Saltar para o conteúdo

por muitos e bons anos

24 Junho, 2018
by

600.5a8ae46e0cf248a372336053

Entre a edição do meu último post, há um par de horas, e este que agora publico, fui jantar com a minha filha, e, durante o repasto, recebi a notícia de que Bruno de Carvalho, nem 24 horas depois de suspender vitaliciamente a sua condição de sócio, anunciou a sua candidatura a presidente do Sporting! Já me tinha causado alguma estranheza essa figura jurídica da «suspensão vitalícia», que Carvalho tinha ontem anunciado. Uma suspensão indicia sempre um possível retorno, mas o termo «vitalício» fez-me lembrar o inesquecível «irrevogável» do dr. Portas, um outro grande artista português de variedades, cuja ausência muito se tem sentido. Fiquei então ciente de que Bruno regressaria, para gaudio de nós todos, alegria da pátria e, principalmente, para a boa saúde financeira do Correio da Manhã e do grupo Cofina. Mas o que não poderia prever é que ele regressaria antes mesmo de nos ter deixado, o que constitui um novo paradoxo nacional. Mas foi o que ele fez. Exactamente enquanto a minha filha comia meio frango de churrasco e eu aviava uma bela posta de bacalhau à lagareiro.

Pois bem. É uma verdadeira deslealdade para todos os comediantes profissionais uma instituição oferecer-nos, ainda que generosa e desinteressadamente, um património desta riqueza: um mafioso de urinol como o Bruno de Carvalho, um substituto que esmigalha vidros de carros de luxo com garrafas de água, um Sobrinho que se tem de enfiar nas retretes para não levar no focinho, a oratória do “Jasus”, um ataque do Daesh indígena para dinamitar o seu próprio património, Santana Lopes, um banqueiro falido a explicar como se gerem empresas, um treinador nazi, o Octávio Machado, Marta Soares, Ferro-caga-para-o-segredo-de-justiça-Rodrigues, os chineses do Futre, eu sei lá!

Há uns dias escrevi que o Sporting era um «um saco de lacraus». Foi um injustiça. É apenas uma troupe circense que não desiste de nos divertir. Que Deus Nosso Senhor os poupe por muitos e bons anos.

Anúncios
6 comentários leave one →
  1. procópio permalink
    24 Junho, 2018 23:52

    O caso do Sporting é digno de cuidadosa análise para quem queira compreender o sítio onde vive. O padrão é mais corriqueiro do que se possa pensar, não só noutros clubes de futebol, mas também na sociedade em geral. Pode considerar-se “apenas uma troupe circense que não desiste de nos divertir”, mas quando 2 milhões de pacóvios votaram no 44 acabou por não ter assim tanta graça. Outro circo que ameaça prolongar-se.

    Liked by 1 person

    • 25 Junho, 2018 14:53

      Exactamente isso, procópio.

      Também em Portugal o colossal, caríssimo (e falido) futebol é um entretenimento e dos poucos senão ÚNICO motivo que impele a maioria dos tugas a discutirem “o futuro”.
      Claro, os políticos valem-se, usufruem desse tédio quase geral.

      Caso SportingCP:
      Bruno Carvalho delirou, procedeu malíssimo e prejudicou o seu clube. Mas também é verdade que desde meados de Maio praticamente toda a comunicação social malhou nele através de jornalistas, comentadores, associados, sem que o tipo tivesse direito (através de seus apoiantes) ao chamado contraditório em centenas de programas. A comunicação social quando quer massacrar algo ou alguém, manda a deontologia, a seriedade, às malvas.
      O submundo do futebol tuga precisa ser limpo, erradicado de vez ! Mas…creio que jornais, televisões, rádios e os governos não estão interessados nisso. Onde teriam bovinizantes audiências e quantos votos nas legislativas lhes fugiriam ? Por que não agem o imberbe e faz-de-conta secretário de estado do desporto mais o ausente ministro da tutela ?
      Hoje, mais umas lamentáveis buscas da PJ a quatro clube. Isentos ou não de culpa, certo é que a polícia de investigação não actua porque acordou mal-disposta. Assim vai o desmotivante “desígnio nacional”.

      Gostar

  2. Oscar Maximo permalink
    25 Junho, 2018 00:00

    Nomes tão feios, prefiro a designação de brasileiros, o Bruno é um vagabundo de gravata. Podem falar mau português, mas são mais elegantes.

    Gostar

  3. hajapachorra permalink
    25 Junho, 2018 01:37

    Eu nem costumo usar vernáculo e sou do Porto, caralho, foda-se, isto é mesmo muita bom. Puta que pariu, muita bom é lisboeta até à cona da tia.

    Gostar

  4. José Domingos permalink
    25 Junho, 2018 14:27

    Uma pocilga, com inquilinos que vendem a mãe, se isso der algum lucro. Pessoal do best.

    Gostar

  5. Arlindo da Costa permalink
    25 Junho, 2018 20:27

    Este retornado deveria ter ficado nalguma machamba de Moçambique!!!!!!

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: