Skip to content

Os amigos do peluche

22 Novembro, 2016

Uma espécie de síndroma do peluche tomou conta da nossa relação com os animais e em boa medida com o mundo. Vivemos rodeados de uma Natureza ficcionada a partir do sofá, em que animais, mantas e facebook se fundem numa amálgama fofinha por fora mas profundamente inquietante por dentro.

Na última semana o presunto entrou no grupo dos alimentos em vias de extinção e descobriu-se que afinal o urso polar não era amigo do cão. Antes já tínhamos tido o tigre e a cabra “inseparáveis na Rússia”, uma amizade que ilustrou várias das sequências de imagens que encerraram os noticiários em que somos doutrinados nas maravilhas do impossível, como o impacto zero das 35 horas no orçamento do SNS. Creio ser escusado explicar o que aconteceu à cabra e ao cão destes videos que, logo foram substituídos por outros ainda mais virais e ainda mais irreais.

E o presunto, o que vai acontecer ao presunto? Para haver presunto tem de se proceder à castração dos porcos machos (o mundo da veterinária é um manancial de discriminações!) Mas em Bruxelas a castração cirúrgica dos porcos causa angústias existenciais profundas e assim se ditou: a castração dos suínos mesmo que praticada com anestesia, é para acabar. Fica a excepção para o já inacessível Pata Negra que obviamente mais inacessível se tornará. Estranhamente muitos dos que se indignam com a castração dos porcos e vêem nela um enorme problema defendem a castração dos cães e gatos! Em ficamos?

Advertisements
8 comentários leave one →
  1. joaquim permalink
    22 Novembro, 2016 16:34

    Começa a castração química, mais química para o organismo humano

    Gostar

  2. maria permalink
    22 Novembro, 2016 18:33

    Impacto zero nas despesas do SNS com as 35h? E também a entrada de centenas de médicos e 1000 enfermeiros custam 3,2*14=45M€! Será que fazem serviço voluntário?

    Gostar

  3. Monti permalink
    22 Novembro, 2016 18:36

    Volto a relembrar tentativa propor Dia do Cão. Era uma vez o circo S. Bento.
    By PSD people.

    Gostar

  4. maria permalink
    22 Novembro, 2016 18:45

    Anda por aí gente sem objectivos de vida atarefados atrás de cães.Ontem tive de me chatiar com um rapazote de 14/15 anos, sai lá da sua casa para vir aliviar o cão á frente da casa dos outros?Gente porca!Têm cães tão inteligentes, deveriam ensiná-los a ir à sanita.Façam-se sim voluntários com pessoas nos hospitais.

    Gostar

  5. 22 Novembro, 2016 18:56

    Esteilidade. Gente que não procria porque não quer ter responsabilidades e depois projectam nos bichos os filhos que não têm.

    De resto, este suposto “humanismo” é mentira porque são os mesmos que despejam velhos nos lares ou que militam para que os eutanizem.

    Ainda esta semana assisti a uma coisa louca- a Santa Casa da Miséricórdia aceitou uma deficiente física e mental e estavam a dar-lhe “formação” para tratar de velhos acamados em apoio domiciliário.

    A desgraçada nem andar conseguia e nem um alguidar era capaz de enxer com água.

    Mas houve uma mentecapta maior que lá quis ficar bem no retrato e aceitou a candidatura para um trabalho impossível.
    os velhos servem de cobaias.

    Se fosse para tratar de animais tínhamos flash-mob de indignados frente à Assembleia.

    Gostar

  6. 22 Novembro, 2016 18:56

    encher

    Gostar

  7. Arlindo da Costa permalink
    23 Novembro, 2016 03:11

    Prefiro os animais à maioria dos espécimens humanos…

    Serei racista ou nazista?

    Gostar

  8. Dário permalink
    23 Novembro, 2016 11:58

    És misantropo, Arlindo, és um grandessíssimo misantropo.

    Liked by 1 person

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: