Saltar para o conteúdo

“Cativações” de votos de emigrantes

4 Outubro, 2019

As cativações deste (des)governo chegaram também aos votos dos nossos emigrantes. Eis aqui uma denúncia de Tiago Sousa Dias que transcrevo. É só para reflectirem.

“Não param de chegar queixas de portugueses no estrangeiro a quem está a ser negado o direito de votar. As causas são intermináveis. Os envelopes não têm “To” nem “From”, o selo pago não é reconhecido, no Lobito os envelopes chegaram ontem e hoje (dificilmente chegarão antes de dia 16), no Dubai não reconhecem o modelo de carta, no Canadá e EUA já há envelopes devolvidos pela segunda vez pelas mais variadas razões.
Não tenho dúvidas do que estou a dizer nem da dimensão da conclusão: foram milhares os Portugueses a quem foi negado o direito a votar. A democracia falhou àqueles a quem o Estado já antes falhou empurrando-os para o estrangeiro.
Vergonha!”

https://m.facebook.com/story.php?story_fbid=10221701545627469&id=1219952993

10 comentários leave one →
  1. 4 Outubro, 2019 17:45

    Há aqui um importante dado em falta. Nunca tanto emigrante votou como desta vez, em que o voto foi por correspondencia. Seguir aqui https://twitter.com/hashtag/votoemigra

    Liked by 2 people

  2. Zé Manel Tonto permalink
    4 Outubro, 2019 17:47

    É grave e, fosse com um Governo que não fosse do PS, era escândalo nacional.

    Mas os círculos da emigração elegem 4 deputados, normalmente 3 para PSD e 1 para PS por isso, mesmo com uma fraude gigantesca, o melhor que o poucochinho Costa conseguiria era encurtar perdas.

    Preocupa-me mais as devoluções de rendimentos estratégicas, aos mesmos de sempre, que conseguem eleger mais macacos para São Bento.

    A mim, como emigrante, não foi o Estado que falhou. O Estado são os macacos no Parlamento, Ministério, Poder local, etc. Quem falhou foi quem votou neles nos últimos 45 anos (na maioria dos quais eu não tinha idade para votar ou nem era nascido).

    Liked by 3 people

    • Jornaleca permalink
      4 Outubro, 2019 22:15

      O facto dos emigrantes (5 milhões fora do país!!) só poderem eleger 4 deputados, demonstra o alto grau de hipocrisia e criminalidade deste esterco socialista e altamente criminoso. Os direitos humanos nunca interessaram. Foram só um pretexto para apoderar-se do tal poder.

      Mas isto também tem uma coisa boa. O 25 de Abril nasceu podre e não vai terminar como os mentirosos querem.

      Quanto mais mentem, mais perdem o controlo sobre o sistema. E eles mentem muito.

      Liked by 2 people

      • Zé Manel Tonto permalink
        5 Outubro, 2019 08:36

        Acho bem que o voto dos emigrantes seja menos importante.

        Quem não vive no país, e não é directamente afectado pelas asneiras de quem elege, não deve ter tanto poder para eleger.

        Gostar

  3. MJRB permalink
    4 Outubro, 2019 18:00

    EFEITO (E PROVEITO) TIPO MARINHA GRANDE:
    Praticamente tudo a favor do AC-DC e do seu P”S”; hoje, em Lisboa, um tipo aborda o habilidoso e culpa-o por ter estado de férias durante o início dos incêndios em 2017. O afilhado do MCThomaz exalta-se, diz que é mentira. Grita, vira-lhe as costas. Acto contínuo, vai, nitidamente nervoso e de peito feito até ao tipo para o afrontar e grita ainda mais. Perdeu a chamada compustura. Confusão gerada. As TV’s registam tudo E ESTÃO A REEDITAR o “incidente” para “informar”, agora com o AC-DC à partida para o Porto, a “explicar” o que aconteceu. 2 em 1, pois ! Logo, surgiram comentadores (imagino o que vai nas rádios…) a assegurar que o AC-DC tem razão. De certeza vão reeditar tudo até às 24h00.
    Melhor do que isto não poderia acontecer hoje ao P”S”, para colocar nos cerebelos dos tolos indecisos em quem votar, um sentimento de compaixão, de injustiça e… voto garantido.
    Acresce que não se sabe quem é o tipo que “insultou” a criatura, se milita em algum partido…

    Liked by 2 people

  4. The Mole permalink
    4 Outubro, 2019 18:00

    Hé! Hé! Hé! Pensavam que escapavam ao longo braço do PS, por emigrar? Desenganem-se!

    Liked by 2 people

  5. Pedro Rodrigues permalink
    4 Outubro, 2019 18:02

    Na Suécia, o meu boletim de voto foi-me entregue em casa dois dias depois de o enviar. O envelope estava marcado como processado, pelo que coloquei a hipótese de que confundiram o remetente com o destinatário. Risquei o remetente, prática comum no burgo, e assinalei a vermelho o destinatário. Até agora não ouvi mais dele.
    Diga-se já que todo aquele processo intrincado de dobrar a folha de instruções para dela improvisar um envelope, depois de humedecer as tiras de cola, me pareceu ridículo e com o único objectivo de poupar dinheiro. Suspeito que muita gente não entendeu as instruções, ou não as seguiu à risca. As tiras de cola também não funcionaram bem, e valeu-me um stick de cola de papel que tinha à mão. Coisas que se teriam evitado com um segundo envelope para devolver o boletim de voto. Mas que sei eu.

    Liked by 2 people

  6. 4 Outubro, 2019 18:41

    É uma vergonha. Suponho que os envelopes eram outros em 2014, e tinham todos “to” e “from”, e os correios de Angola foram mais céleres nesse ano. Uma vergonha !!

    Gostar

  7. jppch permalink
    4 Outubro, 2019 20:04

    vê.mo nos no bolso…. o resto é conversa… Cristina… no bolso

    Gostar

  8. 6 Outubro, 2019 10:20

    O Costa prometeu fazer regressar os emigrantes! Só não disse como …

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: