Saltar para o conteúdo

Baixa de Lisboa, zona reservada a turistas e à nomenklatura

4 Fevereiro, 2020

O plano anunciado pela CML para a baixa lisboeta é excelente se se pretender que o centro de Lisboa se deve tornar uma área exclusiva para turistas. Uma recriação daquelas zonas especiais para turistas existentes nas ditaduras comunistas. Viver lá é que não.

De acordo com essa sovietização das nossas vidas os jornalistas já formulam perguntas como: “Os residentes poderão receber visitas?Realmente para descarbonizar a cidade o melhor até seria acabar com o direito dos residentes a receberem visitas mas vá lá a CML, magnânima, diz que sim, eles podem receber visitas mas apenas “dez visitantes por mês”, com carros posteriores a 2000 e claro avisando antes o soviete da zona “indicando a matrícula do respetivo veículo, o que poderá acontecer através de uma app criada par o efeito ou por telefone. ”

Há cadeias com regimes de visitas mais simples!

28 comentários leave one →
  1. Manuel Assis Teixeira permalink
    4 Fevereiro, 2020 10:16

    Este menino presidente da Câmara é um perigo! Quer à força deixar marca! Como o impediram da asneirada da segunda circular agora vem a baixa! Isto é de uma estupidez sem nome! Estes socialistas ” nouvelle vague” são do piorio! Passo a passo vão arrasando com a cartilha politicamente correcta ecológica e dos costumes E com a agravante que este quer disputar protagonismo com o sinistro Pedro Nuno Santos para ver quem faz mais! Esta pandilha socialista que nos governa vai deixar marcas terríveis no país. Eu que nunca gostei de Mario Soares, quase me atrevo a dizer que faz falta para pôr esta ” jumentude” na ordem…

    Liked by 2 people

    • Carlos Rosa permalink
      4 Fevereiro, 2020 13:20

      Eles são os donos disto tudo.
      Agora até são os donos do clima.
      Como é que os comunistas e os bloquistas não hão-de andar ufanos com o Costa?

      Eu até acho bem; mantenham-se bem juntinhos. Assim até parece que são muitos.

      Gostar

  2. Jornaleca permalink
    4 Fevereiro, 2020 10:44

    Eu estou encantado, e farto-me de rir.

    Como lembrou um comentador aqui muito bem, ontem, salvo erro. A nossa constituição é uma das mais estúpidas em todo o mundo. A caminhar para o socialismo.

    Todos os ateus merecem o que estão a colher agora. Todos.

    E as putas no Largo do Rato obedecem a uma mulher estrangeira, profundamente doente. A esquerda podre faz tudo o que ela quer, senão ela corta-lhes o dinheiro, contra todas as regras. Mas ela faz-o.

    LOL

    Querer “descarbonizar” a nossa sociedade é um dos maiores crimes e a úlitma prova, que os ateus de ciência nada, nadinha percebem. Existem excepções, mas são raras.

    Gostar

  3. JPT permalink
    4 Fevereiro, 2020 11:14

    A autora deste post é mesma pessoa que eu venho aqui criticar por defender, “à outrance”, fechar lojas, encerrar serviços, e despejar arrendatários, para passar tudo entre o Marquês e o Tejo para alojamento local e hotéis (o que é “excelente se se pretender que o centro de Lisboa se deve tornar uma área exclusiva para turistas”) sic? Incomoda-a a “apropriação cultural” dessa parte da agenda liberal pelos ditos “socialistas”?

    Gostar

    • Jornaleca permalink
      4 Fevereiro, 2020 13:08

      Agora explique-nos, o que é que isso, uma péssima e estúpida política de asnos socialistas, tem de ver com uma agenda liberal, por favor?

      Liked by 1 person

    • lucklucky permalink
      4 Fevereiro, 2020 17:38

      O JPT parece que tem problemas com as outras pessoas decidirem fazer o que querem com o que é seu.

      Liked by 1 person

      • JPT permalink
        5 Fevereiro, 2020 10:03

        O JPT e a civilização, cujo cimento é limitar a liberdade de cada um fazer o que quer, inclusivamente, com o que é seu.

        Gostar

  4. Luís Lavoura permalink
    4 Fevereiro, 2020 11:25

    se se pretender que o centro de Lisboa se deve tornar uma área exclusiva para turistas

    Em princípio, é isso mesmo que deve acontecer. Com os preços da habitação cada vez mais caros nessa área (coisa que é muito apoiada aqui neste blogue) e com a transformação de toda a habitação nessa área em hoteis e alojamentos locais (coisa que é muito apoiada neste blogue), irá deixar de haver residentes nessa zona (coisa que tem sido justificada neste blogue, dizendo-se que de qualquer forma já há muito tempo que ninguém queria ir para ali morar).

    Cada vez mais, a tendência será essa mesma, que o centro de Lisboa se torne num parque recreativo para turistas, no qual não haverá portugueses nem residentes nem trabalhadores (com exceção daqueles que trabalham para os turistas).

    Gostar

    • Rogerio Alves permalink
      4 Fevereiro, 2020 17:48

      Uma coisa é que o que cada um quer e, não lhe sendo impedido, optará por fazer… e outra é o que o LL “sabe”que deve ser feito.

      A conversa é velha e estafada e o LL não tem conseguido ir para além desse discurso socialista proto-ditatorial.

      Há tempos (se calhar era outro Luís Lavoura) ainda tinha umas tiradas com algum conteúdo… Agora é só um chato!

      Gostar

  5. MJRB permalink
    4 Fevereiro, 2020 11:49

    Parte enorme da cidade continua desprezada. Pela câmara e pelas juntas.
    Por exemplo, as zonas não-turísticas parecem a qualquer hora (e sobretudo a partir das 19 horas), despovoadas, abandonadas. Aos habitantes não lhes é proporcionada alternativa ao marasmo, ao tédio.
    PPassos Coelho tem esse “pecado”: deixou que uma candidata já derrotada antes das eleições, fosse “alternativa” ao Medina.

    Liked by 1 person

    • Luís Lavoura permalink
      4 Fevereiro, 2020 12:26

      as zonas não-turísticas parecem a qualquer hora (e sobretudo a partir das 19 horas), despovoadas, abandonadas. Aos habitantes não lhes é proporcionada alternativa ao marasmo, ao tédio

      Disparate. As pessoas preferem ver televisão em suas casas do que andar na rua. A culpa dessa preferência não é da Câmara Municipal. Nem é da competência da Câmara Municipal abrir bares, lojas, cinemas ou outras instituições nas quais as pessoas passem o tempo após as 19 horas.

      Gostar

      • Tiradentes permalink
        4 Fevereiro, 2020 12:36

        Então era isso que acontecia quando diziam que a baixa da cidade estava despovoada com os prédios a cair de podre abandonados? estavam todos a ver televisão?

        Liked by 1 person

      • MJRB permalink
        4 Fevereiro, 2020 14:17

        LLavoura,

        duvido que vc. conheça cidades não só europeias, com “vida” diurna e nocturna estimulada pelas autarquias. Ou, se conhece, colocou aqui um disparate para safar os edis de Lisboa.
        …E que tipo de televisão veem ? Estou-me marimbando para isso. No entanto, partindo da sua conclusão, os edis pensarão que essa vida caseira-e-assim-basta reanima, relaciona quotidianamente as populações, os bairros, as freguesias.

        Gostar

      • A. R permalink
        4 Fevereiro, 2020 20:12

        Pois a Califórnia socialista é um amontoada de tendas de campismo, seringas de dejectos humanos espalhados pelo chão. Vai a caminho de Detroit com tanta inépcia.

        Liked by 1 person

    • Jornaleca permalink
      4 Fevereiro, 2020 13:21

      @MJRB

      Mas o que é que deseja?
      Lisboa é controlada pelo esterco da humanidade, pelos injustos, pelos ladrões, etc.
      Os amantes da física agora querem que a esquerda não rouba mais? Que os mentirosos notórios se transformem em “santos”?

      O Passos Coelho é do seu querido PSD. Qual o problema? E porquê é que o seu Passos Coelho o fez? Alguma razão terá, não é? Já escreveu a ele a perguntar porquê é que o fez?

      Você critica, mas não quer solução NENHUMA, porque é muito exigente. Você quer ser mais perfeito, que a perfeição. Isso é impossível.

      É que neste jogo, não há nenhum partido, que possa agradar a todos. Isto é uma premissa muito importante.

      Lisboa pertence à esquerda putana e traidora. Ponto final.

      Eles fazem o que querem, ninguém manda neles e o resto de Portugal é o jardim deles. Fora o meu cantinho. Já os avisei e eles obedecem-me, senão levam nos cornos.

      Gostar

      • MJRB permalink
        4 Fevereiro, 2020 14:23

        Acalme-se. Cuide das suas arritmias cardíacas.

        Gostar

      • jppch permalink
        4 Fevereiro, 2020 19:55

        Cuidado com as arritmias e com a falta de educação… acalme..se e seja bem educada

        Gostar

      • Jornaleca permalink
        4 Fevereiro, 2020 20:10

        Cuidado com quê?
        Quem não está calmo, é quem não responde à questão. Qual o medo?

        Que respostas tontas e falsas, sem orientação nenhuma.

        Eu vou começar a alargar o meu território.

        A minha saúde está excelente.

        Mal educado é aquele, que vê fantasmas e não responde, com educação.

        Aos fugitivos!!

        Gostar

  6. Filipe Bastos permalink
    4 Fevereiro, 2020 14:02

    Como o Lavoura já disse, para a direita é assim:

    Quando a malta é despejada dos sítios porque o preço das rendas e das casas sobe para o infinito, isso é bom: é o ‘mercado’. E o mercado, como sabemos, é sagrado e infalível.

    Quando é a Câmara xuxa a provocar o mesmo efeito, isso é mau. Porque não é o mercado.

    E claro, isto evoca logo sovietes e fotos de Pyongyang, que, como sabemos, têm tudo a ver com Lisboa, com o Partido da Sucata e com o Merdina. Não podia ser mais parecido.

    Medidas pseudo-ecológicas dos xuxas? Estaline! Coreia do Norte! Ditadura! Fome! Horror!

    Mama dos especuladores e ganância dos senhorios? Fantástico! Os tugas pobretanas que vão para a Baixa da Banheira, que os bifes e o Airbnb rendem mais.

    Às vezes interrogo-me. Será o Jornaleca mesmo um bot esquerdalha, ou será apenas o alter ego, o Mr. Hyde dos direitalhas cá do sítio?

    Gostar

    • JPT permalink
      4 Fevereiro, 2020 14:46

      Ou, por outras palavras, para a esquerda é assim: Quando as ruas de Lisboa ficam desertas de lisboetas devido ao despejos de inquilinos que pagavam rendas de 1940, e da sua substituição por actividades que dão dinheiro ao senhorios, é a selvajaria do mercado e a crueldade da “Lei Cristas”. Quando as ruas de Lisboa ficam desertas de lisboetas (os normais, com filhos e compras) porque a CML barra o acesso de automóveis particulares (mas não a TVDE, tuk-tuks, autocarros de turismo e dos “amigos” dos hotéis) e faz desaparecer centenas de lugares de estacionamento, para instalar ciclovias onde só meia dúzia de cromos circula, e passeios de 6 metros de largura em ruas onde ninguém passa, isso é bom, porque protege o ambiente. Moral da história: quem tem razão é o camarada Arnaldo de Matos.

      Gostar

    • lucklucky permalink
      4 Fevereiro, 2020 17:44

      O Filipe Bastos que mama no capitalismo e nas coisas dos outros vem claro defender a continuação da mama.

      Estou surpreendido porque é que o Filipe Bastos não continua a andar de mula, e em vez de vir para um blog postar porque não usa as velhinhas cartas em papel ou papiro…

      Fica demonstrada a mamice do personagem. Afinal o mercado é bom para vir aqui postar…

      Gostar

    • Jornaleca permalink
      4 Fevereiro, 2020 20:35

      @Filipe Bastos,

      você, que não é capaz, de formular um pensamento correcto, que nada sabe, que nada aprende, que só sabe arruinar, que vota na esquerda fascista e é responsável, por toda a pobreza em Portugal, diga lá, o que é um direitalha?

      Gostar

  7. jppch permalink
    4 Fevereiro, 2020 14:03

    Não vivo, não estudei nem fiz as minhas graduações em Lisboa…. mas atendendo a quando vou a Lisboa, na Baixa, o que constato é monhés, mohamed’s, abdul’s e quejandos que não precisam de viatura (para já não falar na nova mesquita no Martim Moniz), questiono-me…. é isto que queremos vender aos turistas? e os Portugueses que lá residiam (tivessem a ver TV ou não?) e as lojas portuguesas, micro empresas que tinham não só expressão econômica como sociológica, que é feito delas, quem as defendeu?? Uma coisa é certa… um acéfalo como Medina não caiu do céu… foram os lisboetas, tão etnocêntricos e senhores de tanta urbanidade, que o lá puseram… agora aguentem… e de caminho vão fazer compras a pé aos monhés e islamitas e vendam esse contexto aos turistas como tipicamente português

    Liked by 2 people

  8. Jornaleca permalink
    4 Fevereiro, 2020 20:32

    @A. R (4 Fevereiro, 2020 20:12)

    Muito bem lembrado. Correcto.
    Aquilo lá parece já o curral de porcos, que a esquerda para Lisboa também quer.

    Ou são muito ricos, ou muito pobres. O resto foge de lá, da tal Califórnia.

    E o preço da gasolina é muito, mas muito mais caro, do que em outras regiões. E assim para a frente.

    Liked by 1 person

  9. Pedro Martins permalink
    6 Fevereiro, 2020 01:50

    Há realmente absurdos?
    Fruto de incompetência e estupidez,cerceando direitos e provocando a prazo um mercado distorcido e o abandono dessa área para habitação, como era há 20 e mais anos.!!!

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: