Skip to content

O único consenso nacional é o país estar entregue a um grupo de incompetentes

16 Agosto, 2017

Há semanas que isto dura: ardeu? O fogo está onde? O vento levou-o. O pior é se passa a ribeira. Já está perto… Há semanas que a vida é isto. Espera-se pelas próximas horas com uma sensação de cerco. De quem espera um inimigo que sabe inflexível e infalível…

Esse país cercado pelo fogo é o reverso do país-propaganda: no país-propaganda basta manipular os números, atrasar pagamentos, lançar mais uma campanha contra um inimigo imaginário. No país real o fogo mostra tudo o que a propaganda esconde.

 

Anúncios
42 comentários leave one →
  1. sam permalink
    16 Agosto, 2017 11:51

    Alguém reparou como a festa do governo com o crescimento de 2,8% durou pouco? A cara do Galamba quando teve de reconhecer que ficava aquém do esperado…

    Gostar

  2. 16 Agosto, 2017 11:58

    Que eloquência!

    Bem lá em cima da pirâmide dos estilos poéticos, lado a lado com a voz-off das peças jornalísticas sobre os incêndios.

    Gostar

  3. A.Silva permalink
    16 Agosto, 2017 12:31

    Na vida real há abutres com forma humana que vivem alimentando-se das desgraças.
    Gente pestilenta, com cheiro a enxofre.

    Gostar

    • Tiradentes permalink
      16 Agosto, 2017 17:02

      verdade…aquilo no tempo do passolas de massamá é que estava a dar….suicidios? culpa da “osteridade fássista” do passolas. Mortes de calor? culpa do “fássimo direitalho” do passolas de massamá. Um morto no hospital? (coisa rara e nunca vista) culpa do “fassismo dósteridade” do passolas de massamá que quer acabar com o SNS.
      A bem dizer até eu sofri um ataque de gazes naquele tempo…..culpa do “fássismo direitalho” do passolas de massamá.
      Era cada peido mais mal cheiroso que só podia ser “fássista”
      E é esta gente que via morte fome pobreza e comia em cima da carne seca dos cadáveres para culpar a direitalha que agora se indigna com o facto de os outros se terem apropriado da sua luta

      Gostar

  4. 16 Agosto, 2017 12:33

    E ontem foi-se o Colégio de S. Fiel. Não se pode falar de Jesuítas em Portugal sem falar de S. Fiel. Foi lá que nasceu a Brotéria. Estava ao abandono, havia planos para recuperá-lo para o turismo, agora já não é necessário pensar muito no assunto.

    Gostar

    • sam permalink
      16 Agosto, 2017 12:50

      É certo e seguro: se está nas mâos do Estado, está em risco.

      Gostar

      • 16 Agosto, 2017 13:43

        Então estamos todos em risco. Abram os olhos.

        Gostar

      • carlos alberto ilharco permalink
        16 Agosto, 2017 14:08

        Já estava nas mãos dos privados.
        Você hoje não acerta uma.

        Gostar

      • sam permalink
        16 Agosto, 2017 16:58

        Carlitos, até onde eu consigo apurar, o imóvel pertence ao Instituto de Segurança Social, com cedência de utilização do ginásio e da piscina à câmara de Castelo Branco.
        Mas estou completamente disponível para que me elucides sobre a data da dita alienação. A ver se acertas…

        Gostar

      • sam permalink
        16 Agosto, 2017 17:18

        A não ser que te quisesses referir ao projecto REVIVE de concessão a privados.
        Sendo que ainda nem foi lançado concurso público para o imóvel em questão…

        Gostar

      • sam permalink
        16 Agosto, 2017 22:41

        Nos meus muitos defeitos, não costuma estar a falta de tomates na hora de reconhecer que me enganei, quando o descubro ou mo mostram.
        Ok, ALBERTO, eu percebo, somos diferentes…

        Gostar

  5. Baptista da Silva permalink
    16 Agosto, 2017 12:38

    O Estado não cumpre as suas funções básicas de assegurar a segurança da população, como tal, vivemos num estado falhado. E falido, já agora.

    Gostar

  6. Manuel Assis Teixeira permalink
    16 Agosto, 2017 13:02

    Absolutamente! Nem mais. Está definido. Estamos entregues a um grupo de incompetentes! É trágico mas é verdadeiro!

    Gostar

  7. 16 Agosto, 2017 13:20

    Um tratado de ciúme e de inveja.
    Vá lá meninos, saiam da vossa zona de conforto e expliquem isso dos “incompetentes” aos eleitores. Só assim podem esperar que tenham maioria absoluta nas próximas legislativas. Porque as autárquicas já eram!
    Não é sentados encima das PPPs (parcerias em que o Estado dá aos privados lucro mínimo garantido) que vão ganhar as próximas eleições.
    E não se esqueçam, o monhé não é o sócras. Não é rapaz para se intimidar com Manuelas M Guedes ou Mários Crespos que apareçam por aí a morder-lhe nas canelas…

    Gostar

    • sam permalink
      16 Agosto, 2017 17:01

      Manolito, estás a tentar dizer-nos que os socialistas já ganharam as autárquicas sentados em cima de cinzas e de cadáveres?
      Pode ser.

      Gostar

      • 16 Agosto, 2017 17:10

        O Coelho e o Portas têm ambos grandes bexigas. Se ainda estivessem no governo mijavam tanto que apagavam todos os fogos!

        Gostar

      • sam permalink
        16 Agosto, 2017 17:35

        Preocupa-te com o teu serviço e deixa de espreitar os outros, pá.

        Gostar

  8. Manuel A permalink
    16 Agosto, 2017 13:28

    No tempo do Estado Novo, os Governantes não precisavam de votos e mais votos para assumirem as suas responsabilidades. Assumiam-nas como pessoas competentes para os lugares que ocupavam depois de prestar provas públicas (gerais ou específicas) da sua competência. Haja alguém que me desminta!

    Por esse motivo os Governantes eram exigentes, não transigiam com prevaricações, fiscalizavam e puniam quem o merecesse.

    Hoje, com as “democracias”, com a necessidade de votos para se manterem nos lugares, os Governantes, os amigos dos Governantes e os familiares dos Governantes e dos amigos, (competentes ou nem por isso), tendem para o deixa-andar, fazem vista grossa a muitas infracções e os fiscais são uma raça quase extinta.

    Porque fiscalizar é abrir caminho à punição e isso dói e mata votos.

    Assim, cá vamos carpindo as mágoas, os Governantes sacudindo as responsabilidades para cima dos inimputáveis ou para as forças da mãe Natureza, de modo a que o cancro continue a fazer o seu caminho de destruição sistemática da Nação Portuguesa por obra e graça dos Internacionalistas; repito: dos internacionalistas.

    O Povo (novos e velhos) que não se queixe.
    Está a caminho da ruína final porque não se cultiva, não se informa, não se queixa em massa, ocupa-se apenas com os festivais, os futebóis, os centros comerciais e o santuário de Fátima e afins; encolhe os ombros e vai avalizando com os seus votos a gangrena de que faz parte.

    Liked by 1 person

    • Pedro permalink
      16 Agosto, 2017 14:31

      Se gosta tanto de ditadores, porque é que não emigra para a coréia do norte ?

      Gostar

      • sam permalink
        16 Agosto, 2017 17:03

        Pedrocas, lá só te querem a ti.

        Gostar

      • 16 Agosto, 2017 19:27

        Manuel A, tem razão. Portugal está uma desgraça e o olho do furacão está no centro do PS.
        Nós portugueses, vamos ter que lutar muito para sacudir toda a podridão que nos domina. Não me parece que seja só um problema de incompetência. Há incompetência nos governantes, mas há muito banditismo e ressabiamento. Em vez de se guiarem pela resolução dos problemas do país, guiam-se por ideologias deslocadas no tempo e no espaço.
        Não se percebe que o ministro dos negócios estrangeiros tem uma mente deformada?
        O secretário de estado da administração interna quer fazer crer que a oposição ao governo anda a provocar os fogos. Então não é o ministério dele que tem competência para investigar todos os crimes?
        Ministro da saúde? Ministro das finanças? Não pagam aos fornecedores dos hospitais? Põem em risco a saúde e a vida dos portugueses.
        Quantos mais inocentes como os de Pedrogão Grande vão ter que morrer para conquistarmos um governo que proteja os portugueses?
        Que mal fez este povo para ter que suportar tão sinistras figuras como governantes?

        Isto não vai acabar nada bem.

        Gostar

  9. 16 Agosto, 2017 13:29

    Assumo as minhas culpas nisto. Devia ter votado PSD e não o fiz. Para mim, Passos Coelho foi um dos melhores PMs, mas errou completamente na forma de comunicar, errou ao não explicar a necessidade de tirar a troika do país o mais depressa que fosse possível, errou ao não exigir da UE um respeito diferente pelo esforço dos portugueses. Note-se que na altura a Grécia era uma palhaçada e uma dor de cabeça para Bruxelas, e por aqui estava tudo a funcionar, e um político tem de saber extorquir disso, nem que seja à pedrada, benesses para o país.
    Foram essas minudências que me decidiram, coisas como a fantochada que foi a votação da inaceitável lei dos direitos conexos, um estúpido display de quero-posso-mando – e para quê? A SPA é de esquerda e a esquerda nunca agradece nada.
    Sempre pensei que o PSD ganhava as eleições – como aliás ganhou – mas pensei que talvez fosse melhor não ter maioria, ter de ser mais flexível.
    Óbviamente nunca pensei na possibilidade duma Geringonça. No pior cenário o PS ganhava e governava em minoria com a oposição responsável do PSD.
    Nunca pensei que ficássemos com um simulacro de governo que não sabe governar, nunca pensei que fosse possível fazer tanta asneira junta tão depressa. Qualquer coisa que Passos Coelho tenha feito errado nada é comparada com isto. Nunca imaginei a escala de magnitude desta incompetência e falta de senso democrático.
    O PSD não teve a maioria por meia dúzia de lugares no parlamento. E estou arrependido de ter contribuído para isso. No que me diz respeito não torna a acontecer. Quanto aos outros, é melhor abrirem os olhos e ver que o PS que conhecíamos está acabado, morto e enterrado desde, pelo menos, Guterres.

    Gostar

    • Pedro permalink
      16 Agosto, 2017 14:30

      Oposição responsável do PSD ?

      Como é isso possível num partido de irresponsáveis ?

      Gostar

      • sam permalink
        16 Agosto, 2017 17:36

        Pergunta aos teus comissários, que eles explicam-te.

        Gostar

      • 16 Agosto, 2017 17:46

        Já cá faltava a Brigada Amarela

        Gostar

  10. Pedro permalink
    16 Agosto, 2017 14:29

    A culpa, claro, é do Costa.

    Aguardam-se suicídios.

    Gostar

  11. Procópio permalink
    16 Agosto, 2017 14:48

    pedrito, lambes a bota do kosta tudo bem, agora que venhas fazer de idiota, já bastam os teus comparsas. O sítio está conspurcado por tipos treinados em ocultar a realidade.
    Lembra-te pedrito, a realidade virá ao de cima. Nesse dia pedirás ajuda ao abrantes.
    O abrantes recebeu boas fotocópias, os restos ficam para ti.

    Gostar

  12. Manuel A permalink
    16 Agosto, 2017 15:22

    Pedro

    Não emigro para a coreia do norte porque quero ficar aqui para te dizer que não vales nada.
    As tuas intervenções aqui não têm nada de construtivo.
    Junta-te aos da tua laia que por aqui vagueiam a largar ALARVIDADES e ide todos para a Madeira, que é como quem diz, ide todos para a sombra do carvalho.

    Gostar

  13. Procópio permalink
    16 Agosto, 2017 15:32

    Pensar implica deslocar-se do mundo das aparências.
    Essa qualidade não existe no mundo dos pedritos.

    Gostar

  14. piscoiso permalink
    16 Agosto, 2017 15:47

    Não sei, porque ela não o escreve, onde a autora foi buscar a informação de um “consenso nacional” blabla. A não ser que esse consenso seja entre nacionalistas.

    Gostar

  15. Manuel permalink
    16 Agosto, 2017 16:16

    Uma governação baseada na mentira só pode gerar tragédias. Em Pedrogão, segundo a judiciária, o responsável foi um pinheiro, no Funchal, segundo o Cafôfo, foi um carvalho. Para a próxima tragédia vou apostar numa azinheira e num sobreiro. Em breve, teremos cheias e o responsável vai ser “um fenómeno raro da natureza”!

    Gostar

  16. Arlindo da Costa permalink
    16 Agosto, 2017 16:26

    Desde que Vasco Gonçalves saiu do poder, Portugal foi sempre rua abaixo.

    Gostar

    • sam permalink
      16 Agosto, 2017 17:24

      Desde que acabou a greve do governo de Pinheiro de Azevedo, nunca mais tivemos sossego.

      Gostar

  17. Procópio permalink
    16 Agosto, 2017 16:38

    Para maluquinhos já temos que chegue, não é preciso recordar o companheiro vasco.
    Realidade assumida no livro de Vasco Lourenço: “Assumo ter participado na reunião que decidiu mandar prender, preventivamente, cerca de 20 pessoas […]. Não havia mandato judicial? É um facto, mas também não houve fuzilamentos, não houve mortes.[…] Aqui houve alguns excessos? É um facto. Foi mau? Sim, mas foi o menos mau”.
    “Portugal foi sempre rua abaixo”. Vai sim senhor enquanto a incompetência reinar.
    A rua é longa e ninguém sabe a que praça vai dar..

    Liked by 1 person

    • sam permalink
      16 Agosto, 2017 17:26

      Desde que se partiu a cadeira, ficámos entregues à bicharada.

      Gostar

  18. Procópio permalink
    16 Agosto, 2017 18:06

    Não há só incompetência, não sejamos injustos.
    https://www.publico.pt/2017/08/16/economia/noticia/suspeitas-de-gestao-danosa-na-antiga-pt-1782421
    Em áreas concretas os “democratas” têm-se revelado altamente competentes.
    A assinatura deles nunca aparece, nem nas fotocópias.
    O povoléu adora uns, reverencia outros e o resto que se lixe.

    Gostar

  19. Procópio permalink
    16 Agosto, 2017 18:17

    “Confiança no Mundo — Sobre a Tortura em Democracia”.
    Tortura em Democracia tem que ver com quase todos.
    Um livro oportuno para ler junto aos incêndios.
    Se não estiver esgotado.
    Tem que ser bom, foi lançado por lula, o cefalópode é de qualidade extra.

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: