Skip to content

O Prédio Coutinho

2 Fevereiro, 2018

Quando era miúda ele já existia. Imponente junto ao jardim, nunca conheci a cidade com outra paisagem. As polémicas à volta deste prédio eram muitas: umas a favor, outros contra tal e qual como nos dias de hoje. Contava-se que tinha sido embargado várias vezes aquando a sua construção mas o certo é que, dentro da volumetria estabelecida pelo concurso público que lhe deu origem, o “Coutinho” nasceu devidamente licenciado pela Câmara, no terreno do  antigo mercado, que tinha sido vendido em hasta pública. Por trás deste, nascera depois, o novo mercado que ali permaneceu durante muitos anos.

Quando soube da notícia da intenção de demolição, fiquei apreensiva. Não se falava em problemas na estrutura, não se falava em perigo iminente dos moradores do edifício, falava-se sim, de demolir por questões paisagísticas! Um milhão de euros será o custo da implosão mas já vários milhões terão sido gastos nas indemnizações aos proprietários das fracções, assim como na construção dos “caixotinhos” onde os realojaram. Curiosamente, os mentores deste “projecto” começaram por dizer que aquele espaço era crucial para a cidade pois pretendiam fazer nascer um centro de eventos. Ironicamente, acabou este por ser construído noutro local sem precisar do “Coutinho” para nada. Entretanto, outro iluminado veio a público dizer que a cidade, em dias de feira era um caos com carros e pessoas entupindo as artérias principais e que era imprescindível tirar o mercado dali, mesmo por trás do “Coutinho”! Levaram-no para o outro extremo da cidade e ali permaneceu até hoje. Mudam-se os tempos mudam-se as vontades e novamente os defensores da implosão, depois da catástrofe económica por demais evidente do centro da cidade em consequência de políticas mais direccionadas com questões paisagísticas, vêm agora dizer que aquele espaço é fundamental para a construção do novo mercado e consequente dinamização de Viana!!

Durante todos estes anos os políticos responsáveis por esta cidade andaram a brincar aos legos, construindo, destruindo, modificando, tirando, alterando não se importando, com essas decisões, pelas vidas das pessoas.  Do ponto de vista estético, realmente o Coutinho não está bem ali. Nem ali nem em nenhuma parte da cidade: é grande e não se enquadra numa urbanização que se quer rasteira, junto à margem do rio até à encosta de Santa Luzia. Mas foi aprovado em 1970 assim como outras torres , do lado esquerdo da ponte, já mais recentes, também elas abortos estéticos   e das quais, por enquanto ninguém fala. Principalmente depois de uma delas ter tido graves problemas de estrutura e ter inclinado como a torre de Pisa. Pois.

Aqui está em causa, acima de tudo, pessoas: as que moram no Coutinho e os contribuintes, ou seja, nós todos. Aos moradores foi-lhes dito de um dia para o outro que ficariam sem a casa que um dia compraram carregada de memórias de uma vida. É fácil opinar antes do mesmo drama bater às nossas portas. Mas alguém se imagina a ter de entregar ao Estado a sua casa a troco de seja lá o que for e viver noutro lugar qualquer onde não tem raízes ou não se identifica por uma questão meramente de … estética? A revolta é compreensível e a luta deles ainda mais. É uma vida a fugir-lhes pelos dedos sem razão plausível. Por outro lado há as questões financeiras que este projecto implica. Ora, pergunto se depois de tantos sacrifícios impostos pelo governo, todos dirigidos apenas e tão somente ao povo, se é justo que fiquem também a pagar uma implosão, indemnizações e construções  milionárias por causa destes visionários da estética?

Por outro lado, não acredito nem um pouco que ao trazer o novo mercado para dentro da cidade, ela volte a respirar a saúde de outros tempos. Não foi só a saída do mercado que matou o coração de Viana.  Um centro comercial dentro da cidade e os parques todos pagos incluindo à superfície, afastaram toda a gente do centro. E não é preciso ser-se perito em assuntos económicos para entender que não há veneno mais letal do que estes três ingredientes juntos! Sem mercado, com centro comercial cheio de lojas com descontos ao desbarato, reunindo um só espaço,  lazer, compras e restauração, e estacionamentos todos a pagar, os consumidores, preferem, o tudo em um, no conforto dum espaço  onde não há chuva nem vento e pagar parque por pagar, pois que seja no shopping onde as compras se fazem mais depressa!

Devolver o mercado ao centro da cidade é imperioso pois depois de tantas más decisões seria uma forma de minimizar os danos já provocados e restituir alguma cor e dinamismo de que a cidade tanto precisa. Mas há alternativas ao Coutinho. Quiçá não ficasse muito mais em conta, realojar as pessoas naquilo que já era delas, no Coutinho, e precisamente no local onde já era o mercado e passou a ser o habitáculo daqueles moradores, readaptá-lo   para ali se instalar o mercado. Curiosamente, tem arquitectura que se encaixa perfeitamente e no sítio exacto onde estava o anterior.

O que me parece é que, caso esta implosão siga em frente, estaremos a abrir um precedente no futuro. Estaremos todos a contribuir para que outras iniciativas deste género venham a acontecer não por questões de segurança das pessoas mas tão somente pelo imperioso interesse público que tanto pode ser por uma questão de estética como por  interesse de um lobbie.

É preciso recordar que o mesmo ex-ministro do ambiente que ordenou a demolição do Coutinho por questões ambientais, “Engº” José Sócrates, autorizou o Freeport em reserva ecológica provando assim que as políticas mudam-se à mercê dos interesses.

Resistem a isto 14 moradores. A Câmara garante que avança com demolição em Março e tudo isto com o dinheiro de TODOS os contribuintes! Outra vez.

É criminoso.

Anúncios
32 comentários leave one →
  1. Gago Coutinho permalink
    2 Fevereiro, 2018 19:40

    Quando acontecer o tal tremor de terra em Lisboa o prédio Coutinho vai aproveitar e vai abaixo.

    Gostar

    • Cristina Miranda permalink
      3 Fevereiro, 2018 13:24

      Oxalá vá o governo todo junto com o terramoto

      Gostar

  2. Monti permalink
    2 Fevereiro, 2018 20:41

    Acompanho esta paródia política de há muito.
    Um sinal da cretinice, estupidez e infantilidade de autarcas locais e políticos no governo. Onde aplicaria o conceito ‘soviético’, neste caso, perfeitamente ajustado: Crime Económico.
    Pressupõe haver criminosos, os autores de tal proeza.
    Dadas as circunstâncias,
    SExa’s o Autarca local & ministro da Tutela.
    Depois, queixam-se de haver adeptos do controlo financeiro de Salazar.
    E os 230 sábios de S, Bento circus, servem para quê?
    Nada a fazer com esta raça.

    Liked by 1 person

  3. Procópio permalink
    2 Fevereiro, 2018 21:40

    Estava a passar pelo largo do rato. Sabe-se que Lisboa anda cheia de rataria, pelas escolas, pelas sarjetas, por tudo quanto é sítio. Nos hospitais é mais listerias. Encontrei dois que já não via há tempos, meus colegas da secundária, chegaram ao 10º ano, não deram mais.
    “Eh pá, como vão as coisas ?”
    “”Tudo bem, agora somos funcionários do partido”.
    Às vezes sou sarcástico “Parabéns!”
    Conversa puxa conversa levei-os ao Procópio a beber umas cervejas.
    Em cima da mesa alguém tinha deixado o jornal com a notícia do Coutinho.
    “Eh pá, isto é lá com o presidente da Câmara, um socialista dos quatro costados. O que vocês acham da demolição”?
    Um deles com olhar absorto a olhar para a espuma do copo: ” Demolição, aonde”?
    “Em Viana, rapazes”!
    ” Eu sei lá onde é que é isso”!
    O outro, hesitante, acudiu na parada: “É no norte, né”?
    Encontra-se sempre gente bem informada em qualquer lado.

    Liked by 1 person

  4. 2 Fevereiro, 2018 22:31

    TALVEZ OLHAR PARA UM HOSPITAL QUE NÃO FUNCIONA FOSSE MAIS IMPORTANTE.

    Liked by 1 person

  5. Procópio permalink
    2 Fevereiro, 2018 22:43

    O vasco está a ser exigente demais. Os hospitais não foram só feitos para funcionar, há empregos a manter e direções sistematicamente nomeadas pelos amigos que estão a mostrar a sua competência todos os dias. As legionelas são uma marotas e o senhor ministro já pediu desculpas e vai dar cabo delas. “A partir de março o Governo pretende ajudar os hospitais a “apertar a malha” no controlo da bactéria ‘legionella”.
    O senhor ministro esqueceu-se que ao SUCH estas funções estão adjudicadas por lei.
    Assunto muito bicudo que ninguém quer esclarecer.

    Gostar

  6. 2 Fevereiro, 2018 22:52

    “Mas alguém se imagina a ter de entregar ao Estado a sua casa a troco de seja lá o que for e viver noutro lugar qualquer onde não tem raízes ou não se identifica por uma questão meramente de … estética?”

    Neste caso, o Estado entende que sim. Já em questões laborais, passaram uma lei que impede a transferência do trabalhador, contra a vontade dele, para outra localização da empresa. Deve ser evitar a mudança do INFARMED para o Porto…

    Liked by 1 person

  7. Arlindo da Costa permalink
    2 Fevereiro, 2018 23:17

    Estética em vez da Estática. Por isso, meus amigos vamos apoiar a demolição do monstro Coutinho. Apelidar de prédio aquele escarro é fazer pouco de qualquer abegoaria ou estábulo. Um escarro na cidade pérola do Minho.

    Gostar

    • 3 Fevereiro, 2018 09:08

      muito socialista fez bom dinheiro no PREC com os estábulos, nomeadamente com este e continuam a escarrar

      Gostar

    • Cristina Miranda permalink
      3 Fevereiro, 2018 11:24

      Olha, sob essa perspectiva podiam-te implodir…

      Gostar

  8. 3 Fevereiro, 2018 01:37

    Abaixo o aborto Coutinho

    https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Pr%C3%A9dio_Coutinho

    Das 105 fracções do Predio Contínho apenas existem 8 (oito) por solicionar. Serão aqueles que além da exigência de uma moradia de 4 frentes junto ao rio, querem também um cais de acostagem para o barco de recreio…
    Aquela massa de cimento é uma agressão estética e ambiental de se lhe tirar o chapéu numa cidade pequena com mar e rio e a famosa loiça. O país está cheio de Prédios Continhos e… de repente lembro-me daquelas mostruosas torres em Ofir construídas na duna primária e que tanto dinheiro lá tem sido derretido para que já não tivessem ruído mas, há-de ser do mar a última palavra.

    Gostar

    • 3 Fevereiro, 2018 01:53

      E o que dizer das torres do Taveira nas Amoreiras?

      Gostar

    • Cristina Miranda permalink
      3 Fevereiro, 2018 11:22

      Para isso existe 1 Câmara para licenciar. Já vi que gosta de ver impostos a serem esbanjados!! Quem.me dera q disse você é outros q pensam igual a pagarem estas brincadeiras irresponsáveis! E quem me dera também q fossem as próximas vítimas. E não. Não são moradores a exigir mordomias mas sim, a lutar por 1 direito. Já agora porque não pensam demolir a Torre do Liceu, esse mamarracho q sobressai sobre a cidade além 2 das torres junto à ponte Eiffel? Eu vou lhe explicar: ali há interesses com luvas. Se não estariam-se a marimbar como se marimbam pras outras torres TODAS!

      Gostar

    • Manuel Ribeiro permalink
      9 Fevereiro, 2018 16:52

      Outro esperto a Falar em estética . Vejam só ! Que são os caixotes na Ribeira com dois coletores de esgotos a céu aberto de cada lado.a servir de paisagem e fotografia da cidade.Na verdade são um espetáculo a admirar.

      Gostar

  9. PiErre permalink
    3 Fevereiro, 2018 09:07

    Perigo iminente, pf.

    Gostar

  10. 3 Fevereiro, 2018 15:07

    O problema da Cristina Miranda não é o aborto do tempo do botas chamado Prédio Coutinho e a solução encontrada pela maioria dos Vianenses, mas sim os 24 anos consecutivos do governo da cidade pelo PS.
    Nas últimas autárquicas o ppd/psd arranjou um Hermenegildo que foi um fiasco. Conheço vários munícipes que diziam na altura das eleições que o gajo com aquele nome deveria ser estrangeirado 😉

    Liked by 1 person

  11. gaudio permalink
    3 Fevereiro, 2018 15:12

    Achei sempre que o Coutinho nunca devia ser demolido na totalidade, mas sim deveriam ser-lhe retirados os pisos acima da linha visual do casario por trás. Não havia necessidade…!

    Liked by 1 person

  12. Rocco permalink
    3 Fevereiro, 2018 19:32

    Uma cidade 24 anos nas patas da xuxaria já não é cidade, é estrebaria…

    Liked by 1 person

  13. José Manuel permalink
    9 Fevereiro, 2018 09:49

    Vejam por favor ultimas noticias no Minho Digital de 9 de Fevereiro de 2018 sobre Prédio Coutinho. As humilhações que passam os atuais resistentes do Prédio.
    Na Quarta Feira esteve eminente uma tragédia no referido prédio . Não teve consequencias graças á colaboração do Sr Pinto . Os responsáveis nem se dignaram a aparecer para saber se era necessário ajuda e saber de fato o que se passou .

    Gostar

  14. Manuel Ribeiro permalink
    16 Fevereiro, 2018 13:21

    Nova inundação hoje 16 de fevereiro de 2018 por volta das 10,00 horas.
    A policia esteve no local a tomar conta da ocorrência.
    Na vi noticias sobre a inundação , do dia 9 de fevereiro de 2018.
    Os danos foram relevantes e há frações completamente gélidas.
    Um ambiente gélido e de humidade envolve os hall dos corredores.
    Será normal este silencio.
    Será que voltamos ao antigamente !

    Liked by 1 person

    • Cristina Miranda permalink
      16 Fevereiro, 2018 16:45

      Que se passou Sr. Manuel? A que,se deveu esta inundação?

      Gostar

      • Manuel Ribeiro permalink
        16 Fevereiro, 2018 18:30

        Pessoas a cargo de uma empresa andam a carregar e a tirar maquinas , cilindros , esquentadores e mobliário diverso.
        Fazem armazém no rés do chão !
        Hoje voltou a acontecer o mesmo que anteriormente . Danificaram a canalização de água .
        Quem anda lá a trabalhar , sabe bem o que se passou ! Nada foi explicado , ninguém apareceu,
        Um interveniente nos trabalhos , acabou mesmo, por abandonar o local.
        A policia foi testemunha da ocorrência e até um jornalista esteve presente no momento.
        Se chegam a danificar o ramal do gás pode suceder uma tragédia……… Que mais irá acontecer.
        Estão a querer a pressionar as pessoas de todas as formas possíveis !

        Gostar

      • Cristina Miranda permalink
        16 Fevereiro, 2018 19:42

        É preciso DENUNCIAR. Isto é crime!! Imediatamente tem de ir todos para Ministério Público de Viana. Já! Fotografar e juntar testemunhas, policia conta também. Não percam tempo

        Gostar

  15. Manuel Ribeiro permalink
    16 Fevereiro, 2018 23:15

    A partir de hoje a Polis , 22,00 horas passa a ser o Administrador de todas as frações do prédio.
    Com estes acontecimentos recentes , o que nos leva a crer , é que de futuro vão haver mais surpresas.
    Estaremos prontos a denunciá-las.
    Estamos unidos mais do que nunca e só saímos à força.
    Alguém já falecido e morador disse :- ” Os Pássaros não gostam que lhes mexam nos ninhos “.
    A opinião publica começa agora a ficar mais esclarecida.
    Estas peripécias e histórias ” inventadas ” foram estratagemas, vem montado para justificar a demolição do prédio.
    A imprensa mostra interesse, e mostra-se indignada, porque foi um prédio construido na legalidade .
    Querem desalojar à força pessoas idosas. Uma delas até está acamada e doente. As pessoas que atualmente que habitam o prédio residem neste local, à cerca de 40 anos.

    Liked by 1 person

    • Cristina Miranda permalink
      17 Fevereiro, 2018 14:54

      Não percam a força para lutar pelo q é VOSSO, nem percam a esperança. Enviem tudo já para o Ministério Público e não deixem q a Câmara Municipal, das mais endividadas do país, usem dineiro dos nossos impostos para destruir 1 prédio q nunca deu problemas. É alto? Mas foi feito com licenciamento aprovado pela Câmara! Além disso, q expliquem porque não deitam abaixo os prédios horríveis dos Rites junto à ponte Eiffel ou a Torre do Liceu, igualmente enormes!! Viana tem alternativas para o mercado. Era só usar a parte traseira do prédio Coutinho e ainda adapta-lo ao prédio usando as próprias lojas q foram entretanto fechadas. Os fundos do prédio Coutinho e o terreno nas traseiras dava para fazer 1 excelente mercado Municipal. Esta ideia não interessa a ninguém porque há luvas por distribuir neste negócio pouco claro de demolição.

      Gostar

      • O que se quer para Viana. permalink
        17 Fevereiro, 2018 15:32

        Um dos prédios perto da ponte Eiffel é apelidado de TORRE DE PIZZA,
        Não será necessário dar a explicação de tal nome .
        Nessa época foi noticia e manchete .
        Sofreu um arranjo na parte exterior ” Uma espécie de Cosmética “,
        No interior, desconheço o que lhe fizeram .

        Liked by 1 person

  16. A. Correia permalink
    17 Fevereiro, 2018 01:19

    Excelente !

    Liked by 1 person

    • Fernando permalink
      18 Fevereiro, 2018 18:30

      Nao se comreende como a imprensa regjonal e as radios nao destacam os ultimos acontecimentos.Sera que estamos numa republica das bananas.numa faz de conta ou nao estamos numa sociedade livre.
      As ultimas noticias sobre “A INDIGNA CAO DIS ARQUTETOS SOBRE A NOVA EMPREITADA e construcao do mercado . Ninguem aborda o assunto.Sera normal este silencio.
      Claro que nao .
      Apenas interesssa dar noticia da cassete .

      Liked by 1 person

  17. Fernando permalink
    28 Fevereiro, 2018 21:12

    Hoje foi publicado noticia sobre o P.C por um jornal regional
    Timidamente as noticias vao saindo .
    Pena que nao facam destaque mais em pormenor . Muito ha para contar e esclarecer a opiniao publica. Os jornais podem por questoes e esclarecer os montantes que foram gastos a conta desta birra e ideia megalomama de destruir o efificio mais bem construido do alto minho.

    Liked by 1 person

  18. Paulo permalink
    28 Fevereiro, 2018 23:38

    Como e que se fala tanto em estetica .volumetria .enquadramento paisagistico e foram construidos barracoes de cimento junto ao estuario do rio lima . Num espaco onde em tempos foi um jardim publico e uma zona residencial da cidade. Ha postais antigos do inicio do seculo xx que fazem prova disso. Como e que se esqueceram que bem perto ha uma capela antiga que faz partr da historia da ribeira de viana . Uma muralha de cimento foi destoar todo o casario envolvente.

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: