Saltar para o conteúdo

Era uma vez uma noite muito loonggaaaaaaa…

27 Setembro, 2021

Os resultados não era bons para o BE

Catarina Martins foi buscar aquilo que deve ter aprendido nas aulas de teatro.

A intervenção de Catarina Martins parecia uma peça infanto-juvenil: repetia meia dúzia de termos – vontade, habitação, noite muito longa, determinação, humildade..- e prolongava as sílabas para para lá do aceitável.

De repente senti-me transportada para aquelas peças de teatro que faziam parte da minha infância.

17 comentários leave one →
  1. FreakOnALeash permalink
    27 Setembro, 2021 09:41

    Ventura não teve uma Vitória com V grande…mas que deu uma baile ao BE lá isso deu! E isso deve doer aos janados das ideias que professam ideais janados!

    Gostar

  2. chipamanine permalink
    27 Setembro, 2021 11:06

    Esse partido citadino de gente bem que não tem expressão autárquica nenhuma é levado ao colo pela “emprenssa” engajada como se de algo importante se tratasse. Entretanto é a mesma “emprenssa” que diz cobras e lagartos da fraca expressão do CDS que ainda detém 5 municípios.

    Liked by 1 person

  3. Weltenbummler permalink
    27 Setembro, 2021 11:09

    O Noivado do Sepulcro

    Vai alta a lua! na mansão da morte
    Já meia-noite com vagar soou;
    Que paz tranquila; dos vaivéns da sorte
    Só tem descanso quem ali baixou.

    Gostar

  4. carlos rosa permalink
    27 Setembro, 2021 11:23

    Costa, o Padrinho, quando estiver a entrar no Inferno, vai certamente com o seu ar otimista.
    .

    Gostar

  5. carlos rosa permalink
    27 Setembro, 2021 11:40

    Quem vai ter mais poder negocial com o “nosso 1º Ministro”, o BE que não ganhou uma única Câmara Municipal, ou o PCP que perdeu mais 5?
    Se calhar é o PAN que já manifestou ao “nosso 1º Ministro” a sua indignação com o avanço das forças populistas.

    Ai Jerónimo, Jerónimo, Catarina, Catarina, Inês, Inês,

    -Percam mais 5,
    duma assentada que eu pago já,
    de vinho tinto,
    q’alegra a malta toda, oh pá.

    Gostar

    • Desalinhado permalink
      28 Setembro, 2021 06:50

      Percam mais 5, duma assentava que eu pago já.
      Excelente! O que só prova que o humor dos portugueses continua em alta, à beira da maioria absoluta.

      Gostar

  6. Ricardo Amaral permalink
    27 Setembro, 2021 14:41

    Arroios(mezze à parte digo eu)passou para o psd(agora a ver vamos como fica diz o tiririca).no observador tem a llista das freguesias e resultados de ontem.(grande fantochada blog,clicar no meu nome)

    Gostar

  7. ANTONIO MANUEL PAIXAO AFONSO permalink
    27 Setembro, 2021 14:52

    a teatreira é um fiasco.

    Gostar

  8. Manuel Antoni permalink
    27 Setembro, 2021 14:53

    a teatreira é um fiasco.

    Gostar

  9. José Pires Borges permalink
    27 Setembro, 2021 14:57

    Ela é actriz (das más)….

    Liked by 1 person

  10. chipamanine permalink
    27 Setembro, 2021 15:47

    O BE ficou com 4 vereadores a nível nacional? Poa vida que representação popular directa hein?

    Gostar

  11. chipamanine permalink
    27 Setembro, 2021 15:49

    E o PAN populista de caezinhos e gatinhos também não? e esta preocupado com partidos “antidemocraticos” como o BE e o PCP?

    Gostar

  12. SRG permalink
    27 Setembro, 2021 16:40

    Aos poucos o portuguesito vai abrindo a pestana. .Só que muito lentamente !!!

    Gostar

    • Chopin permalink
      27 Setembro, 2021 17:22

      Sim, muito lentamente. Um par de milímetros por milénio, com optimismo. Veja-se o caso de Odemira, depois de tanto choro e ranger de dentes.

      Gostar

  13. André Silva permalink
    27 Setembro, 2021 22:20

    A miss Piggy está desorientada, coitada.

    Gostar

  14. marão permalink
    28 Setembro, 2021 08:33

    As muletas mesmo carunchosas caem de pé.

    Gostar

  15. Desalinhado permalink
    28 Setembro, 2021 08:52

    Eles apareceram todos com cara de anémicos e de derrotados.
    O Jerónimo da cassete, a Catarina dos limões, o Medina das ciclovias, a Inês dos canis e o Costa da bazuca.
    Um a um foram-se chegando aos microfones, já convencidos da noite de insónias e pesadelos que iriam ter. Mais parecia um desfile de condenados a caminho da forca.
    O Jerónimo da cassete, que ainda se rege pela cartilha deixada pelo Cunhal, vê o partido cada vez mais envelhecido, como uma espécie de lar de idosos revolucionários que usam boina do Ché, e tirando aqueles três dias por ano da Festa do Avante, é um partido que já não atrai os jovens.
    A Catarina dos limões conseguiu, finalmente, pôr o Bloco de Esquerda-marchar ao mesmo nível da sua estatura, isto é, pequeno e insignificante, pese embora todo o esforço de se querem colocar em bicos de pés perante o défice.
    O Medina das ciclovias perdeu a pedalada e encostou à berma, à espera do carro-vassoura para o levar. Martim Moniz e Arroios são dois escândalos capitais que envergonham qualquer Lisboa.
    A Inês dos canis, desdobrou-se em várias iniciativas no dia das eleições. Calçadas as PANtufas, começou com uma pequeno-almoço de PANquecas de algas. Depois de exercer o seu direito de voto, foi com os seus cães até à praia de Cascais para recolher 116 gramas de lixo, regressando a casa para almoçar. À noite, já depois de ter jantado uns PANados de soja, deslocou-se à sua sede de campanha, onde já havia algumas bandeiras do partido e outras nem tanto, para assistir ao desenrolar dos resultados das eleições. E o saldo foi de acordo com as preferências da líder, isto é, ficou vegan, muito aquém das calorias e das expectativas.
    O Costa da bazuca, sofreu uma derrota em toda a linha. Ao apearem Medina da Câmara de Lisboa, cidade-sede do poder do país, de certa forma também se quis atingir e castigar este (des)governo socialista, sobretudo António Costa e os seus incompetentes comparsas ministros, que apesar de irem cantando vitória, nas próximas eleições legislativas vão ter uma resposta à altura.
    Até lá, Costa vai matutando bem, e reconhece que o seu tempo da validade está a chegar ao fim, e não correndo o risco de vir a ser derrotado, estou em crer que vai sair antes, quiçá, para o tacho bem remunerado lá fora, como já fizeram Durão Barroso e António Guterres. A ver vamos…
    Na verdade, já há algum tempo que não se falava de Lisboa por tão bons motivos, mas esta declaração de derrota de Fernando Medina foi uma boa notícia para os lisboetas, que entre os apregoados milhões da bazuca que eram oferecidos de mão-beijada durante a vergonhosa campanha, preferiram ficar com moedas. Assim é que aprendem!

    Liked by 1 person

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: