Saltar para o conteúdo

Como meninos a medirem pilinhas

6 Novembro, 2018

nudes-wilhelm-von-gloedenA esquerda pediu, a direita anuiu: ninguém discute nada além da infantilidade do que é ser direita aceitável por oposição a outras direitas, a direita-que-está-ao-serviço-da-esquerda, a direita-bronca, a direita-conservadora, a direita-liberal, a direita-gin-tónico, a direita-haddad, enfim, uma miríade de gente pouco recomendável de acordo com o conjunto de gente pouco recomendável que trouxe o assunto à baila.

O problema deste exercício pueril é que a direita está a permitir que a esquerda decida a latitude admissível do seu discurso da mesma forma que qualquer idiota pode decidir impedir um discurso por ser “vítima de ódio” só porque se sentiu ofendido com as palavras de outro.

O mundo não quer saber dessa discussão. Tanto que não quer saber que decide votar, precisamente, em que se recusa a entrar por questões deste calibre de infantilidade, preferindo sempre quem se dispõe a perceber os problemas que realmente interessam às pessoas. Foi assim com Trump, foi assim com Bolsonaro, e assim será sempre, desde que alguém apareça com um discurso para a realidade e não para as angústias existenciais e manifestamente homoeróticas da esquerda com o chamado centro.

Podeis parar com isso, é demasiado maricas. Por outro lado, se quereis mesmo, podeis continuar: esta sensação de ser pária em todos os terrenos dá-me uma certa sensação de bem-estar.

 

Anúncios
7 comentários leave one →
  1. 6 Novembro, 2018 22:15

    Uma paneleirice existencial, pode crer
    🙂

    Gostar

  2. Isabel permalink
    6 Novembro, 2018 22:25

    Uma parte do verdadeiro problema está neste documento das Nações Unidas cujo conteúdo foi aprovado por mais de 180 paises ( votos contra da Hungria e de outro país ), sem qualquer difusão nos media europeus
    https://www.un.org/press/en/2000/20000317.dev2234.doc.html

    Liked by 1 person

  3. Procópio permalink
    6 Novembro, 2018 22:37

    O foto suscita a curiosidade.

    Como podemos saber se eles se amam?
    Isto é tirado num intervalo na AR?
    As rochas não deixam marcas?
    Há a certeza que o pedregulho não oscila?
    Os meninos podem já se magoaram?
    A tágua vai trazer o café?
    Quando é que a cathy lhes promete isto mais aquilo?
    Escorregam um para cima do outro?
    Acabam por casar pela igreja?

    Consta que depois do recreio nas montanhas voltaram à central de negócios.

    Os cromossomas 13 e 14 perseguem-nos

    Gostar

  4. weltenbummler permalink
    6 Novembro, 2018 22:45

    para a paneleirada do politicamente ‘cu recto’

    «Nunca te foram ao cu,
    nem nas perninhas, aposto!
    Mas um homem como tu,
    lavadinho, todo nu, gosto!

    Sem ter pentelho nenhum,
    com certeza, não desgosto,
    até gosto!
    Mas… gosto mais de fedelhos.
    Vou-lhes ao cu
    dou-lhes conselhos,
    enfim… gosto! »

    António Botto

    Gostar

  5. José Ramos permalink
    6 Novembro, 2018 23:31

    Mais do que “maricas”, revela um desvelo inqualificável para com essas paneleirices “politicamente-correctas” de “teor fascizante”, como se dizia em tempos de PREC.

    Gostar

  6. lucklucky permalink
    7 Novembro, 2018 00:34

    Já vai tempo de deixarem de considerar o CDS e PSD de Direita.
    Eles não passam de organizações que existem para legitimar a Esquerda.
    Para poderem dizer que existe Democracia.

    Liked by 2 people

  7. Leunam permalink
    7 Novembro, 2018 00:50

    A Política resume-se a SETE (7) palavras:

    “Tira-te daí para eu aí me pôr!”

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: