Saltar para o conteúdo

Para esta geringonça não há nem haverá crise

1 Novembro, 2021

No OBSERVADOR desta semana tratei da outra geringonça, daquela que há décadas define a agenda do avançar, das causas, dos combates certos… Não é verdade que a aliança entre o PS e a extrema-esquerda tenha começado em 2015. Muito antes já imperava uma frente de esquerda que definia as causas e a agenda. Gozando de uma extraordinária simpatia nas redacções, instalados nessa teia de institutos, comissões, observatórios – o caso do operacional das FP-25 condenado por terrorismo que agora, na qualidade de presidente de um observatório do ISCTE,  acabou a avaliar candidatos a juízes é um bom símbolo desse mundo que BE e PS repartiram entre si –

Para esta geringonça não há nem haverá crise. Quer estejam ou não no poder vamos vê-los a mobilizarem-se contra a direita (pronunciar enfaticamente), banalizando absurdos e impondo contra-sensos. Da outra teremos notícias na próxima noite eleitoral. Enquanto não colocarmos em causa o poder desta geringonça — aquela que nos diz sobre o que devemos falar, como e quando — não seremos capazes de enfrentar nenhuma outra. Sobretudu é inútil fazê-lo.

17 comentários leave one →
  1. Weltenbummler permalink
    1 Novembro, 2021 11:02

    esta geringonça é que conta enquanto houver dinheiro para dar e emprestadar
    felizmente temos um PR à altura, sempre com uma gestão sensacional

    Liked by 1 person

  2. 1 Novembro, 2021 12:06

    Cabe a cada um de nós não se sujeitar e continuar a falar português correcto e até vernáculo, marimbando-se (ou mesmo orgulhando-se) dos epítetos (machista, fascista, racista e fóbico de várias qualidades) com que os gramcistas jacobinos fanáticos nos queiram enfeitar. Não esquecer que o Robespierre (antecessor histórico destes transtornados) até o nome dos meses mudou segundo o politicamente correcto da época. E depois acabou da forma que se previa…

    Liked by 2 people

  3. JgMenos permalink
    1 Novembro, 2021 12:34

    Tão evidente e tão pouco enunciado pelos que, dizendo-se à direita, parece nada mais ambicionarem do que preencherem os lugares criados nessa teia.

    A luta é ideológica, a corrupção e a mentira são o cerne, e no Panteão põem Aristides de Sousa Mendes!!!!

    Gostar

    • Albino Manuel permalink
      1 Novembro, 2021 13:33

      Senhor Jesus, livrai-nos destas mulheres que nem mulheres são. Apenas demónios saídos de um filme de Dreyer. Bebem chás fortes e a todos agoniam. Saber não sabem. Instilam como as favoritas de outros tempos, intrigas, conspirações, e um susurro eterno, de ódio e despeito.

      São Paulo dizia obedecei. Estas dizem, obedeçam.

      Castigai-as senhores porque delas é o pandemónio e o pandemónio é o reino do

      Gostar

  4. Albino Manuel permalink
    1 Novembro, 2021 13:32

    Senhor Jesus, livrai-nos destas mulheres que nem mulheres são. Apenas demónios saídos de um filme de Dreyer. Bebem chás fortes e a todos agoniam. Saber não sabem. Instilam como as favoritas de outros tempos, intrigas, conspirações, e um susurro eterno, de ódio e despeito.

    São Paulo dizia obedecei. Estas dizem, obedeçam.

    Castigai-as senhores porque delas é o pandemónio e o pandemónio é o reino do

    Gostar

  5. 1 Novembro, 2021 13:57

    “A Esquerda mobilizar-se contra a Direita”? e daí? Não era de esperar outra coisa!
    O mal está em a Direita não conseguir mobilizar-se contra a Esquerda.
    Fiquem sabendo, irmãos da Direita, que a preguiça é um pecado mortal. Perguntem ao Sr. Prior se não é!
    O resultado é a morte anunciada do PSD, CDS, PPM, IL.

    Gostar

    • jppch permalink
      1 Novembro, 2021 14:36

      O Sr Prior pode ser adepro da Doutrina Social da Igreja, da Teologia da Libertação ou de outra coisa qualquer, porque o Sr. Prior antes padre é homem… e como homem padece das virtudes e dos defeitos de qualquer ser humano…
      o que devia reflectir e pensar é que ” a preguiça é um pecado mortal.” … não não é um pecado mortal, antes pelo contrário… e o seu Che quando preguiçava em desvaneios sexuais? era pecado mortal? Possivelmente não, depende das convicções e da estrutira moral de cada um… E, quando fuzilava a torto e a direito, detentores de pensamento distinto? Sim, aí era um pecado mortal… mesmo para quem não acredita em pecados mas sim na dignidade humana

      Gostar

      • jppch permalink
        1 Novembro, 2021 14:42

        Desculpem os erros ortográficos , mas o texto é assim: O Sr. Prior pode ser adepto da Doutrina Social da Igreja, da Teologia da Libertação ou de outra coisa qualquer, porque o Sr. Prior antes de padre é homem… e como homem padece das virtudes e dos defeitos de qualquer ser humano…
        o que devia reflectir e pensar é que ao contrário do que afirma ” a preguiça é um pecado mortal.” … não não é um pecado mortal, antes pelo contrário… e o seu Che quando preguiçava em desvaneios sexuais? era pecado mortal? Possivelmente não, depende das convicções e da estrutura moral de cada um… E, quando fuzilava a torto e a direito, detentores de pensamento distinto? Sim, aí era um pecado mortal, sem preguiça alguma… mesmo para quem não acredita em pecados mas sim na dignidade humana

        Liked by 1 person

      • chipamanine permalink
        1 Novembro, 2021 15:49

        A única coisa quem que o esquerdismo não é preguiçoso é ser “contra a direita” sendo que a direita é tudo o que não pensa como eles de forma religiosa.
        De resto a esquerda é preguiçosa para trabalhar, para aforrar, para criar, para desenvolver porque se dedica ao outro, naquilo que o outro tem e que ela acha que deveria ser dele sem ter mexido uma palha.
        Em Portugal tal cai como ginjas pois um dos traços culturais mais evidentes nos tugas é a inveja.

        Liked by 2 people

  6. chipamanine permalink
    1 Novembro, 2021 15:52

    Em Portugal o Costa ( o PS) poderia se aliar aos Kmers Vermelhos ou às Farc que a CS social faria deles movimentos moderados. Mão seria um social democrata pois Stalin já foi “lavado” como um erro.

    Liked by 2 people

  7. Manuel Antoni permalink
    1 Novembro, 2021 17:48

    a esquerda e a extrema esquerda domina as universidades publicas todas. Uma vergonha. FDP.

    Gostar

    • 1 Novembro, 2021 18:38

      Domina porque a o clic accão/reacção ainda não se deu. Mas vai dar. Quando, não sei, mas é uma constante histórica. E nessa altura a coisa não se vai resolver com o diálogo, mas sim à cacetada (ou mais qualquer coisa). Até os bois mansos marram quando são picados demais. Só tenho pena de provavelmente já não assistir. Mas vai ser divertido.

      Gostar

  8. lucklucky permalink
    1 Novembro, 2021 18:11

    A direita ainda não percebeu a importância da violência e da ameaça de violência política em democracia.

    Por isso enquanto a direita ficar em casa e deixar a rua à esquerda e não mostrar que pode resistir em todos os campos da política incluindo a da violência nunca vai poder governar mesmo que ganhe as eleições com maioria.

    Não esperem que a PSP e GNR estejam cá para defender a legalidade democrática de uma eventual maioria de direita. Eles seguirão a onda e se a onda da violência e da sua ameaça for só de esquerda ficarão a olhar porque vão partir do principio que tal representa a vontade do povo. Um ministro não basta para defender a democracia será preciso sair à rua.

    Historicamente só a partir de Rio Maior para cima a Direita saiu à rua sem ser um apêndice do PS.

    Liked by 1 person

    • lucklucky permalink
      2 Novembro, 2021 05:03

      Faltou um ponto importante.

      As condições para a PSP e GNR não defenderem a Democracia são estas:

      1- “Protestos” da esquerda nas ruas
      2- Jornais e TVs apoiarem os “protestos” <— faltou este ponto* .
      3- direita ficar em casa

      O

      Gostar

      • lucklucky permalink
        2 Novembro, 2021 05:07

        Uma vez que os jornalistas “de referência” já nem sequer usam a expressão “extrema esquerda” para designar partidos totalitários como o PCP e o BE, podem esperar que não haverá condenação a ameaças e violência política contra um Governo de direta democraticamente eleito.

        A partir da eleição de um Governo de direita que queira mudar leis importantes podem esperar que a extrema esquerda estará nas ruas a cada semana.

        Gostar

      • lucklucky permalink
        2 Novembro, 2021 05:11

        E podem esperar que os jornalistas “de referência” vão chamar “protestos” a violência política.
        E não vão usar expressões negativas em relação a esses protestos.

        Relembremos os “negacionistas” e “injurias” estavam sempre nos protestos contra as vacinação.

        E se o sistema de justiça estiver nas mãos da Esquerda podem esperar que os procuradores serão muito brandos.

        Gostar

  9. marão permalink
    1 Novembro, 2021 19:05

    Abençoados até ao ultimo segundo, o filme tem anunciada continuação após intervalo para publicidade.
    Se com o mesmo promotor, é o que adiante se verá, se o popular pastel de Belém não o confirmar antes.

    Liked by 1 person

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: