Saltar para o conteúdo

Deve ser pela cor da minha pele

3 Fevereiro, 2019

Ser jornalista hoje, salvo algumas excepções, não é relatar factos com isenção e seriedade. É aldrabar, manipular, distorcer, contornar, fabricar “verdades” alternativas. Só não vê quem “usa palas”. Qualquer cidadão atento tropeça diariamente neste lixo jornalístico que promove agendas políticas ligadas ao sistema mas diz-se independente. Tropecei esta semana em vários textos execráveis de tão falaciosos que são. Sobre o quê? Racismo, pois está claro, o tema favorito dos partidos que promovem o vitimismo como meio de subsistência.

O primeiro tropeção foi com Fernanda Câncio essa pérola jornalística que se contorce mais que as minhocas sempre que quer fazer valer um ponto de vista mesmo que sem pontas por onde se pegue. No seu texto “45 Anos de negação” conta a história do “pobre e indefeso” Helder Amaral deputado do CDS que em entrevista lhe revelou ter sido alvo de “racismo” e das implicações que isso teve na sua vida. Sem colocar em causa o depoimento de Helder Amaral, esse mesmo testemunho, poderia ser de qualquer outro cidadão de outra cor qualquer, de outra religião qualquer, com deficiência física, com óculos graduados, pobre, com obesidade ou magreza. Qualquer um. Mas, claro está, o que importava à jornalista era fazer passar a mensagem de que em Portugal temos “muito racismo”. Porém, e para quem não sabe, esta mesma jornalista tinha entrevistado Camilo Lourenço sobre o mesmo tema. Mas este, ao contrário de Helder Amaral, não se vitimizou pela cor. Referiu apenas que os ataques que sofreu não foram por racismo mas por estupidez humana e que essa estupidez existe em todo o lugar. Deve ter sido por isso que Câncio não o quis mencionar neste seu texto. Pois claro, estragava a narrativa vitimista que se pretende e assim  não dá para crucificar os portugueses. Pois é, mas o facto é que:  Helder Amaral é deputado; António Costa é primeiro ministro; Van Dunem é ministra da Justiça;  Quaresma joga na primeira liga; PS tem uma deputada cigana; Patrícia Mamona é atleta medalhada no atletismo;  Anselmo Ralph vende milhões de discos; Mamadou Ba é assessor no Parlamento!!!! E tantos tantos outros!!! Se houvesse racismo em Portugal, jamais teriam chegado tão longe.  

O segundo tropeção foi no texto do Daniel Oliveira no Expresso, outro obcecado em mostrar racismo em Portugal à força toda. Diz ele no seu texto ” A Bosta do racismo” : (…)Mamadou Ba permitiu que este país, que o Estado Novo ensinou que era excepcionalmente tolerante, exibisse finalmente o seu racismo sem filtro. Ou seja, entende esta criatura que as reacções ao comentário de Mamadou onde incita ao ódio e rotula os policiais de “bosta da bófia” mostram “racismo” e são despropositadas porque coitadinho até nem quis insultar, “nós” é que empolamos as coisas. Esqueceu-se claro, de dizer que enquanto alguns reagiam às declarações deste assessor do Parlamento de forma efusiva (em resposta às palavras execráveis do Mamadou), do outro lado da barricada, jurava-se morte aos portugueses e dizia-se textualmente”  Tugas, vocês são uns merdas, não valem nada. Vocês são um lixo de pessoas. Estamos aqui para vos tirar tudo, o vosso trabalho, o vosso dinheiro, as vossas mulher” e multiplicavam-se comentários nas redes deste género contra os portugueses. Também se ignora que Mamadou em suas palestras fez exactamente o mesmo com nosso legado histórico e cultural e exigiu o fim da GNR e PSP. Daniel só mostra o que lhe convém porque também ele trabalha para o sistema.

Depois veio o terceiro tropeção. No texto de quem? Só podia ser do tio Anacleto Louçã que no Expresso (este jornal colecciona-os a todos!) entrou a correr salvar Mamadou  no texto “A política suja contra Mamadou” onde passa uma esfregona nos factos para tornar este senhor numa vítima. De quê? Ora de racismo, claro. Está na moda e traz votos às  extremas esquerdas marxistas mentirosas.

Porém, na África do Sul, os brancos não têm sequer acesso a cuidados hospitalares, nem podem possuir bens, são desprovidos de quaisquer direitos humanos. Isto sim, É RACISMO e praticado por NEGROS. Mas Câncio não vê interesse em falar sobre isto. Nem Daniel Oliveira, nem Louçã, nem o Expresso porque é racismo sobre brancos.

Fica assim claro que,  sobre este tema, só falam meias verdades. E meia verdade não é uma verdade. E o jornal Expresso promove este “jornalismo independente” de forma consciente. Ainda esta semana publicou um artigo intitulado   “Mulher negra alvo de violência no metro na Suécia” onde não teve qualquer problema em fazer destaque da cor e da violência. Mas esqueceu-se de destacar que se tratava de alguém que se recusava a pagar e a sair da carruagem obrigando ao uso da força. Mas já noutro artigo “Trinta suspeitos furtam artigos desportivos em centro comercial do Carregado” omitiu a cor e teve o cuidado de referir que no furto à loja não houve agressões nem ameaças aos funcionários. Portanto, fizeram passar a mensagem de uma actuação agressiva das autoridades sobre uma negra, no primeiro artigo e um assalto de 30 pessoas, sem cor,  “muito pacíficas”, no segundo. Este jornal deve pensar que comemos gelados com a testa.

Enquanto isso, eu que sou branca e portuguesa desde que nasci,  trabalhei ao volante de um empilhador numa fábrica de blocos,  nas limpezas,  no apoio domiciliar a idosos, passei a ferro para fora,   guardei crianças e que para ter o que tenho tive de fazer muito calo desde os 17 anos ( que ainda se vê nas minhas mãos), até hoje,  nunca tive a “sorte” de ter um lugar altamente destacável, altamente remunerável sem mexer muitos músculos, como essas “vítimas de racismo” – Mamadou Ba e Helder Amaral – em Portugal.  Deve ter sido pela cor da minha pele.

 

 

65 comentários leave one →
  1. JgMenos permalink
    3 Fevereiro, 2019 12:21

    Essa esquerdalhada idiota, sempre à cata da classe de vítimas mais em voga em cada momento, é a imagem de do que sobrou de Abril: o abrilesco!

    Gostar

    • Martim Moniz permalink
      3 Fevereiro, 2019 18:03

      https://observador.pt/2019/02/03/empresario-portugues-encontrado-morto-em-casa-em-angola-policia-suspeita-de-homicidio/ agora vamos ver quem se indigna com mais este morto português.Porque será que não estou a ver aquela gente do bloco(que usam de um conceito de luta contra a injustiça muito selectivo) a dizer algo sobre mais este caso?

      Liked by 1 person

      • Martim Moniz permalink
        5 Fevereiro, 2019 18:07

        A propósito já ouviram algum “alto representante”(esqueçam agora o bloco-coiso) deste país a dizer algo(quando por cá acontece algo logo todos pedem satisfações do outro lado) sobre mais um assassinio em Angola?(para além dos outros que morreram em outros países nos últimos anos já com o socialista-católico como secretário na Onu)Não se iludam pois mais depressa teremos um inquilino de Belém-cascais a tirar selfies no Seixal(e sem perguntar pelo cadastro a quem tira as selfies,disse o próprio há uma hora atrás na varanda do palácio,pensavam que já tinham visto tudo?esperem pelo próximo episódio)

        Liked by 1 person

  2. isabel permalink
    3 Fevereiro, 2019 12:50

    O exemplo da EU, mais precisamente da França :

    ” Les paroles du rappeur Nick Conrad, c’est la barbarie de l’Afrique…

    Publié le 2 octobre 2018 – par Anne Lauwaert

    Faut-il interdire les rappeurs et censurer leurs textes ? Non ! Surtout pas ! Car à travers leurs textes, qui enthousiasment des milliers de jeunes, ils nous livrent le fond de leur pensée. Pour nous il est capital de prendre la mesure de ce que ces gens pensent et, entre autres, ce que pense Nick Conrad : « Je ne reviens pas sur ce que j’ai dit, je ne le regrette pas, je le pense vraiment mais ce n’est pas blessant, ce n’est pas violent »… ?!?

    Exemple récent:
    « Un rappeur parisien appelle au meurtre des Blancs (Vidéo) : le titre est distribué sur toutes les plateformes – Deezer, Itunes, Amazon, Fnac..)
    https://lesobservateurs.ch/tag/nick-conrad/

    26.09.2018 / Christian Hofer
    Extrait des paroles :
    Je rentre dans des crèches, je tue des bébés blancs, attrapez-les vite et pendez leurs parents,
    Écartelez-les pour passer le temps.
    Divertir les enfants noirs, de tous âges, petits et grands,
    Fouettez les fort, faites le franchement
    Que ça pue la mort que ça pisse le sang
    Pendus aux arbres dans le vide sidéral
    Que ces fruits immondes procurent un spectacle fascinant
    Blafards et marrants
    Ôtez leur toute vie, qu’ils soient des objets sans vie dès à présent
    Possédez les, mettez vos noms sur leurs testaments
    Refrain: «Pendez les, Pendez-les tous, pendez les blancs».
    Pas de sentiments, qu’ils meurent tous en même temps
    Donnez l’exemple, torturez devant le groupe
    Ceux qui sont trop récalcitrants
    Etc. »

    Pour d’autres exemples :
    Petite anthologie du rap anti-français
    http://www.lefigaro.fr/vox/politique/2015/10/05/31001-20151005ARTFIG00352-petite-anthologie-du-rap-anti-francais.php

    Gostar

    • Jornaleco permalink
      3 Fevereiro, 2019 16:56

      @Isabel
      Na Alemanha exactamente o mesmo.

      A esquerda beija o cu, perdo-me esta expressão, mas é assim, a esses burros, bestas, criminosos e ademais.

      E os bons são maltratados.

      Em Grã-Bretanha, igual.

      A prova que a democracia foi a armadilha para nos destruir. Conviver com os nossos inimigos nunca vai dar bem. Eles não o permitem.

      Liked by 2 people

      • bst permalink
        3 Fevereiro, 2019 18:05

        A esquerda não beija nada. A esquerda serve-se do racismo para provocar rasgões no tecido social.

        Liked by 3 people

      • Jornaleco permalink
        3 Fevereiro, 2019 19:28

        @bst,
        Ai beija, beija. E de que maneira.
        Os fascistas dessa esquerda já dão concelhos aos apoiantes do terrorismo e incitam para matar todos aqueles, que não desejam ser como essas bestas.

        Já houve um ataque brutal contra um político honesto e a canalha dos jornais e até a polícia cobarde, tentaram, proteger os criminosos. O político, o alvo foi parar ao hospital e não morreu só com sorte.

        Trẽs fascistas da esquerda, filmados por uma câmara, atacaram o homem. Tudo isto devido ao ódio da esquerda contra aqueles, que não queres a obedecer e vergar-se perante a perversidade deles.

        A esquerda beija o cu ao diabo. Não há dúvida nenhuma. Em outros países na mesma. Inglaterra.

        A esquerda de mão em mão com os muçulmanos. O muçulmano odeia todos. Mais tarde ou mais cedo, a esquerda perversa e estúpida o vai sentir na pele. E vai doer.

        A esquerda abriu a porta à maldade muçulmana. O islão é o irmão do ateísmo. Ambos são violentos e não respeitam o próximo.

        O muçulmano beija o cu ao diabo e o esquerdista faz o mesmo!! Correcto!

        Liked by 1 person

  3. Leunam permalink
    3 Fevereiro, 2019 13:38

    ai do cão que não cata as suas pulgas

    Gostar

  4. LTR permalink
    3 Fevereiro, 2019 14:00

    “É aldrabar, manipular, distorcer, contornar, fabricar “verdades” alternativas.”

    Para mim o pior ainda são o tempos de antena concedidos a pessoas que da forma mais descarada e primitiva que se possa imaginar mentem com quantos dentes têm em total negação de factos históricos e estatísticos (até de entidades oficiais, como no caso da carga fiscal), sem que o dito jornalista tome qualquer tipo de iniciativa para interpelar o declarante. Vai ao ponto de aqueles que pediram ajuda internacional e assinaram um acordo dizerem coisas diametralmente opostas ao que acordaram, colocando o ónus na decisões em terceiros. Hoje um PM pode ir à miséria de declarar que as agências de rating são um lixo para amanhã o seu ministro das finanças fazer um anúncio público aludindo à classificação destas como referência para aferir do bom estado do país. Ou dizer que a dívida baixou, ainda que tenha subido. Ou anunciar programas de milhares de milhões quando uma ponte ou hospital pediátrico têm problemas e 10 ou 20 milhões só são disponibilizados à pressão depois de um escândalo de primeira página jornal. Já se fazem discursos a aludir à grande aposta no investimento sem que voe um único ovo na direção de um focinho.

    Quando o padrinho do “consultor da ONU” aterra de helicóptero Lusa não há muito mais para dizer sobre a fossa em que nos transformámos.

    Liked by 2 people

  5. Mario Figueiredo permalink
    3 Fevereiro, 2019 14:04

    Quando uma cada vez maior parte da gentes sente a necessidade de defender a sua cor de pele, é fácil perceber para onde isto está a caminhar: Os racistas anti-racistas estão a destruir dois séculos de luta contra a racismo e as suas conquistas. E o pobre do Luther King não pára de dar voltas no túmulo.

    Liked by 4 people

    • 4 Fevereiro, 2019 03:17

      Tivessem os norte americanos ido na balela da miscigenação em vez da segregação racial como no Brasil e hoje estavam como eles. Uma latrina de favelas.

      Gostar

      • Andre Miguel permalink
        4 Fevereiro, 2019 13:28

        Na África do Sul diz-se que o apartheid foi mau e violento, mas que se não tivesse acontecido teriam metade da economia que têm. Mas isto não pode dizer nem escrever porque dá direito a fogueira…

        Liked by 1 person

  6. André Silva permalink
    3 Fevereiro, 2019 15:54

    Eu AMO a Cristina Miranda. Ela que me perdoe, mas no coração – e nos sentimentos em geral – ninguém manda. Apelo à sua benevolência, portanto.

    Entretanto, e por opinteresse próprio, claro, mas fundamentalmente a pensar de forma mais altruista no bem geral e na sanidade mental do meu país, para quando a HONRA de a ver a colaborar com o “Observador”?

    Liked by 1 person

  7. 3 Fevereiro, 2019 16:40

    Republicou isto em O Pica-Miolos and commented:

    Mais um artigo “spot-on” da Cristina Miranda, a falar sobre a obediência cega dos meios jornalísticos à política globalista de reprogramação ideológica do ocidente.

    Liked by 1 person

  8. Jornaleco permalink
    3 Fevereiro, 2019 16:48

    Meus caros amigos. Em Portugal não existe racismo nenhum.

    Os únicos racistas são membros, do PS, do Bloco da Estupidez e da Perversidade e Decadẽncia, ou do partido comunista, o mais rico de Portugal.

    Racismo é isto:
    Estes dias, na Alemanha, dois jovens muçulmanos, (um turco e outro grego,) empurraram três jovens alemães, todos de 16 anos, que não fizeram nada de mal a ninguém, para a linha do comboio, que estava a acabar de entrar na estação. Dois morreram, e o outro deve ter ficado gravemente ferido.

    Os jornais da esquerda, ocultam este crime. Dão as culpas às vítimas e tentam desculpar os assassinos.

    A perversidade total. Isto é racismo, do pior que existe. A maldade pura.

    E a nossa esquerda está podre e devia ser toda proibida. Devia! Infelizmente não o é. Só querem roubar, chupar-nos o sangue, insultar-nos. Inteligência nenhuma vista. Já desde o 25 de Abril.

    O Lula da Silva, esse criminoso, proibiu uns anos atrás, aos país, dar uma palmadazinha, para os educar, se (!) for preciso. Eu não estou a insinuar para bater nos filhos. Nada disso. Mas há filhos, que de vez em quando precisam ser endireitados. Isto parece cruel, mas não o é. E deve ser só uma exepção!!

    Mas o malvado Lula da Silva, protegeu a maldade. O nosso Bloco da Decadência de vez em quando precisava ser endireitada. Mas não pode ser. É proibido. Mas roubar-nos não é! Insultar a nós, não é proibido. Chamar a nós racistas é um crime. Os únicos racistas são a esquerda completa. Do PS so PCP. Há bairros que já não querem ser controlados pela polícia. Isto é perverso. Os maus não querem ser castigados. Mas querem dominar e fazer com os bons o que querem. Isto não pode ser e não pode terminar bem. Impossível.

    Bom é que o Lula está na prisão. Que ele não saia mais de lá!

    Liked by 1 person

    • Velho do Restelo permalink
      4 Fevereiro, 2019 11:06

      Caro Jornaleco, ainda que esteja de acordo com algumas das suas polémicas opiniões (ex: as palmadinhas), recomendaria um pouco mais de rigor na info (ex: “Estes dias, na Alemanha, …” seria melhor com data e cidade), sob pena de ser acusado de estar a inventar factos). Por outro lado nota-se uma certa “esquizofrenia” na escrita … atenção à medicação 🙂

      Gostar

  9. Artista português permalink
    3 Fevereiro, 2019 17:03

    Muito bem, Cristina! É isso mesmo. Por essas e por outras é que a Cristina nunca vai escrever no Expresso nem no Público. Porque diz as verdades. E na cara! Aquilo que está em causa não é “Bosta de racismo”; trata-se, sim, de “Bosta de jornalismo”.

    Liked by 1 person

  10. 3 Fevereiro, 2019 17:18

    Há uns anos, bastantes, vi um documentário sobre mulheres ou sobre África, também já não me lembro, mas o essencial foi entrevistarem umas mulheres africanas que tinham uma cooperativa agrícola de sucesso onde “homem não entra” e elas explicavam o porque : os tipos recebiam o salário e iam logo logo gastar tudo em cerveja e só quando já não tinham cheta é que iam trabalhar novamente. Elas é que se preocupavam com o futuro, com a escola dos filhos e tal, os tipos só serviam para procriação. Eram estas senhoras negras racistas? 🙂 🙂

    Liked by 2 people

    • Jornaleco permalink
      3 Fevereiro, 2019 18:10

      @me2016206, eu confirmo essa história das mulheres de sucesso. Os homens são mesmo assim. Incompetentes e malandros. Nesse caso, pelo menos.

      Uma prova clara, que esta e toda a esquerda a nível mundial é corrupta e racista, é o caso de África do Sul: pretos fazem caça aos brancos, abertamente. Racismo do pior. Nem um protesto dos esquerdistas.

      No caso da Venezuela na mesma. Onde está o Sampaio a criticar os crimes da esquerda na Venezuela? E os Ferros Rodrigues? Os Mário Soares? Os escritores sem norte e com piolhos na cabeça?

      A China pode atirar-se ao petróleo da Venezuela e ao oiro. A Turquia também!!!!!!!! Só so capitalistas, que criam riqueza, não o podem.

      Isto é tão evidente, perante qual inimigo nós estamos!

      Só a arma o vai parar, este esquerdista racista, ladrão, perverso, e malvado.

      Liked by 2 people

  11. Jornaleco permalink
    3 Fevereiro, 2019 19:17

    Citação: “Fica assim claro que, sobre este tema, só falam meias verdades. […]”

    Cara autora. Dobro erro.

    Em Portugal não existe rácismo.
    Se o houver, só deste lado: A esquerda é racista e quer impor a escravatura sobre aquele que é industrioso e quer ser livre. Condicionamento do burro ao inteligente. Para esse efeito usa a linguagem das bruxas: Dos sociólogos, dos psicólogos, das putas da politologia, etc. Responsabilidades nenhumas. Culpados são sempre os valentes. Os burros nunca têm culpa de nada.

    A esquerda mente sempre. Nada de verdades.

    E sobre a África do Sul, o que se lá está a passar é criminoso, altamente, V. Exa o reconhece muito bem e é uma das poucas, mentem também.

    A esquerda mente SEMPRE. Tenha colhões, cara autora. Nada a temer. V. Exa é muito superior a essa canalha. Louçã é um economista das burridades. Só professores idiotas é que o deixaram passar no exame. Louçã é incompetente e mentiroso. Os outros na mesma.

    Em Espanha há um professor, Pablo Iglesias, comunista, chefe macaco do partido extremista e incompetente Podemos, (eles nada conseguem, nada!!) que ensina o comunismo numa universidade. Isto é completamente doido. A pagar um burro a ensinar os outros alunos a serem burros também.

    Eles gostam do poder. Sem suor e trabalho, ganhar muito dinheiro e mandar nos outros. Eles da cadeira do poder só saiem mortos.

    A democracia é o caminho para a ditadura com pessoas destas. Eles nunca serão os nossos amigos. Nunca. Eles nada sabem, não sabem criar riqueza para todos, mas querem mandar em nós. Isto também é perverso.

    Liked by 1 person

  12. Prova Indirecta permalink
    3 Fevereiro, 2019 20:03

    Gostar

  13. A. R permalink
    3 Fevereiro, 2019 22:33

    Ainda que fala da África do Sul: é a herança de Mandela. Um terrorista e assassino guindado a menino bonito e campeão dos direitos humano: o que vemos nesse país é muito pior que o Apartheid … muuuuuitp pior. É uma selvajaria!

    Liked by 1 person

  14. Andre Miguel permalink
    3 Fevereiro, 2019 22:46

    Viajo mensalmente à África do Sul. Escrevo este comentário desde Joanesburgo. Temos aqui uma comunidade Portuguesa considerável. Motivo mais que suficiente para os Mamadus, Cancios, Oliveiras e outros jornalistas lusos visitarem o país e contar em primeiro mão o aqui se está a passar. Oiçam os discursos de um senhor chamado Julius Malema, muitos estão no youtube.Até lá metam o discurso do racismo pelo rabinho acima e ganhem juízo.

    Liked by 2 people

  15. 4 Fevereiro, 2019 00:05

    A Cristina, permita-me a familiaridade, escreve com uma coragem ímpar. Independentemente da fundamentação com que nos presenteia, importa realçar os temas incómodos que faz sempre questão de denunciar. Merecia, sem sombra de dúvida, ter divulgação num espaço com maior exposição mediática, sem que isto signifique qualquer menosprezo pelo actual. Bem haja

    Liked by 1 person

  16. vccqa permalink
    4 Fevereiro, 2019 03:44

    Texto de excepcional qualidade, como sempre. Tudo quanto a Cristina escreveu é a mais pura das verdades.
    Os elementos dos partidos de esquerda a nível mundial são tão ou mais racistas do que os povos que o são verdadeiramente, como por exemplo os judeus que neste particular situam-se na dianteira e quando são honestos são os próprios a confessarem-no. Os judeus odeiam os brancos, sobretudo os europeus, porque lá bem no fundo sentem não ser seus iguais, por isso os querem destruir (pela mão de Soros e companhia) inundando a Europa de povos africanos e asiáticos para que a raça branca se diluia (e se possível desapareça) com a miscigenação. Quem está a judar? A Merkel e seus apoiantes – todos lá colocados pelos mundialistas com este mesmo propósito.

    Os dirigentes africanos (os das nossas ex-províncias ultramarinas e de outros territórios de África) como os ex-presidentes de Angola e Moçambique, mas também e recuadamente os da Guiné e Cabo Verde – de Angola os passados e o do presente – estudaram e doutrinaram-se na União Soviética. Os soviéticos ou seja, os marxistas/estalinistas/trokistas/leninistas – por outras palavras a esquerda mundial – eram mais racistas quanto o eram outros povos europeus e mundiais. Já depois do 25/A, numa televisão qualquer, vi um soviético chamar nomes racistas aos estudantes negros com que se cruzava numa rua de Moscovo.

    Vi também um dirigente soviético a dirigir-se textualmente a estudantes negros (que se limitavam a viver enclausurados nos apartamentos que lhes eram atribuídos pelo regime, raramente saíndo para passear pelas ruas) “chimpazés, voltem para os países de onde saíram que esta terra não é vossa”. Teminados os estudos estes rapazes africanos voltavam para os respectivos países para na cladestinidade conspirar contra os governos legalmente instituídos (como por cá fez Cunhal e apaniguados durante o Estado Novo) e simultâneamente ir guerreando os irmãos de raça, além de os pôr a odiar os brancos, a maioria dos quais já lá nascida, os mesmos que através do trabalho desenvolvido produziam a riqueza de que os próprios autóctones naturalmente usufruiam.

    O bloco de esquerda escolheu o Mamadou – imagine-se que foram buscar um senegalês!!, nem sequer foi um africano oriundo das nossas ex-províncias – como assessor para disfarçar o racismo dos seus membros que é incomesurável. Eles devem odiá-lo mas suportam-no porque precisam dele para a causa (falsa) que defendem como partido amigo das minorias. Toda a esquerda, a supostamente moderada e a extrema, é cínica, falsa e mentirosa.

    O Louçã, o Daniel Oliveira (vá lá, este já o confessou), o Rosas (este tem cara de mulher judia e de bruxa da idade média), a Ana Gomes (só expele ódio quando fala, a ideologia e o nariz diz tudo sobre a sua origem), a Câncio, a ideologia e a fisionomia falam por ela; as irmãs Mortágua (o pai tem as características judaicas escarrapachadas na cara, vá lá as filhas escaparam devem sair à mãe…, só o feitio das orelhas e claro a ideologia as denuncia d’imediato; a Catarina Martins (esta será a excepção à regra, mas será mesmo?, talvez não pela ideologia adoptada e pela estatura), a Catarina Mendes (pelas feições, nariz e apelido), o próprio Sócrates (este é Pinto e Sousa, dois apelidos que dizem tudo sobre a origem, além do formato da cabeça e do nariz) o Costa (indiano e judeu, as características físicas e pessoais detectadas nesta duas raças estão nele reunidas), etc., todas estas personagens são comunistas e todas elas são racistas (disfarçam muito mal, fingem defender os negros e os de outras raças minoritárias e menosprezam o mais que podem os brancos seja de que país forem, raça esta a que aparentemente pertencem mas lá bem no fundo sabem não ser a sua e por isso a odeiam de morte) e todas ou quase, d’origem judaica. Está-lhes na massa do sangue, é o ADN a falar e em caso de dúvida atente-se na ideologia adoptada, na fisionomia e nos apelidos, que nenhuma destas particularidades deixa mentir.
    Maria

    Nota: parabéns ao comentador Jornaleco pelos excelentes comentários que aqui tem vindo a deixar. As suas opiniões são inteligentes, certíssimas e verdadeiras.

    Liked by 1 person

    • Velho do Restelo permalink
      4 Fevereiro, 2019 11:20

      Heil Dr. Mengle , ou será Dr. Cesare Lombroso (por sinal judeu …) ?

      Gostar

  17. Mister logico permalink
    4 Fevereiro, 2019 05:01

    Acho que o mamadou tem razão, os valores dele têm que ser respeitados.
    Não podemos ser racistas, não têm culpa de estar num país em que se espera que se respeite a polícia. Quer dizer, vão obrigar a trabalhar a seguir? Isso é perseguição, isso é racismo, NEOLIBERALISMO!
    Respeitar não é perseguir, é dar uma medalha aos heróis que entraram no Charlie Hebdo e exerceram o seu direito à indignação.
    Sejam tolerantes.

    Liked by 1 person

  18. Maria da Luz Moutinho permalink
    4 Fevereiro, 2019 10:47

    Ontem … Incas … Indianos … Alemães … hoje …continua-se de uma forma ou de outra a incrementar a superioridade de uma raça perante as restantes…
    Eu sou branca e Portuguesa …a Violência neste caso não se pode sintetizar …
    Para este fenómeno de violência… a sociologia e a psicologia… andam de mãos dadas…
    Socio-logicamente, o Meio… a sociedade … a família … implica directamente na formação do individuo… como ser social, económico, politico… A sociedade no todo tem um papel importante… a realização de objectivos comuns e quando esses objectivos comuns sofrem rupturas, as interacções humanas e as medidas das relações inter-pessoais diminuem também… e depois existem os fenómenos externos que contribuem também… que transformam a sociedade humana …
    A Causa /Efeito.
    Prepotência, Coacção, Pressão, Tirania, Afronta, violação, Injustiça, estas rupturas podem acarretar outras… Cólera, Brutalidade, Intolerância, Crueldade, por isso a evolução traz a transformação nas sociedades, as desigualdades sociais acentuadas aliadas ao isolamento… os guetos! Mas os imigrantes que vivem cá têm que respeitar os costumes e usos não perdendo a identidade…
    Agora houve um certo chauvinismo, onde o sentimento patriótico exagerado de quem exagera sem objectividade … tanto de uma parte como de outra foi extrapolado!
    Eu não sei porque é que os políticos têm de ter uma agenda política? O que está por detrás ? A manipulação essa existe e não se pode negar de determinados grupo ou social… fizeram um alarido …

    Tal como a televisão influencia e muito o individuo… existem outras formas… como se costuma dizer “lavagem ao cérebro”, as circunstâncias alteram comportamentos e atitudes.. Nos tempos que correm … a liberdade de Imprensa torna-se e define-se pela superficialidade e liberdade de expressão assume mais um carácter ruidoso …
    Porque é que o jornalismo de investigação desapareceu…denunciar para debater?

    Gostar

    • 4 Fevereiro, 2019 21:43

      Você também é daquelas aluadinhas que se deixou levar pela aquela ideia iluminista da tábua rasa, certo ?
      Deixe-me perguntar-lhe uma coisinha. Se as raças não são importantes e é apenas uma coisa de supremacistas. Porque razão a Africa subsariana, a maior parte do continente americano e a australia dos aborigenes, nunca produziram civilizações antes de lá chegarem os europeus que as construiram, e depois de lá terem saído como em Africa, têm de continuar a alimentá-los e a suportá-los, caso contrário aquilo colapsa tudo ?

      Liked by 3 people

      • Maria da Luz Moutinho permalink
        5 Fevereiro, 2019 14:52

        Eu até gosto imenso da Lua… mas tenho os pés bem assentes na relva!
        Desculpe lá mas raça…a divisão foi a mente mesquinha…um Homo Sapiens que se preze tenta questionar o porquê destas situações acontecerem??
        Em África sabemos que é a corrupção …ditadores e intromissão!!
        No outro contexto a colonização …sabia que os americanos mataram milhões de índios?… Actualmente vivem (a maioria em reservas)…
        No Canadá, as populações autóctones foram deliberadamente exterminadas pela supremacia racial com a conivência da igreja?
        Os ciganos também eram exterminados pela simples razão da sua etnia..eram um bode expiatório ideal não tendo Nação?
        Se a ideia era a supremacia a história …a escravatura..a colonização dos povos e do Monstro vampiresco que tomou conta dos países mais pobres, então, toda esta panóplia de representantes estatais, directa ou indirectamente, têm sangue nas mãos…de raça humana!!
        O Sr/a mg …gostaria de ser segregado ou colonizado pelos Espanhóis?
        Com o domínios dos outros como é que se podem tirar dividendos ou separando os povos nativos?
        Olhe que para mim, se fosse o contrário era melhor!!!
        Deferir assassinatos deliberados de pessoas motivado por diferenças étnicas… nacionais, raciais, religiosas ou políticas..à custa de muitas vidas com raça de liberdade, justiça, trabalho …Vidas humanas ..se falar assim fala-me a cantar!!!
        Estamos num mundo palinfrénico!

        Gostar

      • Maria da Luz Moutinho permalink
        5 Fevereiro, 2019 15:04

        Adenda ao meu comentário: Ora, de facto, apanha-se mais depressa um nazi do que um coxo: nazismo não é o ser ‘alto e louro’, blá blá blá,… mas sim a busca de pretextos com o objectivo de negar o Direito à Sobrevivência de outros!
        Uma coisa são os globalization-lovers que gostam de o ser… uma outra coisa são… os globalization-lovers nazis que andam por aí… buscando pretextos para negar o Direito à sobrevivência das Identidades…
        Autóctones!!!

        Gostar

      • 5 Fevereiro, 2019 17:35

        Obrigada pela confirmação maria moutinho. O seu caso é pior do que pensava.

        Gostar

      • 5 Fevereiro, 2019 19:09

        Olhe Maria Moutinho, deixe-me dizer-lhe, pois muita gente não sabe. Que quando o Afonso de Portugal veio por aí abaixo. Ele trazia um papel escrito selado a cuspe, sob a autoridade do comité internacional para o coiso e tal da defesa dos povos autóctones, e do direito ao livre trânsito de ciganos e afins étnias parasitárias. Papel esse que mostrava aos reis sarracenos, atribuindo-lhe o “direito” natural a esta terra. E como tal, eles como gente honrada de elevada cultura, respeitadora dos direitos dos infieis autóctones, e que abominavam a escravatura. Reconheceram a autoridade daquele papel selado a cuspe, pacíficamente arrumaram as malinhas, pediram desculpa pelo incómodo, e para nos compensar deram-nos uns bons cofres carregados de ouro, e foram para terrinha deles.

        E olhe e mais uma coisinha, o maior crime que os “genocidas” colonizadores fizeram, foi #exterminar as identidades daqueles bons selvagens autóctones canibalistas, ou daqueles cujas esposas eram enterradas vivas juntamente com os seus falecidos sobas. Ou ainda com aqueles autóctones do outro lado do atlântico que se dedicavam ao ritual do sacríficio humano em massa arrancando os corações dos seus voluntários súbditos que o doavam altruisticamente.
        Se não fosse aquele exterminador colonialista Cortêz hoje a humanidade já andaria a viajar pelas estrelas…

        Gostar

      • Maria da Luz Moutinho permalink
        6 Fevereiro, 2019 11:39

        Com esta humanidade ??
        Então explique se um resistente gene de Caim…fez que com um universo tão vasto para explorar…ainda não tenhamos nesta altura capacidade de sequer sair deste planeta de forma regular? Explique-me lá essa triste saga, bruxedo ou sei lá!!
        Não será …este sistema capitalista que estrangula o verdadeiro propósito e a verdadeira glória da raça Humana,a possibilidade da mesma explorar novos mundos,descobrir novas formas de energia,de viajar para mundo distantes,possivelmente descobrir “novas casas” para nós.??
        Esse é um empata!! Ou serão mais as novel ratazanas,recrutadas sem necessidade de currículo,apenas armadas de uma ganancia corporativista e desavergonhada?
        Será que já não chegamos à fase em que já aprendemos e está na hora de corrigir o erro…Se temos noção do problema,se sabemos a causa do problema,então porque é que não pomos a solução em prática?
        Já tivemos a certeza que a Terra era plana,não já?Já tivemos a certeza que a Terra era o centro do universo,não já?Será que daqui a 1000 anos(contando que ainda “existimos”)os nossos descendentes irão ler os nossos livros de Historia e pensar:
        a nossa raça esteve quase a desaparecer por causa daquela coisa estranha que não dava para comer,nem para gerar energia,nem para curar doenças,chamada dinheiro….!! Eles matavam-se uns aos outros,humilhavam-se,por causa de uns números!E depois era tudo muito estranho!Falavam em direitos mas num país morriam por comer demais e noutros morria-se por não se ter o que comer,que gente mais louca!
        O dinheiro nunca gerou nada senão miséria e bolsas de poder muito difíceis de dissolver,o progresso foi trazido pela ciência,pelo Homem….
        Disse um dia um cientista que o dinheiro é a única coisa que impede a ciência de progredir livremente pois o conhecimento não pode ser refém de orçamentos…pois muitas das vezes é só isso que falta para concretizar determinados projectos…
        Posto isto,urge aos habitantes deste planeta,autênticos grãos de areia na vastidão do nosso Sistema Solar,quanto mais no universo,perceberam que não é preciso ir sempre ao fundo do poço para se extrair lições,podemos melhorar sem antes deitar tudo a perder.
        Para tal é preciso que haja coragem,é preciso que haja interesse,é preciso que haja próactividade…
        Ah…esperem…já me esquecia que essas noções só irão aparecer quando todos os erros tiverem sido cometidos…novamente…
        Tantos obstáculos que impedem a raça humana ..de atingir o pleno potencial como raça inteligente!!!…

        Gostar

      • 6 Fevereiro, 2019 14:02

        Olhe senhora Mmoutinho só mais uma coisinha, e não me vou alongar pois não quero mais distraí-la da provável pilha de roupa que tem à sua frente para engomar. Mas olhe, em primeiro lugar dentro dos critérios do não sei quê e do não sei que mais da classificação científica, os humanos não são uma raça, são uma espécie. Em segundo lugar, a senhora sabia que os espanhois e os portugueses são gente descendente dos mesmos povos “autoctónes”. Portantos, creio que essa sua indignação e nervosismo contra os espanhois em quererem vir para aqui mandar e fazer casa, está equivocada. Vai contra a sua defesa do “direito” dos povos autóctones a mandar na sua terra.
        E em terceiro lugar para terminar, que não lhe quero tomar mais o seu tempo, e distraí-la de tomar a medicação. Olhe que a ciência só foi possivel ser feita, porque os mais abastados com dinheiro, não necessitando de trabalhar todos os dias de sol a sol no campo para comer. Podiam dedicar o seu tempo às ideias, ao estudo, à reflexão existencial e às questões do mundo. Gastavam o “dinheiro” das suas fortunas a acumular livros nas suas bibliotecas, a construir os seus laboratórios onde se entretinham a brincar com as leis da natureza, e também ao estudo e desenvolvimento da música. Os pobres sem dinheiro não se podiam se dar a tais luxos. É por isso que uns de uma raça lançaram foguetões para o espaço e foram à lua, e os outros da outra, que nem tinham desenvolvido agricultura, muito menos criado o “dinheiro” , não.

        Gostar

  19. Velho do Restelo permalink
    4 Fevereiro, 2019 16:18

    Maria da Luz, quanto às opções dos políticos, não posso ajudar porque não sou. Acerca do jornalismo de investigação, embora tb não seja jornalista, mas penso que ainda há, mas andam ocupados com outros assuntos, e infelizmente temas para investigar não faltam.
    Penso que Sandra Felgueiras na RTP e Ana Leal na TVI, já levantaram muita poeira!
    A pergunta poderia ser “porque não há mais jornalismo de investigação ?”
    Quanto às considerações que fez, já noutro comentário tentei aplicar às ciências sociais um princípio da física, e que está relacionado com os movimentos pendulares.
    Qualquer mudança que se faça num sistema, o sistema reage com inércia de repouso, e uma vez em movimento tende a continuar até que outra força ou sistema se oponha.
    Em certas condições particulares podemos obter um movimento pendular, como resposta a um único impulso. Esse pendular só não é perpétuo devido a “perdas” de energia resultantes de atritos. No contexto das ciências sociais são visíveis fenómenos muito semelhantes. Basta olhar para as claques do futebol, altamente reactivas, e ver como os vários episódios de agressividade ocorrem ora dum lado ora do outro, até que alguém intervenha, interrompendo o ciclo oscilatório (acção/reacção).
    No tema em causa, respostas como “discriminação positiva” muito em voga, equivalem a um “empurrão no pêndulo”, ou seja, atirar gasolina para a fogueira …

    Gostar

    • Jornaleco permalink
      4 Fevereiro, 2019 18:36

      Com todo o respeito, @Restelo, V. Exa devia tornar-se jovem. Jovem!!

      Aplicar “leis” da física ao espírito, é um pouco adequado? Completamente errado!

      A matéria e o espírito. Até hoje, isto devia ser a sua obrigação de saber, gostar ou não gostar, mas é um limite, uma fronteira do pensamento, até hoje, nem a físicia e nem a química, nem as duas em conjunto, conseguem provar do que todo o ateísmo sonha. Provar que desse ponto nasceu a vida. A ciência nem sequer sabe explicar o que è a vida. Muito menos o sentido da mesma vida.

      Mas a verdade cruel, e pouco conhecida nos dias das Catarinas falsas, é, que o experimento ainda não existe, para provar tal coisa. Os cientistas acalmam e dizem: esperem, no futuro vamos o conseguir. Mas nada disso vão conseguir. É tudo perfeita crença do ateu. E da crença o mesmo ateu não gosta. Só que o modelo do ateísmo contem muita crença escondida nas premissas do pensamento ateu. As premissas são os becos sem saída do ateísmo, que o matam, de uma vez para sempre. A mentira com as pernas curtas.

      Leia o livro de Thomas S. Kuhn, o mais conhecido. Lá está a razão pela qual as pessoas reagem com inércia à verdade. A maior parte dos ateus já nem sabe o que é a verdade. E eu repito, a esquerda foi treinada desde pequena para nos odiar, para odiar o próximo, para andar permanentemente em conflito, para ser egoísta. Etc.

      Kuhn passou pelas aulas de Popper. Mas Popper continua a ter razão. Kuhn explica a prática do ser humano. Como ele lida com os dados e os interpreta, quer interpretar. Um fracasso total.

      O principal problema do ser humano é, que os dados poder ser interpretados de maneiras diferentes.

      Popper pela sua parte reafirmou com rigor e lógica, que a verdade existe e é sempre absoluta (válida para todos) e é objectiva. Independentemente, se alguém gosta dela ou não.

      Um ataque total ao trabalho estúpido das escolas comunistas e de toda a esquerda.

      Popper ensina como a ciência deve trabalhar, na teoria. Como ela deve ser feita. O ideal a seguir. E Popper descobriu mais. Que este saber existia desde a existência de Adão. Mas perdeu-se com o tempo.

      Kuhn diz, o que as pessoas fazem mal. Na prática. Elas não querem saber da verdade, mas defendem a sua posição até à morte. Os factos que não caberem bem na ideologia delas, as mesmas pessoas tendem ignorar, desmentir e et cetera.

      Muito interessante.

      Gostar

      • Velho do Restelo permalink
        4 Fevereiro, 2019 19:33

        Já disse mais acima o que penso da sua escrita. Curiosamente não replicou no local próprio! Mas vem agora com mais uma crise de verborreia (que por sinal confirma o que já tinha sido diagnosticado) …
        Quem falou de espírito? O que têm as ciências sociais a ver com espírito ?

        Gostar

      • Jornaleco permalink
        4 Fevereiro, 2019 20:27

        @Restelo,
        o que tẽm as ciências sociais a ver com o espírito? Tudo!

        O que tem a física de haver com o espírito? Nada!!

        Verborreia? A epistemologia, (theory of cognition) é verborreia para si? Sem epistemologia, sem saber, como pensar, e donde vem o saber todo, como ele é criado, e qual os seus limites, o mais importante de todo (e as Catarinas falsas não o sabem), não há ciência nenhuma, nem sequer ciências naturais.

        O que V. Exa chama verborreia é a base, o fundamenteo de toda a ciência. Sem esta, não há ciência NENHUMA!

        Depois chegamos a verborreia, mas só à sua, no caso dos casos.

        É a doença completa da esquerda. Não ter saber nenhum sobre o pensamento correcto e praticar ciência como deve ser.

        Gostar

    • Maria da Luz Moutinho permalink
      5 Fevereiro, 2019 15:16

      Sr. Velho do Restelo … Ora a gasolina foi deitada pela comunicação social que extrapolou o assunto para contornos raciais sem estes terem de facto existido!!
      Escrever … faz-me lembrar a história do macaco …
      Escrever … a evolução da escrita …os macacos sofisticaram-se…Mas a regra mantém-se: convém observar os macacos…Nem sequer é difícil: estão por todo o lado, verdadeiramente infestantes, sobretudo de roda de tops e tabelas de vendas ou de audiências…
      Quanto ao resto:
      O chavão constrange os outros para que se obriguem à regra imposta por mim no trato comigo…

      Assim, comparativamente…o homem, tal qual o mundo o tem apresentado…não parece ser o mais inteligente, mas sim o mais estúpido dos animais… Ao contrário dos outros, enquanto espécie, não alcança um nível de aprendizagem básico: no essencial, não aprende com a experiência…. Nem melhora com o decorrer do tempo… Actualmente, dá-se ao requinte psicótico, alucinado, de se barricar contra as gerações passadas e plantar minas… venenos e armadilhas como legado às vindouras…
      Em que é que a lobotomia a conta-gotas favorece o pensamento?

      Gostar

      • Jornaleco permalink
        5 Fevereiro, 2019 23:29

        Caríssima @Maria da Luz Moutinho,

        a. donde vem o mal?

        b. Homem e mulher.
        A versão, a crença, do ateísmo está claramente provada que é: impossível. Não há nenhuma dúvida. Rigor no pensamento.

        O corpo do homem e da mulher foram feitos um para o outro. Sem a mínima dúvida. A putativa evolução pára já aqui. Como é que uma coisa sem inteligência consegue construir homem e mulher? Probabilidade zero. Não é possível. Resta a crença, que o ateu detesta.

        Acresce, que exist a crença na ciência. Só que ninguém pode ir beber um cházinho com ela. Não haverá um rendez-vous, nenhum.

        Acresce mais, que o ateísmo critica, finge criticar, mas não castiga o mal. Não existe justiça no modelo ateu. O mais esperto e rico escapa sempre à justiça.

        Só que as nossas universidades estão hoje na sua maioria em mãos de camelos e entregue a eles.

        O ódio da esquerda dirige-se a duas coisas: a fé e aos valores cristãos, os melhores do mundo e a Israel.

        Existem judéus que odeiam Israel. Há judéu e judéu.

        Nunca se perguntou, porque é que “todos” combatem Israel?

        É uma aposta a correr, que todos vão perder, que são contra a única democracia no Médio Oriente.

        A sociologia não tem resposta para estas coisas. A psicologia foi inventada para negar a existência da maldade. Eles trocaram as palavrinhas, o vocabulário. Novas palavras conquistaram as mentes: normal, doente, et cetera. Mas não equivale ao mesmo.

        E assim para a frente.

        200 milhões de cristãos são perseguidos, em todo o mundo. A esquerda apoia isso e não fala sobre isso. Salvo alguma excepção.

        A China é um desses criminosos. O António Costa, FdP, educado como católico, já não o é, faz muito tempo. Costa e a China são muito amigos. Os chineses por outro lado, agradecem a estupidez dele, e roubam-nos como ele o permitir. E o burro Costa permite tudo.

        A verdadeira justiça é cristã, um valor cristão. Não existe igual.

        Gostar

      • Maria da Luz Moutinho permalink
        6 Fevereiro, 2019 11:13

        Que mistura de alhos com bugalhos sem sentido nenhum!!
        Que destilar de ódio?!!
        Eu interessa-me lá a esquerda ou a direita… a mim interessa-me são os direitos humanos e a cidadania … não meta a religião porque à custa do fanatismo das religiões que a usam como arma e que morrem milhões?
        Quem lhe disse que eu não era católica?
        Repugno quem à custa de querelas se aproveite … isso é condenável!
        eu não sou racista … só que de uma situação pontual a comunicação social e os políticos façam uma tempestade num copo de água e depois se vejam intervenções lamentáveis!
        Quantos bairros tipo Jamaica há em Lisboa e arredores … têm problemas? Alguma vez se fez uma reportagem sobre estes bairros e qual a cidadania que exercem se estão em Portugal …ou direitos que tenham?
        No entanto, nunca se pode dissociar a cidadania da democracia… nem vice-versa… estas têm um vínculo distinguido, mas ao mesmo tempo se complementam… e formam uma base de entendimento… A democracia tendo como base a política, entendida como uma forma de organização da sociedade baseada em princípios éticos de liberdade, igualdade, diversidade, solidariedade… a participação do cidadão na vida activa feita por homens e mulheres. Nós os construtores da sociedade justa… nós como uma força poderosa social de cidadãos… não poderemos simplesmente fazer parte dela, por fazer… não poderemos ser simples eleitores, participar ocasionalmente …
        Se temos deveres, cumprir, normas de conduta, uma obrigação moral… também teremos que fazer valer os nossos direitos que regulam as relações entre sociedades de uma forma equitativa… justa numa sociedade em que estamos inseridos, mas para isso temos que incentivar e participar … isso advém de cada um para a sociedade em geral, de dentro para fora, a realidade, a consciência social… isto é cidadãos com iniciativa própria para que muitas utopias se tornem realidades… acções cidadãs… tornando uma Nação mais justa e melhor…
        Sendo um cidadão activo… as ideias que defende ganham força … trabalhar num objectivo comum, e a nossa história já nos demonstrou isso …, mobilizados sobre a nossa vida, sobre a nossa prática politica, justiça social e uma sociedade … visando o colectivo…
        Já na antiga Grécia se denominava a democracia Ateniense… já na altura havia lacunas… Penso que todos os exercícios de Poder têm falhas, são imperfeitos e a democracia Portuguesa não é excepção à regra …
        O papel preponderante cabe-nos a nós e como tal nunca devemos estar impávidos ao que se passa na nossa vida e na vida dos outros… são processos complexos… mas há que mudar mentalidades… não se resumindo a cidadania e democracia como apenas meros conceitos… mas sim realidades que não devem ser transcendentais…
        Por isso não vou tratar como está tratando e radicalismo não!

        Gostar

  20. 4 Fevereiro, 2019 17:40

    “Porém, na África do Sul, os brancos não têm sequer acesso a cuidados hospitalares, nem podem possuir bens, são desprovidos de quaisquer direitos humanos. Isto sim,”

    ????

    Liked by 1 person

  21. Buiça permalink
    4 Fevereiro, 2019 21:42

    “Se houvesse racismo em Portugal, jamais teriam chegado tão longe.”
    Não consegui passar desta frase, confesso.

    Gostar

  22. Leunam permalink
    5 Fevereiro, 2019 00:53

    Cristina:

    Um texto feito de verdades.
    A melhor maneira de se poder avaliar quão racista é a sociedade portuguesa é passar pelos corredores da Maternidade Alfredo da Costa ou do Hospital Beatriz Ângelo.
    Se nem isso for suficiente, façam uma viagem no autocarro da Carris 717 para ver como as raças de origem não autóctone são tratadas pelas autóctones, mesmo quando estas observam aquelas a fazer a viagem sem pagar o respectivo ingresso.

    Liked by 1 person

    • Jornaleco permalink
      5 Fevereiro, 2019 07:27

      @Leunam

      Eu estou farto do burro (esquerda) querer dar aulas ao inteligente (direita). Isso é perverso.

      O termo “racismo” é só usado pelos burros para nos roubar a nossa pátria, aos inteligentes. Mais nada, nadinha!!

      Quem vier para este país e for educado e respeitar os “autóctones” será sempre bem-vindo.
      E aqueles que não o fizerem, fora com eles. E aqui acresce um problema. Os fascistas da esquerda não o deixam. Os soldados da esquerda têm que permanecer no nosso território.

      Isto já não é um jogo feio, mas uma guerra fria preparada faz muito tempo pela esquerda fascista. E todo o fascismo é sempre da esquerda. Hitler foi um socialista. Como o mau, tem a tendência, quando apanhado, dar a culpa ao outro, usaram brincar com as palavras e tentam ocultar que Hitler era da esquerda. Mas é impossível! A verdade ninguém engana.

      O ódio da esquerda contra os judéus é bem conhecido. É por isso, que a esquerda dá-se bem com os fascistas muçulmanos, que também odeiam Israel. Hitler deu-se muito bem com os muçulmanos. E o ódio de Hitler aos judéus é conhecido. Mas há mais semelhanças.

      África do Sul é a prova clara, claríssima, que a esquerda não se interessa um corno quem é rascista ou não, desde que possam usar a arma das bruxas contra os inteligentes, aqui, em nossa casa. Eles usariam qualquer palavra, desde que ela sirva para nos conquistar e roubar mais e destruir e erguer aqui o inferno socialista.

      Cada raça que viva no seu país. Por eu exigir isto, eu sou BOA PESSOA. Eu não trato ninguém mal, mas eu não caiu nas armadilhas dos burros (esquerda). Eu sou o chefe em minha casa. Eu é que mando.

      Eu não admito, que burros me queiram ou possam ensinar sobre o que é bom e o que é mau. A esquerda fascista é sempre má, para com todos, que não lhes beijarem os pés e outras coisas feias.

      A imigração ilegal é uma arma muito perigosa para destruir esta nossa bela pátria, que é única no mundo. Eles estão em guerra connosco, faz muito tempo. Acresce que, os três Antónios não nos dizem a verdade: Vitorino, Guterres e o Costa. O povo já nada vale para eles. O novo dono deles é o grupo dos Bilderberger (maçónicos), a eles os três Antónios beijam o cu e muito mais. A traição à nossa pátria é enorme.

      Essa canalha do Bloco da Instigação ao Ódio não quis aprender nada dos bons, tratou os mal, e agora querem nos ensinar o que é bom e o que é mal? Esses perversos, tontos, ladrões, corruptos, hipócritas?

      O PS, o Bloco da Decadência, e o partido comunista, os verdes, são a manifestação da maldade pura. Eles mentem quase sempre. O partido comunista, o mais rico, não quer pagar IMI. Mas eu tenho que o fazer. Não é?

      Não foi por acaso, que esses fascistas, distinguem entre direita e esquerda. A psicologia também o deixou de fazer. Mas o mal continua a existir. E que tal? Eles têm medo de quê?

      Angola, Moçambique e muito mais, era tudo nosso. Então, se eles eram e são tão bons, porque é que nos mandaram embora? Porque foram enganados e cairam nas mentiras dos fascistas da esquerda. E agora? Pobreza por todo lado, salvo os ladrões, que enchem os bolsos, como aqui.

      Angola, Moçambique são países muito ricos, se os soubessem governar bem.

      Gostar

  23. Francisco Jose Ribeiro permalink
    5 Fevereiro, 2019 10:31

    Aqui há algo errado e mais grave ainda é o aproveitamento político que se está a tentar fazer, quer por pessoas quer por alguns órgãos de informação. Portugal é um país soberano livre e democrático que é regido por leis internas de salvaguarda de pessoas e bens, e por isso mesmo toda e qualquer pessoa que não acatar as disposições legais, e um comportamento aceitável em sociedade, estarão desde logo em conflito com as respetivas autoridades(psp/gnr). A meu ver há duas escolhas; o conflito ou a cidadania. A escolha é sua! isto não tem nada a ver com racismo.,,

    Liked by 1 person

    • Velho do Restelo permalink
      6 Fevereiro, 2019 11:47

      Caro Francisco, o discurso é bonito, mas algo utópico. Se substituir alguns “é” por “devia ser” até sou capaz de subscrever!
      Quando o mais alto magistrado da nação, se disponibiliza (deliberadamente) a fazer “selfies” com alguém que dias antes reagiu agressivamente contra a PSP, estando esta a cumprir a sua missão, eu não me revejo nesta “democracia”.
      Penso mesmo que esse “espectáculo” tem objectivos muito mais nefastos.
      É do conhecimento público a proximidade do dito com outras individualidades a contas com a justiça, em casos bem mais sérios que esta escaramuça de rua.
      Isso pode muito bem ser aproveitado por alguém que venha a disputar com ele o lugar …
      A resposta já foi dada : o homem abraça e beija toda a gente … ladrões, vigaristas, rufias, pedófilos, …
      Vai uma aposta, em como na campanha para as presidenciais, ele vai passar uma noite numa cadeia, para se inteirar das condições de vida dos reclusos ?

      Liked by 1 person

  24. nacionalista permalink
    5 Fevereiro, 2019 10:43

    O mama ba se não está bem sempre pode voltar pró … Senegal !

    Gostar

  25. Leunam permalink
    5 Fevereiro, 2019 14:09

    @Jornaleco

    Não posso estar mais de acordo com o que escreve.
    O que eu tenho visto é que certas etnias que actualmente se encontram em Portugal não se comportam segundo a LEI que cá vigora apesar de muitas vezes serem mais acarinhadas do que merecem.
    Quem passa pelos Hospitais vê essas etnias a serem correctamente atendidas e creio que muitas vezes gratuitamente, sendo as despesas posteriormente cobertas pelo nosso Erário público.
    Por isso NÃO TÊM QUE NOS CHAMAR DE RACISTAS.

    E não estamos nós a alimentar uma população prisional com elevada percentagem de pessoas dessas etnias, sem qualquer contrapartida?.
    Tudo pago pelo nosso Erário?

    Quanto ao Ultramar Português acrescento:

    E os Povos de lá, não ficaram a dispor de uma Língua Universal, um bem inestimável?

    Não ficaram milhões de indivíduos autóctones com Cursos escolares primários, Cursos médios e Cursos universitários ministrados não só na Metrópole mas também por todo o Ultramar, pagos pelo Erário Público Português?

    E o que lá ficou edificado?

    Não ficaram todas as Províncias Ultramarinas, nomeadamente Angola e Moçambique, dotados de dezenas de CIDADES COMPLETAS, onde se incluíam toda a espécie de Edifícios habitacionais, Edifícios administrativos e Edifícios religiosos, Mercados Municipais, Redes completas de abastecimento de águas e electricidade, Redes de efluentes, Escolas primárias, Liceus, duas Universidades, Hospitais, Quartéis e várias outras instalações militares e até Estádios de Futebol e unidades completas de Radiodifusão, pagos pelo Erário Público Português?
    (Tudo isto feito com Qualidade, convenientemente apetrechado e a funcionar regularmente).

    Não ficaram disseminadas pelos territórios ultramarinos, muitas Pontes e Viadutos, Barragens grandiosas e grandiosas redes de distribuição eléctrica (Cambambe e Cabora Bassa, por exemplo), inúmeras Estradas (só em Angola, mais de 5000 Km terraplanados e asfaltados de 1961 a 1970), Linhas de Caminhos de Ferro, incluindo todo o material circulante, Portos de mar e modernos (à época) Aeroportos e Aeródromos, pagos pelo Erário Público Português? (Tudo isto feito com Qualidade, convenientemente apetrechado e a funcionar regularmente).

    E depois de nós termos sido expulsos de lá como COLONIALISTAS, eles vêm para cá apelidarem-nos de RACISTAS, quando aplicamos a Lei que cá vigora!!!

    Liked by 2 people

    • Jornaleco permalink
      5 Fevereiro, 2019 14:58

      Muito, muito bem, caro @Leunam!

      Perfeito.

      Gostar

    • Cristina Miranda permalink
      5 Fevereiro, 2019 18:36

      Comentário genial caro Leuman. É exactamente isto.

      Gostar

    • 6 Fevereiro, 2019 12:19

      Regressado há pouco tempo de Moçambique onde estive emigrado a trabalhar durante quatro anos, pude constatar na pele o quão racismo lá existe em relação ao branco. Convido todos a lá permanecer apenas uma semana, mas não vão com o título de PR, político ou jornalista, vão sim como um mero e normal cidadão e tirarão as devidas conclusões. Vai lá vai!

      Gostar

  26. José Ramos permalink
    6 Fevereiro, 2019 00:41

    A maior parte dos media suscitam-me nojo, ora pela sabujice com que omitem, ora pela “militância” com que, descaradamente, mentem.
    Em 1915, durante o golpe de Álvaro de Castro (um dos muitíssimos golpes, contra-golpes e crimes que marcaram a I República), José de Almada Negreiros escrevia furiosamente e bem alto no seu longo poema “Cena do Ódio”: “E vós também, pindéricos jornalistas/que fazeis cócegas e outras coisas/à opinião pública!”
    Nunca, receio bem, esta irada exclamação fez tanto sentido como hoje, um século depois.

    Liked by 1 person

  27. 6 Fevereiro, 2019 11:26

    Mais uma do cuecas ao ir à jamaica a defender os pretinhos em detrimento das autoridades policiais do país! Vergonha!

    Liked by 1 person

  28. Jorge Mra permalink
    9 Fevereiro, 2019 22:29

    O que a gente vai sabendo com esta Sra. Cristina. Obrigado.
    Quanto ás Cancios, Danieis e Anacletos, bem como Catarinas e Mortaguas, há muito que os censuro pois detesto a vervorreia ideologicamente tendenciosa dos ditos.

    Liked by 1 person

Trackbacks

  1. Deve ser pela cor da minha pele – PortugalGate

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: