comunicação para atingir o poder que só podem existir quando já se tem a cultura instalada e o contactos, poder nas redacções dos jornais e TVs.

        Veja-se como a palavra Austeridade desapareceu dos noticiários.

        Liked by 1 person

      • lucklucky permalink
        25 Maio, 2016 22:59

        Ou seja, nada disto é loucura.
        Quem o diz como a autora ainda não percebeu.

        Nada disto tem que ver com sexo, nada disto tem que ver com o que quer que seja excepto conquistar o poder pela permanente mudança cultural.

        Liked by 1 person

  3. Arlindo da Costa permalink
    25 Maio, 2016 15:20

    O que é que a mudança de escola tem a ver com a mudança de sexo?
    Nem isso para a tropa serve.

    Lembro-vos que o actual chefe das forças armadas americanas é gay. Ou como se diz aqui no Blasfémias : é rabeta.

    Onde está o problema?

    Gostar

  4. 25 Maio, 2016 15:44

    ehehehe
    São psicopatas

    Gostar

  5. José Ribeiro permalink
    25 Maio, 2016 15:55

    C’um carago!

    Mais essa m€rd@ dos berloques de €st€rco. Que mais vão inventar?

    Gostar

  6. Filipe permalink
    25 Maio, 2016 16:05

    “deve puder” devia ser “deve poder”, ou pelo menos “deve poder (trad. bolota: puder)”

    Gostar

  7. 25 Maio, 2016 16:21

    A pergunta deveria ser a seguinte: e também posso deixar de ser obrigado a ir à escola?

    Liked by 2 people

  8. JgMenos permalink
    25 Maio, 2016 16:43

    O BLOCO aposta em força no LBGT.
    BLocoGT é sigla que melhor servia o centro das suas preocupações e faria justiça *a sua verborreia ‘fracturante’.

    Gostar

  9. José Coimbra permalink
    25 Maio, 2016 17:52

    o projecto de lei prevê ainda que deixe de constar no cartão do cidadão qualquer menção ao género

    Gostar

  10. Filipe Costa permalink
    25 Maio, 2016 19:51

    No privado os transexuais pagam entre 15 e 25 mil euros para fazer a intervenção.

    Ler mais em: http://www.cmjornal.xl.pt/nacional/sociedade/detalhe/15-mil–para-mudar-de-sexo.html

    Quanto custa uma turma no Publico?

    Gostar

  11. 25 Maio, 2016 22:23

    Porquê só aos 16 anos?

    Liked by 1 person

  12. manuel branco permalink
    26 Maio, 2016 09:19

    é um dilema se a Maria tiver implantado um apêndice masculino de pele de porco e resolve entrar numa escola das Filhas Escravas da Adoração do Altíssimo.

    Aí proclama a sua nova condição e as freiras que se entendam. Melhor vai ser quando chegar à moral e religião: o que é que ensinam? os deveres de moço ou de virgem casta? e se ela quer namorar, deixam-na? se passou a rapaz é porque deve gostar de raparigas, mas se para as freiras ela continua a ser mulher, então temos um caso de lesbianismo, proibido pelo catecismo. mas imagine-se que quis mudar de sexo e lhe dá para continuar a gostar de rapazes. As freiras vão proibir um namoro normal entre um rapaz e uma rapariga? ou estão a benzer um namoro gay?

    enfim, tudo se pode resolver se a maria agora mário se tiver perdido de amores por um mário agora mária. nada que não se resolva.

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: