Saltar para o conteúdo

Lembram-se tempo em que os animais falavam e em Portugal se discutia a constitucionalidade de tudo e mais alguma coisa?

25 Março, 2021

Pois hoje estamos na República Socialisto-Cubana Portuguesa: vamos ver os turistas fazer o que nos está vedado.

14 comentários leave one →
  1. luis barreiro permalink
    25 Março, 2021 20:49

    em cheio

    Gostar

  2. 25 Março, 2021 22:25

    O PS na oposição mandava tudo para o TC; o Rio, para agradar ao Kosta e na esperança duma esmolinha num (muito eventual) Bloco Central ainda vai propor que o TC acabe para evitar desgostos.

    Gostar

  3. lucklucky permalink
    25 Março, 2021 22:52

    A Constituição só interessa quando não atrapalha a Esquerda.

    Liked by 2 people

  4. António Gouveia Cabral permalink
    26 Março, 2021 06:59

    Nunca mais CHEGA o tempo de se poder tratar o mais fraco a pontapé e se refilar acusa-se de comunista desaparece e a família fica em vigilância apertada..

    Gostar

  5. Chopin permalink
    26 Março, 2021 08:21

    Não vale a pena fazer drama. Já tinham colocado os ciganos, as pessoas transparentes e os migrantes à nossa frente, agora é só mais os turistas.
    Nos países de Leste, que serviram de inspiração a estes demucratas, havia restaurantes para estrangeiros e outros para nacionais. E aquilo era uma grande democracia.
    Os meus pais recordam-se de discussões acaloradas, após a Fundação de Portugal em 1974, em que o tema era qual o modelo a seguir, o albanês, o soviético ou o chinês. Não sei se já chegaram a uma conclusão.
    Na foto acima, deixada pelo sr voza0db até se vê os portugueses a reflectir sobre qual a opção a tomar.

    Liked by 1 person

  6. Andre Miguel permalink
    26 Março, 2021 08:42

    Nao surpreende, pois afinal os estrangeiros residentes já pagam menos impostos que os nativos. O nativo só serve para pagar impostos e meter uma cruz num papel que legitima a escavidao. Cada povo tem os governantes que merece.

    Liked by 3 people

  7. Desalinhado permalink
    26 Março, 2021 09:27

    Temos que sempre desconfiar dos desconfinamentos do António Costa.
    Manter portugueses confinados, impedidos de circular entre concelhos, mas depois abrir excepções para turistas que cheguem ao país, podendo-se deslocar livremente para o locais onde tenham a sua reserva de hotel, é no mínimo caricato.
    Com a chegada maciça de brasileiros, que por regra têm sempre um avô ou uma avó portuguesa de que raramente se lembram, natural de Barcelos ou de Freixo de Espada à Cinta, como locais sentimentais a visitar, é vê-los por aí a deambular, de um lado para o outro, com sotaque do Rio de Janeiro ou de Minas Gerais, sob o olhar enternecedor do ministro Augusto Santos Silva, que à falta de ingleses no Algarve, que tanto queria, vai-se contentando com os excursionistas do samba no pé.
    O estado de emergência, agora renovado, vai vigorar até 15 de Abril, e Marcelo já vai avisando que é preciso testar e rastrear em força e vacinar mais e mais depressa, para não correr o risco deste segundo mandato ficar apenas conhecido pelo mandato dos estados de emergência decretados, que além de não lhe darem nenhuma popularidade – onde já vai o tempo dos afectos e das selfies – teme, sobretudo, que o pior ainda esteja para vir, quando o país e os portugueses forem confrontados com a realidade dos números do défice e da inflação, do desemprego e da falência, em que vai ter de começar tudo de novo, menos a corrupção e o desmando, que esses continuam bem entranhados e de boa saúde nos propósitos e intenções de quem nos governa.
    Não há Europa que nos acuda nem indignação que nos sacuda!

    Liked by 3 people

  8. Luís Lavoura permalink
    26 Março, 2021 09:28

    Não. Os turistas podem fazer o mesmo que os portugueses: atravessar fronteiras concelhias para se deslocar aos hotéis em que tinham reservado estadia.

    Gostar

  9. beirão permalink
    26 Março, 2021 11:20

    Vivemos num coio pastoreados por um gangue que perdeu de todo o tino e a vergonha. E para que tudo no coio continue na mesma e a agrava-se a olhos vistos, temos uma c. social manifestamente esquerdalha, agachada, que se vendeu por uns milhões e que, de tão evidente ser a desfaçatez da sua militância ideológica, só me pode causar asco.
    O coio está irrespirável. A estrangeirada agora tem privilégios e direitos no coio que são cerceados aos “tugas” mansos, cobardes, parvajolas.
    Merecemos isto tudo… e muito mais!

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: