Skip to content

Podemos falar sobre este assunto? Ou a única violência de que se pode falar é a doméstica?

1 Novembro, 2017

A rua Luciano Castilho, em Coimbra, viveu uma autêntica manhã de terror.

 

«O McDonald’s foi onde começaram as coisas. Foram agredidas várias pessoas que estavam no restaurante, incluindo um senhor de 57 anos», afirma uma fonte que prefere não se identificar com medo de represálias. «Eles ameaçaram as pessoas, disseram que lhes cortavam o pescoço», refere.

Dois homens começaram a agredir várias pessoas dentro do restaurante McDonald’s. As cenas de violência continuaram fora do estabelecimento e, segundo uma testemunha, um jovem ficou com o rosto desfigurado. De acordo com várias testemunhas, o incidente aconteceu às oito da manhã desta quarta-feira, 1 de novembro.

«O INEM levou a namorada do jovem agredido, que estava em choque e o homem de 57 anos», avança a mesma fonte.

Polícia de Segurança Pública de Coimbra foi chamada ao local, avançando aos populares que os agressores são conhecidos na zona pelo seu comportamento violento e que já cumpriram pena de prisão, tendo saído em liberdade há dois meses.

Anúncios
37 comentários leave one →
  1. LTR permalink
    1 Novembro, 2017 19:11

    Isto é a merda da impunidade que os legisladores com assento na AR andaram a criar, mais a malta da presunção de inocência e das peninhas suspensas.

    Liked by 1 person

  2. Procópio permalink
    1 Novembro, 2017 19:55

    Homens lobos dos homens. O video mostra a completa “descontração” após a selvajaria.
    A legislação permite estes monstros andarem a fazer isto quando muito bem entendem.
    Sabem quem tem produzido esta legislação ao longo dos tempos?
    Sabem com que intuito?
    Informem-se.

    Liked by 3 people

    • 1 Novembro, 2017 20:53

      Porque infelizmente em Portugal já há inúmeros gatunos, gangs, pequenas e médias máfias, talvez mais cedo do que se presume, o melhor será os tugas terem licença para uso e porte de arma (pistola) para se defenderem…

      Gostar

  3. 1 Novembro, 2017 20:47

    Pena não ter surgido duma daquelas casas ou dum automóvel durante aquelas agressões, um “rambo” que deixasse os dois proto-assassinos partidinhos de alto a baixo e em perigo de vida.

    Gostar

    • 1 Novembro, 2017 21:02

      Para quê? O “rambo” depois ia de cana por atentado à liberdade de expressão…

      Gostar

      • 1 Novembro, 2017 22:22

        Provavelmente…
        Pior: se os proto-assassinos fossem um casal gay (há paneleiragem violenta) e detidos, seriam mandados em paz por um polícia ou juiz (gay ou não) porque o BE mais a LGBT, a Moreira e não só, têm um poder da carago.

        Gostar

      • 1 Novembro, 2017 23:01

        Vá lá que neste caso foram apenas 2 homens cis-género de raça branca e privilegiados.

        Gostar

    • A.lopes permalink
      3 Novembro, 2017 17:51

      Porque não dizem que estes assassinos são CIGANOS! Que porra de medo é isto?

      Liked by 1 person

  4. lucklucky permalink
    1 Novembro, 2017 20:56

    Os Marxistas não querem usar esta violência para atingir o poder, logo não se pode falar.

    Nenhum “jornal de referência Marxista” se vai referir a isto.

    Liked by 1 person

  5. A. R permalink
    1 Novembro, 2017 20:57

    São ciganos …. Não houve um que partiu um braço a um esquerdista numa estação de Coimbra?

    Liked by 1 person

    • 1 Novembro, 2017 21:44

      Imagine o que acontecerá se um homem cigano agredir com um pitbull uma mulher negra homossexual.

      Vai ser um berbicacho saber se se vai falar do caso em prol do agressor ou da agredida, com o Partido das Bestas a defender o pobre o animal, pesando ter sido este criado e treinado unicamente para agredir e se atirar a quem quer que se ponha pela frente.

      A culpa, é óbvio, nesse dia trágico será do Trump e do Passos Coelho.

      Gostar

      • licas permalink
        1 Novembro, 2017 22:55

        Sem dúvida do Trump e do Passos Coelho, dois fascistas sanguinários
        merecendo a pena capital. Era o que faltava, deixá-los impunes. . .
        Não é assim como digo?

        Gostar

  6. 1 Novembro, 2017 20:57

    Isto ainda vai ser pior.
    Com o Costa a governar,
    é Portugal a afundar.
    Esperam-se catástrofes, calamidades e muitas habilidades.

    Qualquer fala-barato engana o Zé Povinho.

    Depois da crise económica, com o Diabo a governar, há-de vir a crise política e por fim a crise social com violência generalizada.
    Não se queiram precaver … e continuem a apoiar o Costa.

    Gostar

  7. Abrolhos permalink
    1 Novembro, 2017 21:12

    Cobardes! Velhacos! Tratantes! Bater num homem no chão ! ?? Ordinários! Este assalto é repugnante. Sem palavras. Deus queira que a vítima recupere, desgraçado.

    Liked by 1 person

  8. Manuel permalink
    1 Novembro, 2017 21:41

    Se eu maltratar o meu cão e for acusado, terei as autoridades à porta, aqui, não se passa nada. Lembram-se da indignação contra o abate do cão ZIco? A nossa sociedade está muito doente. Interessante que nenhum órgão do jornalixo explicou o contexto e quem são aqueles senhores.

    Liked by 2 people

  9. José Domingos permalink
    1 Novembro, 2017 22:00

    Temos o país que merecemos. O problema está na casa da treta, lá é que mandam fazer as leis, porque deve haver alguns que não devem saber ler, ou não percebem o que lêem.
    Estamos acomodados e mansos, os eurizitos vão correndo, os subsídios estão a ser devolvidos e a malta vai pagando os impostos, autentica extorsão, para o estado pagar os votos dos seus clientes, e tá-se bem.
    Lamento

    Liked by 1 person

  10. Leunam permalink
    1 Novembro, 2017 22:37

    Notícia de hoje:

    O madeireiro foi apanhado em flagrante, a pegar fogo a arvoredo com um isqueiro.

    Suspeita-se que tenha já ateado outros incêndios.

    Presente ao Juiz, admitiu a autoria dos actos que lhe eram imputados.
    Foi libertado de imediato, com a obrigação de se apresentar 2 vezes por semana na entidade policial.

    Quem é mais criminoso?

    Gostar

    • 1 Novembro, 2017 22:59

      O criminoso é o arvoredo que não se dignou entrar em combustão espontânea e obrigou o madeireiro a sair do conforto de sua casa para ir gastar, sem sucesso, o gás do seu próprio isqueiro. Assim, o madeireiro devia ser indemnizado pelo incómodo, pelo trabalho e pelo gasto!

      Liked by 2 people

    • licas permalink
      1 Novembro, 2017 23:03

      O Juiz libertou-o para ir tirar a licença de isqueiro.
      A apresentação será para confirmação que cumpriu a exigência.
      Passou-lhe pela cabeça, ao togado, que ainda estávamos no Estado Novo

      Gostar

    • carlos alberto ilharco permalink
      2 Novembro, 2017 12:54

      É muito fácil de responder.
      O (os) criminosos são aqueles que fizeram as Leis que depois o juiz aplica.

      Gostar

  11. Arlindo da Costa permalink
    1 Novembro, 2017 23:10

    Há a violência selvagem que predomina à noite nas ruas, nas discotecas e muitas festas e espectáculos.

    Essa, ou é combatida pela polícia, ou então tem que haver justiça popular. Olho por olho. Dentes por dentes.

    Gostar

  12. 1 Novembro, 2017 23:17

    coitados , eles sao assim umas bestas porque a sociedade discrimina os ciganos e bla bla bla. se não fosse o serem discriminados eram tão bonzinhos que até iam para franciscanos.

    Liked by 1 person

    • 2 Novembro, 2017 00:07

      Um secretário de Estado é cigano.
      O 1º Ministro é ciganão.

      Gostar

      • 2 Novembro, 2017 01:19

        Se por aqui andasse o piscoiso (abellindocoiso é outra coisa), ao ler o seu comentário ameaçava-o com tribunal por ofensa à secretária de estado e ao PM.
        (Há semanas o coiso ameaçou-me com tribunal por eu ter escrito algo contra o 44… O gajo deve ser informador ao rato.).

        Gostar

  13. 2 Novembro, 2017 05:51

    a questão é a tola e provinciana mania de se adjectivar a violência
    dá estilo, dá jeito
    a chico-espertice legislativa acrescenta à violência milhares de tonalidades o que dá muito (e garantido) trabalho a advogados e juízes
    assim como o negócio dos cangalheiros, que está sempre a dar, é certinho
    as milhares de tonalidades da violência dão azo a que as milhares de atenuantes que daí resultam se sobreponham ao crime dando indevidos direitos e garantias aos criminosos
    90% dos criminosos estão presos porque não tiveram dinheiro para pagar a bons (e caros) advogados, não é por isso que deixam de ser criminosos, mas estão presos não pelos crimes que cometeram mas sim por falta de dinheiro para quem lhes arranjasse atenuantes
    a violência é a violência, sinal de impotência e estupidez que deveria ter muito poucas atenuantes
    como se sabe os impotentes e os estúpidos são os seres mais perigosos que andam ao cimo da terra

    já agora, leio por aí abaixo tantos comentários violentos

    Gostar

  14. licas permalink
    2 Novembro, 2017 07:35

    MJRB 1:19
    O “coiso-que-pisca” deve ser descendente do Torquemada.
    Todo o cidadão que não se comporta pela norma do “politicamente correcto”
    indicia ser “judaico-liberal” ou mesmo “incivico-proto fascista”.
    Pelo que
    Torna-se urgente denunciar o tratante sem tibieza para que a Sede Ratal
    continue confiante da fidelidade dele “à causa”. . .

    Gostar

  15. 2 Novembro, 2017 10:42

    São conhecidos pelo comportamento violento, têm cadastro, houve testemunhas, há filmagens. Já estão presos? É que não li isso em parte nenhuma.

    Gostar

  16. oscar maximo permalink
    2 Novembro, 2017 11:14

    Conhecidos na zona ? Foi pena não estar lá um daqueles forasteiros dos filmes de cobóis.

    Gostar

  17. 2 Novembro, 2017 11:54

    AFINAL QUAL É O PAPEL DAS FORÇAS DE SEGURANÇA? FOI NOS FOGOS, AGORA NAS RUAS. AFINAL PARA ONDE VÃO OS NOSSOS IMPOSTOS?

    Gostar

  18. Leunam permalink
    2 Novembro, 2017 13:50

    PA

    As forças que deviam policiar as ruas estão atrás de secretárias ou andam a andar… de automóvel, isto quando ele não está avariado e tem gasosa.

    Acabo de passar diante de uma Esquadra e li em letras bem gordas num papel colocado sobre o tabliê de um desses veículos, parqueado no parque da dita esquadra, a sigla “INOP”.

    Qualquer lisboeta sabe que se atravessar a cidade de Lisboa, de dia ou de noite, a pé ou nos transportes públicos, diante de Escolas, no Centro ou nos subúrbios, etc., raríssimas vezes se cruza com um agente fardado; curiosamente nesses casos raríssimos, não se topa com um, mas…dois agentes!!!

    E isto já há muitíssimos anos.

    Claro está que, para algumas manifestações pacíficas na via pública, ou futebóis, aparecem em força…

    E acredito que não se queira fazer melhor, porque as cadeias estão sobrelotadas apesar dos esforços dos tribunais em evitar encarcerar mais delinquentes (pulseiras electrónicas, penas suspensas, prisões domiciliárias, libertação sem a pena ser cumprida integralmente, etc.), coisa que não me lembro de ter notícia antes de 1974.

    Os delinquentes presos e suas famílias é que deviam custear a sua alimentação durante a estadia na cadeia e não o dinheiro dos nossos impostos.

    Liked by 1 person

  19. Carneiro permalink
    2 Novembro, 2017 14:16

    Gostar

  20. cachecol permalink
    2 Novembro, 2017 14:39

    O injustamente polémico Acórdâo Neto de Moura & Cª.
    Neste País todos botam discurso mas ninguém leu ou não soube ler o supracitado Acórdão da Relação !… O recurso foi para a Relação por iniciativa de uma SENHORA Delegada do MºPº , mais feminista que competente, com a qual não concordou um seu superior o Exmo. Procurador-Geral Adjunto na Relação , ambos Digníssimos Representantes do Povo . Ainda quer a Senhora Delegada quer a Advogada da queixosa revelaram fraco profissionalismo em prejuízo da queixosa . Diga-se ainda, o Acórdão da Relação é igual à Sentença da 1ª Instância : Ex-Marido e ex-Amante da sua ex-Mulher condenados a penas de prisão com penas suspensas legalmente justificadas e ainda com pesadas multas e uma indemnização à vitima . Isto com a concordância de quatro intervenientes : 1 Juiz da 1ª Instância, 1 Desembargador (Neto de Moura) , 1 Desembargadora (Maria Luísa Arantes) e o supracitado Procurador-Geral da República . Fraseologia dos fundamentos na Relação ? Não se pode censurar o adultério ? Pretende-se censurar a “liberdade de expressão” ? O termo “adultério” ainda existe na cultura e legislação portuguesa . E salvo douto e melhor entendimento , em certas circunstâncias não como no passado recente mas ainda pode ser considerado crime , sendo violência psíquica , note-se , isto sem descriminação para qualquer deles . Assim , o que há de errado em censurar a imoral prática do adultério por qualquer deles ? “Só não se sente quem não é filho de boa gente” o que é o caso da “SEITA dos POLITICAMENTE CORRECTOS” que não gostou da censura e deturpando fizeram escandalosas noticias que as MASSAS naturalmente estúpidas acompanharam . E assim diabolicamente prejudicando a ora vitima pelos danos sociais , físicos e psíquicos que lhe são causados com a publicidade que ao caso foi dada . E é este politicamente correto que originou “o filho bate no pai e o pai bate no professor” . Este “politicamente correcto” que pretende tratar por igual o que é naturalmente desigual!… Ditador da “opinião publica” . Chegamos ao ridículo de proibirem a McDonald’s de dar brinquedos para rapazes e para raparigas . Proibir a Porto Editora de fazer livros para rapazes e para raparigas apenas para um livre mercado livreiro . E já falavam em proibir as lojas de venderem brinquedos para rapazes e raparigas . O ridículo de mudar o masculino “cidadão” do “cartão de cidadão” , Nem o “nazismo” se atreveu a tanto . Mas ainda havia o Supremo para censurar a Relação se não fosse existir logo a igual concordância do supracitado Procurador-Geral Adjunto mas que aliás até favoreceu a queixosa ao não solicitar uma certidão para efeitos de queixa crime contra a ora queixosa pelos danos psíquicos causados ao marido . E quem sois vós para fazer tais loucas censuras com abusiva e perigosa pressão sobre os Órgãos Judiciais como nos ora ressuscitados tempos salazaristas . E ainda ao sabor dos média e seus impreparados (ignorantes?) Comentadores que apenas querem noticias para ter audiências i.e. lucros? Noticias “vomitadas” fora do contexto em que aquelas censuras foram feitas . Como tantos outros até o ex-salazarista Marcelo , afilhado de Marcelo e filho de um Ministro de Salazar como é seu hábito aproveitou este populismo para dizer que em vez de citar a Bíblia devia ter citado a Constituição. Mas alguém acredita que este católico nas suas lições de Direito nunca referiu a Bíblia ? Ao contrário do que é propalado por aí , com a citação da Bíblia não se pretendeu absolver os arguidos que aliás foram condenados e apenas se censurou a queixosa pela prática do adultério . A condenação da queixosa pela prática do adultério teria que ser noutro processo , entendido ele como violência doméstica no modo de violência psíquica como estipula o nº 1 do artigo 152º do Código Penal . Acrescente-se que não se tratou de um crime de violência domestica mas sim a prática pelos 2 arguidos dos crimes de sequestro (depois de ser aliciada a um encontro…) , injúrias(puta ,etc.) e ofensas corporais com uma “moca de Rio-Maior” (diferente de um pau cheio de pregos e igual àquelas adquiridas pelo Norte nos “tempos gonçalvistas” ) . Depois pulula a ignorância de quem não sabe distinguir a importante IGUALDADE de DIREITOS (e obrigações?) –– certo , mas sem absurdos pois resulta de precárias convenções sociais — e a igualdade de sexos ( = identidade natural : homem ou mulher ) e ainda a louca igualdade de géneros , também uma precária e mais perigosa construção social , eventualmente contra natura o que está a cargo da Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género . Aguardamos com curiosidade esta SEITA vir protestar em virtude de as equipas de futebol apenas terem homens , “discriminando” as mulheres . E estão calados face ao masculino da “Declaração Universal dos Direitos do HOMEM” ? E mais surpreende tanta ignorância pois desconhecem que o adultério tanto pode ser da mulher como do homem , e em ambos os casos , o cônjuge(mulher ou homem) podia matar o outro cônjuge apanhado em flagrante , apenas com a pena de desterro , para qualquer deles Note-se que na 1ª Republica ao Código Penal de 1886 foi e bem adicionado igual direito para as mulheres de matarem os maridos em flagrante na prática de adultério. Acrescente-se que a depressão psicológica devidamente comprovada , originada ao arguido marido pelo adultério , podia ser à queixosa se o adultério fosse do marido porque ambos têm sentimentos . Quem não se irrita com a traição de um amigo , “a fortiori” do marido ou da mulher. O que justifica a remissão ao Código Penal de 1886 que vigorou até 1980 , aqui não aplicado como Lei mas sim como remissão ao espirito dessa Lei que aliás ainda hoje existe na nossa cultura não obstante tais direitos de matar tenham sido tacitamente revogados pelos artigos 24º e 25º da Constituição da República . Mas a cultura de um povo não se altera com outra Lei de um dia para o outro . Salazar é que acabou com a prostituição com um Decreto de 3 artigos . E assim procede a louca SEITA dos “politicamente correctos”.
    “Uma Mulher que julga que é inteligente quer igualdade de direitos , a inteligente , NÃO” . (Sidonie Collette, autora de Dialogue des Bêtes.)
    Nota : Corre o boato de que Neto de Moura tem “casos polémicos” . Verdade ou mentira , aqui não existe “caso” . Apenas a loucura de uma perigosa SEITA ainda mais louca ao originar tanta loucura …

    Gostar

  21. 2 Novembro, 2017 16:52

    Se a justiça popular começar a funcionar, descongestionam-se as ruas de tanto criminoso e incendiário.
    Lembram-se das milícias de Oleiros?
    Lá funcionou ou não? Funcionou.

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

%d bloggers like this: