Saltar para o conteúdo

Se insistirmos mais um bocadinho ainda vem um comunicado sobre o comunicado

6 Março, 2021

Transcrevo a nota indigente da Polícia de Segurança Pública acerca dos acontecimentos do meu último post. Não deveria tecer qualquer comentário adicional já que o comunicado tresanda, mas vou fazê-lo na mesma pela redundância que me caracteriza.

A polícia de Segurança Pública (PSP), sobre a ocorrência na Praça do Marquês – Porto, esclarece e informa:

  1. No passado dia 03, na cidade do Porto, os nossos Polícias verificaram 03 (três) cidadãos a conversar, sem observar o distanciamento social (2 m) e encontrando-se 2 (dois) deles sem máscara.

“Verificaram”? “Sem distanciamento social”? Mas o que é isso? Não se pode? Não posso montar a Rute se ela deixar? Não posso desatar aos beijos a um moçambicano apessoado desde que o homem se sinta motivado para participar de livre vontade? É obrigatório andar mascarado? Desde quando? Por qual motivo? Vocês recebem à peça por cada infracção ao código de imbecilidade governamental que “verificam”?

  1. O terceiro cidadão, mais idoso, encontrava-se sentado num banco de jardim, sinalizado com fitas para impedir o seu uso e tinha máscara colocada no queixo.

Não se pode ter máscara no queixo? E pêra? E um lenço na cabeça? Fitas para impedir o uso de bancos de jardim? Têm térmitas? A santa constituição permite sequer que se coloque em questão o uso de banco de jardim? Ou do jardim propriamente dito?

  1. Os Polícias abordaram essas pessoas, alertando-as para a necessidade de observarem as medidas de diminuição de risco de contágio.

Mau. Então não posso lamber maçanetas? Posso pedir eutanásia mas não posso ter relações com pessoa com SIDA? Necessidade? A polícia — e já agora, qual o motivo para a letra maiúscula? — agora ocupa-se de necessidades? Estou a precisar de uma massagem ali entre a terceira e a quarta vértebra, senhor agente: é uma necessidade.

  1. O cidadão mais idoso após a advertência dos Polícias, de imediato colocou a máscara de forma correta e justificou o uso do banco pelo estado de cansaço em que se encontrava, pelo que necessitava de um momento de pausa. Perante este cenário, os Polícias, e bem, ofereceram o apoio e não registaram qualquer autuação, o que foi motivo de agradecimento pelo cidadão. Os cidadãos que não usavam qualquer máscara foram autuados.

Portanto, não multam um, multam dois. E o que é isso de os polícias oferecerem apoio a uma “necessidade” perante uma justificação? Se é ilegal um tipo sentar-se num banco de jardim, é ilegal para todos, não só para os que não estão cansados. A polícia agora fomenta ilegalidades e ainda se sente comichosa perante agradecimento de criminosos? É que se não fomentam ilegalidades é porque qualquer um se pode sentar num banco de jardim, tenha fitinhas ou outra azeiteirada que o edil decida mandar colocar (são demasiadas para enumerar). Ou é ilegal, ou não é. Se fosseis mas é bugiar em vez de andar a chatear pessoas é que fazíeis bem. Repito: recebeis à peça por cada indivíduo “verificado” em incumprimento das determinações aleatórias de um bando de loucos?

  1. Quem fotografou e divulgou a situação, um dos cidadãos autuados, deturpa claramente o que aconteceu.

Portanto, paga e não bufes. C’um caraças. Alguém recebeu salário para escrever esta fantochada? A bem da nação e da língua portuguesa, que seja alguém em teletrabalho para o resto da sua vida.

13 comentários leave one →
  1. Rocco permalink
    6 Março, 2021 16:39

    Esta bófia é da mesma qualidade do desgoverno deste sítio…

    Gostar

  2. Expatriado permalink
    6 Março, 2021 16:41

    😜👍👏👏👏

    Gostar

  3. chipamanine permalink
    6 Março, 2021 17:13

    A Pulixa é o retrato do tuga. Não se sabe sequer expressar verbalmente quanto mais por escrito. Como pode interpretar leis e depois ser condescendente com a ilegalidade?
    Um GNR (lê-se generê) abordou um individuo numa rua completamente deserta “aconselhando-o” a pôr a máscara por estar na via pública. Esse individuo tirou foto da rua atras dele (deserta) e na frente dele (deserta) e perguntou se o decreto o obrigava a usar máscara estando ele sozinho na rua e apenas tendo sido abordado pelos (viatura) generês à distancia (superior a 3 m) porque …ele (mais uma vez o telemóvel) estava a ler o decreto e dizia que era “obrigado” (“apenas”) quando podesse haver condições em que o distanciamento não pudesse ser respeitado e que na rua completamente deserta não era o caso.
    Nessa altura o jovem generê passou ao “ataque”, pois só era “permitido” a volta higiénica próxima da residência perguntando a quantos metros estaria da residência . O individuo respondeu-lhe que se quisesse a sua identificação lhe daria e que ele consultasse atraves do NIF a sua residência fiscal, mas que por princípio e não estando a cometer nenhuma ilegalidade não via necessidade nem da pergunta e muito menos da resposta.
    O jovem generê amofinado perguntou:
    O senhor é advogado?
    O individuo respondeu que se chamava ….(nome)
    Que na condição em que estava de “esticar as pernas2 não tinha nenhuma qualificação ou profissão e que estava apenas a cumprir a recomendação clínica do seu médico de andar no mínimo 3 km por dia. Logo de seguida perguntou ao jovem generê se podia afastar-se 1.5 km de casa só para fazer uma ida e vinda de casa para cumprir a recomendação medica ou se teria de fazer 10 trajetos de 300 m perto dela.
    O generê condutor que se tinha mantido calado já dizia para o colega “vamos embora”.
    E foi assim que a pulixa arrancou sem dizer boa tarde tal como não tinha dito à “chegada”.
    Este “fássismo” agrada a todo aquele que não gosta nada de ser intolerante (Antonio Costa dixit)

    Liked by 4 people

    • jppch permalink
      9 Março, 2021 11:57

      Fantástico… simplesmente fantástico Chipamanime… um retrato (que os erros ortográficos) condimentam para o retrato ser o mais fiel possível da realidade que (infelizmente) vivemos… Parabéns

      Gostar

  4. chipamanine permalink
    6 Março, 2021 17:15

    os erros ortográficos são por minha conta…as minhas desculpas

    Liked by 1 person

  5. Eduardo Menezes permalink
    6 Março, 2021 17:37

    99.9 % estou de acordo consigo, senhor vitorcunha.
    Hoje estou 100% em completo desacordo

    Gostar

    • FreakOnALeash permalink
      8 Março, 2021 10:51

      E somos 2. Há aqui uma história por detrás de tanto ódio aos agentes de autoridade por parte do Vitor. Estavam a cumprir as ordens que receberam…a foto que colocaste no outro dia foi mesmo para deturpar o que se passou, devias ter vergonha na cara. Sensibilizar idosos sobre os perigos da pandemia é uma missão nobre…as alarvidades que tens pronunciado sobre a pandemia é mesmo de quem desconhece a situação da linha da frente e não quer saber. Vá censura-me!

      Gostar

  6. 6 Março, 2021 19:21

    Claro que são uns imbecis. Aproveitam a pandemia para a prepotência da praxe.

    Isso é uma coisa; outra é inventar o que não aconteceu e passar a ideia que isto é com cada um. Claro que não é.

    Gostar

  7. 6 Março, 2021 19:23

    No outro dia foi um chui de moto que se armou aos cucos a passar por um local destinado a bicicletas e a chatear-me que eu é que devia ir por um carreiro por onde mal passa uma pessoa, chamando àquilo uma ciclovia.

    Mandei-o andar de mota na estrada que ele era o único a seguir por local errado.

    Gostar

  8. André Silva permalink
    6 Março, 2021 20:29

    A dúvida mais pertinente de esclarecer é se a Rute de que fala é a Rute Manus (uma carinha laroca mas a típica indigente intelectual feminazi-cadelamunista-socialista), a Rute Marlene (que pimba de qualidade!) ou – sendo do Porto – a Rute Marques (ó tempo, volta para trás!..).

    Gostar

  9. voza0db permalink
    6 Março, 2021 22:16

    A bem da nação e da língua portuguesa, que seja alguém que morra logo a seguir a levar com a vacina milagrosa… Escumalha deste nível não merece o ar que desperdiça.

    Gostar

  10. Direitalho como ustedes permalink
    7 Março, 2021 03:49

    Site chunga que censura comentarios de quem luta verdadeiramente pela liberdade. Atão e o chunga dos ciganos que vocês adoram,sim esse xunga xuxa tipo delegado sindical da bofia já lhe perguntaram o que pensa ele acerca desta maravilhosa prestação da bofia? Hipocritas,vão trabalhar! Site pseudo direita direital polidor de botas do sistema esquerdalho xuxa! Vão trabalhar !

    Gostar

    • chipamanine permalink
      7 Março, 2021 08:04

      Mais um clone esquerdalho como vosoutros (esquerdopata) a espalhar o ódio do bem. Pagam-lhe para escrever estas coisas por isso é que acha que os outros devem ir trabalhar, que ele, já está a ser remunerado.
      Tenha calma quando chegar a hora integrará as brigadas revolucionárias de portugal venezuelano e será mais bem pago ou quem sabe mesmo ser um guarda de um goulag.

      Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: