Saltar para o conteúdo

Marxismo cultural e o bacanal

11 Abril, 2019

Um assunto que vejo ser discutido é o do marxismo cultural. Se existe, se não existe, se os seus resultados estão à vista ou se ainda estamos no início de um The Handmaid’s Tale que culminará na abolição da democracia liberal substituída por uma teocracia de ídolos pop, que tanto podem ser anunciados pelo Orbán húngaro como pelo Costa português.

Eu acho que sim, que há marxismo cultural, mas não o reconheço necessariamente por esse nome: o que há em abundância é a ausência de amor próprio, o que é consequência da ausência de cultura. Facilmente adoptando a estética da estupidez papagueada nas televisões, universidades e salas de aula, o pensamento crítico foi sendo substituído por uma moral artificial – como todas as morais – que apregoa o ecumenismo de hubris. É darwinista: quem ladra mais alto é mais ouvido.

Em suma, o socialismo, irreversível, a fazer o seu caminho. É passível de ser combatido? É. Mas, normalmente, a emenda é pior que o soneto. Claro, podemos sempre fazer alguma coisa, como, por exemplo, educar os nossos filhos para exigirem factos da escola, não achismos da parolada, mas isso não é revolucionário e, como tal, não é atraente. Eu costumo resolver com caminhadas e com banhos de sol – talvez possam fazer o mesmo.

Anúncios
10 comentários leave one →
  1. Nuno Tavares permalink
    11 Abril, 2019 15:39

    Assino por baixo. Ex corde, NT

    Gostar

  2. MJRB permalink
    11 Abril, 2019 16:02

    Óptimo, VCunha !

    Lido e repensado o assunto, apetece ouvir o Frank Zappa e o WAMozart.

    Gostar

  3. Arlindo da Costa permalink
    11 Abril, 2019 16:58

    «Marxismo cultural» é por definição uma tonteria. O que é que Marx tem a ver com os vossos traumas, complexos e preconceitos?
    Melhor é dedicarem-se a outras produções culturais.

    Gostar

    • Jornaleco permalink
      11 Abril, 2019 17:22

      O seu trauma, os seus complexos, os seus preconceitos são muito maiores.
      É um primo, um familiar muito afastado desse cabrão?

      Gostar

    • Jornaleco permalink
      11 Abril, 2019 18:54

      Olhe o que os SEUS cabrões dos seus familiares, do marxismo cultural, tentaram ocultar, por inveja ou por racismo E NÃO SE QUEREM PRONUNCIAR, esses filhos da puta.

      SEIS imigrantes ilegais de África violaram uma rapariga DE 12 (doze) anos, durante horas. SEIS CABRÕES muçulmanos tinham a escolha. Havia mais uma rapariga da mesma idade, para foder. A sorte dela: ser muçulmana. Por isso não a violaram. Não a foderam. Não a torturaram. No lugar de foder duas, os seis foderam só uma. E que tal?

      Já sucedeu há um ano. O jornal El Mundo fez reportagem uns dias atrás.

      E todos os filhos da puta do marxismo em Espanha, ESSE ESTERCO ABSOLUTO, não tem colhões para castigar estes filhos da puta, que querem convidar para vir mais para a Península Ibérica.

      Tentaram encobrir este crime, os marxistas da cultura da porcaria. Animais têm mais cultura, que qualquer marxista.

      Que castigo merecem esses cabrões muçulmanos? E se fosse a sua mulher a ser tratada assim? Ou a sua filha?

      E que castigo merce aquele filho da puta do Sanchez e Iglesias também, por terem medo de dizer a verdade ao povo?

      Qualquer dia dizem que toda a Península pertence a esses cabrões.

      Ó homem, não estique muito a corda com as suas mentiras atrevidas.

      O seu Marx que se foda. Se não leva nos cornos e ainda muito mais.

      Liked by 1 person

  4. 11 Abril, 2019 20:05

    🙂

    Gostar

  5. 11 Abril, 2019 22:04

    “Em suma, o socialismo, irreversível, a fazer o seu caminho. É passível de ser combatido? É. Mas, normalmente, a emenda é pior que o soneto.”

    Ainda bem que me avisa senhor Vitor. Presumo que se esteja a referir também ao Mov 5.7 de que você faz parte.

    Gostar

  6. Aónio Lourenço permalink
    11 Abril, 2019 22:46

    O darwinismo não menciona que quem ladra mais alto vence. Postula sim a sobrevivência dos mais aptos. Aptidão é diferente de força ou ruído!

    Gostar

  7. 12 Abril, 2019 12:12

    A imagem do povo iluminado, vergonha!

    Gostar

  8. Jornaleco permalink
    12 Abril, 2019 12:57

    A realidade e o marxismo cultural na Alemanha da Merkel:

    Uma mulher de 85 (oitenta e cinco) anos de idade foi condenada a ir para a prisão.
    Quanto tempo? Quatro (4) meses.
    Porquê? Roubou uma coisa (ou coisas) no valor abaixo, menos de 20 (vinte) euros.

    Foi a primeira vez? Não.

    Ela recebe só uma reforma de 725 Euros por mês. Demais para morrer e muito pouco para sobreviver na Alemanha.

    Á primeira vez (roubou uma coisa inferior a 10 (dez) euros) foi apanhada. Os cabrões do marxismo condenaram a mulher a pagar 1.800 euros de castigo. De quê? O artigo não explica.

    A mulher continuou a roubar, aqui um bocadinho, ali um outro bocado. Apanharam a mulher sempre. À quinta vez, teve que ir para a prisão. Após protestos da população indignada, deixaram a sair após 55 (cinquenta e cinco) dias.

    Como a situação dela não melhora. O dinheiro da reforma não chega até ao fim do mês. Ele continuou. Apanharam a ela agora. E por causa de 18,73 euros tem que ir quatro meses para a prisão.

    Roubar por passar fome NÃO É CRIME.

    Agora, se ela tivesse matado alguém. matado bebés, ou se ela fosse muçulmana, se ela tivesse violado alguém, seis homens muçulmanos por exemplo, de uma só vez, nada, nadinha teria acontecido. Nada que valesse a pena ser mencionado.

    O marxismo cultural que se foda.

    Orban é muito diferente e muito, muito superior. Muito. O autor do artigo, vc, engana-se ou explicou-se muito mal.

    Existem muitos reformados na Alemanha, nesta situação. Pare estas pessoas o estado marxista alemão não (!) quer ter um tostão. Eles têm muito dinheiro, muito. Provas existem. Provas muito claras.

    Para os inimigos dos alemães há dinheiro com muita fartura. Mas para o próprio povo, nadinha.

    Quem é que sabia disto, aqui em Portugal? Quem é que percebe o que está a passar na Alemanha?

    O marido da Cristina Miranda não o sabe?

    Quem é que fala a verdade? A realidade ou um putativo marido, que anda a sonhar?

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: