Skip to content

um especialista em indecências

9 Julho, 2016
by

Vai, por aí, uma enorme algazarra, entre inúmeras virgens púdicas, por causa da contratação do camarada Abel pela Goldman Sachs, tacho emprego que certamente nenhuma delas enjeitaria, até por representar o «topo da vida empresarial», segundo as sempre avisadas palavras do Sr. Presidente da República.

A esse propósito, o Diário de Notícias informa que «políticos franceses criticam a ida de Barroso para a Goldman Sachs», considerando-a «uma indecência». Um desses «políticos franceses», um tal Mattias Fekl, foi mais longe e disse mesmo que Barroso é um «representante indecente de uma velha Europa que a nossa geração vai mudar».

Para percebermos a autoridade moral e a capacidade desse homem para avaliar «indecências», convém referir que se trata de um político francês que ascendeu politicamente pendurado em duas autoridades na matéria: Pierre Moscovici (sim, o das sanções a Portugal) e, sobretudo, Dominique Strauss-Kahn., nome que desnecessita apresentações. Trata-se, portanto, de um verdadeiro especialista em indecências, pelo que saberá bem do que está a falar. Já quanto a «mudar a Europa», é capaz de ser melhor deixar isso para outros…

Anúncios
14 comentários leave one →
  1. 9 Julho, 2016 18:08

    ehehehheh

    Experts em badalhoquices

    “:O))))))))

    Liked by 1 person

  2. insider permalink
    9 Julho, 2016 18:36

    quen omparação tão infeliz…

    em 2001 quando ele se “juntou” aos os “indecentes”, não se falava de sanções nem o outro andava a comer criadas ou a passear no parque eduardo vll…

    Gostar

    • rui a. permalink*
      9 Julho, 2016 20:11

      A avaliação do carácter alheio tem sempre destas injustiças relativas. Sejam as «indecências» da alta finança, sejam as das sopeiras estupradas.

      Liked by 1 person

  3. José Domingos permalink
    9 Julho, 2016 18:44

    Demasiado miserável para ser alguém na vida. Mais um morgado.

    Gostar

  4. anticorrupção permalink
    9 Julho, 2016 20:06

    Não simpatizo com o Durão Barroso. Para mim não é um dos “Heróis do mar, Nobre Povo, Nação valente…”. Se fosse não virava as costas aos problemas que Portugal enfrentava já em 2004. Aguentava-se cá a trabalhar para os resolver.

    Para mim, “Heróis do mar…” são outra gente. São os que “dão o corpo ao manifesto”, ou como também se diz, os que “dão o peito às balas”. Os corajosos, os lutadores, os que por vezes perdem, por vezes se enganam, mas continuam a lutar pelo seu país e pelos seus concidadãos.

    Dou exemplos. Sá Carneiro foi um deles. Foi mártir. Os miseráveis não o queriam a governar e algum povo desconhecedor ia na conversa dos miseráveis.
    Os jogadores da seleção nacional de futebol estão em França a mostrar que são “Heróis do mar…”, embora estejam numa luta amigável com seleções estrangeiras.
    Todos os que na política Nacional estão a lutar por Portugal e pela vida dos portugueses são “Heróis do mar…”, e esses estão numa luta não amigável contra portugueses que não lutam pelo seu país mas sim por interesses partidários ou de grupo, parasitários do povo português e que neste momento ocupam o Governo de Portugal.

    Gostar

    • oscar maximo permalink
      9 Julho, 2016 21:57

      Esta conversa é só equívocos. O Sá Carneiro leva com uma bomba em cima, e torna-se mártir, involuntariamente. Os jogadores, tão mercenários como quaisquer politicos, são grandes heróis. O Pepe, que se nacionalizou português porque não lhe deram lugar na seleção brasileira. é grande patriota. É melhor virar o disco que esse lado está riscado.

      Gostar

  5. piscoiso permalink
    9 Julho, 2016 20:10

    Et pour cause, “A presidente do partido francês Frente Nacional, Marine Le Pen, considerou a contratação “nada surpreendente, para aqueles que sabem que a União Europeia não serve as pessoas, mas a alta finança”.”

    Liked by 1 person

  6. PiErre permalink
    9 Julho, 2016 20:13

    “Vai, por aí, uma enorme algazarra, entre inúmeras virgens púdicas,…”
    .
    Púdicas? Que é isso de púdicas? Já chegámos a Badajoz, ou quê? Ai ai ai ai…

    Gostar

  7. Arlindo da Costa permalink
    9 Julho, 2016 20:59

    A ida de Durão Barroso para uma organização financeira e criminosa internacional é uma indecência, não por ter sido um traidor a Portugal, mas por representar o pior que existe nos portugueses: a subserviência e a filha-da-putice.

    Liked by 1 person

  8. Licas permalink
    10 Julho, 2016 09:41

    barroso vai trabalhar para aqueles que provocaram a crise financeira de 2008 e que ganharam muito dinheiro com isso.ganharam e ganham dinheiro com a desgraça dos outros…eis a moral deste senhor.

    Gostar

    • 10 Julho, 2016 16:50

      Se fosse trabalhar com os manos Castro ou com o Maduro acabava a passar fome, por isso o homem não tinha alternativa…

      Gostar

  9. Maria permalink
    10 Julho, 2016 17:24

    “Justamente como o António Costa, o salvador de bancos saudáveis;” (Francisco Miguel Colaço)

    O “salvador” ou o afundador? Parece-me ser mais este o epíteto que lhe assenta que nem uma luva.
    Parabéns pels seus comentários e pelos de Vitor Cunha, além de outros mais.

    Gostar

  10. Maria permalink
    10 Julho, 2016 23:07

    O que é que aconteceu ao meu comentário enviado há horas?!

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: