Skip to content

Tipo modelo de gestão do Pinhal de Leiria?

14 Novembro, 2017

Vai nascer uma empresa pública para gerir as florestas

Anúncios
59 comentários leave one →
  1. LTR permalink
    14 Novembro, 2017 12:55

    Crie-se já um observatório para essa empresa, e um regulador para os dois, e comecem mas a estar de olho aos apelidos que vão aparecer no DR e nas licenças sem vencimento. Mais uma para passar por baixo dos esféricos do Marcelo.

    Gostar

  2. lucklucky permalink
    14 Novembro, 2017 13:04

    O PSD e CDS – a falsa direita -vão fechá-la quando chegarem ao poder? Claro que não.

    Gostar

    • Manuel permalink
      14 Novembro, 2017 13:12

      Vão ter de fechar, porque caminhamos a passos largos para novo resgate. Com os actuais partidos, só a morte é garantida e podemos escolher: carbonizados, legionella e outras desgraças a caminho. O meu pessimismo é tal, que não acredito na actual governação, nem nas alternativas que se perfilam no horizonte.

      Liked by 1 person

    • PiErre permalink
      15 Novembro, 2017 07:35

      “…vão fechá-la quando chegarem ao poder?”

      Nunca mais chegarão ao poder. O marxismo gramsciano dos afectos já domina isto tudo para todo o sempre.

      Gostar

      • lucklucky permalink
        15 Novembro, 2017 15:41

        Possível.

        Excelente esta: marxismo gramsciano dos afectos.

        Gostar

  3. Juromenha permalink
    14 Novembro, 2017 13:24

    Mais uns tachitos para os bois ( pronúncia à vontade do freguês…).

    Gostar

  4. Pastor permalink
    14 Novembro, 2017 14:23

    O cerco garroteano.

    Gostar

  5. The Mole permalink
    14 Novembro, 2017 14:30

    Ainda falta queimar os 20% restantes …

    Gostar

  6. Tiradentes permalink
    14 Novembro, 2017 16:58

    Para quem estiver aqui daqui a trinta anos vai ver o Pinhal de Leiria queimado como hoje.
    É para isso que as empresa públicas servem como serviu o Instituto da Conservação da Natureza.

    Gostar

  7. Luis permalink
    14 Novembro, 2017 17:55

    Ou por outras palavras, ha um aproveitamento perverso da tragedia para criar mais Estado, e novos tachos. Nao e necessario nada disto pois ja existem organismos publicos que cheguem para tratar do problema. A origem dos incendios tem a sua raiz em questoes complexas de povoamento, distribuicao da propriedade ou tipo de floresta e mais uma empresa publica so aumentara a despesa e criara clientelas que no futuro serao dificeis de eliminar quando for necessario reduzir o peso do Estado.

    Gostar

    • Manuel permalink
      14 Novembro, 2017 19:30

      Luís, tudo é anacrónico, para sermos viáveis como Estado a despesa devia diminuir uns 10%( qualquer coisa muito perto dos 9000 milhões), mas o governo do PS+ PCP+ “verdes”+ “PAN” +BE todos os anos acrescenta despesa estrutural ao orçamento! Qualquer merceeiro com o lápis na orelha sabe que o fim desta política é novamente o estoiro.

      Gostar

      • Luis permalink
        14 Novembro, 2017 21:48

        Ainda voce e eu falamos em cortar 10% da despesa…Com a emigracao, natalidade, pensionistas e Estado paralelo a engordar, ela caminha e sim para aumentar 10%.

        Gostar

      • André Miguel permalink
        14 Novembro, 2017 21:53

        Só 10%???

        Veja o orçamento de há 10 anos atrás. Viviamos pior?! Não. Deve-se cortar muito mais.

        Gostar

      • Luis permalink
        14 Novembro, 2017 21:59

        Nos deveriamos gastar pouco mais do que gastavamos em 2000.

        E em 2000 ja gastavamos muito e tinhamos impostos mais altos que em Espanha.

        10% nao chegue mas ao menos ja tirava o defice. Mas para baixar e carga fiscal para valores espanhois e preciso mais.

        Nao ha nenhum politico com coragem e inteligencia para isso. Para alem disso seria necessario mexer na Constituicao e o PS bloqueara qualquer reforma. E sem mexer na Constituicao o Tribunal Constitucional bloqueara as reformas.

        Estamos presos e atados por todos os lados e portanto a paz podre esta para durar. Em 2030 seremos um pais de velhos altamente endividado, atrasado tecnologicamente e ultrapassado pela Europa de Leste e por paises asiaticos.

        Gostar

    • Euro2cent permalink
      14 Novembro, 2017 20:40

      mais Estado, e novos tachos. Nao e necessario nada disto

      Aqui há uma década ou duas o camarada VPV – decerto escaldado pela breve passagem pela secretaria de estado da Coltura, ainda antes da ampliação dos iogurtes a ministério – explicou concisamente como um organismo estatal inútil se aloja irrevogávelmente (e não no sentido pauloportiano) no orçamento.

      Sou demasiado preguiçoso para ir catar o artigo. Mas é um caso perdido, só nos resta a hipótese de uns alienígenas bombardearem isto a partir de naves espaciais em órbita baixa.

      Gostar

  8. LTR permalink
    14 Novembro, 2017 18:29

    Que tal…

    Uma empresa para gerir os casos dos polícias que levam pancada com a arma no coldre porque não a podem usar?
    Uma empresa para gerir os casos dos senhores que dão pontapés na cabeça de inanimados no chão?
    Uma empresa para gerir a corrupção na máquina do estado?
    Uma empresa para gerir os processos em atraso nos tribunais?
    Uma empresa para descobrir onde está o PM e os seus ministros quando alguma coisa corre mal?

    Liked by 1 person

    • Manuel permalink
      14 Novembro, 2017 19:33

      O homem sempre que surge um problema: inventa uma nova empresa, nomeia uma comissão e não passa disto.

      Gostar

      • comendador permalink
        14 Novembro, 2017 21:44

        Ou pede um relatório e culpa o governo anterior

        Gostar

  9. JgMenos permalink
    14 Novembro, 2017 19:24

    Mais uns boys para a Mama!

    Gostar

  10. Procópio permalink
    14 Novembro, 2017 19:59

    As empresas públicas da geringonça andam manifestamente ocupadas a gerir náuseas e vómitos. Estão sediadas nas televisões – sic, tvi, rtp1 e nos jornais de falsas notícias.
    Seguidos amiúde com a publicidade à mistura acabam por causar tonturas e um grande vazio, mas criam tolerância para indisposições maiores.
    Já nos hospitais do estado não sabemos a taxa de sucesso.
    Há cada vez mais pessoas sensíveis às curvas apertadas da geringonça e à subida dos combustíveis. Começa-se a sentir enjoo do nogueira, vomita-se à vista do kosta.
    Tomba-se para o lado ao centésimo beijo do outro. Se a coisa corre para o torto siga-se para o hospital, mas cuidado, com o ar mofo das enfermarias pode haver desenlaces.

    Gostar

  11. Artista português permalink
    14 Novembro, 2017 20:49

    Se a empresa for para empregar alguns incendiários talvez haja esperança de retirar alguns das matas. A não ser que seja a indústria da celulose a indicá-los….

    Gostar

  12. Leunam permalink
    14 Novembro, 2017 21:03

    Há quem diga que o Dr. António de Oliveira Salazar disse:

    “Se queres resolver um problema, nomeia um Homem; se não o queres resolver, nomeia uma Comissão”.

    Ponham os olhos nos nossos vizinhos Galegos.
    Não param enquanto não resolverem os problemas causados pelos incêndios.

    A água vai faltar em Portugal, diz-se.

    Mas ninguém pensou nem pensa em fazer cisternas, dessalinização da água do mar, condutas estanques e coisas afins.
    Sugiro que se fechem os Estádios de Futebol que estão às moscas e os transformem em tanques de reserva de água.
    Mais valia.

    No outro dia li um apelo nos corredores de um Hospital do Estado, para poupar energia eléctrica; plenamente de acordo.
    Mas ainda não tem nenhuma lâmpada fluorescente substituída por LEDs.
    Qualquer loja do Chinês já está completamente iluminada por LEDs…

    Centrais de biomassa? O que é isso?

    A competência não aparece por geração espontânea. Cria-se nas Escolas com Professores competentes, exigentes, disciplinados e disciplinadores.
    Tudo o que não temos nem estamos a criar…

    Gostar

    • 14 Novembro, 2017 21:38

      Deixe lá, pelos menos as crianças estão felizes, como disse a escaganifobética do Bloco de Esterco!

      Gostar

    • André Miguel permalink
      14 Novembro, 2017 22:00

      Em Portugal há anos que não se ensina a fazer. O nosso sistema de ensino forma para pensar, reflectir e analisar. Fazer?! O que é isso?
      Já pararam para reflectir porque é que tudo demora neste país? Porque diabo demora tanto uma decisão, seja nas empresas públicas, privadas ou qualquer organismo?
      Vejam quantos cursos técnicos existem nas faculdades e quantos de humanidades. Depois vejam os programas de gestão e economia. E encontrarão algumas das respostas. Isto não vai, nem pode, acabar bem.

      Gostar

      • Luis permalink
        14 Novembro, 2017 22:08

        Se calhar o problema esta acima de tudo nas faculdade de Direito… tirando talvez a Catolica… nao seria possivel implodi-las e comecar tudo do zero apenas com professores estrangeiros?

        Gostar

  13. Arlindo da Costa permalink
    14 Novembro, 2017 21:03

    Não me digam que vocês querem privatizar o Pinhal de Leiria, que desde o nosso abençoado D. Dinis, o Lavrador, atravessou todas as nossas dinastias e todos os presidentes desta República?

    Gostar

    • Tiradentes permalink
      14 Novembro, 2017 21:55

      Para sua informação não foi D. Dinis mas D. Afonso III . Não dê ideias porque se ele queimou todo nas mãos públicas, o que pode privatizar são as cinzas. Sim atravessou todas as dinastias e presidentes, até chegar ao seu amado Costa. Agora é o que se viu. Pinhal Kaput

      Gostar

    • alex.soares permalink
      14 Novembro, 2017 22:48

      Olha-me este, um comuna monárquico. Deve-lhe estar a chegar o calor ao ânus.
      Atravessou, é como quem diz, não saiu do sítio.
      Uma pergunta, o pinhal de Leiria tem muitos eucaliptos? Não? Mas então porque é que ardeu?

      Gostar

      • Tiradentes permalink
        15 Novembro, 2017 07:31

        Deixe lá…o que o Arlindo está a dizer é que apesar de não haver nem um eucalipto o António Costa e o governo socialista queimou o Pinhal de Leiria. coisa que nem dinastias e presidentes conseguiram fazer.
        É uma obra pública inegualável jamais conseguida através da história (Arlindo Dixit) e que para democráticamente (socialisticamente) no futuro o poderem fazer…aquilo agora vai ser gerido (como se nunca tivesse sido) pelo estado. Era o Instituto da Consevação da Natureza e passará, por promoção automática das carreiras a Empresa Pública, assim tipo PPP rodoviária que o Sócrates nos deixou com mais de 20 mil milhões de dívidas fora das contas

        Gostar

      • The Mole permalink
        15 Novembro, 2017 14:29

        Porque é que ardeu ao certo não sabemos ainda… mas a culpa foi do Passos!

        Gostar

  14. Carlos permalink
    14 Novembro, 2017 21:20

    Mas depois da geringonça há algum pinhal de Leiria para privatizar?

    Gostar

  15. castanheira antigo permalink
    14 Novembro, 2017 21:29

    Um país por onde passou o socialismo assemelha-se a um campo de relva por onde passou uma praga de gafanhotos . Que o digam cubanos , venezuelanos , Zimbabweanos ,..etc e um dia Portugueses.

    Gostar

    • André Miguel permalink
      14 Novembro, 2017 22:06

      E um dia? Já lá estamos.
      Devia ser obrigatório a todo o Português passar uma semana num dos países ricos do norte (Holanda, Alemanha, Dinamarca, etc). Talvez assim percebessem o quão atrasados somos e abrissem os olhos de uma vez por todas. A ignorância do português que vota é a força de quem nos pastoreia.

      Gostar

      • Luis permalink
        14 Novembro, 2017 22:11

        Vivo num pais do Norte. Tudo muito, muito menos regulamentado que em Portugal. Em terriolas com 10 mil almas nao ha rotundas, centro de saude, mercao municipal, pavilhao, escola, piscinas, funcionarios autarquicos, comercio. Trata-se de tudo nas cidades grandes, como em Portugal nos tempos da outra senhora. Os impostos sao altos para quem ganha bem mas como a economia e produtiva…

        Gostar

      • Luis permalink
        14 Novembro, 2017 22:13

        E por todo o lado ha porcos, ovelhas, agricultura. Em Portugal nos tempos do cavaquismo dizia-se “agricultura nunca mais”. E no interior acabou-se com a pecuaria.

        A minha terra natal em Portugal tinha lagar, moagem, aviarios, pastores. Hoje tem funcionalismo.

        Gostar

      • 14 Novembro, 2017 23:06

        Ou seja, abandonaram-se as actividades produtivas e de transformação (agricultura, pecuária, pastorícia, pescas, fábricas) e substituíram-nas por serviços públicos pagos pelo Estado!

        Gostar

      • Luis permalink
        15 Novembro, 2017 00:41

        E isso mesmo caro Rasputine! E isso da culpa ser da UE e tudo treta pois os espanhois tambem estao na UE e nao abandonaram essas actividades.

        Gostar

      • Luis permalink
        15 Novembro, 2017 00:47

        Por isso dois tercos do pais tem como maior empregador as autarquias, o Estado central, as IPSSs ou as empresas publicas. E o que nao esta com eucalipto esta abandonado ou com reservas de caca… as actividades tradicionais em vez de se terem modernizado e industrializado, simplesmente morreram… excepcao para alguns sectores, como os vinhos e o azeite. Obrigarem os pequenos produtores a estarem colectados foi a mais recente machadada no mundo rural.

        Gostar

      • 15 Novembro, 2017 01:22

        Camarada luis, está a falar do anti-funcionalismo tecnocrático que existe na EU que até o tamanho dos pepinos é regulado, e imposto a todos os membros maior ? São 70000 páginas de regulação burocrática Europeia. O camarada luis olha para a sua querida EU, com a mesma negação que os comunistas à sua querida USSR. Não admira que pareça mais um comunista do que outra coisa qualquer, do que um suposto liberal/libertário, e agora com a ambição da criação de um exercito vermelho europeu.

        Gostar

      • Tiradentes permalink
        15 Novembro, 2017 11:54

        Os espanhóis não abandonaram essas actividades. Os espanhóis já tinham dimensão e eram já bastante evoluídos nos métodos de produção agrícola, tendo aproveitado para se modernizarem e melhorarem. Os tugas sempre se recusaram a largar a leira e a enxada como o método mais produtivo do mundo. Por outro lado os tugas quando descobriram que podiam ganhar dinheiro para largar a enxada não pensaram em comprar um trator foi só receber e comprar um todo terreno (máquina agrícola ) para o filho poder ir à cidade.

        Gostar

      • Tiradentes permalink
        15 Novembro, 2017 11:59

        Já agora havia um dado que dava para compreender a “grande enorme e maravilhosa” agricultura tuguesa à data da integração de “ambos os dois” países. Por hectare os espanhóis produzia seis ou sete vezes mais cereais do que os tugas. Por outro lado a “riqueza” produzida por essa agricultura correspondia a 2 a 3% do PIB que na altura era de pouco mais de 70 mil milhões. Uma fortuna de batatas e puré só pode

        Gostar

      • 15 Novembro, 2017 17:09

        A “agricultura tuguesa” era tão pouca e insignificante que teve que sofrer contas de produção, e incentivo à quebra por parte da EU…
        Vai dar banho ao cão, tiradentes.

        Gostar

      • Tiradentes permalink
        15 Novembro, 2017 19:57

        é-me fisicamente impossível dar-te banho. Por outro lado a agricultura tuguesa reve de “sofrer cortes” porque razão? seria porque tiravam menos de metade do cereal por hectare que os espanhóis? ou por produzirem mais caro as batatas? Ou por excesso de produção de determinados produtos na Europa? Linda-me vc tinha uma “maravilhosa” “cultura do vinho”. O que se produzia de bom que tiveram de fazer a total reconversão da vinha? Porque produzia muito e bom não é? E o azeite pá? aquilo era uma maravilha de produção pá. De tal maneira que os espanhois é que vieram comprar as terras e plantar o olival pá. Era só maravilhas pá.
        Já agora vai tomarbanho sozinho que fedes à distância

        Gostar

      • 15 Novembro, 2017 21:19

        A tua mãe gostava de levar do ão ão, e não se queixava do fedor…

        Gostar

      • Tiradentes permalink
        16 Novembro, 2017 08:04

        Sabia que o “argumento” sobre a “agricultura tuguesa” era ir dar banho ao cão. Foi o exacto momento em que percebique o canídeo só ladrava.

        Gostar

      • 16 Novembro, 2017 14:43

        Ladrava e também fazia outras coisas que a tua mãe gostava…

        Gostar

    • 15 Novembro, 2017 17:09

      A “agricultura tuguesa” era tão pouca e insignificante que teve que sofrer cotas de produção, e incentivo à quebra por parte da EU…
      Vai dar banho ao cão, tiradentes.

      Gostar

      • Tiradentes permalink
        15 Novembro, 2017 19:58

        a resposta ao ão ão está acima

        Gostar

      • 15 Novembro, 2017 21:20

        A resposta está em baixo do de cima…

        Gostar

      • alex.soares permalink
        18 Novembro, 2017 08:24

        Quais eram exactamente as outras coisas que o ão ão fazia? Corrias atrás da tua própria cauda? “Alimavas” o teu apetrecho sexual? Há valentão

        Gostar

  16. LTR permalink
    14 Novembro, 2017 21:30

    Afinal é uma empresa para agregar e vender terrenos 🙂

    Gostar

    • Luis permalink
      14 Novembro, 2017 21:47

      Nao e necessaria nenhuma empresa para fazer isso. Isto sao mais tachos criados com o pretexto de combater os incendios para o povinho engolir.

      Gostar

  17. Luis permalink
    14 Novembro, 2017 21:51

    O Ministro Centeno ja avisou que os juros vao aumentar para o ano. O que vai fazer? Mais cativacoes? O PCP e o BE vao bloquear qualquer reforma que implique cortes nas gorduras do Estado e do Estado paralelo. Vai aumentar impostos? Vai voltar a tanga que se taxarem a economia paralela tudo se resolve? Que economia paralela? Vao comecar a perseguir mulheres a dias e prostitutas? Legalizar as drogas? Multar quem nao pede factura?

    Gostar

  18. Luis permalink
    14 Novembro, 2017 22:01

    Se o PSD nao denunciar isto demonstrara que e um pais de burrinhos sem visao estrategica. Agora vai-se ver a falta que Passos faz pois ainda ia denunciando estas coisas.

    Gostar

  19. Eduardo permalink
    15 Novembro, 2017 20:59

    Aqui há dias um socialista afirmou, convictamente, que os fogos trariam novas oportunidades..
    Tinha razão
    Para começar já inventaram uma…
    Outras se seguirão

    Gostar

  20. colono permalink
    15 Novembro, 2017 22:39

    O Verdes e o BE exigem a criação de uma Comissão Mista para fiscalizar a nova empresa…!

    Gostar

  21. Eduardo permalink
    16 Novembro, 2017 09:07

    Há que alimentar os “amigos”

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: