Saltar para o conteúdo

Num mês de Dezembro, há 16 anos

14 Dezembro, 2020

Jorge Sampaio corria com Pedro Santana Lopes que contava com maioria absoluta no parlamento. Alguém sabe exactamente explicar porquê? Ah já sei era o regular funcionamento das instituições posto em causa porque se demitira o Ministro da Juventude, Desporto e Reabilitação.

20 comentários leave one →
  1. Luís Lavoura permalink
    14 Dezembro, 2020 09:51

    Tal e qual como Mário Soares (Presidente da República) em 1985 decidiu, sem que ninguém a isso o obrigasse, dissolver a Assembleia da República para promover eleições que levaram à maioria absoluta de Cavaco Silva. Porque é que a direita nunca menciona esse episódio?

    Gostar

    • chipamanine permalink
      14 Dezembro, 2020 11:41

      Apesar de não ser “de direita” ( ai que coisa horrivel) a suposta dita direita não menciona o episódio porque:
      1-O governo Cavaco em 1985 não tinha a maioria absoluta e foi deitado abaixo por uma moção de censura do PRD acompanhado pelo PS e pelo PCP por causa de uma visita à Estónia (?) em 1987
      2- O Marocas Soares (um gajo de esquerda –note-se) odiava o PRD que foi criado para lhe fazer frente depois dele fazer a vida negra ao anterior presidente (como pm) chegando a publicar leis directamente e dirigidas contra o Ramalho Eanes
      3- O Maroca Soares (não esqueça que “de esquerda”) já PR resolveu “matar definitivamente” o PRD convocando eleições mesmo sabendo quase de certeza que o Cavaco acabaria com maioria absoluta.
      4- O Marocas Soares sabia , sempre soube o que fazer e neste caso era o inimigo mais próximo dele pessoalmente (Ramalho Eanes) e do partido (PS) que era o PRD, até porque quem se mete com o PS (esquerda) leva.
      5- Assim foi o Marocas Soares, um gajo de esquerda que levou o Cavaco à maioria absoluta
      Portantessss um gajo, mesmo que não seja “de direita” não pode ir atrás de uma mentira mesmo que “de esquerda”, como aliás é comum entre os seus.
      Portantessss 2 em 1987 foi um gajo de esquerda do PS (o Marocas) que querendo matar um partido que lhe fazia frente , o PRD, que tudo fez para que se o Cavaco tivesse maioria absoluta.
      Portantessss 3 deixando passar a onda cavaquista assumida pelo Marocas como um mal menor ((desde que “assassinasse” o PRD) em devido tempo o mesmo Marocas na qualidade de PR passou a fazer oposição à maioria absoluta cavaquista ….até ao ponto de apoiar os cortadores camionistas de pontes com o “direito à indignação” se está bem lembrado.
      Esta coisa de “resumir a história” para “raciocínios” que nos dão jeito leva a mentir em qualquer lado da história. Nada de novo no revisonismo histórico da “esquerda”.

      Liked by 3 people

      • Mauritano permalink
        14 Dezembro, 2020 13:10

        Já estava a ganhar ao Lavoura aos pontos, mas o último paragrafo é o que se chama um KO técnico.

        Gostar

      • Renato permalink
        14 Dezembro, 2020 16:17

        Excelente… já nem me lembrava de muito disto!

        Gostar

    • 14 Dezembro, 2020 13:50

      «Mário Soares (Presidente da República) em 1985.»

      Mário Soares só tomou posse como PR a 9 de Março de 1986.

      Gostar

      • chipamanine permalink
        14 Dezembro, 2020 16:10

        É uma daquelas partes do revisionismo histórico sócio-revolucionário que um bom socialista gosta de usar, esperando que ninguém tenha memória . Em 1985 ainda era o Ramalho Eanes com quem o Marocas tinha entrado em rota de colisão enquanto pm e que nunca lhe perdoou por ter criado o PRD depois de ter feito todas as maldades jamais vistas a um PR. Até a possivel graduação militar e respectiva reforma o governo do Marocas legislou para atingir o então PR. Coisa aliás que veio a ser resolvida quase 20 anos depois em tribunal dando razão a Ramalho Eanes com uns milhões a haver que ele em tribunal disse que prescindia a favor de instituições. Os “luizes lavouras” deste mundo contam com desmemoriados e desinformados para dizerem aquilo que lhes “apetece”

        Liked by 2 people

    • antonio luis castro permalink
      16 Dezembro, 2020 19:58

      É a prova que os socialistas convivem mal com a democracia. Duas dissoluções da Assembleia da República, apenas com o intuito de favorecer o próprio partido.

      Gostar

  2. Expatriado permalink
    14 Dezembro, 2020 10:02

    Isto só se resolve com a continuação dos geringonças (juntos ou “separados”) no Poder quando a crise (mais uma) chegar. Terão se ser eles a governar o sítio para que o povoléu, que tanto gosta dos socialismos, experimente na carne as dores do parto que se imporá. Só assim serão vacinados contra o “vírus” dos “almoços grátis”. Vai doer? Vai!!

    Liked by 1 person

  3. FreakOnALeash permalink
    14 Dezembro, 2020 11:00

    Este assunto merecia artigos extensos a analisar o que esteve por detrás da dissolução da assembleia protagonizada por Jorge Sampaio que culminou com a eleição do ex-presidiário Sócrates. Costumo muitas vezes argumentar que Sampaio foi o pior presidente em democracia devido a esse facto. Este e o anterior governo PS já fizeram merd@ enumeras vezes tem culpa dolosa numa série de incidentes gravissimos e para MRS no passa nada!….Pensando bem MRS ainda é pior que Sampaio!

    Liked by 3 people

  4. lucklucky permalink
    14 Dezembro, 2020 12:20

    Foi um Golpe de Estado do Presidente Sampaio. mas como a elite politica-jornalista concordou fizeram censura ao facto.

    Liked by 1 person

  5. Manuel Santos permalink
    14 Dezembro, 2020 12:46

    Foi a 30 de Novembro.

    Gostar

  6. 14 Dezembro, 2020 14:00

    Alguém sabe exactamente explicar porquê? Eu sei!
    Pela mesma razão que Cavaco não deu posse ao partido que ganhou mas sim a uma coligação de Socialistas, Comunistas e Trotskistas.
    Os presidentes de esquerda só fazem m…

    Gostar

    • Zé Manel Tonto permalink
      14 Dezembro, 2020 20:12

      Cavaco chamou o partido que ganhou a formar Governo.
      O programa de Governo foi chumbado na assembleia. Chamou o segundo partido mais votado, e o programa de governo desse partido passou.
      Nada de errado.

      Liked by 1 person

  7. João Sousa permalink
    14 Dezembro, 2020 15:13

    Sampaio despediu Santana porque o seu querido PS já estava em condições de ganhar as eleições. O tal ministro não foi senão um pretexto invocado: se não houvesse ministro, o sonso Sampaio até teria sido capaz de invocar o gel de cabelo de Santana como um atentado à dignidade do Estado.

    Liked by 1 person

  8. marão permalink
    14 Dezembro, 2020 16:11

    Agora nesta bandalheira pegada, para o regular funcionamento das instituições falaciosas, não se demite o Cabrita, não se demite o Costa, nem mesmo ao impensável e plastificado Marcelo se aponta o olho da rua.

    Liked by 2 people

  9. 14 Dezembro, 2020 18:35

    Sobre este mesmo tema escrevi no ano passado, num outro blog…

    https://delitodeopiniao.blogs.sapo.pt/alianca-velha-10555857

    … Isto:

    «(…) Afirmar que o governo presidido por Pedro Santana Lopes foi o “pior”, ou “o mais desastroso”, ou qualquer outra idiotice desse tipo, só demonstra que quem o faz tem sérios problemas de (falta de) inteligência, de memória e/ou de saúde. José Sócrates decerto agradece tais disparates. (…) José Sócrates agradeceu, sim (e, se não o fez, devia tê-lo feito), a Jorge Sampaio a oportunidade que teve. E, comparado com o do “engenheiro ao domingo”, o governo de Pedro Santana Lopes foi mesmo magnífico. (…) A alusão às “pessoas que continuam a apostar em (Pedro) Santana Lopes” não é para mim de certeza, pois não “aposto” nele nem em praticamente qualquer figura do actual regime – regime que, volto a dizer, já há muito passou do “prazo de validade” e deve ser substituído. Porém, isso não implica que aceite, nem que seja pelo silêncio, as mentiras, as falácias, as distorções, enfim, a reescrita falseada da História, que atingem PSL ou qualquer outra pessoa. Obviamente, o governo daquele tinha de facto “um mínimo de consistência” – interna e ainda um apoio maioritário no parlamento – e não andou a “perder tempo com incubadoras” – tal foi apenas um “fait-divers”, um “sound-bite”, que, claro, os opositores e a comunicação social “amiga” daqueles trataram de exagerar até à histeria, criando o ambiente propício para que em eleições legislativas (indevidamente) antecipadas o PS obtivesse um (imerecido) triunfo. Desastrosa foi, sim, a presidência de Jorge Sampaio, cujas consequências continuamos a sofrer.»

    Liked by 1 person

    • 14 Dezembro, 2020 22:48

      Eu cá tenho um especial carinho pelos casais que se divorciam e que, mais tarde, voltam a casar-se.

      Os burros á que nunca se enganam…

      Gostar

    • João Brandão permalink
      15 Dezembro, 2020 11:57

      Muito bem!

      Gostar

  10. Beirão permalink
    15 Dezembro, 2020 09:47

    O cenoura sempre se comportou politicamente como um estupor de marca registada. Um cínico, este caramelo.

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: