Skip to content

Há 50 anos

25 Julho, 2017

Sobre as cheias de 1967 restou sempre a dúvida sobre o número real de mortos. É óbvio que a censura da época desconhecia que podia aplicar o segredo de justiça à questão.

canvascheias

Anúncios
50 comentários leave one →
  1. Pedro permalink
    25 Julho, 2017 10:35

    Mas desde quando são os governos que aplicam o segredo de justiça ?

    Gostar

    • sam permalink
      25 Julho, 2017 12:00

      Desde que controlam a PGR.

      Liked by 1 person

      • 25 Julho, 2017 21:46

        Há uma nova constituição em Portugal ? Se calhar escrita por você…

        Gostar

    • Aleixo permalink
      25 Julho, 2017 12:27

      Desde que deixaram de se cagar para isso!

      Liked by 1 person

    • Tiradentes permalink
      25 Julho, 2017 14:30

      Desde que a segunda figura da nação, o presidente da AR disse que se estva a cagar para o segredo de justiça. Ora bem se ele pode se cagar para ele também o pode limpar,,,,como o Pedro,

      Gostar

      • 25 Julho, 2017 21:50

        Não percebi, você está a criticar o Ferro ou a dar-lhe razão ?
        De qualquer maneira acho que deviam apresentar a vossa nova constituição ao país, porque a AR ainda não tomou conhecimento que esteja em vigor.

        Gostar

      • Tiradentes permalink
        25 Julho, 2017 22:01

        Estou a dar-lhe razão….neste caso ele , ou eles, estão a guardar a merda que cagaram, bem guardada

        Gostar

    • oscar maximo permalink
      26 Julho, 2017 20:00

      As perguntas correctas: Houve mesmo o segredo de justiça anunciado por Costa ? Quem pediu ao MP o segredo e justiça ?

      Gostar

  2. Manuel permalink
    25 Julho, 2017 10:38

    A diferença é que quem censurava no Estado Novo assumia, agora o jornalixo avençado do governo auto-censura-se.Mas “felizmente há luar” e podemos ler os jornais Espanhóis.Não sei mesmo se a censura nesta democracia não é maior, dantes ainda podíamos ler o Diário de Lisboa, o Jornal do Fundão e o Comércio do Funchal, agora as vozes dissonantes são esmagadas pelas linhas editoriais.

    Liked by 1 person

  3. Alain Bick permalink
    25 Julho, 2017 10:57

    sobretudo não havia os meios de comunicação de hoje
    havia jornaleiros aldrabões de ambos os lados

    Amigo andou no Campo Grande com água pelo peito
    por não ter telemóbel

    Gostar

  4. 25 Julho, 2017 11:22

    O AC-DC não tem razão e está cada vez mais atabalhoado.
    Mas suspeito que também neste caso, quer puxar o PPCoelho (que tenha cautela) para a luta na pocilga.

    Gostar

  5. 25 Julho, 2017 11:39

    Ó AC-DC, segue o exemplo do teu amigo, “caga-te para o segredo de justiça” e revela os nomes, pá !

    E o MCThomaz ? Está a banhos desde há dias ?

    Gostar

  6. Colono permalink
    25 Julho, 2017 11:59

    AS vitimas mortais de acidentes só são sepultadas depois da autopsiadas …

    Uma vez identificadas os seus nomes passam a serem do domínio publico… qualquer pessoa pode consultar os respectivos arquivos notariais.

    Aqui há gato…

    Liked by 1 person

  7. António C. Mendes permalink
    25 Julho, 2017 12:25

    Mau!!! Querem ver?!
    Quanto vale a aposta que, se houver macacada com as listas, o Babush fará ainda uma última tentativa de fuga para diante e o Pedro (que não é de esquerda) defendê-la-à ferozmente???

    http://rr.sapo.pt/noticia/89566/enviada_para_o_ministerio_publico_lista_nao_oficial_de_mortos_em_pedrogao_grande?utm_source=rss

    Gostar

  8. piscoiso permalink
    25 Julho, 2017 13:13

    Há uma diferença entre uma cheia, que é uma catástrofe natural, e um incêndio, que pode ter mão criminosa.

    Gostar

    • Colono permalink
      25 Julho, 2017 13:46

      Caro Cara Tapada

      A diferença acaba quando os corpos são IDENTIFICADOS pelo Instituto de Medicina Legal… OS mortos,( como os comandantes suspensos em Tancos) não irão interferir nas investigações em curso….
      … É assim em todo o tipo de acidente e em todo o mundo democrático,. depois de avisados ( em 1º lugar) os familiares das vitimas, nada impede a sua divulgação…

      Não há funerais incógnitos! Alista já consta nos serviços públicos do notariado.

      Liked by 1 person

      • piscoiso permalink
        25 Julho, 2017 14:05

        Caro colonada, os mortos não interferem na investigação, mas os investigadores podem limitar a divulgação de dados, que considerem prejudiciais à investigação.

        Gostar

      • Tiradentes permalink
        25 Julho, 2017 14:33

        sim. os mortos morridos ou matados podem em qualquer altura influenciar a investigação, por isso é que se deve ter muito cuidado, não vão eles falar como os comandos distritais da protecção civil.

        Liked by 1 person

      • 25 Julho, 2017 14:41

        Tiradentes,

        Para estes laparocos do desgoverno presente, são muito confundidas as palavras investigação e eleição.

        Teremos investigações em breve.

        Liked by 1 person

    • 25 Julho, 2017 13:59

      Já prenderam o raio que o parta?

      Gostar

      • 25 Julho, 2017 14:29

        Sobre os recentes acontecimentos, tenho já uma leve sensação que o raio que o parta está tremelicante em São Bento e em contacto expectante com o pastel MCThomaz…

        Gostar

    • Tiradentes permalink
      25 Julho, 2017 14:32

      mas não foi um tsunami? Pelo menos foi o que a ministra disse.

      Gostar

      • 25 Julho, 2017 14:38

        Primeiro, ainda estou por perceber a Constança como ministra. Segundo, à sua (dela) cabeça ocorreu naquele momento a palavra “tsunami” e-já-tá-é-isso, serve para a ocasião.

        Gostar

    • Tiradentes permalink
      25 Julho, 2017 14:37

      Piscoiso.
      “O Governo reconhece os fogos de Junho como catástrofe natural e activa os fundo de 10 milhões”.
      Afinal em que é que ficamos? foi um tsunami, que provocou uma cheia ou um raio que provocou um terramoto?

      Gostar

  9. 25 Julho, 2017 14:25

    Um gajo aí acima, sempre a defender o indefensável “socialismo” do Rato, já não consegue entender que os infelizmente falecidos em 1967 e em 2017 não preferiram perecer entre um incêndio e uma cheia. Baralha e tenta voltar a iludir.
    Há até hoje e desde a tragédia X falecidos, oficialmente 64. Já foram todos identificados inclusivé na Medicina Legal ? E já estão todos enterrados ? Então, qual o (inesperado) problema para não divulgarem os nomes ? Descobriram que um ou mais dos enterrados cometeram crimes, para haver inesperado “segredo de justiça” ?
    Repito o que sugeri acima ao AC-DC: que siga o exemplo do seu amigo, “cague-se para o segredo de justiça” (será que o segredo de justiça “socialista” só serve para certos casos incómodos ?) e, revela os nomes, pá !

    Gostar

    • 25 Julho, 2017 17:15

      Seria uma calamidade algo pública se os mortos que morreram chamuscados, atropelados ou assustados falassem.

      No socialismo os mortos apenas podem votar por procuração.

      Gostar

  10. 25 Julho, 2017 14:35

    Estes gajos, porque politicamente imberbes (apoderaram-se do poder e isso basta-lhes), meteram a pata na poça. “Segredo de justiça” num caso destes para evitarem divulgar nomes ?
    Será que sabendo que a maioria da populaça-NADA tem respeitinho pela justiça, recorreram à palavra “justiça” para aquietar e cercear dúvidas ?

    Liked by 1 person

    • 25 Julho, 2017 14:46

      MJRB,

      Não lhes dê crédito a mais. O segredo de justiça é invocado porque seria uma injustiça que um raio que os partisse fosse influenciar as eleições autárquicas e os removesse do poleiro, logo quando os grupos de foca dizem tão bem da situação; e que as férias do primeiro-mamífero fossem estragadas.

      Uma ANEDOTA SOVIÉTICA:

      Um cidadão protestava com um cartaz BREZHNEV É UM IDIOTA. Foi preso por 21 anos: 1 ano por manifestção ilegal e 20 anos por revelar um segredo de estado.

      Liked by 1 person

      • 25 Julho, 2017 15:09

        Esta gentalha enoja-me. Literalmente.
        No sábado, alguém do P”S” encontrou-me e sugeriu-me “seria importante que apoiasse o candidato (X) à câmara”. Respondi-lhe: Eu ?? O vosso candidato é um garoto crescido, cabeça aérea faz-me lembrar o António Costa e não mais do que isso; detesto o P”S'”.

        Boa, essa anedota.

        Gostar

  11. piscoiso permalink
    25 Julho, 2017 14:52

    “Os investigadores podem limitar a divulgação de dados, que considerem prejudiciais à investigação.” A interpretação desta frase é livre para comentários histéricos.

    Gostar

    • 25 Julho, 2017 15:14

      Os falecidos vão falar, testemunhar, serão delactores sobre algum caso inesperadamente relevante para concluirem algo grave do incêndio !? Daí o “segredo de justiça” ?

      Liked by 1 person

    • 25 Julho, 2017 17:03

      Não interpreto, corrijo. A vírgula separa directamente o grupo verbal do complemento directo. Está a mais. Tal como a frase neste caso.

      Gostar

    • Colono permalink
      25 Julho, 2017 17:35

      Caro Cara Tapada

      Concordo em absoluto com o camarada…
      Vejamos:

      Suponhamos que uma das vitimas mortais da estrada da morte era o nosso Cara Tapada ( bati 3 vezes na madeira) aí teríamos várias hipóteses para a causa do infausto…

      — Seria o pano que ardeu primeiro e sufocou-o
      — Teria o pano dificultado o rápido pedido de socorro…
      — Não evitou, mas o SIRESP não estava em funcionamento…
      — Seria culpa do automóvel ter ficado sem gasolina na hora H…, etc , etc

      Como se vê o nome do Cara Tapada só pode ser divulgado, depois d’uma conclusão bem fundamentada ( como a da PJ ter localizado de imediato a fatídica arvore…

      Cara Tapada, desculpe-me a comparação… Muitos anos de vida!

      Gostar

  12. José da Costa permalink
    25 Julho, 2017 14:53

    Se divulgam a lista é uma chatisse.
    É que começam logo a aparecer pessoas a dizer que:
    – afinal o meu pai não está na lista…
    – olha, então o meu tio e a minha tia que morreram queimadinhos não estão na lista?

    Ai Costa, encarnas o Diabo, saneaste a Proteção Civil à boa maneira socialista, e agora escondes o rabo.
    O Passos Coelho é que é parvo; ao falar na vinda do Diabo em Setembro do ano passado encobriu o verdadeiro Diabo que já estava a fazer o seu trabalho.

    Os espanhóis é que dizem que não acreditam em bruxas, mas afirmam que as há. Têm razão.

    Liked by 1 person

  13. 25 Julho, 2017 14:58

    Mais uma vez pergunto: raio de gente inteligente esta que foi escolhida para o governo pelo tão inteligente AC-DC que passado mais de 1 mês da tragédia dos incêndio não tem respeito pelos falecidos, pelos familiares, pelos concidadãos, e é incapaz –ou não quer– divulgar um relatório final e acabar de vez com a suspeita de que afinal há mais falecidos do que os incluídos anteontem pelo AC-DC como “caso esclarecido”?
    Estes gajos pensarão que a toda a população acata notícias oficiosas e oficiais, é imberbe, sofre de iliteracia, é parva, ignorante e bovinamente “socialista” ?

    Costa-PM, muito eu gostava de retroceder no tempo e encontrar-te à porta do Frágil para tentares entrar…

    Gostar

  14. Colono permalink
    25 Julho, 2017 15:14

    Caro Big Chef Cara Tapada

    Tem razão: Os mortos podem “testemunhar” que foram vitimas do falhanço do SIRESP na descoordenação do combate ao incendio… Falha no fecho da estrada fatídica, etc

    É preciso cuidado com os mortos… mesmo já enterrados!

    Gostar

    • 25 Julho, 2017 15:31

      “Acho” que o governo, o AC-DC (e possivelmente o MCThomaz), perante alguns inesperados e irresolúveis casos comprometedores, já acreditam em fantasmas…(*)
      (*) Lamento profundamente os falecidos no incêndio.

      Gostar

    • Aleixo permalink
      25 Julho, 2017 15:37

      A morte destas 64+ pessoas testemunha, sem sombra de dúvida, a incompetência desta geringonçazeca.

      Tudo o resto – segredo de justiça, abraçinhos, choradinhos, presença em funerais, luto nacional, declarações, afirmações e reafirmações – é uma peneira para tapar o sol.

      Liked by 1 person

      • 25 Julho, 2017 17:07

        Já não nos bastava o Quarenta e Quatro, temos também um Sessenta e Quatro.

        Sugiro que soldemos os portões a semiautomática durante o próximo congresso do PS. É mais fácil e barato detê-los a todos quando estiverem reunidos.

        Gostar

  15. Prova Indirecta permalink
    25 Julho, 2017 17:51

    Perguntem ao Ferro Rodrigues!!!! Estou em pulgas para saber que opinião tem sobre este assunto , a segunda figura institucional do Estado .

    Liked by 1 person

    • 25 Julho, 2017 18:05

      Responder-lhe-á: “porque não quero ser deselegante para com o senhor Presidente, primeiro terá de responder a primeira figura institucional do Estado e só depois eu, na qualidade de segunda figura inconstitucional do Estado”.

      Gostar

  16. Arlindo da Costa permalink
    25 Julho, 2017 20:28

    Isso foi no tempo do fascismo! E não havia telemóveis nem internet!

    Gostar

  17. 25 Julho, 2017 21:39

    Assunto (por hoje e até quando ?) encerrado. A PGRepública divulgou os nomes dos 64 mortos.
    E segundo a PGR, a senhora que avançou com mais nomes, não tem razão na quantidade propalada.
    Porra, demorou, foi preciso ferro e fogo verbal para uma decisão oficial…

    Gostar

  18. 26 Julho, 2017 16:53

    A direita portuguesa é mórbida, desclassificada , imoral e herdeira da direita trauliteira, torcionaria e criminosa da ditadura. Não olha meios para alcançar os seus fins.

    Gostar

  19. Bolota permalink
    26 Julho, 2017 20:05

    Como é que eu enquanto Bolota tenho a OBRIGAÇÃO de apresentar todos os elementos em meu poder sobre um assunto qualquer e a Helena enquanto Historiadora, Jornalistas e comentadora não o faz???

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: