Skip to content

“Linhas de continuidade”

7 Dezembro, 2016

O Presidente da República destacou, esta terça-feira, os resultados alcançados por Portugal nos testes PISA 2015 e os progressos dos últimos 15 anos, e defendeu que é importante haver “linhas de continuidade” na educação.

Então vamos lá ver as “linhas de continuidade”

1. Dois meses depois de ter entrado para o Ministério da Educação, Tiago Brandão Rodrigues anunciou um novo modelo integrado de avaliação no ensino básico, acabando com as provas finais de 4.º e 6.º anos e introduzindo provas de aferição nos 2.º, 5.º e 8.º anos: Existem estudos nacionais e internacionais, amparados acima de tudo por estudos da OCDE, que mostram que a avaliação formativa [provas de aferição] traz um impacto mais positivo nestas idades de formação e os exames só se justificam nas fases mais avançadas. Dizem claramente não aos exames nestas fases em concreto
2. Ministério da educação dá orientações para flexibilizar programa de matemática
3. Mudanças curriculares: ministério excluiu sociedades científicas
4. Ranking do Ministério coloca escolas públicas no topo. Escolas que eram habitualmente colocadas em 300º lugar passam a liderar ranking do ensino secundário no top 5.
Advertisements
13 comentários leave one →
  1. Baptista da Silva permalink
    7 Dezembro, 2016 10:50

    Daqui a 4 anos, vamos ver a geração que estragámos, pelo menos são felizes e é isso que interessa.

    Liked by 3 people

  2. Almeida permalink
    7 Dezembro, 2016 11:13

    Com um pouco mais de pesquisa, a D. Helena tinha chegado a conclusões diferentes.

    1- Flexibilização de programas: provavelmente refere-se a uma menor pressão das chamadas “metas curriculares” impostas no ministério Crato (e não há 15 anos), criticadas logo na altura por associações de professores e que aumentaram programas há muito considerados excessivos (vide, parecer da associação de professores de Geografia, de História e de Matemática- basta ir ao Google).

    2-Exclusão de sociedades científicas: será que tem alguma relação com os que têm interesses na elaioração dos manuais escolares?

    3- Rankings: Como todos sabemos, um ranking dá os resultados que queiramos bastando condicioná-los na definição dos critérios. O que não faz sentido é ver criticar os actuais, quem anteriormente os defendeu acaloradamente. Recordo que a própria ministra defensora dos rankings (Maria Lurdes Rodrigues), acabou por desvalorizá-los.

    Gostar

  3. Vitor permalink
    7 Dezembro, 2016 11:14

    O Marcelo é um pobre tonto ávido de afetos, viciado em popularidade.

    Liked by 2 people

  4. Colono permalink
    7 Dezembro, 2016 11:42

    Não exageremos: …

    O Sr Ministro Mário Nogueira , não tem tempo de dar aulas, sindicar e ministrar.

    Deixemos o Homem na santa paz de Deus…

    Gostar

  5. 7 Dezembro, 2016 11:47

    É a política dos consensos!
    Estamos de acordo se fores da minha opinião.
    Se não então és um neoliberal e fascista.

    Liked by 3 people

  6. 7 Dezembro, 2016 12:33

    E porque raio me fui lembrar do “pugresso na continuidade”?? Ele há coisas…

    Gostar

  7. Juromenha permalink
    7 Dezembro, 2016 17:35

    “Pôr” um psitacídeo televisivo , e português, a fazer de Presidente da República dá nisto.
    Os que nele votaram devem ir-se habituando a sentimentos de vergonha , infelizmente sem efeitos retroactivos…

    Gostar

  8. 8 Dezembro, 2016 07:53

    “Existem estudos nacionais e internacionais, amparados acima de tudo por estudos da OCDE…”, alguém viu estes estudos?

    Os outros países seguem estes alegados estudos da OCDE e também procederam às alterações que o Tiago serviçal do Nogueira fez?

    As crianças dos restantes países da OCDE são mais ou menos felizes do que as crianças do Tiago serviçal do Nogueira? Ou não há estudos da OCDE sobre a felicidade das crianças?

    Liked by 1 person

  9. Pescador permalink
    8 Dezembro, 2016 12:26

    Milagres da geringonça.
    Quando os 3 (martelo, costa e brandão)(1) untam bem os carris até a canção é mais melodiosa.

    Ora vejamos:

    Aí vem o Tiago Brandão
    A tocar violão
    de martelo na mão
    e atão! e atão!
    onde tá o costão?

    Trai trai, olaré trai trai
    ó nogueira nogueirão
    era a moda de te pai
    O pastor, lavrador,enganador
    rinhinhi rinhónhó
    á á á
    ó ó ó

    aldrabão

    Gostar

  10. beirão permalink
    8 Dezembro, 2016 19:36

    Este Marcelo, em quem votei, saiu-me uma profundíssima decepção. Não consigo olhar para aquela sua cara deslavada, sempre a fazer boquinhas popularuchas, a dizer umas patacoadas para agrado geral e aplauso boçal do maralhal, sempre, mas sempre a fazer-se ao piso aos esquerdalhos, sempre de olhos afiados na procura de afectos, popularidade e estar de bem com Deus e com o Diabo. Raios parta o homem!

    Gostar

  11. silva permalink
    9 Dezembro, 2016 08:00

    NÃO TENHO PALAVRAS PARA ISTO!!!!!!!!!

    A CUT Casino Estoril e o advogado do sindicato

    DESPEDIMENTO COLETIVO DE 113 TRABALHADORES DO CASINO ESTORIL EM 2010.

    Desde inicio que o despedimento coletivo de 2010 de 113 trabalhadores do Casino Estoril se tem desagregado por um esquema que devia ser profundamente investigado.

    Segundo o juiz as 3 providências cautelares foram indeferidas por terem ultrapassado o tempo.

    Mais de um ano que ninguém se preocupou, desde a Cut com o Sr. Clemente na procura de corrigir certas moradas de trabalhadores para actualização do processo como a sua viabilização. Se não fosse um trabalhador a ir ao tribunal de cascais saber como andava o processo não se viu da parte da comissão de trabalhadores qualquer preocupação.

    Sindicalista abandona a causa por se ter desvinculado da empresa com indemnização confortável e emprego na camara de cascais.

    Advogado que abre o maior gabinete de advocacia , no montijo e vejam como está todo este processo do despedimento coletivo: atrasos, defesa quase nula, e poucas explicações que mostrem preocupação por esta ilegalidade.

    O Sr. Nuno Benodis apanha o processo num caos, mas tem sido o unico dentro do pilar do sindicato que mostra alguma preocupação e que os trabalhadores se mostram agradecidos pela sua vontade possível ao seu alcance.

    Quando uma vez questionando o sindicato, por durante anos ter descontado e não ver da parte do sindicato qualquer preocupação. O Sr. Redolfo envia um email dizendo que o sindicato não é a santa casa da misericórdia nem policia de choque

    As desculpas esfarrapadas constantes de que está em tribunal não podemos interferir, mas pode-se atrasar o processo como agora para o tribunal da relação como já tinha acontecido com as 3 providência cautelares.

    Leva-me a crer que o sindicato está inerte, não atua, com isto causam prejuízo social à categoria e perdem sua legitimidade com os trabalhadores e a confiança de alguns representantes da comissão de trabalhadores do sindicato.

    Quem investiga tudo isto!!!!!! Será que mostrando isto aos jornais noticiosos se levante o véu deste caso do despedimento coletivo desde 2010.

    Gostar

  12. Arlindo da Costa permalink
    12 Dezembro, 2016 18:31

    Desde o tempo de Veiga Simão que existe uma linha evolutiva na continuidade.
    Não queremos revoluções pedagógicas como os ex-esquerdistas do PREC preconizavam assim como os neo-liberais à moda de Freixo Espada a Tiracolo…

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: