Skip to content

Incompetência estrutural

17 Setembro, 2017

Não há ano que passe em que a situação não seja a mesma. Nem mudança de partidos, nem de ministros, nem de leis e regulamentos alteram o facto de na educação continuar a vigorar o princípio da incompetência estrutural de todos os envolvidos.

As aulas acabam a meio de Junho, mas alunos e pais apenas conhecem os horários do novo ano horas antes do dia 15 de Setembro e do início das aulas… Professores são apenas colocados em finais de Agosto ou Setembro; auxiliares serão contratados durante mês de Setembro e Outubro já com aulas a decorrer. Programas escolares são alterados a meio de Agosto. Experimentalismos curriculares são decididos em Julho. Ministério permite que professores podem requerer alteração de colocação durante mês de Setembro, certamente com grandes vantagens pedagógicas… Início de Setembro e há uma vaga de fundo de baixas claramente fraudulentas. Escolas tem de percorrer processos burocráticos de semanas para substituir um professor de baixa médica. Escolas mantem-se «irresponsáveis » pela qualidade dos professores que ali trabalham por não ser da sua competência contratá-los ou dispensá-los. Proliferam os projectos e tempos de leccionamento totalmente estranhos ao ensino, apenas fruto de muita sociologia e ideologia de pacotilha, retirando tempo útil de aprendizagem. Associações de pais dominadas por pais-professores calam-se perante um cenário de ineficência e incompetência que se repete a cada ano.

Anúncios
16 comentários leave one →
  1. piscoiso permalink
    17 Setembro, 2017 17:12

    Há uma teia burocrática tendente a favorecer mais docência do que a discência.

    Gostar

    • Francisco Miguel Colaço permalink
      17 Setembro, 2017 19:04

      Nem docência, nem discência. Favorece a displiscência.

      Liked by 1 person

      • 18 Setembro, 2017 00:07

        Isto só já lá vai com uma revolução nacionalista!

        Gostar

      • Tiradentes permalink
        18 Setembro, 2017 07:40

        A “teia” chamada “cirugicamente” de “burocrática” de favorecer a docência são as “conquistas civilizacionais socialistas” como bem e repetidamente o “ministro da educação socialista” Mário Nogueira tem demonstrado ao longo de 20 anos em que não conseguiu colocação para dar aulas, chegando ao topo da carreira docente para receber ordens com Comité Central.
        Chamar ao Mário Nogueira “burocrático” também está certo. Até porque o socialismo é aquele regime em que burocráticamente “semos todos iguais” e depois uns são mais iguais que os outros……a começar pela “docência”

        Liked by 1 person

  2. Procópio permalink
    17 Setembro, 2017 17:20

    Jovem bem informado procura passar o mais depressa possível pela escola gramsciana, escolher um curso de ciências numa universidade a sério para abalar o mais rapidamente possível para um ambiente de liberdade e de criatividade onde possa ser um cidadão de pleno direito.
    Há cada vez mais jovens a perceber o ambiente de truques onde se vive, as palavras ocas com que os pandilhas dos políticos procuram enganar os lorpas.
    De qualquer modo os bons empregos, as bolsas são invariavelmente para os amigos.
    É zarpar enquanto é tempo.

    Gostar

    • Francisco Miguel Colaço permalink
      17 Setembro, 2017 19:06

      Ser-se doutorando em sociologia (por oposição a licenciado) é de tanta utilidade social como a de um técnico de refrigeração nos confins do Pólo Norte.

      Liked by 1 person

    • Euro2cent permalink
      17 Setembro, 2017 21:34

      > Jovem bem informado

      Fixe

      > abalar o mais rapidamente possível para um ambiente de liberdade e de criatividade onde possa ser um cidadão de pleno direito.

      Ah, afinal nem por isso, era optimismo.

      Camarada, nunca vai ser um cidadão de pleno direito noutro país, por muito que lhe mintam.

      E a “liberdade e criatividade” … meh … quando muito pagam-lhe melhor para fazer o que for preciso. Normalmente com muito mais regulamentos.

      Mas mentem-lhe melhor do que cá, os nossos publicitários ainda são algo broncos e displicentes.

      Temo que, a médio prazo, fique desapontado. Vá precavido.

      Gostar

  3. Monti permalink
    17 Setembro, 2017 17:49

    In go ver náveis.
    Nada a fazer, com dirigentes indígenas.
    Recrute-se algures no exterior, alguém sem dependências interiores.
    Ou descubra-se por aí, alguém do género Pombal.

    Gostar

    • Euro2cent permalink
      17 Setembro, 2017 21:26

      > alguém do género Pombal

      Boa ideia, o tipo que substituiu o ensino dos Jesuítas pelo dos Maçons.

      Um copinho de cicuta para digestivo?

      Liked by 1 person

  4. Leunam permalink
    17 Setembro, 2017 19:31

    Procópio

    A sua última frase deixa-me muito apreensivo.
    Porque é exactamente o que os internacionalistas que nos governam pretendem que aconteça:

    1) Afastar de cá todos os que pela sua inteligência e qualidades de trabalho mostrem que estão acima da média. Estes não interessam a quem por cá “governa” pois, se por cá ficam facilmente topariam as manigâncias que diariamente são engendradas e rejeitariam os farsantes e incompetentes.
    Na minha opinião, os melhores deviam ficar por cá para bater o pé e exigir qualidade na governação e por todo o lado.

    Tal como estamos, são os outros países que vão “agradecer” aos nossos “governantes” que enxotem os nossos melhores para casa deles, já preparados e formados, a nossas expensas, para serem explorados como simples emigrantes de primeira qualidade…

    2) Os que cá ficam, ou não tem condições para emigrar ou são o rebotalho, para, em qualquer dos casos, serem incorporados no “gado”, explorável e fácil de conduzir no redil.

    Tudo isto está incluído nos chamados “Objectivos Bilderberg”, muito claramente expostos por Daniel Estulim no seu livro: “Toda a verdade sobre o Clube de Bilderberg”.
    Deles destaco só alguns pontos:

    a) “Uma Identidade Internacional.
    Ao dar poder a organismos internacionais para destruir completamente toda a identidade nacional mediante subversão a partir de dentro, eles tencionam estabelecer um único conjunto de valores universais. Não poderá haver outros no futuro.

    b) Controlo centralizado do Povo.
    Mediante contolo da mente, eles tencionam ordenar a toda a humanidade que obedeça à sua vontade. …
    …Na Nova Ordem Mundial, não prevê lugar para qualquer classe média, apenas governantes e servos.

    c) “Controlo centralizado de toda a Educação.
    Uma das razões para a União Europeia, a “União Americana” e a futura “União Asiática” procurarem mais controlo sobre a educação em geral traduz-se em deixar os globalistas do Único Mundo esterilizarem o verdadeiro passado do mundo. Os esforços deles estão a dar frutos «fantásticos», A juventude de hoje é praticamente ignorante quanto às lições da história, liberdades individuais e o significado da liberdade.Da perspectiva dos globalistas, este estado de coisas simplifica o programa.”
    —————-
    Então, não é que já temos Bolonha?
    Então, não é que já temos crianças portuguesas que afirmam que Portugal começou em 25 de Abril de 1974?
    Então, não é que os Jovens que vão aos Concursos sobre Cultura Geral da RTP mostram uma confrangedora ignorância sobre assuntos pátrios?
    Estamos no “bom” caminho!

    Liked by 1 person

  5. Procópio permalink
    17 Setembro, 2017 19:44

    Com o efeito geringonça não será possível aprender a sério. A geringonça rola em calhas estreitas e sinuosas. Dum lado a mentira, doutro o desplante. À frente, frente ao radiador está o dístico: não há vergonha.
    Não critiquem, grande parte dos tugas de facto já a perdeu e vota com a cruzinha no sítio, quando vota.
    Preparar as crianças para viver?Para se relacionar e trabalhar num ambiente complexo? Participar na sociedade e na economia do conhecimento? Na escola, nem pensar.
    Vocábulos minguados e ordinários é o padrão revelador. Ler? Só sms.
    Quando muito decoram-se conceitos enviezados, uma catadupa de informações muitas vezes desconexas, visando arranjar mais vagas para docentes – nota de entrada no ensino dito superior não ultrapassa os 11 em média.
    O professor mediador no processo de aprendizagem? Sei de professores que se dirigiram a turmas de delinquentes que são em apreciável percentagem e exclamaram:
    “Só vos queria ver mortos!”. É verdade, para chegar aí é preciso estar muito doente.
    Já alguém se informou do número de baixas por psi em escolas públicas?

    Pensamento crítico? Raciocínio lógico cuidado? Capacidade de inovar, ser criativo, flexível, de resolver problemas? Fomentar atitudes adequadas?
    Esqueçam. Não copliquem. Votem na geringonça e terão o problema resolvido.

    Gostar

  6. 17 Setembro, 2017 21:28

    Os miúdos têm uma carga horária que os marmanjos da Autoeuropa acham excessiva. Um dos meus, desde as 07:30 até às 14:00 não tem tempo para comer. Seis horas e meia de jejum. Até os Comandos são delicados demais para tanto. Se os professores se queixam e os alunos são tratados pior que animais, para quem é a escola?

    Gostar

    • Euro2cent permalink
      17 Setembro, 2017 21:42

      > para quem é a escola?

      Para justificar a existência do Ministério da Educação?

      Até são piores do que o Walmart a exterminar lojistas independentes. Não toleram mesmo que haja estabelecimentos que não controlem (a não ser que sejam boutiques caras).

      Gostar

  7. Luis permalink
    17 Setembro, 2017 22:34

    Como se sabe quando alguem arrenda um apartamento o senhorio exige o pagamento de duas rendas. Ora os professores sabem apenas no final de Agosto ou inicio de Setembro onde ficarao colocados. Sempre que mudam de terra, perdem um mes de renda. Portanto, tem um prejuizo de 300 a 600 euros, dependendo do tipo de apartamento que tinham arrendado. Acho estranho que ninguem denuncie isto.

    Outra ineficiencia esta nas colocacoes do Superior. Em Espanha saem em Julho. Em Portugal saem um fim-de-semana antes do inicio das aulas. Esquecem-se que ha estudantes das regioes autonomas que irao gastam uma fortuna num voo comprado em cima da hora.

    As Esquerdas, que se dizem tao combativas contas as injusticas, nunca denunciam estas particularidades do Estado portugues, que demonstram o enorme desprezo que o sistema tem pelo cidadao comum.

    Gostar

  8. JCA permalink
    18 Setembro, 2017 01:00

    .
    E sobretudo porque se cortam as pernas proibindo a entrada na Universidade escolhida de alunos com mais de 10 valores ?
    .
    Subliminarmente a ‘elite artesã’ responsavel por tal ‘grande feito’ quer transmitir que os Professores do Secundário são lixo ? Nao prestam para ensinar ? Que as novas gerações são carne para canhão ? Não prestam ? Nascem geneticamente enviesadas ?
    .
    Com que direito meia duzia de ‘cromos mandantes’ partem as pernas e o futuro de milhares e milhares de jovens ? Quem são eles para decidir isto ?
    .
    No meu tempo, no tempo do ‘botas’, uma injustiça destas dava direito aos movimentos estudantis (associações de estudantes) sairem em peso à rua sabendo de antemão que os esperava policia de choque, prisão, perseguição pela calada nas notas etc etc.
    .
    Espantoso, como se proibem as tools para qualquer jovem com mais de 10 valores ter instrumentos para ganhar a vida dentro de Portugal ou em qualquer país estrangeiro, constituir a sua familia e ganhar a sua vida ??
    .
    Outro monumental escandalo da Democracia. Quantos grandes medicos, engenheiros, advogados, economistas, filosofos, arquitetos, professores, linguistas, escritores etc entraram nas Faculdades com 10/11/12 valores no tempo de Salazar ??? Para já nao falar dos imediatamente a seguir ao 25 de Abril cujas notas eram dadas pelos alunos em Assembleias Gerais, e muitos deles chegaram a ministros e à alta politica.
    .
    .
    Ora, situação e oposição, apesar de todos os avanços civilizacionais, neste tema regrediram para um obscurantismo pior que no tempo de Salazar. Porquê ?
    .
    Ninguém tem autoridade moral ou politica, ou de Ordens ou lobies, para infringir à juventude este monstruoso de deitar ao lixo até hoje centenas de milhares de jovens, filhos dos Portugueses.
    .
    Sobre, Politicos e Partidos, mudos que nem pedregulhos.
    .
    Assim, nestes temas tão simples e solucionaveis, nem com a proibição de jogos de futebol os Portugueses vão às urnas votar. para ja nao falar no insulto à capacidade de ensino dos Professores do Primário e do Secundario que sugerem equiparar a incompetentes pagos mensalmente a milhares de euros.
    .
    .

    Gostar

  9. Leunam permalink
    18 Setembro, 2017 11:41

    Sr. JCA

    “Para já nao falar dos imediatamente a seguir ao 25 de Abril cujas notas eram dadas pelos alunos em Assembleias Gerais, e muitos deles chegaram a ministros e à alta politica”

    Então o Sr. não sabe que muitos dos que têm governado foram para a política por puro golpismo e não tinham nem têm classe, nem formação nem preparação para o ser . Eles vão para a política para governar-se e não para governar. Hoje é facílimo ser “governante” em Portugal: basta que obedeça às ordens de Bruxelas e da Srª Merkel.
    Ou o Sr. não sabe que as sucessivas viagens de todos os “políticos” a caminho da Europa não servem senão para irem receber as tácticas, tal como os futebolistas as recebem do seu “mister”?

    “regrediram para um obscurantismo pior que no tempo de Salazar”

    O Sr há-de dizer-me (exemplificando) que obscurantismo existiu no tempo de Salazar.

    Para mais esclarecimentos remeto-o para o meu texto acima.

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: