Saltar para o conteúdo

Continuam a achar que não se tem de falar na idade da reforma?

19 Abril, 2019

O Sindicato Nacional dos Motoristas de Matérias Perigosas (SNMMP) vai bater-se pela redução da idade de reforma. O reconhecimento da atividade como sendo de “desgaste rápido, para efeitos de reforma” é outra das reivindicações. Segundo o presidente do sindicato, a ideia é conseguir que cada quatro anos de trabalho com produtos químicos, seja convertido num ano de abatimento na idade de reforma.

Estas são as principais reivindicações que integram a proposta de Acordo Coletivo que o sindicato vai apresentar à associação empresarial.

 

Anúncios
6 comentários leave one →
  1. Duarte de Aviz permalink
    19 Abril, 2019 18:00

    Acho muito bem… Eu iria até mais longe. 1 ano de trabalho, um ano de férias para recuiperar da exposição. Os trabalhadores da indústria química também têm idêntica exposição, os técnicos de laboratório também, os trabalhadores de manutenção – idem, o motorista do 1º ministro e dos ministros e secretários deste governo lidam com lixo tóxico diariamente, o comité central do PCP, também, o coletivo do BE, pior…
    Rebentem com esta m#rda de vez e depois chamem o Maduro.
    E claro — Algarve livre de petóleo!

    Gostar

  2. Sérgio Gonçalves permalink
    19 Abril, 2019 20:22

    Acho que toda a gente que trabalha pode reclamar que tem uma profissão de desgaste rápido. Em média, trabalho 10h/dia, 6 dias/semana. Tenho sob a minha responsabilidade 15 pessoas e uma carteira de clientes que investem milhões de forma a ter resultados que esperam. Os meus clientes não aceitam atrasos ou desculpas, querem ver o resultado do seu investimento a dar-lhes os dividendos esperados. Quando isto não acontece exigem-me compensações. Em média durmo 6h/dia e tenho de criar uma familia. Não estou apto a reenvindicar que isto é uma profissão de desgaste rápido?

    Gostar

  3. Artista português permalink
    20 Abril, 2019 09:50

    Para este governo – que segundo o senhor Rio não tinha responsabilidades na greve mas que acabou por se esfalfar para a resolver – estas reivindicações não são legítimas. E com toda a razão. Querem que sejam legítimas? Adiram à CGTP. É como um toque de varinha mágica…

    Gostar

  4. 20 Abril, 2019 10:46

    Agora, descoberta a “Roda”, todas as desculpas para travar o andamento do investimento são truques para explorar quem trabalha, até cair, por cansaço, em cima do volante ou sobre os mestres doentes. Podem ainda tombar desgastados dos gritos dados aos insuportáveis “alunos” de qualquer ocupação.

    Renascer é o estado mais comum aos humanos e, mesmo sem trabalharem, sofrem desgaste.

    Gostar

  5. José Monteiro permalink
    20 Abril, 2019 14:33

    Motorista de pesados. Conduz autocarros de passageiros, públicos, privados ou de turismo. Preocupado com acidentes e desastres?
    Venha o desgaste rápido.
    Vale?

    Gostar

  6. Carlos Rosa permalink
    20 Abril, 2019 15:43

    Ninguém gosta de cheirar a merda que eu cago,
    mas a mim não me incomoda!!!!!???!!!!!!!!!!

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: