Saltar para o conteúdo

24 de Outubro de 2017

25 Outubro, 2017

Alexandre Quintanilha, Ana Catarina Mendonça Mendes, Ana Mesquita, Ana Virgínia Pereira, André Pinotes Batista, André Silva, António Eusébio, António Filipe, António Gameiro, António Sales, Ascenso Simões, Bacelar de Vasconcelos, Bruno Dias, Carla Cruz, Carla Sousa, Carla Tavares, Carlos César, Carlos Matias, Carlos Pereira, Catarina Marcelino, Catarina Martins, Constança Urbano de Sousa, Diana Ferreira, Diogo Leão, Edite Estrela, Eduardo Ferro Rodrigues, Elza Pais, Eurídice Pereira, Fernando Anastácio, Fernando Jesus, Fernando Rocha Andrade, Filipe Neto Brandão, Francisco Lopes, Francisco Rocha, Gabriela Canavilhas, Heitor de Sousa, Helena Roseta, Heloísa Apolónia, Hortense Martins, Hugo Carvalho, Hugo Costa, Hugo Pires, Idália Salvador Serrão, Isabel Alves Moreira, Isabel Pires, Isabel Santos, Ivan Gonçalves, Jamila Madeira, Jerónimo de Sousa, Joana Lima, Joana Mortágua, João Azevedo Castro, João Galamba, João Gouveia, João Marques, João Oliveira, João Paulo Correia, João Ramos, João Soares, João Torres, João Vasconcelos, Joaquim Barreto, Joaquim Raposo, Jorge Costa, Jorge Campos, Jorge Falcato Simões, Jorge Gomes, Jorge Lacão, Jorge Machado, José Luís Ferreira, José Manuel Carpinteira, José Manuel Pureza, José Miguel Medeiros, José Moura Soeiro, José Rui Cruz, Lara Martinho, Lúcia Araújo Silva, Luís Graça, Luís Monteiro, Luís Moreira Testa, Luís Soares, Luís Vilhena, Margarida Marques, Maria Antónia de Almeida Santos, Maria Augusta Santos, Maria da Luz Rosinha, Maria Manuel Rola, Mariana Mortágua, Marisabel Moutela, Miguel Coelho, Miguel Tiago, Miranda Calha, Moisés Ferreira, Norberto Patinho, Nuno Sá, Palmira Maciel, Paula Santos, Paulino Ascenção, Paulo Pisco, Paulo Sá, Paulo Trigo Pereira, Pedro Coimbra, Pedro Delgado Alves, Pedro do Carmo, Pedro Filipe Soares, Pedro Soares, Porfírio Silva, Renato Sampaio, Ricardo Bexiga, Ricardo Leão, Rita Rato, Rosa Maria Bastos Albernaz, Rui Riso, Sandra Cunha, Sandra Pontedeira, Santinho Pacheco, Sérgio Sousa Pinto, Sofia Araújo, Sónia Fertuzinhos, Susana Amador, Tiago Barbosa Ribeiro, Vitalino Canas, Wanda Guimarães.

Anúncios
71 comentários leave one →
  1. António C. Mendes permalink
    25 Outubro, 2017 08:57

    Os salpicos são de sangue ou de vinho tinto??

    Liked by 1 person

    • António C. Mendes permalink
      25 Outubro, 2017 09:02

      “André Silva”, o do partido de bairro também?? Espectáculo! O PAN ainda será os Verdes do PS!

      Gostar

    • Rocco permalink
      25 Outubro, 2017 09:51

      Parece vinho… Deve ter havido farra. Paga pelo Estado, como manda o regulamento… O dinheiro é nosso, é do peiésse.

      Gostar

  2. Alain Bick permalink
    25 Outubro, 2017 09:48

    a poia da esquerda quer mais benefícios

    Gostar

  3. Procópio permalink
    25 Outubro, 2017 10:34

    O primeiro é um velhinho pumba pumba que brincou à grande em S. Francisco e se safou do pior.
    Iludiu toda a gente e mais alguém passando-se por um grande cientista.
    É natural que lidere o grupo.
    É sempre bom conhecê-los.

    Liked by 1 person

  4. Procópio permalink
    25 Outubro, 2017 11:06

    “Ministro da Cultura assaltado em casa”
    O ministro da Cultura, Luís Filipe Castro Mendes, foi assaltado em casa na madrugada de segunda-feira. Os assaltantes levaram-lhe o telemóvel e uma carteira com documentos” CM
    Este não está na lista, tramou-se. Um verdadeiro ministro da cultura já deve estar acordado de madrugada a seleccionar os videos dos amanhãs que cantam. Sãp precisos para substituir a subida exponencial dos sedativos e antidepressivos. Tenho amigos xuxas que admiram o grande líder, mas admitem andar um bocado tontos.
    Pelo vazio que levaram da casa do ministro os assaltantes já devem estar arrependidos.
    Ainda se podiam ter magoado.

    Gostar

    • Tiradentes permalink
      25 Outubro, 2017 11:57

      O melhor comentário que li sobre a notícia que diz que não se aperceberam.
      “Eles aperceber aperceberam-se, mas como trabalham no mesmo “ramo”, acharam só que era o turno da noite”

      Liked by 2 people

    • The Mole permalink
      25 Outubro, 2017 13:13

      Foi roubado enquanto dormia? É bem feito!
      É para saber qual saber qual é a sensação com que eu me deito diariamente desde que há geringonça…

      Gostar

      • The Mole permalink
        25 Outubro, 2017 13:15

        Correcção: … para saber qual é a sensação com que eu…”
        (sorry)

        Gostar

      • 25 Outubro, 2017 13:35

        Ao menos está vivo, o ministro.

        Liked by 1 person

      • LDM permalink
        25 Outubro, 2017 13:55

        Está vivo e distribui, é para isso que serve.

        Gostar

      • 25 Outubro, 2017 14:14

        Não esteja tão contente, é você que vai pagar…

        Gostar

  5. José Ribeiro permalink
    25 Outubro, 2017 11:07

    É a lista do pessoal da “pesada”?
    Caraças! Tudo “bons” r@p@zes!

    Gostar

  6. José Ribeiro permalink
    25 Outubro, 2017 11:14

    http://observador.pt/especiais/fact-checks-as-verdades-e-os-enganos-na-mocao-de-censura/

    Leitura obrigatória, sobretudo para abéculas, coisos e lindos do chamuças.

    Gostar

    • LTR permalink
      25 Outubro, 2017 11:28

      Este tipo de gente é tão perigosa para o país como o sócrates, só que esse tem vergonha e tenta disfarçar, mas este é do tipo aldrabão frontal.

      Gostar

    • 25 Outubro, 2017 13:33

      Fact-check no Observador?!
      Isso é um paradoxo…

      Gostar

      • António C. Mendes permalink
        25 Outubro, 2017 15:08

        … que não se encontra no JN, no Publico e no DN!
        Só para citar alguns baluartes, garantes da pluralidade e da independência!

        Gostar

  7. LTR permalink
    25 Outubro, 2017 11:23

    Espero que este momento histórico e miserável da vida política nacional (mais o seu asqueroso condutor) seja recordado durante muitos anos em intervenções do CDS e PSD na AR, porque encerra frases e princípios interessantíssimos, género “o nosso partido não pede demissões de ninguém”, entre muitas outras preciosidades.

    Gostar

  8. Aventino permalink
    25 Outubro, 2017 11:45

    E não se pode exterminá-los?

    Gostar

  9. Manuel permalink
    25 Outubro, 2017 11:57

    Estas tragédias aproximam-se do terramoto de 1755 e, na época, foi sacrificado o Padre Malagrida (último condenado ao fogo da inquisição) e ajudou à catarse colectiva. Para memória futura e num governo com “toque de Midas” é conveniente conhecermos os apoiantes da solução governativa.

    Gostar

  10. Juromenha permalink
    25 Outubro, 2017 12:15

    As rameiras do Bar de Alterne…

    Gostar

  11. PSC permalink
    25 Outubro, 2017 12:16

    Para memória futura!
    É só guardar(save)!

    Gostar

  12. José Domingos permalink
    25 Outubro, 2017 13:40

    Estão mais que identificados. Quando vier a troika, arrumar a casa depois da quarta bancarrota, vamos ter com eles, para pedir contas. Convém levar uma máquina de calcular, daquelas de Rio Maior.

    Gostar

    • Manuel permalink
      25 Outubro, 2017 14:10

      Acredito que vamos ter bancarrota, mas deve ser o actual governo a governar com a nova troika. O regime democrático não pode continuar este espectáculo de teatro burlesco. Os votantes têm de ser confrontados com as escolhas e, não podem querer sol na eira e chuva no nabal.

      Liked by 1 person

      • A.lopes permalink
        25 Outubro, 2017 17:09

        Foi o que sempre critiquei a Passos! Ele devia ter deixado o barco ir ao fundo! Para ver se estes escroques nunca mais conseguiam levantar a cabeça!

        Liked by 1 person

      • Manuel Dias permalink
        12 Novembro, 2017 19:46

        Deve ser o atual (des)governo e não só a governar com a nova troika. Que ganhem os xuxas mas sem maioria abosoluta. Quero ver também a Katarina e o Kamarada a implementar as medidas da troika. Isto da Direita pôr a casa na ordem e depois serem os maus da fita, tem que acabar. Há-de ser a geringonça a limpar a pocaria que andam a fazer. Pode ser que depois disso o povo acorde e escorrace de vez este politburo.

        Gostar

  13. LDM permalink
    25 Outubro, 2017 13:57

    Todos esses tipos pró desemprego, eleições já!

    Gostar

    • oscar maximo permalink
      25 Outubro, 2017 15:31

      São mais que as pessoas que morreram, pelo que há que respeitar a maioria.
      É nestes casos que se manifesta a utilidade do grande numero de deputados, aquando da distribuição de bordoada.

      Gostar

  14. 25 Outubro, 2017 15:03

    Parece uma lista da PIDE !

    Gostar

  15. 25 Outubro, 2017 15:22

    A direita e os fogos florestais – uma reforma sem custos para os contribuintes
    Como toda a literatura distópica, a realidade estado-unidense, por mais sórdida e trágica, é sempre rica em benefícios pedagógicos. Seja ela surreal, como Trump a atirar rolos de papel higiénico a porto-riquenhos saídos de uma catástrofe natural enquanto lhes repreende o furacão que está a dar cabo dos resultados económicos, ou rente ao nosso mundo, como a greve de ontem dos funcionários públicos de Lane County, no Oregon, a actualidade dos EUA é simultaneamente horrenda e estranhamente familiar, como um mau presságio que já ouvimos nalgum lado.

    Pelo menos 41 mortos, 400 desaparecidos e mais de 4000 quilómetros quadrados de área ardida, são o saldo provisório dos piores incêndios florestais da história da Califórnia que, há três meses, pintam de negro o «Estado dourado». Tanto quanto se sabe, para além da seca extrema e outras condições naturais adversas, o responsável directo é um pirómano contumaz e conhecido das autoridades: a Pacific Gas and Electric Company (PG&E), o monopólio privado que detém toda a rede eléctrica californiana. Condenada em 1994, 2010 e 2015 por falhas de negligência na manutenção da infra-estrutura eléctrica que estiveram na origem de outros incêndios, a PG&E habituou-se a pagar multas milionárias que, contudo, não beliscam os lucros anuais de milhares de milhões de dólares.

    Bombeiros penitenciários

    Enquanto as populações fogem das chamas, Trump e o governador democrata do Estado, Jerry Brown, apresentam os maiores cortes orçamentais de sempre nos apoios aos bombeiros e na prevenção de incêndios. No orçamento federal para 2018, Trump quer cortar 300 milhões de dólares ao Serviço Florestal, 50 milhões de dólares ao programa federal de prevenção de incêndios e 25 por cento dos apoios às corporações de bombeiros voluntários. Na mesma esteira, o Departamento Florestal e de Incêndios da Califórnia viu reduzido o seu orçamento de 91 para 41 milhões de dólares.

    A resposta tem sido a substituição de bombeiros profissionais e voluntários por bombeiros penitenciários: actualmente quase 40 por cento dos 9000 bombeiros que combatem as chamas na Califórnia são presos a cumprir pena. Remunerados com 2 dólares por hora durante turnos de 24 horas, estes bombeiros condenados por delitos menos graves tornaram-se numa opção low cost de combate aos incêndios que, anualmente, permite poupar ao Estado 80 milhões de dólares. Afinal, porquê pôr os presos a limpar matas quando se pode pôr os presos a apagar as matas? A própria procuradora-geral da Califórnia, a democrata Kamala Harris, já avisou que durante a época de incêndios não se pode permitir que medidas de liberdade condicional e saídas antecipadas de presos ponham em causa o combate às chamas.

    Gostar

    • 25 Outubro, 2017 15:47

      Apetece-me dizer como o famigerado Pedro Guerra: oh Vítor vc é melhor que isso, parece um vulgarzito animador de pista..

      Gostar

    • A.lopes permalink
      25 Outubro, 2017 17:11

      Não há dúvida que estes “abeis” são mesmo uns líricos! Uns verdadeiros panascas!

      Gostar

  16. Procópio permalink
    25 Outubro, 2017 17:47

    A.lopes 25 Outubro, 2017 17:09
    “Foi o que sempre critiquei a Passos! Ele devia ter deixado o barco ir ao fundo! Para ver se estes escroques nunca mais conseguiam levantar a cabeça”!
    Nem mais! Esperemos que da próxima vez não se repita a inocência.
    Aguardemos serenamente até o barco ir mesmo ao fundo.
    A orquestra do Titanic tocou até ao último minuto, a deles, de parceria com os mídia continua a tocar a toda a hora. Ainda hoje estive excecionalmente a ver tv nacional, o grande líder babucha apareceu a lançar a bosta 5 vezes em 15 minutos de edição.

    Liked by 1 person

  17. Arlindo da Costa permalink
    25 Outubro, 2017 18:03

    Demagogia. Faça aí a lista dos deputados que durante a PàF conviveram jovialmente com mortes nos incêndios, morte de bombeiros, mortos de idosos por frio, mortos por insuficiência de meios de saúde, cerca de 500 suicídios provocados pela austeridade cega e terrorista, mortos de legionella, et, etc.

    Gostar

    • António C. Mendes permalink
      25 Outubro, 2017 18:35

      Háá, bom Arlindo, quando a austeridade má matava e não se faziam uso de cativações nem se usava a austeridade boa que poupa em meios de combate, mesmo quando eles são necessários para salvar vidas! Háá, bom Arlindo, se tivessem permitido o PEC IV, quantos suicídios a menos ! Háá, bom Arlindo, se fossemos todos juristas e, já agora, médicos nunca haveria presos políticos nem bactérias assassinas!!

      Gostar

    • Tiradentes permalink
      25 Outubro, 2017 20:44

      epá a Legionela não pá…tu sabes que a legionela foste tu e o poder revolucionário que a puseram lá pá Arlindo

      Gostar

  18. Procópio permalink
    25 Outubro, 2017 18:20

    Na lista há de tudo. Estalinistas e leninistas. A geringonça segue em linha tortuosa sem ter decidido o caminho. Lembremos a história para avaliar o que nos esperaria se ….
    “Há elementos da política de Estaline que Lenine nunca teria autorizado: primeiro que tudo, não se matava bolcheviques. Discutia-se, usava-se truques sujos, proibia-se fações, mas não se matava bolcheviques, só outros. E Lenine também nunca teria permitido a coletivização da forma como fez Estaline. Era suposto ter sido voluntária e não matando os camponeses que resistiam a ela”.
    Só outros. Os arlindos e os picoisos respiram de alívio.

    Gostar

    • licas permalink
      25 Outubro, 2017 19:46

      MJRB
      Os actuais como Maduro apenas ameaçam prender os que
      que não juram pelo M-L na “sua” Assembleia Constituinte.
      Foi o caso dos “desgraçados” dos governadores que ganharam
      as Eleições de 16 de Outubro, que optaram por obedecer à exigência.
      Para grande escândalo do partido oposicionista, de algumas cabeças que optaram por irem embora.
      (andam muito aburgesados os camaradas, não há dúvida, já nem matam)

      Gostar

      • licas permalink
        25 Outubro, 2017 20:35

        aburguesados (so sorry. . .)

        Gostar

  19. 25 Outubro, 2017 18:55

    Essa lista está incompleta !
    Falta o bellindocoiso, ou seja o três em um Abel, Arlindo, Piscoiso.
    Quanto aos da lista, são a nata azedíssima e imprópria para consumo da geringonça.

    Gostar

    • Tiradentes permalink
      25 Outubro, 2017 20:47

      O Coiso esta a fazer contas aos dois casacos Prada que o seu adorado líder (inocente até prova em contrário) comprou e que lhe puseram a conta a negativo e não deixava pagar o jantar.
      Ele também não deve saber que aquele sinalzinho de – significava no extrato bancário e por isso telefonava à gestora de conta

      Gostar

  20. 25 Outubro, 2017 19:38

    bandidos, piratas.Aplicar-lhes o que o Marques de Pombal fez aos távoras, ainda era pouco.

    Gostar

    • Arlindo da Costa permalink
      25 Outubro, 2017 19:43

      Para a tua trupe de indigentes mentais o aconselhável seria o garrote ou uma Santa Fogueira. Mesmo com o risco de Portugal pagar mais taxas de carbono…

      Gostar

    • 25 Outubro, 2017 20:47

      Mais vale aplicar aos senhores socialistas o que a Cacarina e as Mortéguas querem aplicar a toda a sociedade: rabetice compulsiva.

      Entretêm-se entre eles e deixam as pessoas inteligentes e capazes governar o país.

      Gostar

  21. Uma Pessoua permalink
    25 Outubro, 2017 20:21

    “É igualmente prevista a possibilidade de, por despacho conjunto dos Ministros do Ambiente, do Ordenamento do Território e do Desenvolvimento Regional e da Agricultura, do Desenvolvimento Rural e das Pescas, serem levantadas as proibições, desde que se comprove que a origem do incêndio se fica a dever a causas a que os interessados são alheios, dispondo os interessados ou a câmara municipal respectiva do prazo de um ano, contado da data da ocorrência do incêndio, para requerer o levantamento da proibição.”

    Gostar

  22. Leunam permalink
    25 Outubro, 2017 20:36

    Atenção, atenção

    Afinal o relatório dos incêndios de Pedrogão, não foi publicado na íntegra.
    Falta divulgar o Capítulo #6 e o Governo quer escondê-lo se possível em definitivo.
    O Prof. Xavier diz que é o mais importante de todo o relatório; tem a ver com as circunstâncias em que se deram as mortes.
    Isto vai bulir com as INDEMNIZAÇÕES DAS VÍTIMAS.

    http://expresso.sapo.pt/sociedade/2017-10-25-Governo-pede-parecer-sobre-capitulo-oculto-das-mortes-de-Pedrogao

    Liked by 1 person

  23. 25 Outubro, 2017 20:49

    Os soviéticos e os para-soviéticos gostam de fazer desaparecer coisas. Dir-se-ia que começa a ser muito difícil prever o passado.

    Gostar

    • 26 Outubro, 2017 01:00

      “Não consigo ver onde está a diferença nesta fotografia…” –bellindocoisobolota.

      Gostar

      • 26 Outubro, 2017 02:19

        Estive desde a 01:00 a ver a outra foto e também não vejo qualquer diferença” — bellindocoisobolota

        Gostar

    • 26 Outubro, 2017 19:58

      E sabe qual é a original ?

      Gostar

      • 27 Outubro, 2017 02:06

        Sei. É a terceira fotografia. Repare bem nela.

        Gostar

  24. Arlindo da Costa permalink
    25 Outubro, 2017 20:53

    Muita aguardente de medronho bebem estes blasfemos! Fónix!

    Gostar

    • 25 Outubro, 2017 21:10

      Ao menos não é batata espremida. O que veio desses lados tinha o poder de encher valas comuns.

      A Arlindo da Costa, o último salazarista, defende os seus irmãos vermilhóides.

      Gostar

  25. licas permalink
    25 Outubro, 2017 21:42

    F. Miguel Colaço 20;49

    Exacto: Por vezes apoiam aqueles que tratam as pessoas como se fossem ratos usando gás venenoso (sarin, por exemplo) à maneira do “presidente” Sírio Bashar al-Assad.
    Repare
    Na ONU já vão em 9 (NOVE) os vetos da ex-URSS de Putin para que se discutam as ocorrências citadas.
    Ter aliados assim persistentes é uma maravilha para qualquer ditadorzeco assasssino… (digo eu).

    Gostar

  26. licas permalink
    25 Outubro, 2017 22:49

    Apenas lembro que os indícios de ataques com gás sarin por Al*Assad remontam a 2013

    ” De Euronews Últimas notícias: 02/12/2013 “

    Gostar

    • 25 Outubro, 2017 23:42

      http://foreignpolicy.com/2016/08/17/how-the-islamic-state-seized-a-chemical-weapons-stockpile/

      Roughly four months before the split between the Nusra Front and ISIS, in December 2012, dozens of Syrian jihadi fighters climbed a hill toward Regiment 111 — a large army base near the town of Darat Izza, in northern Syria.

      Within a day, the combined jihadi forces had broken through the lines of the Syrian Army. Shortly after, Regiment 111 was fully under jihadi control. They found large stocks of weapons, ammunition and, to their surprise, chemical agents. They were, according to Abu Ahmad, mainly barrels filled with chlorine, sarin, and mustard gas.

      What followed was the distribution of the war spoils. Everybody took some ammunition and weapons. But only the Nusra Front seized the chemical weapons. Abu Ahmad watched as the al Qaeda affiliate called in 10 large cargo trucks, loaded 15 containers with chlorine and sarin gas, and drove them away to an unknown destination.

      “Euronews” lol …. oh licas, deixa de ser burro , pá.

      Gostar

  27. Eduardo permalink
    25 Outubro, 2017 23:10

    Linda lista de inúteis parasitas

    Gostar

  28. licas permalink
    26 Outubro, 2017 02:14

    mg PERMALINK
    26 Outubro, 2017 00:29

    Vai tratar por camarada o teu pai, se a tua mãe já confessou quem ele é. . .

    Gostar

  29. José Ramos permalink
    26 Outubro, 2017 22:18

    Registe-se para memória futura.

    Gostar

    • licas permalink
      26 Outubro, 2017 22:37

      . . . E eu fiquei (após consultar Thierry Meyssan) convencido da CONSPIRAÇÃO:

      Presidente Obama=Presidente Trump=Senador McCain=
      =Abu Bakr al Baghdad= CIA

      Todos, mas mesmo todos, contra Bashar al-Assad + Russia

      (como eu estava iludido… MEA CULPA)

      Gostar

  30. licas permalink
    26 Outubro, 2017 22:54

    Thierry Meyssan
    Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
    Thierry Meyssan, nascido em 18 de maio de 1957 é um jornalista e ativista político francês.

    Notabilizou-se por suas investigações sobre grupos de extrema-direita, especificamente sobre milícias organizadas pela Frente Nacional em seu país, além de denúncias envolvendo a Igreja Católica e a Opus Dei.

    Seu livro 11 de Setembro de 2001 – A terrível impostura (L’Effroyable imposture) desafia a versão oficial dos atentados terroristas de 11 de Setembro de 2001 e causou grande polêmica.
    Em 1994, Meyssan tornou-se parte do comitê do Partido Radical de Esquerda, uma organização política de centro-esquerda francesa, participando então das campanhas de Bernard Tapie nas eleições européias de 1994 e de Christiane Taubira nas eleições presidenciais de 2002.
    Nessa época fundou também a Rede Voltaire e o Projeto Ornicar, associações que visam promover a liberdade de expressão e de pensamento no mundo.
    Entre 1999 e 2002, Meyssan substituiu Emma Bonino na liderança da Coordenação Radical Anti-proibicionista, uma organização internacional voltada para a descriminalização das drogas.

    Em novembro de 2005, assumiu a presidência do colóquio anual do Axis for Peace, que reuniu 130 participantes de 37 países com a intenção de discutir a situação internacional e mobilizar pessoas a favor do direito internacional e da paz mundial contra as tendências neoconservadoras.
    Atualmente reside em Damasco, na Síria. É jornalista do semanário russo Odnako (Однако).
    Nos últimos anos, tem participado das discussões acerca da Primavera Árabe e a tensão que envolve os países do Oriente Médio [1], especialmente no tocante aos confrontos na Líbia e na Síria.

    Gostar

  31. licas permalink
    26 Outubro, 2017 23:51

    Retrato completo do tal T.Meyssan e, por tabela,
    de todos que com ele comungam. . . De corpo inteiro.
    Boa noite.

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: