Saltar para o conteúdo

A outra face do “fenómeno Greta Thunberg”

18 Dezembro, 2019

Começou com a  imagem de uma jovem com ar de menina, de  trancinhas, sentada no chão da rua em frente ao Parlamento sueco com um cartaz a dizer: ” greve das escolas pelo clima”.  Esta foto depressa se tornou viral ao ser publicada na página da plataforma “We Don’t Have Time”, do magnata Igmar Rentzhog, dono desta “start up” fundada em 2016 –  com a missão de “criar uma rede social com mais de 100 milhões de membros que irão influenciar políticos e líderes empresariais a fazerem mais para mitigar as alterações climáticas” – como se pode ler no site. O Mundo parou emocionado para observar a “ousadia” daquela jovem a lutar por um planeta “sozinha”. O problema é que depois de uma investigação do Sunday Times ficou-se a saber que nada foi espontâneo nesta iniciativa. Tudo orquestrado. Vamos aos factos?

A estória, segundo a investigação,  começa na escola em maio de 2018 quando Greta  ganhou o segundo prémio de um concurso sobre ambiente organizado pelo jornal Svenska Dagbladet. Bo Thoren – ativista que luta contra a utilização de combustíveis fósseis e líder da Associação Fossil Free Dalsland –  que tomara conhecimento do concurso, entrou em contacto com os vencedores e outros jovens activistas com vista a obter ajuda dos  jovens, no seu movimento, para acelerar o ritmo da transição para uma sociedade sustentável. Thoren propunha uma greve escolar inspirada nas manifestações dos estudantes sobreviventes do massacre do Parkland Institute na Flórida em 2018. Citando o próprio: “Havia eleições agendadas para Setembro, três semanas após o início das aulas. Imagine o que aconteceria se as crianças chegassem no primeiro dia e dissessem ‘não voltaremos até as eleições”. Apenas Greta Thunberg aceitou o convite.

Nesta narrativa mal contada,  Thoren afirma que, só “depois de saber” que Greta tinha intenção de fazer greve à escola, quis se juntar a ela no dia 20 de  Agosto em Estocolmo. Porém, Igmar Rentzhog apesar de ter afirmado que encontrou a activista “casualmente” na frente do Parlamento, acabou por admitir  ao Sunday Times que uma semana antes havia recebido um e-mail de Thoren informando sobre o protesto, o que revela que os dois estavam concertados. Também ficamos a saber que Rentzhog conheceu a família de Greta meses antes da greve escolar, quando numa conferência sobre clima em Estocolmo  esteve com Malena Ernman, a mãe da jovem, como se pode ler no e-mail trocado com o jornalista do Dagens ’Nyheter. Acrescente-se ainda a isto o facto da greve de Greta coincidir com o lançamento do livro da sua mãe “Scenes from the Heart” que descreve como “trabalhar para salvar o planeta salvou a vida de sua família”. Ou seja, este livro também não é obra do acaso..

Foi assim que nasceu o relacionamento entre os Thunberg e Rentzhog e a ideia para uma greve que, como se vê, não foi espontânea,  embora agora o tentem desmentir. Mais: a foto em frente ao Parlamento tirada em Agosto, foi publicada no twitter da jovem criado em Junho desse ano. Como diria Camilo Lourenço, “faites la liaison”.

_6 Greta Thunberg GretaThunberg Twitter_LI

O curioso disto tudo é também o facto de por entre os accionistas da “start up” de Rentzhog  encontrarmos duas famílias poderosas: os Perssons, filhos do bilionário Sven Olof Persson que fez sua fortuna na indústria automóvel e finança ( Cerberus Capital Mgmt LP), e os Rentzhog–  duas famílias de investidores que se encontraram na região Jämtland, especialistas em finança sem qualquer ligação no passado ao ambientalismo.

Mas há mais: Rentzhog é também presidente da “Global Challenge”, um grupo de reflexão no qual estão envolvidos líderes de lobbies, executivos de empresas de energia e até políticos:  a fundadora do “Global Challenge” é Kristina Persson, ex-membro do Partido Social Democrata e ministra do governo sueco entre 2014 e 2016; David Olsson, membro do Svenska Bostadsfonden, um dos maiores fundos imobiliários da Suécia de cujo Conselho fazem parte Rentzhog e Gustav Stenbeck, cuja família deste último, controla a empresa de investimentos sueca “Kinnevik“; também inclui Petter Skogar, presidente da “KFO“, a maior associação patronal da Suécia; Anders Wijkman, ex-presidente do Clube de Roma e membro do Parlamento Europeu entre 1999 e 2009; Nystedt Ringborg, consultor da Agência Internacional de Energia e ex-vice-presidente da multinacional suíça-sueca “ABB”, que actua em áreas de robótica e energia, entre outras. Ringborg é  ainda membro da “Sustainable Energy Angels”,  empresa de capital de risco de energia verde.

Acresce que Igmar  Rentzhog é também membro do The Climate Reality Project de Al Gore.

Embora a família de Thunberg tenha tentado esconder qualquer ligação a  lobbies, também seu novo assessor de imprensa, Daniel Donner, trabalha no lobby de Bruxelas: European Climate Foundation.

www wrongkindofgreen org 2019 09 14 the-manufacturing-of-greta-thunberg-for-consent-controlling-the-narrative-volume-ii-act-ii

Contudo,  isto não se fica por aqui. Num artigo recente, Greta assina em conjunto com mais duas activistas um texto  que diz o seguinte: “A crise climática não é apenas sobre o ambiente. É uma crise de direitos humanos, de justiça e de vontade política. Sistemas de opressão coloniais, racistas e patriarcais criaram-na e alimentaram-na. Nós precisamos de os desmantelar a todos.” Ou seja, a “luta” pelo clima é na verdade apenas um meio para atingir outros fins. Dúvidas?

Coincidência ou não,   na COP25 de Madrid estalou-se a polémica ao colocarem na ordem do dia a agenda da Igualdade de Género o que levou vários países a levantarem-se da mesa.

E para finalizar, a  cereja no topo do bolo: a Times elege como figura do Ano Greta Thunberg com apenas 2% dos votos.

Pior cego é aquele que não quer ver o que os factos denunciam. Mas como diz a sabedoria popular que “a verdade pode ser combatida, mas não vencida”.     Aguardemos  com serenidade pelos  próximos capítulos. 

23 comentários leave one →
  1. Arlindo da Costa permalink
    18 Dezembro, 2019 23:43

    O negacionismo é tramado!
    Fiem-se na Virgem e não corram para os abrigos!

    Gostar

  2. 19 Dezembro, 2019 01:41

    Cristina Miranda parabéns pela excelente compilação de dados verdadeiros. Temos de levantar uma frente popular para enfrentar esta esquerdalha toda que quer dominar-nos pelo medo e a mentira!

    Liked by 5 people

    • jppch permalink
      19 Dezembro, 2019 14:08

      Totalmente de acordo… esperemos que não venha para aqui alguém de calças ou de saia, ajavardar, com aleivosias, palavrões e falta de substantivação científica, um espaço de liberdade e de troca de ideias…. para já não falar na falta de educação por todos os que expõem.

      Liked by 4 people

  3. Manuel Assis Teixeira permalink
    19 Dezembro, 2019 08:13

    Cristina; muito bom e excelente pesquisa e compilação! E claro comprova aquilo que já se desconfiava. Por trás da Greta está uma grande máquina de fazer dinheiro além de invenções políticas claras. Obrigado

    Liked by 5 people

  4. Beirao permalink
    19 Dezembro, 2019 09:14

    A canalha das esquerdas decididamente não tem, nunca terá emenda. A tudo estes fdp deitam mão para levarem a água ao seu moinho. Aproveitarem-se duma pirralha doente e um tanto chanfrada da cabeça, que era na escola que deveria estar, para as suas agendas políticas de merda, é uma vergonha.

    Liked by 4 people

  5. Anónimo permalink
    19 Dezembro, 2019 18:31

    Muito bom.
    Vai para muitos anos que convivo com um familiar que tem a mesma doença da jovem Greta. São assim. Comedidos. Têm certezas. Sobre qualquer tema a Cristina pesquiza e pensa 3 vezes antes de emitir as suas dúvidas. Eles têm certezas. E verbalizam de acordo. Mimetizam acriticamente os comportamentos de quem os rodeia. Debitam acriticamente temas. Não são mentirosos compulsivos. Apenas debitam acriticamente um seu mundo.

    Por esse motivo, desde a sua primeira aparição em público percebi imediatamente o que se estava a passar: basicamente um óbvio, infeliz, aproveitamento -pelos seus familiares, e como Cristina mostra, por outros adultos- de que ela estava a ser alvo.
    Que este crime -abuso de um ser indefeso- chegue às Nações Unidas também não diz nada de favorável sobre a dita causa (cientificamente um desastre) e sobretudo o grau de moralidade dos seus promotores.
    Será que os (trôpegos) fins justificam tantos (imorais) meios?.

    Liked by 5 people

    • 20 Dezembro, 2019 00:36

      E quem na ONU dá guarida a esta trafulhice? Um Xuxalista … o velho e Pantanoso Guterres! Este partido de conspiradores vai ter de ser eliminado.

      Liked by 2 people

  6. procópio permalink
    19 Dezembro, 2019 18:32

    Se comprarem um carro a gasóleo, já podem agradecer à greta os 500 euros adicionais.
    Mais surpresas estão para vir.

    Liked by 4 people

  7. Os corruptos que se cuidem permalink
    19 Dezembro, 2019 23:55

    Olhó o impostozinho! É prá menina e pró menino!

    https://www.lavanguardia.com/natural/cambio-climatico/20191219/472355833996/impuesto-del-co2-parlament-canvi-climatic.html

    Liked by 3 people

  8. 20 Dezembro, 2019 10:13

    As minhas desculpas à Cristina, por me afastar um pouco do foco do post, mas será que poderia investigar porque motivo as tempestades com nome feminino fazem quase sempre mais estragos em Pt do que as masculinas ?
    Eu sei que os nomes são alternados, mas quando é mulher … temos borrasca 🙂

    Liked by 1 person

    • 20 Dezembro, 2019 11:03

      Tempestades feminias portuguesas são portuguesas … ora os nossos avós estabeleceram há séculos a máxima, inspirada em pura segurança pessoal, que “a mulher quer-se como a sardinha ….” LOLOL

      Gostar

  9. ATAV permalink
    20 Dezembro, 2019 12:37

    Olhaaá a teoria da conspiração fresquinha!!! Quem quer a teoria da conspiração? É fresca, está no ponto. Olhaaá a teoria da conspiração fresca!!! Acabou de sair no forno…

    Liked by 1 person

  10. Expatriado permalink
    20 Dezembro, 2019 14:00

    Aproveitando o titulo do post aqui fica um artigo, solitário, que põe a nu a “outra face” da comunicação social tuga.

    https://observador.pt/programas/ideias-feitas/a-imaginaria-destituicao-do-sr-trump/

    Realmente, quem veja e ouça os noticiários, os jornaleiros tentam convencer o rebanho que “o Trump já era”…

    Liked by 1 person

  11. 20 Dezembro, 2019 18:04

    A Greta está a mexer com as pessoas, isso é bom, está a cumprir o seu papel de mensageira sem ser Cassandra, nota-se quando os cães raivosos a atacam, não têm argumentos válidos além de vídeos de youtube, recordes climáticos avulsos e teorias idiotas para desmontar o que a ciência prevê baeado nas leis da física (aquela dos NOX de um post anterior está ao nível do Monty Python…), toca a matar o mensageiro, com a inveja a dar uma grande ajuda.

    Gostar

    • 20 Dezembro, 2019 18:32

      Estava com esperança que tivesse tomado juízo, afinal não!

      Gostar

      • 20 Dezembro, 2019 18:55

        Nunca jorge, afinal não é para isso que Blasfemias existe, para contrariar a bovinidade reinante…

        Gostar

      • Expatriado permalink
        20 Dezembro, 2019 19:00

        Esse está para além do “tradicional” carneiro no rebanho. Foi “promovido” a boi com anel no focinho. O efeito é o mesmo: ser guiado, pelos donos, pelo nariz…

        Liked by 1 person

  12. 21 Dezembro, 2019 03:16

    Republicou isto em O Pica-Miolos.

    Gostar

Trackbacks

  1. Resposta aberta ao debate sobre alterações climáticas na TVI24 | BLASFÉMIAS

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: