Saltar para o conteúdo

Todos com medo do CHEGA

26 Outubro, 2019

Todos com medo. Jornalistas, “Donos Disto Tudo”, políticos, partidos, avençados, Governo, subsídio-dependentes, oligarcas, os “racistas radicais fascistas” que se dizem anti-radicais e anti-fascistas como a Joacine Katar! Tudo!  As pernas tremem. O nervosismo nem se disfarça.  É porque o CHEGA  é de extrema direita ou coisa que o valha? Não. É porque sabem melhor que ninguém que  vem para acabar com o sistema podre que nos desgovernou  repondo  toda a verdade, transparência e decência que sempre faltou na política portuguesa. Daí o ataque cerrado com conotações abjectas, que sabem serem falsas,  para provocar pavor e insegurança  nos eleitores. Porque o ataque, dizem por aí,  é a melhor defesa: bater “violentamente” primeiro antes de levar uma sova como último recurso para sobreviver. Porque é mesmo disso que se trata: sobrevivência política.

Daí esta palhaçada diária de combate ao CHEGA. Inicialmente pensei que a estória à volta do lugar do deputado Ventura só podia ser mentira. Mas não. Ao ver a notícia estampada em tudo quanto era jornal não restou dúvida alguma:  Telmo Correia do CDS estava incomodado pelo CHEGA ter de passar na frente da sua bancada no Parlamento e  aceitou por isso a sugestão do PEV e PCP que propunham  uma porta (cerrando o corrimão) só para Ventura sair pela lateral. Quando a indignação nas redes sociais se tornou quase viral, veio apressadamente justificar. Antes estivesse calado. A explicação não tem nexo. Se era para poupar o deputado do CHEGA a incómodos, teria perguntado ao próprio se se importava com o caso e ouviria da sua  boca “Estou-me nas tintas para o meu lugar” . A outra alegação de que não se sentia confortável com um deputado de outro partido no meio do CDS “ouvindo” as trocas de opinião entre eles, também não colhe. Qualquer lugar,  no limite entre partidos, a menos que esteja dividido por uma parede – de preferência isolada do som – , coloca sempre esse deputado numa situação limítrofe de proximidade inevitável.

72545861_2735939139750688_1311233067129503744_n

A agência Lusa do Boaventura dos Santos quis saber o que pensavam  os partidos residentes  – alguns já com “raízes até ao núcleo da Terra” – e novos sobre a entrada do partido da “extrema-direita” no Parlamento. Sim, leu bem,  a Lusa também conota o CHEGA de “extremista radical” dando uma ajudinha à mentira propagada. Curioso. Não me lembro de que tenham feito o mesmo com (mais uma) entrada de radicais de esquerda – estes sim, verdadeiramente extremistas –  do Livre. Mas adiante. Dizia eu, que foram então questionados os “senhores deputados” do PS, PSD, BE, PCP, CDS, PAN, CDS, PEV, Iniciativa Liberal e Livre sobre se essa entrada era  um desafio ou uma ameaça. O PCP, PSD, e CDS remeteram-se ao silêncio. O PSD e CDS em silêncio. Sim, porque não podiam simplesmente dizer a verdade, por exemplo: “não nos sentimos nada ameaçados porque o  CHEGA é apenas um partido de verdadeira direita, não é de todo extremista”. Mas não. Fizeram silêncio. Um silêncio que diz muito.

O BE fazendo jus à sua habitual desonestidade intelectual usaram argumentos falsos com a velha lengalenga do costume colando Ventura ao apoio aos cortes nos salários e pensões de Passos que na verdade, estamos “carecas” de saber que foram de Sócrates;  da xenofobia que não existe  numa única linha no programa do CHEGA  nem de nada de extrema direita porque se assim fosse o Constitucional não o aprovaria.

A IL respondeu que “A Iniciativa Liberal distancia-se de todas as forças que usem estratégias identitárias para afirmação política”. Acontece que o CHEGA é acima de tudo personalista logo não há razões nenhumas para esse distanciamento e poderia tê-lo dito sem medo. Mas não.

A deputada do Livre – Deus nos livre de tal criatura que encarna o ódio –  afirmou que “não há lugar para a extrema-direita no parlamento” (claro que não, isso é anti-constitucional), salientando que o seu partido será “a esquerda anti-fascista e anti-racista” mas esqueceu-se de dizer à Lusa que é uma racista  radical assumida, contra brancos e que pertence a um partido extremista de esquerda radical (esse sim ainda não é proibido na nossa Constituição) que organizou uma manifestação contra a entrada do CHEGA no Parlamento, democraticamente eleito como ela. Ainda nem sequer aqueceu o lugar e já é ditadora.

No lugar do Ventura não me importaria nadinha com isto. Seria com imenso orgulho que representaria o maior grupo de portugueses: o povo. Falaria do episódio da porta  sem complexos lembrando que só os grandes líderes  têm este privilégio de ver um Parlamento inteiro incomodado com sua presença. Bravo André!

Não importa por onde se entra, importa é estar no Parlamento, chegar onde todos diziam ser impossível e principalmente  através dos votos do povo português que disse claramente  “chega!”  ao sistema corrupto existente.

Só falta saber quem vai usar a dita porta daqui a 4 anos. Aguardemos.

 

66 comentários leave one →
  1. Hélder Renato da Silva Florindo permalink
    26 Outubro, 2019 23:36

    Subscrevo.
    ” a porta” é o André ventura.
    Ele mesmo. É a porta de entrada de um partido que vai acabar com a mamata dessa escória que nos desgoverna há mais de 40 anos.

    Liked by 3 people

  2. Anónimo permalink
    27 Outubro, 2019 00:04

    Se o número de votos que cada deputado obteve nas eleições correspondesse ao seu tempo com direito ao uso da palavra, no Hemiciclo, A. Ventura teria direito falar durante um 4 minutos enquanto qualquer deputado do PS teria direito a falar durante um minuto.

    Liked by 2 people

    • João Manuel Fonseca Silva permalink
      27 Outubro, 2019 22:04

      Magnifico texto. Subscrevo. Bravo. CHEGA. Força Dr André Ventura.

      Liked by 2 people

  3. Rocco permalink
    27 Outubro, 2019 00:21

    Bravo! Se continuar assim, para as próximas já não falho…

    Liked by 3 people

  4. Expatriado permalink
    27 Outubro, 2019 00:48

    O CHEGA vai certamente fazer a sociedade portuguesa estar atenta ao ” movimento globalista”, já em curso, que pretende vender a utopia socialista como a solução para todos os males do mundo. Esses movimentos estão a radicalizar os EUA como aqui se explica:

    https://www.foxnews.com/opinion/victor-davis-hanson-why-are-so-many-young-people-calling-themsel

    Conto com o André Ventura e com o CHEGA para, com a verdade, chamarem os bois pelos nomes. Os portugueses agradecem!!

    Liked by 2 people

  5. 27 Outubro, 2019 01:50

    Daqui a 4 anos não será preciso porta pois haverá pelo menos 1 corredor central entre os deputados do Chega … com o deslocamento da “esquerda” para a esquerda espero que a Katar morra esmagada entre os restos do PS e e do PCP e o Bloco de esterco se comprima contra a “outra” porta de saída …. Belo momento!!! parabéns Cristina pelo desbloqueamento dos comentários, há forças do “mal” (“esquerda” em todo o lado) agora que começam a temer pelo futuro em que serão abandonados pelos “sans culottes”.

    Liked by 3 people

  6. Filipe Bastos permalink
    27 Outubro, 2019 02:38

    «…através dos votos do povo português que disse claramente “chega!” ao sistema corrupto existente.»

    Claramente? O Chega teve 67.826 votos. Pouco mais de um Estádio da Luz. Votaram no Chega 0.62% dos eleitores inscritos.

    Se alguém disse “chega!” ao sistema corrupto existente, foram os ‭255.586‬ votos brancos e nulos. Quatro Estádios da Luz. Um quarto de milhão que se deu ao trabalho de ir votar só para escarrar nesta canalha pulhítica. Em toda a canalha, da esquerda à direita, do centro às pontas.

    Houve mais votos brancos/nulos do que votos no CDS, e não têm direito a um só deputedo. No mínimo deviam ter seis lugares vazios. Com a abstenção, seriam uns 120 lugares vazios. Mais de meio Paralamento às moscas. Isso é que é dizer “chega!”.

    Votar no Chega, como votar noutro qualquer, é apenas validar a partidocracia, a farsa democrática, este regime podre. Até a carneirada perceber isto, com ou sem Chega, só vamos ter mais do mesmo. Tacho, poleiro e mama.

    Gostar

    • Cristina Miranda permalink
      27 Outubro, 2019 09:15

      Disse claramente chega ao VIRAR o eleitorado. Foi o partido novo MAIS VOTADO. E ainda não somou mais votos porque ainda ficaram muitos no sofá. Mas já estão a acordar e daqui a 4 anos, não vão faltar à chamada nas urnas. Assim foi com o VOX q hoje é a terceira força política de Espanha

      Liked by 3 people

    • 27 Outubro, 2019 09:46

      Filipe Bastos compreendo a sua critica e tem razão quanto aos lugares vazios. Contudo há só duas maneiras de salvar a Pátria: pelo infiltração no sistema através da partidocracia ou pela Revolução. No segundo caso há 2 hipóteses: com o apoio das Forças Armadas e Policiais ou através da pressão nas ruas com barricadas e manifestações. Considerando que o sistema de barricadas e manifs é desgastante para o povo e a Pátria e que as FA’s tem sido mantidas em mínimos históricos, até porque quem nasceu com uma abrilada de capitães tem medo de morrer num outro qualquer mês de “generais” (estava a pensar no Marechal Gomes da Costa e o 28/5/1926) … o que prefere? Eu, prefiro um Ventura!

      Liked by 1 person

    • 28 Outubro, 2019 01:04

      Filipe Bastos : mais uma aChega a esses números, já reparou que o Chega elegeu 1 deputado com 66.000 votos e os porcos do PS elegeram cada um a uma média de 19.800 cada deputado, isto é: a bancada dos Super Dragões chegava para eleger um PS … porque esta partidocracia é feita para eleger mais deputados aos maiores e evitar o crescimento dos mais pequenos.

      Liked by 1 person

  7. Jornaleca permalink
    27 Outubro, 2019 05:31

    Das duas uma.

    Ou este CDS expulsa o Telmo Correia do partido ou eu nunca mais voto no CDS.

    Que valores ordinários defende este CDS hoje? O CDS está profundamente doente, num estado perverso.

    Na Alemanha é tal igual.

    O maior, o MAIOR PARTIDO, da oposição, a Alternativa para a Alemanha (AfD), NÃO TEM VOZ na comunicação social, que é controlada actualmente pela esquerda mentirosa, enganadora, traidora, puta. 99 por cento dos jornais e televisões nacionais só MENTEM sobre o MAIOR PARTIDO da oposição.

    E claro, em Portugal, os porcos vão fazer o mesmo com o CHEGA. A esquerda é em todo lado assim. E mais!! A esquerda nunca critica a esquerda. Aquilo é um elo internacional.

    Chile é o país mais bem governado da América do Sul e actualmente por um governo que não (!) é da esquerda.

    A Venezuela, protegida por esta Rússia, está a tentar incendiar e destabilizar o Chile. A Venezuela não, o governo criminoso da Venezuela que é esquerdista, do pior que se pode imaginar.

    A esquerda anda em todo o mundo em guerra contra o povo.

    E quem não aceitar o modo de guerra, estará feito ao bife.

    A esquerda está a tentar em todo o mundo a tirar a voz a aqueles que não querem ser como eles.

    Liberdade de expressão? Nada, nadinha.

    Só graças à vontade de luta de alguns justos em todo o mundo, é que ainda podemos falar assim aqui.

    O Ferro Rodrigues, o que é que esse gajo tem na cabeça? Nadinha.
    E no coração? Òdio!

    Liked by 3 people

  8. joaquim permalink
    27 Outubro, 2019 08:40

    Não sei se o Chega vai chegar para desmascarar a esquerda corrupta que tomou conta do país, mas que será um critico importante ao discurso politico politicamente correcto, acredito que sim. Só neste país, em que nos últimos anos houve cortes para quase todos, os serviços públicos foram assassinados e os impostos sobre combustíveis e eletricidade um verdadeiro assalto aos contribuintes, é que um governo se permite ao descaramento de aumentar o nº de ministérios e secretarias de estado a seu belo prazer como se estivessem a gozar com a maioria do povo que aperta o cinto todos os dias e ainda com conivência do sr presidente que lhes dá nota positiva. Assim não, chega e já.

    Liked by 3 people

  9. André Miguel permalink
    27 Outubro, 2019 10:00

    O nosso excelso PR tem a lata de afirmar que o segundo vinho é sempre melhor que o primeiro. Guardem para memória futura, que a ressaca será dura. Não dou mais que dois anos para a crise bater em força. Preparem-se.

    Liked by 2 people

  10. Liberal de Bancada permalink
    27 Outubro, 2019 11:20

    “o CHEGA é acima de tudo personalista”

    A Cristina fala tanto para o povo e depois vem com palavras de sete e quinhentos. O que quer dizer este “personalista?”

    Gostar

    • Cristina Miranda permalink
      27 Outubro, 2019 15:08

      Vá ler o programa do CHEGA. Tem lá a sua resposta.

      Liked by 1 person

      • Liberal de Bancada permalink
        27 Outubro, 2019 22:17

        Ora bolas… o falar para o povo é só de vez em quando, pelos vistos. Lá tenho tempo de ler programas

        Gostar

  11. MJRB permalink
    27 Outubro, 2019 12:08

    A Cristina

    já está deslumbrada, rendida, com, até hoje, pouco mais do que nada.
    Entregou-se. Já não acredita no Aliança, em ninguém, só no seu recém-chegado herói justiceiro.
    Muito mal está certa “direita” que não quer pensar em reestruturar-se face ao que como esperava lhe aconteceu nas Legislativas e ficou novamente órfã dum partido, dum grupo parlamentar –e dum programa inovador e consistente– liderado por alguém política, cultural e socialmente relevante, respeitado — estatuto que o Ventura-do-Benfica-comentador-de-crimes não tem e duvido muito, venha a ter.
    A Cristina alguma vez viu e notou a regular falta de senso, os comportamentos apalhaçados, a desonestidade intelectual do justiceiro nos programas da CMTV ? O Emídio Rangel certa vez disse que as televisões até fazem eleger um PR. Acertou, qualquer tuga com X anos numa TV pode iludir desesperados.
    A Cristina tem fezada, (?) no que o seu ídolo afirmou sem pestanejar, sem se rir, na noite das eleições: “dentro de oito anos somos o maior partido em Portugal”. Tolice para papalvo acreditar.

    Quem são esses “todos”, “com medo do Chega” ? Certamente não serão os FDP de colarinho branco (incluindo ex e actuais políticos) que têm fodido o país e os tugas; com estes o deputado da moda não se meterá, uns quantos seus amigos. Será fraco com os fortes. Mas para justificar o que dele esperam, se “acusar” o banditismo e começar a fazê-lo COM NOMES e com documentos, então começarei a acreditar qb num semi e não completo flop. Quem nele votou, espera precisamente só isto: denunciar, estrilhar e…entreter desesperançados.

    Gostar

    • Jornaleca permalink
      27 Outubro, 2019 13:43

      Caro @MJRB

      Quem é que compreende o problema, que você deseja resolver?

      Ou está simplesmente a inventar problemas que não existem?

      A realidade crua e nua.

      Lembra-se do presidente do parlamento europeu, o Martin Schulz, do PeeeeSSee alemão? Nã existe coisa mais reles, mais mal-educado, com menos inteligência do que aquele gatuno.

      Quer uma lista daqueles, que são muito piores, milhares de vezes piores, do que qualquer elemento do CHEGA?

      Das duas uma.
      Ou este país começa a lutar a sério ou isto vai piorar muito.

      Nós precisamos pessoas sem estudo, para pôr os bois outra vez à frente da carroça.

      Liked by 2 people

    • Cristina Miranda permalink
      27 Outubro, 2019 15:39

      Negativo. Não estou deslumbrada com nada. Apenas faço uma leitura SEM FANATISMOS do que vejo e ouço. Há de ter reparado q evito de falar abertamente do Aliança. Pergunte-se porquê. É que se me acompanha sabe que FUI senadora e militante desse partido. Pergunte-se o q sei e q a maioria não sabe e q me fez virar costas. As coisas só se conhecessem estando nelas. Eu entrei CONVICTA que era um projecto à minha medida. Que defendia exactamente aquilo que me disseram que defendia. Mas não. Muito aquém. E mais não digo. Porque sou uma senhora. Guardei grandes amizades lá dentro e sei que ainda nada acreditam naquele projecto. Não vou fazer nada que os prejudique. Cada um que avalie os desempenhos e tire conclusões. A minha, guardo pra mim.

      Liked by 2 people

      • MJRB permalink
        27 Outubro, 2019 16:26

        Cristina,

        OK, não está deslumbrada. Presumo que com muita expectativa positiva no novel deputado.
        Conheço três ex-apoiantes do Aliança (um deles foi candidato) que também deixaram de acreditar no partido personalista do Santana. Há tempos, soube que a Cristina era então Senadora — como dizem os brasileiros, “puxa vida !”, um partido debutante já com senadores !?
        Por essas, outras, por não acreditar na “classe” política tuga e porque quero ser livre a pensar e a agir, não “milito”, não “militarei”.
        O que me espanta (não estou a ironizar) é notar que pessoas inteligentes acreditam no indivíduo sem colocar em causa as capacidades e opacidades de quem surge defensor de algum do problemático e abominável bas-fond no futebol, que cometeu palhaçadas para agradar e cativar, que comenta tudo do desprezível mundo do crime (naquele tipo editorial de TV) e através do seu “estatuto” mediático forma um partido. Não é nada aconselhável para um putativo político misturar práticas muuiiiiiito suspeitas no futebol com política.
        Ventura: NOMES, quero, queremos na ARepública e fora do Parlamento, NOMES de bandidos de colarinho branco, caso contrário será um flop e trairá quem piamente acredita desesperadamente num duro, inatacável, capacitado líder “da direita” !

        Gostar

      • Cristina Miranda permalink
        27 Outubro, 2019 16:54

        Cabe-lhes a eles mostrar o que valem, não eu. Estou aqui apenas pra analisar.

        Liked by 1 person

      • 27 Outubro, 2019 18:28

        E fez muito bem.
        Estou consigo. O Vítor Cunha topou bem aquilo a propósito do direito cívico da eutanásia. Inadmissível não ser legislada, dizem eles…

        Liked by 1 person

  12. Expatriado permalink
    27 Outubro, 2019 12:21

    O MJRB devia de se candidatar a um programa de futurologia num canal televisivo. A Maia tem de ter concorrência…

    Liked by 1 person

    • MJRB permalink
      27 Outubro, 2019 12:34

      Penso que tenho a inteligência suficiente para não me deixar deslumbrar e muito menos apoiar quem surge com os “atributos” do tipo-da-CMTV. E nunca segui nem seguirei incondicionalmente quem querendo ser líder de qualquer coisa, profere vulgaridades e não lhe noto nível, classe, ideias estruturadas.
      Mas o Expatriado e não só,
      têm, claro está, o direito de acreditar e eleger quem quiser.
      E, por favor, não me compare com a patética Maia & tais, mais as fatelas tv’s tugas…

      Gostar

      • Expatriado permalink
        27 Outubro, 2019 14:24

        Pois…

        Gostar

      • Expatriado permalink
        27 Outubro, 2019 14:39

        Este e outros comentários do MJRB só dão razão ao titulo escolhido pela Cristina para este artigo…

        Liked by 1 person

      • MJRB permalink
        27 Outubro, 2019 15:52

        Expatriado,

        O novel deputado e o seu partido não me provocam nenhum medo. Quanto ao título, “acho-o” exagerado: “Todos” ??

        Gostar

      • Expatriado permalink
        27 Outubro, 2019 16:08

        “Todos”. Uma maneira de falar que se enquadra no conteúdo do artigo. Eu até diria ” Todos e mais alguns “.

        Liked by 1 person

      • 27 Outubro, 2019 17:02

        O Ventura tem um grande defeito …. é Benfiquista … o que é grave ….

        Gostar

      • MJRB permalink
        27 Outubro, 2019 17:20

        jorgercramos,

        Nenhuma gravidade por o tipo ser Benfiqista — compreendo a sua ironia.
        O que é grave e de facto: muita gente que se tem promovido, mamou e continuará a mamar na teta do SLBenfica !

        Liked by 1 person

  13. 27 Outubro, 2019 13:55

    Mas alguém acredita que um imbecil que ganha a vida a defender o ladrão de pneus possa, algum dia, ser determinate no combate ao despudor em que chafurda a nossa vida política? Juízo!

    Gostar

    • 27 Outubro, 2019 14:33

      Salazar era filho de um humilde caseiro. Portou-se bem num tempo de bagunça igual a hoje na escola, no liceu e finalmente o dono da quinta pagou-lhe os estudos em Coimbra. Resultado: tornou-se um dos maiores Portugueses de todos os tempos. Se se agarra aos “pecados velhos” nunca encontrará alguém para salvar a Pátria, caro raposo.

      Liked by 1 person

      • 27 Outubro, 2019 15:04

        Salazar teve o seu tempo. Ponto.
        De qualquer forma, reparo com assombro que compara a estatura moral e intelectual do defensor de ladrões de pneus com a estatura moral, científica e intelectual do Professor Salazar? É excessiva má impressão do Salazar, ou muito boa vontade com o rapaz do Chega!, Basta!, já tem Avondo! ?

        Liked by 1 person

      • MJRB permalink
        27 Outubro, 2019 16:36

        Subscrevo a opinião do raposo. De facto, o jorgercramos excedeu-se na tentativa de comparar, já, o novel deputado ao AOSalazar.
        A “direita-à-direita”, volto a aconselhá-la, actualmente tem de reter excitações e pensar muito bem o que quer fazer e propor ao país. Obviamente refiro-me a uma “direita” inteligente, culta, sagaz, inatacável.

        Liked by 1 person

      • 27 Outubro, 2019 17:01

        Não Raposo, God gracious! Nunca compararia Ventura com Salazar, apenas quis usar a imagem para dizer que ninguém é impoluto de todo, logo, alguns erros do passado, só nos ademanes de corte “Bruxelianos” podem ser um impeditivo. O futuro esse sim, mostrará quem é quem. De qualquer maneira quem deitou a baixo a 1ª República foi o Marechal Gomes da Costa … aí sim, uma comparação não era desajustada, como disse noutro lado: mutatis muntandis … Não vou sujar a memória do grande Marechal … mas nesse tempo, como hoje, ninguém era impoluto. Para a História fica a acção que salvou a Pátria Portuguesa.

        Gostar

    • 27 Outubro, 2019 14:40

      Antes de mais lembro que quem acabou com a porcaria da Iª República não foi Salazar, mas o Marechal Gomes da Costa que só reagiu perante tanto despautério na assembleia e no Governo, instaurou a Ditadura Nacional (1926-1932) e permitiu que outros politicamente e economicamente capazes criassem um novo estado: o Estado Novo. Assim acho que é perfeitamente possível que, mutatis mutantis, o Chega cumpra a primeira parte desta vez: expor sem hipótese de ser silenciado e corroa sem hipótese de ter um acidente numa avioneta em Camarate, o regime reles em que vivemos. Quanto à alocução latina tenho a dizer que não falo, não quero falar e nem pretendo falar para as massas.

      Gostar

    • Expatriado permalink
      27 Outubro, 2019 14:43

      Mais um a dar razão ao título do artigo da Cristina…

      Liked by 2 people

  14. Expatriado permalink
    27 Outubro, 2019 14:41

    Este e outros comentários do MJRB só dão razão ao titulo escolhido pela Cristina para este artigo…

    Liked by 2 people

    • MJRB permalink
      27 Outubro, 2019 15:56

      Já lhe respondi acima.
      Note, respeito quem nele acredita como deputado que vai estilhaçar a podridão do regime e acusar, repito, COM NOMES, quem nos tem fodido. Eu não acredito.

      Gostar

  15. Castrol permalink
    27 Outubro, 2019 14:50

    Palhaçadas da pseudodemocracia que temos, pagas a peso de ouro pelo Contribuinte!

    Preocupante é um País com 10 milhões de habitantes ter um governo com 19 ministros e 50 secretários de estado (69 membros), dirigidos por um monhé sem ética nem vergonha na cara!

    Liked by 2 people

    • MJRB permalink
      27 Outubro, 2019 16:44

      Concluo que a novel governança tem 72 membros. Os tais, mais o MCThomaz e o Ferro-estou-me-cagando-para-a-justiça.

      Liked by 2 people

    • 27 Outubro, 2019 17:05

      Castrol: e como quer acabar com esta escumalha? Tem um exercito que me empreste que eu marcho sobre Lisboa?

      Liked by 1 person

      • MJRB permalink
        27 Outubro, 2019 17:41

        Cuidado com alguns gays, objectores de consciência, activistas, que integrem esse exército.
        Para ficarem alimentados durante três dias (a luta será permanente) se vierem do Porto, parem em Antuã para umas tripas e bejecas, e no Manjar do Marquês ou no Pedro dos Leitões para se “empanturrarem”; se vêm do Sul, amesentem-se no Fidalgo em Évora e na sopa de pedra em Almeirim.
        Chegados a Lisboa, vão combater contra os GNR’s da ARepública — invasão garantida, com a populaça no sopé da escadaria numa rave.

        Liked by 1 person

      • 27 Outubro, 2019 18:58

        Calma MJRB … o Castrol ainda não deu noticias do exército. quanto há culinária e trajetos e terras portuguesas só não conheci as terras africanas, porque o resto (Continente e Ilhas) não preciso de mapa nem GPS… Quanto á rave, você sabe como foi o desembarque do Marechal Gomes da Costa em Santa Apolónio e a sequência? Olhe que é divertido, porque hoje encaixava nessa não luta com a GNR de serviço e a rave … LOLOL

        Gostar

      • MJRB permalink
        27 Outubro, 2019 22:38

        jorgercramos,

        boa, essa do Gomes da Costa.
        Apesar de Vc. conhecer também as Ilhas tugas mais próximas da costa, dou-lhe o conselho de desembarcar na Ilha do Pessegueiro e não por muito boa armada que tenha, nas Berlengas. Ou então entre a Ericeira e a Praia das Maçãs para os seus homens (os militares, nada de confusões com os “seus homens”) se empanturrarem com os deliciosos percebes.
        Se na Ericeira encontrar “o menino querido do P’S'”, pelo menos assuste-o com dois balázios junto aos pés, com cumprimentos do maralhal.

        Liked by 1 person

      • 28 Outubro, 2019 00:59

        Se for desembarque acho melhor mesmo o cais das colonas … sempre fica mais perto do objectivo LOL

        Gostar

  16. A. R permalink
    27 Outubro, 2019 16:56

    A Joacine lembra os piores e aziagos domingos a andar de bicicleta: um furo daqueles grandes que se ouve o ar a sair e a mudança que teima em não engrenar e fica vai não vai entre duas posições.

    Liked by 2 people

  17. A. R permalink
    27 Outubro, 2019 17:00

    Já se fala de André Ventura lá fora:
    https://www.gatestoneinstitute.org/15053/portugal-populists-chega

    Liked by 1 person

  18. 27 Outubro, 2019 17:58

    Parabéns, Cristina, por mais um excelente, elucidativo e frontal texto!

    Liked by 2 people

  19. 27 Outubro, 2019 18:20

    Aquele imbecil do Malomil já disse tudo, o estalinista de um raio.

    Dito isto, meu caro Sérgio, que faz V. ao lado do Chega?

    Gostar

  20. wbw permalink
    28 Outubro, 2019 20:15

    64000 votos em escaços meses, quantos terá André Ventura nas próximas eleições mesmo que fossem já em dezembro? Pois, é isso que os aterroriza! André não tem medo de pegar nos assuntos que interessam verdadeiramente ao povo que está a ser escravizado e explorado por estes ” esquerdistas” de pacotilha.

    Liked by 3 people

    • 2 Novembro, 2019 09:20

      Isto vai mudar. Com a entrada deste neo-prec mongo na Assembleia, a Natureza vai repor o equilíbrio. É só uma questão de tempo.

      Porque as causas da trampa escardalha que acabou de ser eleita, não são sequer causas ou gostos, ou adesões da maioria do povo português.
      Até diria mais- nem são daqueles que votaram neles

      Votaram por complexo de esquerda e outros por serem pretos e terem a cabeça feita com o “racismo”.

      Mas pretos não aderem a causas de paneleiragem de saias e aquele assessor do Circo Tavares e a preta de género neutro vão levar manguito de bairro social.

      Liked by 2 people

  21. pvnam permalink
    2 Novembro, 2019 00:03

    Joacine e afins… são mais do mesmo: MERCENÁRIOS ANTI-IDENTIDADE
    .
    .
    .
    A LUTA PELA LIBERDADE NO PLANETA PASSA PELA MOBILIZAÇÃO DE IDENTITÁRIOS PARA O SEPARATISMO
    .
    .
    O discurso de ódio não está nos autóctones que procuram sobreviver pacatamente no planeta… mas sim… naqueles que, em conluio com os interesses económicos, procuram impedir que os povos autóctones tenham tempo para poderem prosperar ao deu ritmo.
    .
    IDENTITÁRIOS SEPARATISTAS:
    1- todas as Identidades Autóctones devem possuir o Direito de ter o seu espaço no planeta -» inclusive as de rendimento demográfico mais baixo, inclusive as economicamente menos rentáveis.
    2- os ‘globalization-lovers’, UE-lovers, etc, que fiquem na sua… desde que respeitem os Direitos dos outros… e vice-versa: SEPARATISMO-50-50.
    —» blog http://separatismo–50–50.blogspot.com/

    .
    .
    .
    NOTA 1: O NACIONALISTA EUROPEU ESTÁ NUMA ENCRUZILHADA
    -» Ele já trabalhou como mercenário anti-Identidade (descartável), e hoje em dia é usado como bode expiatório [nota: o seu trabalho nas Américas, na Austrália, (povos autóctones foram, inclusive, alvo de holocaustos massivos), não foi um trabalho nacionalista… mas sim… um trabalho mercenário anti-Identidade ao serviço de interesses económicos]
    .
    .
    NOTA 2: O INÍCIO DO SÉCULO XXI É MARCADO POR UM SISTEMA ALTAMENTE HIPÓCRITA
    -» Afinal, quem são os boys e girls do anti-racismo e anti-xenofobia:
    1- estão em conluio com a doutrina da elite económica: esta, quando entende que uma substituição populacional proporciona uma melhor rentabilização de investimentos… os seus mercenários anti-Identidade executam as mais variadas sabotagens sociológicas para com as Intenções Identitárias (existindo, inclusive, povos autóctones que foram alvo de holocaustos massivos)
    2- estão em conluio com as negociatas da máfia do armamento.
    [nota: «grupos rebeldes» (daesh, etc) não possuem fábricas de armamento, no entanto, a máfia do armamento fornecem-lhes armas… para depois terem acesso a recursos naturais (petróleo, etc), e para deslocarem refugiados para locais aonde existem investimentos interessados em mão-de-obra servil de baixo custo.
    Ora, os hipócritas não só não condenam os territórios aonde a máfia do armamento tem instaladas as suas fábricas a pagar os estragos que as suas armas provocaram… como também querem que não colaboracionistas (exemplo: húngaros não colaboracionistas) sejam alvo de sanções]
    3- estão em conluio com negociatas de neo-esclavagistas: não estão interessados que a ajuda aos mais pobres seja feita por meio da introdução da Taxa-Tobin… para eles… tal deve ser feito por meio da degradação das condições de trabalho da mão-de-obra servil de outros povos.
    4- falam em problemas no clima… no entanto… perante a existência de povos autóctones DE PEQUENA PEGADA ECOLÓGICA que procuram prosperar ao seu ritmo… os hipócritas dizem logo que tal não pode suceder: os investimentos têm de ser rentabilizados!
    5- eles procuram impor uma democracia nazi: quando os autóctones Identitários são uma minoria… deve ser democraticamente negado o seu (legítimo) Direito à Sobrevivência.
    6- eles falam nos crimes cometidos pelos nazis hitlerianos… procurando ao mesmo tempo… branquear os crimes cometidos pelo maior criminoso contra a humanidade da História: o mercenário anti-Identidade.

    Liked by 1 person

    • Jornaleca permalink
      2 Novembro, 2019 08:58

      Hitler foi, é e continua a ser um socialista.

      A esquerda criminosa vai discordar, porque não lhe cai nos planos, mas à lógica, ao bom senso ninguém desses burros perfeitos escapa.

      Um socialista nacional é um socialista.

      Os crimes do islão, de Lenine, Estaline, Mao, dos Khmer vermelhos (mataram um terço da população, da maneira mais cruel) e muitos, muitos outros, são muito, muito piores.

      E os porcos da esquerda não querem falar sobre esses crimes, sobre os grandes problemas mentais que a esquerda tem, sobre a profunda maldade da esquerda.

      A inveja é o motor que os alimenta e o desejo de fazer mal ao próximo.

      Os muçulmanos, aos quais a esquerda vai ao cu, adoram até hoje o socialista Hitler. A esquerda não tem nenhum problema com isso, cala-se e finge que não há nada. Filhos da puta!! O ódio contra judeus e cristãos não tem fim, no mundo da esquerda e muçulmana.

      A esquerda é a coisa mais falsa e traidora que existe neste mundo. Devemos por isso proibir todos os partidos da esquerda, quando possível. Aliás, os valores podres e falsos da esquerda, o que leva ao mesmo.

      Muitos governos europeus já não governam para o povo, mas para a serpente, que quer impor um governo mundial, a todo o custo, custe o que custar. O Guterres e o Vitorino e o Costa são empregados desse mal.

      E o carro eléctrico, esse esterco tecnológico, que querem impor à força, PROIBINDO o carro a gasóleo e a gasolina, em nome da puta do ambiente, é o símbolo da vigarice total. Um dos símbolos, aliás.

      Liked by 1 person

      • 2 Novembro, 2019 12:34

        Jornaleca minha cara lutadora anti comunista como eu.
        Temos que ser muito rigorosos entre nós para vencermos as batalhas com os nossos inimigos. Por isso tenho que repor uma verdade cientifica significativa, sobre a qual tenho autoridade técnica e cientifica para falar:

        Automóveis, meios de propulsão e questões ambientais.

        Ora bem e é assim:
        – Automóveis de combustão (gasolina, gasóleo, GPL, CNG, metanol, oleos regenerados, etc.):
        – 1ª verdade: todos produzem CO2,
        – 2ª verdade: conforme o combustível atrás citado esse CO2 pode ter sido capturado da atmosfera à milhões de anos ou nas últimas décadas, no primeiro caso aumenta a quantidade de CO2 livre na atmosfera e por isso se diz: polui, no segundo, assim como foi capturado recentemente assim o libertamos de novo, logo podemos dizer que não aumentamos a quantidade liquida de CO2 na atmosfera, logo não polui. Poluir não é lançar CO2 na atmosfera, não é lançar O2 (oxigénio livre que respiramos) na atmosfera, poluir é alterar o balanço de uma forma que distorça de forma má o balanço que a própria Natureza faz variar, como p.e. o ozono foi, e que é um balanço O2 com O3 (oxigénio livre/ozono).

        Automóveis elétricos: na estrada e na cidade não poluem nem causam qualquer incomodo respiratório ou de qualquer natureza, o que é bom, o que está em causa é que quantidade e tipo de poluição foi preciso fazer para obter o lítio (Li) para fazer as pilhas, enquanto se usarem baterias de Li e que forma foi usada para produzir a electricidade com que se carregaram as baterias da última vez. Não é necessário usar baterias de Li, há muitas alternativas. Quanto ao resto do carro produz ligeiramente menos poluição do que um de combustão porque é mais leve e não tem que mudar óleos, filtros e massas e lubrificantes poluidores de vária natureza (contaminantes e não CO2).

        Não devia saltar para a conclusão, mas esta intervenção pretende apenas criar uma base cientifica inexpugnável para o assunto, por isso vou mesmo saltar e se alguém quiser explicações adicionais dá-las-ei aqui ou noutro qualquer forum com todo o gosto.

        Conclusão: nenhum modo de propulsão de automóveis (e camiões claro) é manifestamente mais ou menos poluidor, depende das circunstâncias. Ad liminae posso dizer que um automóvel construído a gasolina e a trabalhar a GPL produz menos poluição do que um automóvel eléctrico carregado com electricidade gerada numa central a carvão … In between todas as combinações são possíveis sendo os extremos: um camião a gasóleo antigo e mal mantido o mais poluidor e um automóvel eléctrico carregado com energia solar gerada em painéis fotovoltaicos por cima da nossa garagem, quintal, quinta ou prédio o menos poluidor.
        Por causa destas finas diferenças existe uma total desinformação sobre o assunto tentado obrigar a mudanças para não podermos comparar de forma simples e clara o quanto nos querem roubar a mais para os seus impios, vigaristas e porcos fins esquerdalhos. Morte ao marxismo e a quem o apoiar!!!
        Espero ter esclarecido para melhores Lutas.

        Gostar

  22. 2 Novembro, 2019 09:22

    Quanto ao retrato da IL dado pelo Malomil e por estes neófitos que chegaram ao Blasfémias, tenho uma palavra muito antiga (desde que vim para a blogo- no início disto tudo que os resume (podem confirmar numa pesquisa no Google)

    são NEOTONTOS!

    Liked by 2 people

  23. Jornaleca permalink
    2 Novembro, 2019 13:03

    Caro, caríssimo @jorgercramos!

    a. Na dita ciência há muitas escolas de pensamento.
    b. Uma escola de pensamento ajuda ao pensador interpretar melhor os dados, que são muitos, mesmo muitos. E a interpretação desses mesmos causa ainda muitos problemas ao ser humano. A interpretação é fatal e errada, muitas vezes.

    c. A melhor escola de pensamento defende, que a ciência não conhece autoridade nenhuma. Nenhum ser humano tem autoridade. A única autoridade é a verdade, que tem que ser absoluta, valer para todos, queiram ou não, diz e defende a lógica, e a verdade tem outra característica: a objectividade.

    Devemos aproximar-nos da verdade, procurara a mesma e fazer as contas sempre com ela. Mas não existe ser humano com autoridade. Isso é o que a esquerda quer, para iludir e enganar. Não!!

    d. Toda a esquerda odeia o ponto c. É a morte absoluta de toda a esquerda.

    e. Do ponto de vista científico o ambiente está de parabens. Não há problema nenhum com o ambiente. Devemos repor a hierarquia como estava antes do gatuno da esquerda aparecer. O factor ambiente é só um pretexto para destruir o inimigo da esquerda totalitária. O comunismo vem hoje na pele da ovelha do ambiente, da ovelha verde.

    f. Eu vou ler o seu contributo com mais atenção, mas!! Eu acompanho este problema, já há mais de dez anos, ao mais alto nível, com os melhores cientistas de todo o mundo, e o resultado é claro: o carro eléctrico é um desastre total.

    f1. Olhando, do início até ao fim, da produção até à compra do cliente e depois disso, até terminar como produto, o tal carro eléctrico é a perversidade em si. O caro eléctrico é aquele que mais polui o ambiente.

    E aqui vai-se ver outra vez, o que a sapiência diz. Eles caiem sobre as próprias regras. O carro eléctrico é um crime, também visto do ponto da moral da falsa da esquerda. É que ele não faz bem ao ambiente. Pelo contrário.

    Quem amar mesmo o ambiente, tem que ser automaticamente, contra todas as energias renováveis. Todas!! Seja carro eléctrico, uma tecnoliga muite velha, que já fracassou, ou as filhas da puta das eólicas. Premissa aqui: seres humanos bem informados.

    g. Sabia que Trump lidera todas as listas do ambiente? Quem diz Trump, diz o regime dele nos EUA. A esquerda falsa cala-se. Nem um piu.

    E que a Alemanha da Merkel, essa tonta comunista, não o consegue, arruinando o país mais industrializado de Europa continental? Apesar de ter já mais de 25.000 eólicas? E está informado sobre o veneno das eólicas, em relação ao ambiente, à natureza? E à saúde do cliente?

    Isto é um tema muito quente, e é só a esquerda totalitária, que está a destruir tudo, a empobrecer o povo, com a porcaria do ambiente.

    P.S.:
    Temos que repor a hierarquia. O ser humano está por cima de tudo. Ele é que manda no ambiente, e nunca ao contrário, como esta esquerda porca quer vender ao povo, com as suas mentiras criminosas.

    Etc.

    Obrigado pelo seu contributo. O carro eléctrico só SEM SUBVENÇÕES, SEM (!!), e SEM PROIBIR o carro “normal”, o a gasóleo e a gasolina.

    Temos que acabar de imediato com o financiamento do sector de energia, através de subvenções. É um crime. Etc.

    Liked by 1 person

    • 2 Novembro, 2019 15:42

      Exactamente, antes de mais acabar com as subvenções, só assim as tecnologias podem competir livremente e melhorar o preço ao consumidor. … e mesmo assim um tabelamento máximo estatal no caso da electricidade ia muito bem … houvesse Estado e não apenas estadinho ali babá!

      Liked by 1 person

Trackbacks

  1. Todos com medo do CHEGA – PortugalGate

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: