Skip to content

Do paradoxo

25 Fevereiro, 2018

Na prática parece estarmos perante um racismo selectivo: não se pode escrever “ciganos agrediram” mas pode fazer-se um título como “Líder cigano pede desculpas por agressões a enfermeiro”. O que naturalmente nos conduzirá ao paradoxo do líder cigano, seja esse cargo o que for, andar por aí a pedir desculpas por agressões que não se noticiou terem sido praticadas por ciganos.

Anúncios
4 comentários leave one →
  1. JgMenos permalink
    25 Fevereiro, 2018 18:52

    É o corretês dos cretinos que querem ocultar o comportamento de seita xenófoba que os ciganos configuram.
    Se fosse um grupo de não-ciganos e um enfermeiro cigano (haverá algum?) o escândalo que essas azémolas fariam!

    Liked by 1 person

  2. carlos alberto ilharco permalink
    25 Fevereiro, 2018 19:42

    É uma risota.
    Havia há etnias, logo há raças.
    Eu já desconfiava disto desde que estive em África,mas cheguei cá e disseram-me que estava errado.

    Gostar

  3. Arlindo da Costa permalink
    26 Fevereiro, 2018 17:11

    Se for um «português normal» a agredir ou a pedir desculpas, a que raça devemos atribuir ao dito cujo? Preto-e-branco? Berbere? Mouro? Tuga? Marroquino? Retornado dÁfrica? Monhé? Expliquem-me…

    Gostar

    • JgMenos permalink
      26 Fevereiro, 2018 19:54

      Quando não sabes como defender o corretês, armas-te em tótó.

      Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

%d bloggers like this: