Saltar para o conteúdo

Chamemos os bois pelos nomes: querem instituir a censura?

9 Novembro, 2018

image.aspxDN: “Ferro Rodrigues actuou junto da ERC por sugestão de Catarina Martins (BE).
A Entidade Reguladora para a Comunicação Social vai analisar pela primeira vez, de forma sistematizada e global, o problema da desinformação online (fake news). Vai fazê-lo a pedido do presidente da Assembleia da República, que por sua vez actuou na sequência de uma conversa com a deputada líder do Bloco de Esquerda, Catarina Martins – que recentemente foi alvo de uma campanha de notícias falsas.

PORTANTO CATARINA MARTINS FOI ALVO DE UMA NOTÍCIA FALSA E O PARLAMENTO VAI TER DE LEGISLAR SOBRE O ASSUNTO. HÁ ANOS QUE ESTA MULHER CHAMA TUDO A TODOS E AGORA  ENTRA A PÁTRIA NUM FANICO PORQUE DONA CATARINA FOI ALVO DE UMA NOTÍCIA FALSA. ESTÃO A GOZAR, NÃO ESTÃO?

»O assunto já está a preocupar os políticos e foi discutido na última conferência de líderes, terça-feira.»

QUAL ASSUNTO: O FACTO DE CATARINA MARTINS TER SIDO OBJECTO DE UMA NOTÍCIA FALSA?

(…) O que está em causa é legislar – afinal é do Parlamento que se trata e é para isso que serve. A temática do combate às fake news tem sido sobretudo dinamizado pela esquerda, tanto em Portugal como pelo mundo fora. À direita o tom geral tem sido de desdramatização do problema. Na Assembleia da República, um deputado do PS, José Magalhães – o maior especialista do hemiciclo em questões cibernéticas, há décadas – já sugeriu à comissão parlamentar de Cultura que se inicie no Parlamento um debate sobre o assunto. As fake news, disse, merecem dos deputados portugueses “mais atenção”. (…) Segundo contou ao DN, quanto a fake news tudo o que existe na UE é um gabinete com 13 pessoas e um orçamento de um milhão de euros/ano que deteta falsas notícias e as desmente. Mas “tem um fraco impacto porque a mentira circula melhor do que a verdade”. Também há um Código de Conduta, “ineficaz”, como o são quase todos os documentos de mera recomendação.

DEIXEMOS-NOS DE CONVERSA REDONDA: O SENHOR DEPUTADO PROPÕE EXACTAMENTE O QUÊ? PARA FUNCIONAR COMO?  QUANTO AO MILHÃO DE EUROS  E TREZE FUNCIONÁRIOS DÁ PARA MUITO SE OS FUNCIONÁRIOS TRABALHAREM

Entre as “ferramentas digitais” em relações às quais o deputado acha que a UE tem sido soft, o deputado do PS dá “destaque” às que “permitem municiar com dados falsos grupos fechados de utilizadores” [a prática atribuída a Bolsonaro no Brasil, através do WhatsApp]. Portanto, “a lentidão e carácter leve do processo contrasta com a velocidade e gravidade do fenómeno”

SE A IDEIA É PUNIR E IMPEDIR  “municiar com dados falsos grupos fechados de utilizadores” PODE  O SENHOR DEPUTADO COMEÇAR POR LEGISLAR SOBRE AS EDIÇÕES AVANTE QUE HÁ ANOS MUNICIAM COM DADOS FALSOS OS COMUNISTAS. PROMETENDO UMA SOCIEDADE PERFEITA QUE SEMPRE QUE TENTADA ACABOU EM DITADURA  E FOME E  GARANTIDO QUE OS POVOS DOS PAÍSES CAPITALISTAS VIVEM NA MIŚERIA E NA OPRESSÃO.

 

Anúncios
16 comentários leave one →
  1. António Maria Lamas permalink
    9 Novembro, 2018 09:49

    Quando no antigo regime se entrava para a faculdade uma das primeiras coisas que se preenchia era a chamada folha para a PIDE.
    Agora pelos vistos passou a ser à nascença assim que que registamos o nome.
    O Estado, sempre ele, cada vez mais nos controla no dia a dia. Controla até os nossos gostos (e.g. tourada) através de descriminação fiscal.
    Agora querem controlar o que escrevemos esquecendo-se que muitas da chamadas “fake news” têm origem nele próprio, quando anuncia e promete coisas que nunca cumpre.
    Custa a engolir que os senhores deputados sejam arrastados par isto por uma ultra minoria de BE’s e PAN’s que a única força que têm é a da comunicação social que os promove.

    Liked by 2 people

  2. Daniel Ferreira permalink
    9 Novembro, 2018 09:54

    Mentirosos compulsivos a determinar o que é verdade ou não… Ainda por cima gerida pelos terroristas sociais do Bloco de Esquerda. Tem tudo para correr bem

    Liked by 3 people

  3. LTR permalink
    9 Novembro, 2018 10:18

    Foram os portugueses que elegeram Passos Coelho e que depois lhe deram um pontapé no rabo que elegeram os comunistas que estão no PS. São esses portugueses que têm de decidir se os netos vão ser cubanos ibéricos ou europeus convictos.

    Liked by 2 people

  4. Francisco Carvalho permalink
    9 Novembro, 2018 10:54

    Pior que as notícias FALSAS é a MANIPULAÇÃO !!! Deixem-se de tretas |||

    Liked by 1 person

  5. caampus permalink
    9 Novembro, 2018 11:06

    Chega…

    Gostar

  6. Leunam permalink
    9 Novembro, 2018 11:14

    Pior que as NOTICIAS FALSAS e a MANIPULAÇÃO é a MÀFIA instalada em tudo quanto é administração pública, desde o fatídico 25A.

    Jogos de interesses, gamanço, compadrio, nepotismo, chupismo:

    Diz o Povo:

    “Quem lida com mel sempre lambe os dedos” e
    “Muda-se de moleiro, mas não se muda de ladrão”

    Quantas são as pessoas competentes, sérias e honestas, a governar Portugal, que cumprem as suas funções sem criminosos abusos?

    Liked by 1 person

  7. Rão Arques permalink
    9 Novembro, 2018 11:41

    A censura já está instalada, só falta mecanismo infalível para domínio total.

    Liked by 1 person

  8. Andre Miguel permalink
    9 Novembro, 2018 11:56

    Já podemos dizer que o lápis azul riscava as “fake news” sem sermos chamados de fascistas?

    Liked by 1 person

  9. procópio permalink
    9 Novembro, 2018 12:47

    Curiosamente o sr. gabriel silva parece censurar reiteradamente os meus posts.
    Não seria de esperar no Blasfémias!

    Gostar

  10. Velho do Restelo permalink
    9 Novembro, 2018 13:37

    Um milhão de euros não chega sequer para pagar a meia dúzia de filósofos para encontrarem a definição de “VERDADE”.
    Por outro lado a Catarina não foi a única vitima recente! O cuecas também tem sentido as orelhas a arder com o caso Tancos. Há quem diga que ele é o alvo da trama … tudo vingança por causa da vichyssouse ! O MDN, CEME … foram danos colaterais .
    Mas se fosse assim tão fácil implementar um filtro na net, não acham que o Trump estaria melhor posicionado para o fazer ?
    Tem os meios : money e know how .
    Tem o motivo : ele também é um alvo.
    Tem a oportunidade : os servidores estão quase todos sediados na USA.
    Mais vale gastar essa grana num sistema robusto para controlo de presenças na AR!
    (por ex. identificação biométrica ).
    Uns dizem que alguém usou a password do visado, a RTP continua a falar em “folha de presenças” e “assinatura” ! Afinal o controlo é feito em papel ou via digital ? Ou será que também há aqui “Fake News” ?

    Gostar

  11. André Silva permalink
    9 Novembro, 2018 17:06

    Claro que querem instituir a censura. Qual é a dúvida?

    Liked by 1 person

  12. Ana Vasconcelos permalink
    9 Novembro, 2018 17:50

    Falam muito que há muitas fake news, ai jesus, ai jesus, mas raramente especificam que mentiras é que se andam a difundir e por quem. Se o problema fosse especificado poderia dar lugar a uma queixa grime. A queixa generica visa preparar a opinião publica para a censura

    Liked by 1 person

  13. Carlos Guerreiro permalink
    9 Novembro, 2018 20:21

    Qual a fake da Catarina. A que tem uma empresa de alojamento local? Que recebeu um subsidio de 180 mil euros da malvada UE? Que a empresa de alojamento local pagou a 2 funcionários 1,57 euros por hora? Parece-me que o único objectivo é impedir que isto e o do Robbles (outra fake) se saibam

    Liked by 1 person

  14. Chopin permalink
    9 Novembro, 2018 20:48

    O que se pretende é fazer o funeral ao discurso conservador e à livre circulação de informação.
    Quando o Kosta afirma que acabou com a austeridade ou que foi o PSD que chamou o FMI, trata-se de quê?
    Os comunistas de todo o mundo mostram-se preocupados com a democracia. E ninguém se ri!
    O mais bicudo da questão é que em Portugal não há direita conservadora, apenas progressista. É aquela direita que nos EUA votaria em Obama e no Brasil votaria em Haddad.
    Ainda ontem na TV, o capanga 44, de nome Pereira, o comunista radical Rosas e um sr que se diz de direita, coincidiam em que nenhum votaria no Bolsonaro, acabando o último a chamar Bolsonaro de sexista, racista e xenófobo. Nada fora do cardápio que os marqueteiros do PT criaram para assassinar o carácter do presidente eleito.
    Com este cenário, é fácil prever o que aí vem. O discurso policiado pelo Tribunal da Verdade, sendo este composto por um bando de aldrabões.
    Creio que o Franco Nogueira acertou. Portugal acabou em 74.

    Liked by 1 person

  15. José Ramos permalink
    12 Novembro, 2018 21:59

    As “fake news” propaladas por este desgraçado executivo ou pelo PS, o PCP, o BE e congéneres nacionais e estrangeiros, evidentemente que, não só não contam, como passam automaticamente à categoria de “real news”, “news a valer” ou verdades indesmentíveis, com chancela e selo branco. A esta censura passará a chamar-se, é claro, Ministério da Verdade. Como em “1984”.

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: