Skip to content

O mito do terrorismo como resultado da pobreza

5 Julho, 2016

A imprensa tem destacado como surpreendente o facto de os terroristas do Bangladesh serem de famílias ricas e frequentarem bosas escolas. Não percebo a surpresa. O terrorismo precisa de dinheiro e conta habitualmente com os intelectuais e os  filhos  família para puxarem o gatilho. Era (ou é porque está vivo e tornou-se sociólogo) analfabeto Renato Curcio o mentor das Brigadas Vermelhas? E Giangiacomo Feltrinelli, conde, riquissimo que morreu vítima da bomba que preparava? E Ulrike e Andreas Baader Meinhof eram analfabetos ou filhos de analfabetos?

Anúncios
12 comentários leave one →
  1. 5 Julho, 2016 21:20

    Assim como pai das manas Mortáguas, Camilo de seu nome…

    Liked by 1 person

  2. Juromenha permalink
    5 Julho, 2016 21:21

    Analfabetos são os amanuenses /psitacídeos que “escrevem”/debitam essas inanidades…

    Gostar

  3. Monti permalink
    5 Julho, 2016 21:23

    As well as Mr Fidel at Cuba revolution. A «revolução’ como justificativo de uma tomada de poder pessoal. No fundo e afinal, a pessoa e sua natureza (humana). De Stalin a Pol Pot.

    Gostar

    • 6 Julho, 2016 10:11

      O Stalin também é outra exceção – ao contrário da maior parte dos outros dirigentes bolcheviques, como Lenin e Trrotsky, Stalin também era de famílias modestas (será por isso que consegui tomar conta da organização do partido, o que os seus camaradas do politburo consideravam uma tarefa menor, indigna de pessoas tão intelectualmente brilhantes como eles?)

      Gostar

  4. 5 Julho, 2016 22:12

    O mês santo do Ramadão tem demonstrado mais uma vez que o islão é de uma paz mortal : os atentados prosseguem a bom ritmo e o nº mortes este ano irá bater o record de mortes do ano passado. Paz mais mortal não existe. Enquanto não chegamos ao paraíso o melhor é começar a recitar versos do corão ( para não termos a mesma sorte que os italianos assassinados no Bangladesh ).

    Gostar

  5. Arlindo da Costa permalink
    6 Julho, 2016 01:30

    Concordo. Os ricos e sua prole são normalmente TERRORISTAS (vide os sauditas do 11 de Setembro, os banqueiros, os CEO’s, os burocratas de Bruxelas) ; os pobres por norma são REVOLUCIONÁRIOS que querem mudar o Mundo, para a Liberdade e Democracia.
    A História Universal confirma isto.
    Não é preciso vir à internet…

    Gostar

  6. lucklucky permalink
    6 Julho, 2016 02:32

    Os Revolucionários e os Terroristas só podem ser Universitários.

    Tal nível de negação da realidade e de auto-justificação da violência só pode acontecer com muito intelectualismo.

    Gostar

  7. Licas permalink
    6 Julho, 2016 09:32

    sem duvida,o terrorismo é praticado,financiado por gente rica.alias o negocio das armas vaí de vento em popa.um sector estrategico americano que vale biliões…

    Gostar

    • lucklucky permalink
      6 Julho, 2016 13:35

      És mesmo burro. Para começar o negócio de armas é muito mais importante para a Russia mas o teu ódio formatado pelo Marxismo dos jornalistas Ocidentais e a tua ignorância sobre o que falas leva-te para os domínios de Pavlov….

      Depois que é que tem que ver com terrorismo? É só para desviar como os velhos comunas faziam?

      http://www.city-journal.org/html/bastards-privilege-14604.html

      Here, I think, we have to turn to Solzhenitsyn:

      Macbeth’s self-justifications were feeble—and his conscience devoured him. Yes, even Iago was a little lamb, too. The imagination and spiritual strength of Shakespeare’s evildoers stopped short at a dozen corpses. Because they had no ideology. Ideology—that is what gives evildoing its long-sought justification and gives the evildoer the necessary steadfastness and determination. That is the social theory which helps to make his acts seem good instead of bad in his own and others’ eyes. . . . That was how the agents of the Inquisition fortified their wills: by invoking Christianity; the conquerors of foreign lands, by extolling the grandeur of their Motherland; the colonizers, by civilization; the Nazis, by race; and the Jacobins (early and late), by equality, brotherhood, and the happiness of future generations.

      Gostar

      • Licas permalink
        6 Julho, 2016 15:39

        foi a russia que invadiu o iraque sem justificação.alias o bush é russo,como toda a gente sabe.

        Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: