Skip to content

Portanto descontando a sindicalista no máximo seria uma manifestação de 9 trabalhadores

8 Julho, 2016

O Pingo Doce paga um preço mediático pelas declarações de Alexandre Soares dos Santos. Daí que volta e meia e por contraste com outras cadeias de supermercado que não melhores condições de trabalho lá tenhamos o protesto dos trabalhadores do Pingo Doce. Este texto da LUSA é uma bela introdução ao mundo das manifestações ditas dos trabalhadores

Trabalhadores do Pingo Doce manifestam-se em Alverca por melhores condições

Um grupo de trabalhadores da cadeia de supermercados Pingo Doce concentrou-se esta sexta-feira junto a uma das lojas, em Alverca, Vila Franca de Xira, para exigir uma resposta da administração às suas reivindicações por melhores condições de trabalho.  A ação de protesto, que juntou cerca de uma dezena de pessoas, foi convocada pelo Sindicato dos Trabalhadores do Comércio, Escritórios e Serviços de Portugal (CESP). Em declarações à agência Lusa, Isabel Delgado, do CESP, explicou que a manifestação se deve “à falta de resposta” por parte da administração da cadeia de supermercados Pingo Doce, pertencente ao grupo Jerónimo Martins, ao caderno reivindicativo apresentado pelo sindicato. “O fim do banco de horas”, “o fim das transferências abusivas do local de trabalho” e a “passagem a efetivos dos trabalhadores com vínculos precários” são algumas das exigências inscritas no caderno reivindicativo. “Já solicitamos ao Ministério do Trabalho que convocasse a empresa para uma reunião. Mesmo assim, a empresa optou por não comparecer às convocatórias que foram feitas, preferindo pagar as respetivas coimas. Isso mostra a falta de respeito do Pingo Doce”, apontou. Nesse sentido, a sindicalista afirmou que os trabalhadores irão continuar a realizar ações de protesto “enquanto não houver uma resposta da empresa” e uma “atuação mais forte” do Ministério do Trabalho. A Lusa contactou fonte do grupo Jerónimo Martins para obter um comentário, mas tal não foi possível até ao momento

Anúncios
16 comentários leave one →
  1. Baptista da Silva permalink
    8 Julho, 2016 17:25

    Há que aproveitar o embalo dos estivadores, o Arménio vai fazer miséria.

    Gostar

  2. ali kath permalink
    8 Julho, 2016 18:46

    só 15% do total dos trabalhadores está sindicalizados
    os contribuintes pagam aos ‘júlios’ das centrais.
    o porto de Lisboa mingua dia a ia
    nunca mais se ouviu falar na assinatura dos estivadires

    Gostar

    • JMS permalink
      8 Julho, 2016 21:01

      Posso estar enganado mas li algures que hoje em dia serão cerca de 11%. 15 ou 11%, seja lá o que for, só demonstra que esta espécie de governo anda a fazer favores a uma enorme minoria, em detrimento dos outros 90 ou 85% de trabalhadores (nada de novo num regime socialista como o nosso). O mais estranho é que, segundo as sondagens, esta porcaria que nos pastoreia é “aplaudida” por 52% dos eleitores. Cada vez mais acho que, ou estou num país de masoquistas, ou as sondagens têm uma margem de erro superior ao apregoado. 😉

      Liked by 2 people

  3. Luís permalink
    8 Julho, 2016 18:46

    Portanto esta senhora fala em nome dos trabalhadores. Mas apareceram quantos? Uma dezena num Universo de centenas de almas. Para aí 1% dos trabalhadores do grupo? No entanto têm espaço mediático. E falam em nome de todos. Num país decente, seria vistos como radicais que não merecem atenção. Aqui, têm todos os minutos de fama que querem. Basta entrarem no guião do trabalhador explorado pelo patrão «fássista». A comunicação social vive claramente em ambiente de PREC. Exaltam-se as minorias de Esquerda radical ou das «causas». Os restantes 10 milhões de portugueses e as suas opiniões não contam para nada.

    Liked by 2 people

  4. Juromenha permalink
    8 Julho, 2016 18:48

    A “lusa” é mais um megafone da esquerdalhada parasita ( desculpas pelo pleobasmo).

    Liked by 2 people

  5. Juromenha permalink
    8 Julho, 2016 18:49

    “pleonasmo”.

    Gostar

  6. Arlindo da Costa permalink
    8 Julho, 2016 19:02

    «Trabalhadores» do Pingo Doce, ou quereis dizer Escravos????

    Gostar

    • 9 Julho, 2016 01:00

      Não são escravos porque recebem salário!

      Gostar

    • 9 Julho, 2016 09:39

      São escravos mas é dos chulos dos funcionários publicos, autárquicos e políticos, porque trabalham e pagam impostos malucos sobre os rendimentos do trabalho (quase 80% !!!) para sustentarem aquela monumental corja de chulos parasitas!

      Gostar

      • 9 Julho, 2016 09:42

        Esqueci-me de incluir que são escravos dos sindicalistas também, pois claro…

        Gostar

  7. Colono permalink
    8 Julho, 2016 19:10

    Se fosse na Venezuela / Coreia do Norte — estes dez comunas de merda seriam fuzilados!

    O pelotão fuzilamento seria comandado pelo El Comandante Arlindo Costa.

    Gostar

  8. 8 Julho, 2016 19:49

    Comandante Arlindo Costa?
    Qual comandante, qual carapuça, soldado de plantão, e é muito!

    Liked by 1 person

  9. JCardoso permalink
    8 Julho, 2016 20:44

    Pois é, é sempre com o Pingo Doce do Jerónimo Martins que vão marrar. Com o Continente do tio Belmiro não querem nada, lá tudo deve funcionar às mil maravilhas. Mas se formos ver bem, se o tio Belmiro mantém de pé, com milhares de prejuízos, o jornal com a agenda política do BE, o tal publicozinho, estamos entendidos. O tio Belmiro paga milhares de euros ou deita-os ao lixo para manter um jornal para a rapaziada da esquerda caviar, mas ganha um sossego em notícias que não sejam abonatórias sobre a sua cadeia de supermercados e não só.

    Liked by 2 people

    • 9 Julho, 2016 01:02

      Mas o Belmiro lixa-se porque o Pingo Doce faz promoções melhores, com descontos no momento, sem cartões nem complicações!

      Gostar

  10. José Domingos permalink
    8 Julho, 2016 22:27

    Excelente texto. JCardoso acertou na mouche. Um delicioso estado de direito, com um jornalixo a condizer.

    Gostar

  11. 9 Julho, 2016 00:24

    Os ÚNICOS trabalhadores do Pingo Doce que tem razão de queixa são os delegados sindicais da CGTP, pois a empresa não conta como tempo de trabalho efectivo os dias gastos ao serviço do sindicato
    Ninguém no Pingo Doce, a começar pelos trabalhadores, quer saber da CGTP.
    Isso não obsta a que, em situações pontuais, possa haver uma ou outra loja que tenha problemas

    (penso que é a quarta vez que escrevo isto – mantenho a minha posição)

    Liked by 1 person

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: