Saltar para o conteúdo

COP26 – Missa apocalíptica

3 Novembro, 2021

Em Glasgow decorre a Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas. O evento tem cariz religioso porque quem lá se desloca vai ouvir um credo para o qual já está convertido. Trata-se também de uma exibição ridícula de suposta virtude de líderes mundiais entre os quais ventríloquos de Santa Greta como o Papa Francisco ou o Arcebispo de Cantuária que avisou esta semana que a inacção dos políticos em relação ao tema da conferência iria provocar “um genocídio em escala infinitamente maior” àquele de que Hitler foi responsável.

O apocalipse e o fim iminente do mundo já foram anunciados dezenas de vezes nas últimas décadas. Mas continuando a sujeitar a opinião pública a esta narrativa de medo sustentada em mirabolantes produções académicas e modelos matemáticos criativos, a oligarquia lá se juntou de novo tendo viajado para a Escócia em mais de 400 voos privados.

Sob a batuta do nosso possidónio e salvador Guterres, além de hipócrita esta gente esconde as suas ideias anti-humanas atrás da grandiloquência sobre salvar o planeta quando a sua real ambição é manter-se e lutar pelo poder.

Mas com isto sofremos um ataque impiedoso aos nossos padrões de vida e liberdades. Por exemplo, a redução das emissões de carbono prometidas por Biden até 2050 custariam cerca de 10.000€ a cada americano, todos os anos, até essa data. Mas quantas pessoas estariam dispostas a pagar esse preço? E será que os europeus têm consciência de que por cada euro gasto na redução de carbono apenas se evitou um custo de 3 cêntimos atribuíveis às alterações climáticas? E já ouviu algum jornalista referir que apenas 19% das emissões mundiais de carbono provêm da produção de energia? Note que embora nos digam que os carros eléctricos serão a nossa salvação, actualmente apenas 1% dos veículos no mundo são eléctricos apesar das fortunas de dinheiro dos contribuintes gastas em subsídios à sua compra. Já agora fique sabendo também que temos capacidade de armazenamento de energia em baterias capaz de satisfazer menos de um minuto do consumo mundial necessário. E repare que se forem alcançadas todas as ambiciosas metas definidas pelos políticos para adopção de veículos eléctricos, ainda assim conseguiremos fazer baixar a temperatura do planeta uns fantásticos 0,0001 graus centígrados.

Mas uma narrativa de medo ao despertar sentimentos de pânico nas populações confere aos autoproclamados especialistas, poder de influenciar uma alteração radical da nossa vida em sociedade. Contudo existem problemas ambientais muito mais importantes e locais do que as mudanças climáticas globais devastadoras que os ativistas e radicais lunáticos nos querem impingir. Esses o mercado e as comunidades locais têm-nos resolvido ou mitigado.

Por isso as centenas de milhar de milhões de euros que a oligarquia quer gastar para inglês ver, seria muitíssimo melhor empregue se não fosse retirado às pessoas através de impostos e fosse antes deixada à iniciativa privada e ao engenho humano o desenvolvimento e investigação de novas tecnologias que desde o início dos tempos sempre nos ajudou a uma mais harmoniosa e equilibrada relação do homem com a Natureza.

O meu vídeo de hoje, aqui:

5 comentários leave one →
  1. 3 Novembro, 2021 19:57

    Na vez anterior que o mundo necessitou de converter massivamente as fontes principais de energia, houve uma guerra em que morreram milhões de pessoas. Foi na passagem do carvão para o petróleo.
    Na transição atual de petróleo para energias verdes, talvez não vá custar muito menos…

    Gostar

  2. Chopin permalink
    4 Novembro, 2021 07:58

    Mais entidades dispostas a ajudar o príncipe Carlos a salvar vidas consertando o clima na retrete do sr Guterres:

    Now even the Taliban joins calls to save the environment as regime calls for international aid to boost eco projects in Afghanistan
    The Taliban called for international aid for environmental projects in Afghanistan
    Spokesman Suhail Shaheen cited a need to protect the country’s ‘fragile climate’
    He added ‘tremendous work’ was needed to help Afghanistan become greener
    Daily Mail

    Gostar

  3. FGCosta permalink
    4 Novembro, 2021 09:35

    Por alguma razão não se encontra nas livrarias o livro No Panic de Bjorn Lomborg que fala exatamente nesses pontos e muitos mais que qualquer pessoa racional e verdadeiramente empenhada em avaliar e resolver o problema deveria ter em conta

    Gostar

  4. 4 Novembro, 2021 10:36

    enquanto isso continuam a licenciar e a construir à beira mar….a antecipação de problemas pelas “autoridades” ´ é espantosa , ou então acreditam tanto no apocalipse climático como eu.

    Gostar

  5. João Lopes permalink
    8 Novembro, 2021 20:25

    “To calculate the amount of CO2 produced by a car not only the CO2 emitted during use must be taken into account, but also the emissions caused by its production and disposal.

    The production and disposal of an electric car is less environmentally friendly than a car with an internal combustion engine and the level of emissions from electric vehicles varies depending on how the electricity is produced.”

    Fonte: https://www.europarl.europa.eu/news/en/headlines/society/20190313STO31218/co2-emissions-from-cars-facts-and-figures-infographics

    A farsa dos carros eléctricos, disponível para quem quiser ler, no site do parlamento europeu. E andamos nós a pagar todas as idiotices “verdes”…!

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: